Exemplo de desapego

0

Diferente de muitos petistas, ainda inconformados pela perda das gordas tetas do poder, a ex-primeira dama Eliane Aquino (PT) deu um belo exemplo de desapego a cargos públicos. Para surpresa de muitos, ela agradeceu ao governador Jackson Barreto (PMDB) o convite para ocupar a poderosa Secretaria de Inclusão Social. Alegou que a pasta é muito grande e lhe tomaria todo o tempo, deixando-a sem condições de acompanhar o crescimento dos filhos pequenos. Comenta-se que, além deste justo motivo, Eliane teria ficado incomodada ao saber que, embora não tivessem movido uma palha para indicá-la, setores do PT queriam nomear os diretores ligados à Secretaria, visando inviabilizar o trabalho dela. Sendo isso verdadeiro, deram com os burros n’água, pois agora terão que procurar outras tetas para matar a sede pelo poder.

Sem subvenção

A deputada estadual Ana Lúcia (PT) abriu mão das verbas de subvenção liberadas pela Assembleia visando, em tese, beneficiar entidades filantrópicas. Na nota em que comunica esta decisão, a petista também defende a reestruturação da Controladoria Interna do Legislativo objetivando fiscalizar melhor os atos administrativo da Casa e acompanhar de perto a aplicação das subvenções pelas entidades beneficiadas. Não seria melhor acabar de vez com essa indecência chamada subvenção?

Deu as caras

E por falar em subvenções, o deputado Adelson Barreto (PTB) foi pessoalmente ao Tribunal Regional Eleitoral pedir para ser citado no processo que apura a aplicação das verbas liberadas pela Assembleia. Não conseguiu falar com o juiz que investiga o rumoroso caso, mas assinou a citação, com prazo para apresentar a defesa. Adelson diz ter ficado chateado com a informação que o oficial de justiça não estava conseguindo encontrar os deputados para intimá-los.

Jogo duro

O futuro secretário da Segurança, Mendonça Prado (DEM), promete jogar duro contra a marginalidade. De cara, vai desenvolver um plano emergencial para atacar os altos índices de criminalidade. Prado anunciou ontem os nomes dos delegados que assumirão os postos chaves na SSP. Os comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, respectivamente, Maurício Iunes e Reginaldo Dórea, foram os únicos mantidos nos cargos.

Volta pra casa

A Polícia mandou Satanás direto para o inferno. Nascido André Luiz Tavares, este endiabrado marginal de 18 anos vivia infernizando a periferia da grande Aracaju e, de quando em vez, assaltava até no centro da capital. Ontem, o infeliz se encontrou com uma patrulha da PM e resolveu medir forças, mas levou a pior na troca de tiros.

Discute cargos

O PT sergipano se reúne amanhã para mais uma lavagem de roupa suja. Entre os itens da pauta estão a eleição para a Mesa Diretora da Assembleia e a indicação de nomes para os 2º e 3º escalões do governo estadual. Também deve ser tratada a possível indicação de Rogério Carvalho, presidente estadual do partido, para um cargo federal, que pode ser a presidência da Funasa ou do Instituto Nacional do Câncer.

No limite

O Índice de Confiança do Empresário Industrial, medido pela Confederação Nacional da Indústria, ficou em 44,4 pontos em janeiro. De acordo com a CNI, trata-se do nível mais baixo desde janeiro de 1999, início da série histórica do indicador. Com relação a dezembro, quando o índice estava em 45,2 pontos, houve queda de 0,8 ponto. Em relação a janeiro de 2014, quando o indicador estava em 53,1 pontos, o recuo foi 8,7 pontos.

Só depois

O governador Jackson Barreto só deve anunciar os escolhidos para os 2º e 3º escalões depois da eleição na Assembleia. Os deputados eleitos para a Mesa Diretora serão contemplados com menos cargos, enquanto os “derrotados” vão ganhar mais espaços no governo. Portanto, quem está de olho numa “boquinha”, terá que esperar fevereiro chegar.

Som baixo

Durante o carnaval em Pirambu, quem ligar som de carro a toda altura será punido.  Pelo menos é o que ficou decidido ontem durante reunião entre o Ministério Público, Prefeitura e Polícia Militar. Os carros e paredões de som não podem extrapolar o volume de 50 decibéis durante o dia e 45 decibéis no período noturno. Sensíveis, os ouvidos agradecem!

Meia sola

Na impossibilidade de fazer obras estruturantes, a Prefeitura de Aracaju decidiu realizar mutirões na periferia. As primeiras ações de meia sola vão acontecer no bairro Japãozinho. Estão previstos reparos nos calçamentos das ruas, reforma de praça e substituição de lâmpadas. Esta foi a saída encontrada pelo prefeito João Alves Filho (DEM) para reduzir o descontentamento popular com administração municipal.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã em 30 de junho de 1911

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários