Faca no pescoço

0

A coluna Painel do jornal Folha de São Paulo publicou ontem que, “além das cidades que já estavam à mesa de negociação, o PSB de Eduardo Campos passou a exigir apoio do PT em Aracaju para o deputado Valadares Filho em troca da aliança com Fernando Haddad, em São Paulo”. Em resposta, o governador Marcelo Déda (PT) postou no twitter não ter “conhecimento de qualquer pressão do PSB Nacional sobre candidatura em Aracaju. A candidatura do bloco aliado será resolvida aqui”. Sendo verdade ou não o que publicou o jornal paulista, o certo é que o governante sergipano está com a faca no pescoço: Caso escolha o prefeiturável Rogério Carvalho (PT), contraria o PSB, e se optar por Valadares Filho, ficará em maus lençóis com boa parte de seus amigos petistas. O pior é que Déda tem pouquíssimo tempo para salvar a jugular.

Chove chuva

Desde ontem que chove na Grande Aracaju e em vários municípios sergipanos. Típica de inverno, a chuva renova as esperanças dos sergipanos, principalmente os afetados pela forte estiagem no semi-árido. A queixa do sertanejo é que, até agora, o governo não começou a distribuição das sementes selecionadas de milho e feijão para o plantio. Qual será o motivo da demora?

Braços cruzados

Como ainda não foram oficialmente notificados que a Justiça considerou a greve ilegal, os professores da rede estadual permanecem de braços cruzados. Amanhã eles promovem uma assembleia para deliberar sobre a continuidade ou não do movimento. Em nota, o Sindicato da categoria informa que, ao ameaçar cortar o ponto dos educadores, o governo Déda alimenta o caráter arrogante, prepotente e vingativo.

Sustentabilidade

Os municípios podem receber R$ 3 milhões em recursos para transformar prédios públicos comuns em edifícios sustentáveis em relação ao uso da água. Para conseguir o investimento, que será feito pela Agência Nacional de Águas, é preciso apresentar até setembro projetos de boas práticas na conservação do recurso, como eliminar vazamentos em sistemas de reserva e distribuição de água, reparo e modernização de equipamentos hidráulico-sanitários e medição setorizada em banheiros e cozinhas.

Chapéu de couro

A juíza eleitoral da 1ª Zona, Áurea Corumba de Santana, puniu com multas de R$ 5 mil José Mendonça e Edilson Messias. Eles são acusados de realizar propaganda antecipada em favor do pré-candidato a prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM). Ambos afixaram adesivos nos carros com as expressões “fanáticos” e “perfeito”, além da fotografia de um chapéu de couro, igual à usada em campanhas anteriores pelo prefeiturável demista.

Convenções

Os partidos políticos já podem realizar suas convenções para definir coligações e escolher seus candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador nas eleições deste ano. A Lei das Eleições também assegura a partir de agora o direito de resposta a candidato escolhido em convenção, partido político ou coligação atingidos, ainda que de forma indireta, por conceito, imagem ou afirmação caluniosa, difamatória, injuriosa ou sabidamente inverídica, difundidas por qualquer veículo de comunicação social.

João sem medo

Enquanto o DEM não aprovar em convenção seu candidato a prefeito de Aracaju, o ex-governador João Alves Filho não abrirá a boca para dizer se vai ou não disputar o pleito. Entrevistado pelo jornalista Joedson Telles, o demista afirmou ter muito cuidado para tratar sobre candidatura “porque sou uma pessoa fiscalizada à base de lupa. Se disser uma palavra fora do contexto, eles vão entrar com uma ação contra mim”. João adverte, contudo, que não tem o defeito da covardia.

Pré-vice

Como já era esperado, o prefeito de Estância, Ivan Leite (PSD), anunciou no último final de semana o apoio ao pré-candidato Gilson Andrade (PTC), que deverá ter como parceira de chapa a ex-secretária de Ação Social daquele município, Hélia Pinto (PSD). O PTC e PSD deverão marcar suas convenções para os próximos dias.

Protesto

Médicos do serviço público federal prometem paralisar as atividades amanhã em protesto contra a Medida Provisória que trata da remuneração e da jornada de trabalho de profissionais de saúde. Segundo a Federação Nacional dos Médicos, o texto prevê que profissionais que atualmente mantêm jornada de 20 horas semanais no serviço público, ao ingressar na carreira, tenham que cumprir 40 horas semanais e receber o mesmo valor, o que significa uma redução de 50% na remuneração.

Do baú político

Publicado pela primeira vez na Argentina em 1942, o livro “O Cavaleiro da Esperança: Vida de Luiz Carlos Prestes” começou a ser pensado por Jorge Amado quando ele morava em Sergipe. Preso em 1936 sob a acusação de participar da Intentona Comunista, o escritor baiano ganhou a liberdade em 1938, tendo ido para o Rio de Janeiro, em seguida foi morar em São Paulo e depois resolveu ir para a Bahia. Ali ficou pouco tempo antes de se refugiar em Estância, onde permaneceu até 1939 com sua primeira esposa, a estanciana Matilde Garcia Rosa. É o próprio Jorge Amado quem explica sobre a idéia de fazer a biografia do líder comunista: “A primeira vez que prometi escrever este livro foi em 1938, num ônibus que ia de Estância a Aracaju. O chofer havia sido da Coluna Prestes. Falávamos de Prestes e ele me  perguntou por que eu não escrevia a vida do herói. Desde esse dia tenho sentido cada vez mais urgente essa necessidade. Como uma necessidade do povo. E a realizo hoje, feliz de ter cabido a mim a tarefa de falar sobre o maior dos homens do meu país”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários