Estudar, Ler, Fazer e Aprender

0

*Quem lê se informa, quem se informa adquire conhecimento, quem tem conhecimento pensa. E quem pensa está sempre protegido.

ATENÇÃO, SALA DE AULA NÃO É LOCAL DE SE LER PARA APRENDER!
Ao que parece, esta afirmação é totalmente fora de propósito, não é?
Mas pensemos um pouco: uma dona de casa sai de manhã e vai à bodega ou feira e compra feijão, arroz, farinha, uma mistura e uma fruta para fazer um suco… Pergunto: ela prepara todos estes alimentos na bodega ou na feira onde comprou ou ela leva tudo aquilo para que seja manipulado em casa? Então, concluímos com facilidade que bodega e feira não são lugares apropriados para uma mãe preparar uma comidinha para os seus. O local adequado é a cozinha de sua casa.

De igual forma, na sala de aula o estudante recebe conteúdo, aprende a aprender este conteúdo, tira dúvidas fazendo perguntas e, às vezes, respondendo também o que aprendeu. Mas o que aprendeu? Sim, mas você não disse que sala de aula não é local de se ler/aprender? Isso mesmo, estou querendo dizer: o que aprendeu lendo em casa (o que também chamamos de “estudando em casa”). É lá o melhor local para se ler e aprender, anotar dúvidas para serem elucidadas na classe com os mestres. É que normalmente uma classe tem muitos estudantes e a aula dura menos de uma hora, não há tempo, ambiente nem espaço para ler e aprender, e ler para aprender é o objetivo maior a ser perseguido por todos que frequentam a escola, acreditamos. Não adianta a segunda, terceira ou quarta chamada/recuperação, se de fato não houver a leitura solitária e efetiva compreensão do ensinado. Passar de ano sem que saibam, de fato, todo conteúdo daquela fase, ser aprovado somente, não quer dizer saber. Não esqueça nunca: na escola da vida não há segunda chamada…

Mas ler para entender, para realmente aprender, deve ser um ato individual, solitário e exclusivo. É como respirar. Nenhum pai, nenhuma mãe, nenhum professor ou amigo, por mais que queira, pode respirar por um filho/aluno/amigo. Nenhum pai, nenhuma mãe pode ler por seu filho, bem como nenhum pai, nenhuma mãe pode andar o passo do seu filho. Andar, como outras ações do homem, e ler, inclusive, é ato solitário. O que os pais podem é ajudar neste processo, mas, nunca, interferir fazendo o que obrigatoriamente deverá ser feito por ele. Por uma razão muito simples: só se aprende a fazer fazendo, por isto é que somente lendo, se necessário repetidas vezes, é que podemos aprender, e aprendendo, adquirimos conhecimento.

Não esqueçamos, sobretudo, no momento atual, a era do conhecimento. E, também, que é ele, o conhecimento, quem protege no presente, e sobretudo no futuro vai proteger, os nossos “aprendentes” de hoje. O conhecimento é o único patrimônio que nenhum ladrão rouba. Vamos ensinar aos nossos alunos a aprender? Vamos estimulá-los a ler em casa? Vamos educá-los sobre o valor e o significado que esta ação terá nas vidas deles para o futuro? Acredite, já tem muita gente aqui no nosso Estado fazendo isto e colhendo muitos e bons resultados. PENSE NISSO!

*Domingos Pascoal

Comentários