EUFORIA DOS CANDIDATOS

0

O candidato a vice-governador Fabiano Oliveira (PSDB) entusiasmou-se ontem pela caminhada que a sua coligação fez, puxada pelo governador João Alves Filho (PFL), candidato à reeleição. Foi um arrastão com milhares de pessoas que fez um percurso longo – da Edésio Vieira de Melo até a praça Fausto Cardoso, passando por várias ruas. Segundo Fabiano Oliveira, “deu mais gente do que o Pré-Caju”. Era o povo gritando: é o negão e o cabeção” por todo o percurso. É possível que a euforia tenha invadido as candidaturas, às véspera do início dos programas de televisão, que pode definir a campanha, porque é através das palavras que chegam às casas dos eleitores e podem ganhar ou perder o eleitor.

A campanha está divida entre Marcelo Déda (PT) e João Alves Filho (PFL)…

O entusiasmo também chegou forte em Marcelo Déda. Ontem pela manhã ele teve um encontro com dezenas de lideranças do interior, usando o Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe. Ficou animado com a presença de 23 prefeitos na reunião: “essa é a primeira vez, depois da candidatura de Seixas Dórea ao Governo, que a oposição conta com o apoio desse número de prefeitos municipais”. Marcelo Déda também tem feito carreatas e passeatas com muito carro e muita gente, com o entusiasmo de quem tem certeza de que será eleito. Há realmente uma mudança no comportamento dos sergipanos, que estão se dividindo na capital e no interior.

Podem anota: será uma eleição que cada voto é muito importante para os candidatos.

O candidato do PDT, deputado federal João Fontes, mapeou ontem o estado e traçou o seu roteiro de visitas. Tem trabalhado muito e recebido apoio de um segmento do eleitorado que prefere mudar através de uma terceira via. Tem dito que precisa se apresentar ao como candidato a governador: “muita gente ainda pensa que estou disputando a reeleição”, diz. João não pára e, como os outros dois adversários, mostra entusiasmo e admite que estará no segundo turno – “não sei com quem” – e vou ganhar as eleições. João tem feito uma campanha mais modesta e é possível que cresça no decorrer do programa de televisão, porque agirá como um livre atirador, expondo sua ação na Câmara Federal, onde esteve à frente do combate à corrupção.

João Fontes tem um argumento: foi expulso do Partido dos Trabalhadores porque não concordou com a forma como o presidente Lula conduzia o país.

Tem-se uma noção de como serão direcionados os discursos dos candidatos. O ex-prefeito Marcelo Déda (PT) manterá o tom do novo e insistira em frases de efeito como “O PFL expirou o prazo de validade, vamos fazer um governo das mudanças e por um fim na mesmice”. Deve exibir algum programa de governo, sem mencionar o que antes expunha como “o jeito petista de governar”. O jeito não deu certo. Foi desfeito pelo catastrófico estilo do presidente Lula da Silva, que chegou ao poder e não promoveu as reformas que prometeu ao povo em campanha. Evidente que há anos que os discursos não mudam, porque os candidatos – a maioria deles – são os mesmos.

Em seu programa, o governador João Alves Filho vai mostrar obras, principalmente as que foram feitas em Aracaju. Segundo um dos membros de sua equipe de marketing, ele vai desfazer essa historia do “novo” contra o “velho”. Mostrará que os aliados de Déda negam esse discurso obsoleto. O pessoal já percebeu que Marcelo Déda começou na política estudantil antes de João Alves Filho entrar na vida pública para disputa eleitoral. Os dados mostram que Alves concorreu ao governo em 1982, quando o senador Valadares já era deputado federal, Jackson Barreto também já estava em Brasília e todos estiveram ao lado de João como liderados. Marcelo Déda foi candidato a prefeito em 1985, três anos depois dele eleger-se governador, e chegou à Assembléia Legislativa em 1986. Com essa dedução, pensam em mostrar que a questão do novo contra o velho é uma posição preconceituosa da questão etária.

Os dois lados vão buscar o que consideram frágil no outro, enquanto João Fontes entrará com uma metralhadora, disposto a atirar em todo mundo…

 

 

BASTIDORES

Os bastidores para apresentar um nome que substitua Hildegards Azevedo no Tribunal de Contas já começaram a ferver.

Tem gente pesquisas, na justiça e Ministério Público a vida de um dos candidatos, cujo partido pode influencia na eleição do novo conselheiro.

 

INDICAÇÃO

Um nome, que ainda não foi citado e sequer aparece, pode ser o indicado por um grupo que tem um bom entrosamento entre parlamentares da situação e do governo.

O deputado federal José Carlos Machado (PFL), que trabalhava para trocar a Câmara pelo Tribunal de Contas, não conseguiu o seu objetivo.

 

SITUAÇÃO

Nessa situação confusa, o presidente do Tribunal de Contas só vai deixar o cargo para se aposentar na sexta-feira, antecipando em dois dias o fim do seu período no TC.

De qualquer forma, há um grupo insistindo que o governador faça a indicação imediatamente, antes do resultado final das eleições.

 

SÃO FRANCISCO-1

O governador João Alves Filho (PFL), candidato à reeleição, vai gravar um dos seus programas para a televisão, em pleno rio São Francisco. Falará sobre transposição.

Vai de catamarã até uma “croa” e desce para um barco pequeno próximo à foz do rio, a fim de mostrar que o São Francisco não tem condições de transportar água.

 

SÃO FRANCISCO-2

A luta do governador João Alves Filho contra a transposição do rio São Francisco foi intensa e surtiu resultado: o projeto não andou.

O governador continua contra esse projeto, defende a revitalização do rio, para que ele consiga sobreviver com saúde e servir ao Nordeste.

 

RECURSOS

O prazo para a apresentação de recurso sobre os valores adicionados do ICMS 2007 por parte das prefeituras sergipanas se encerra segunda-feira.

Até o momento menos de 10 prefeitos recorreram da decisão provisória do Tribunal de Contas, tomada com base nas informações fornecidas pela Secretaria Fazenda.

 

HELENO

O deputado federal Heleno Silva (PL) está muito abatido com tudo que está acontecendo com ele neste momento. Está falando pouco e só atende amigos.

A partir de agora, Heleno vai cuidar de sua defesa e diz que vai provar sua inocência. Garante que não recebeu nada da Maplan.

 

REUNIÃO

O candidato a governador pelo PT, Marcelo Déda, fez uma reunião com lideranças do interior, ontem pela manhã, no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe.

Compareceram 23 prefeitos, o que animou Marcelo Déda: “desde a campanha de Seixas Dórea que a oposição não agrega um número desse de prefeitos”.

 

ENCONTRO

No período da tarde, antes do início da tarde, o governador João Alves Filho (PFL) também teve um encontro com mais de 40 prefeitos municipais.

Aconteceu no buffet Sônia Lima, na Atalaia, e teve o objetivo de convocar o pessoal para trabalhar com maior intensidade nesses próximos 45 dias.

 

GRAVAÇÃO

O candidato do PDT ao governo, João Fontes, disse ontem que já tem seis programas de televisão gravados, prontos para ir ao ar.

João disse que está pronto para fazer uma “mudança de contestar e não de como estar”. Hoje ele faz carreata em Estância e São Cristóvão.

 

ENTREGA

Os partidos ou coligações devem entregar as fitas com os programas de seus candidatos com a antecedência de 3 horas e meia do início da transmissão.

A decisão segue a Instrução 107, aprovada pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na quinta-feira passada.

 

OPOSIÇÃO

A coligação formada por partidos de oposição calcula que, com a saída de Heleno Silva (PL) fará três deputados federais em uma disputa entre quatro.

Estão no páreo Jackson Barreto (PTB), Nilson Lima (PT), Jorge Alberto (PMDB) e Valadares Filho (PSB). A disputa é dura entre os quatro.

 

FORTALECE

O vice-governador Fabiano Oliveira (PSDB) acha que o partido vai se fortalecer muito depois das eleições, independente do resultado final.

Fabiano acha que vai haver uma renovação e que o PSDB também vai se prepara para disputar as eleições municipais de 2008.

 

Notas

 

MÚSICA

Um fusca plotado, com uma caixa de som, desfila pelas ruas da cidade tocando a música do candidato a deputado estadual Rola. A letra tem muito a ver com o nome do deputado. O seu refrão é “Rola, cachaça, mulher e gaia”. Extremamente brega, mas que tem atraído o eleitorado jovem que votam por protesto.

Segundo informações de assessores de Rola, tão controvertidos quanto o candidato, mais de 500 cópias do CD já foram vendidas, ao preço de R$ 5,00. Esse movimento pode colocar Rola em posição confortável.

 

APOSENTADOS

A Câmara começará a analisar a Medida Provisória que foi assinada pelo presidente Lula e reajusta em 5,01% os benefícios com valores acima de um salário mínimo pagos pela Previdência Social. O texto determina que o reajuste anual das aposentadorias seja calculado com base no INPC.

A nova Medida Provisória que substitui a anterior também traz a implantação do chamado “nexo técnico epidemiológico” para a identificação de acidentes e doenças ocasionadas pela atividade profissional.
 

ÁLCOOL

Tramita na Câmara o Projeto de Lei, do deputado Vieira Reis (PMR-RJ), que proíbe a venda e o consumo de bebidas alcóolicas e de quaisquer bebidas acondicionadas em latas nos estádios de futebol e ginásios de esportes. A proposta também proíbe a venda e a utilização de fogos de artifícios.

Vieira Reis quer amenizar a violência em eventos esportivos e culturais. “Quase todos os dias os jornais têm noticiado incidentes nesses locais, onde, em 90% dos casos, a violência teve motivações associadas ao alcoólica”.

 

 

É fogo

 

Unanimidade em torno da entrevista que o presidente Lula concedeu ao Jornal Nacional. Ele não está preparado para debates e não falou a verdade para o Brasil.

 

Fica bem claro que o presidente Lula não pode falar sem tele-pronto, além de não ter condições de enfrentar um debate, principalmente para falar em corrupção.

 

O ex-governador Albano Franco, candidato a deputado federal, esteve ontem pela manhã em Itabaianinha.

 

Os seqüestros relâmpagos estão acontecendo em Aracaju quase diariamente. É bom ter muito cuidado quando estacionar e, depois, quando for sair nele.

 

A maioria desses seqüestros acontece na orla de Atalaia, próximo a bares e restaurantes. A movimentação não gera suspeita.

 

O Sindicato dos Bancários de Sergipe começou a mobilizar a categoria para a campanha salarial deste ano.

 

Pastores e evangélicos e alguns cabos eleitorais passaram o dia de quinta-feira na Barra dos Coqueiros fazendo campanha para o deputado Antônio dos Santos.

 

O deputado federal José Carlos Machado (PFL) entrou para valer na disputa pela reeleição. Tem viajado muito.

 

Dentro de mais três dias tem início o programa gratuito de televisão, quando os candidatos apresentarão proposta e programa de governo.

 

Todos os candidatos estão preocupados na organização do programa eleitoral e debatem o assunto com o pessoal de marketing.

 

O candidato a governador pelo PDT, João Fontes, retornou de Brasília ontem e iniciou imediatamente a sua campanha em Sergipe.

 

brayner@infonet.com.br

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais