Façam suas apostas

0

As movimentações isoladas dos partidos mostram que se aproxima a hora da definição dos candidatos a prefeito de Aracaju. Como num jogo de baralho, ninguém revela muitos detalhes sobre os primeiros movimentos, mas todos devem sentar à mesa com algumas cartas nas mangas. O PT sonha com o direito de indicar o candidato dos partidos que apóiam o governo do Estado, porém precisa antes encontrar um consenso interno, sob pena de ir dividido para a campanha. Quando o baralho for aberto, caberá ao governador Marcelo Dedá (PT) cortá-lo e distribuir as cartas. Não será uma tarefa fácil, mas como os convidados para a primeira rodada são experientes no jogo político, o mais provável é que, mesmo a contragosto, todos acatem o resultado, pois sabem que se não estiverem unidos podem perder o prêmio em disputa: a Prefeitura de Aracaju. Portanto, façam suas apostas.

Maus lençóis

O ex-prefeito de Estância, José Nelson de Araújo, foi condenado pela Justiça Federal a cinco anos de reclusão em regime semi-aberto, tendo ainda que devolver dinheiro aos cofres públicos. Ele foi acusado pelo Ministério Público Federal de desviar cerca de R$ 100 mil que seriam usados para a compra de merenda escolar. Os advogados do condenado vão recorrer da decisão.

A casa caiu

A Polícia sergipana desarticulou uma quadrilha de marginais que veio de São Paulo praticar crimes em Sergipe. Junto com os 13 bandidos presos, foi encontrado um verdadeiro arsenal de armas com vários calibres. Segundo a Polícia, o grupo é composto por seqüestradores e arrombadores de caixa eletrônica. A primeira ação da gang estava programada para hoje e previa o seqüestro do gerente de uma empresa de transporte de valores. O crime deveria render cerca de R$ 60 milhões. É, a casa caiu!

Pé de guerra

Reunidos ontem em assembléia, mais de 1,5 mil policiais militares decidiram não dirigir viaturas com emplacamento vencido e não comprar fardamentos novos. “É um direito do Estado fornecer fardas para cabos e soldados, porém isso não ocorre há três anos”, queixa-se o sargento Jorge Vieira. Os policiais consideram que o movimento “Tolerância Zero” foi um sucesso.

Quer punição

O governo está de olho na Associação dos Militares, responsáveis pelo movimento “Tolerância Zero”, que deixou o Pré-Caju com o policiamento pela metade. Se depender do governador Marcelo Déda (PT), os líderes do ‘levante’ serão punidos por terem colocado em risco a vida de milhares de pessoas que participaram da prévia carnavalesca. O comando da PM já determinou a abertura de processo interno para julgar os dirigentes das Associações.

Com o DEM

O caminho natural do PMN é se aliar ao DEM na disputa pela Prefeitura de Socorro. Reunida ontem em Aracaju, a comissão provisória do PMN demonstrou interesse no projeto político que os demistas têm para os socorrenses. “Socorro precisa de investimentos comprometidos com reformas estruturantes”, discursa o presidente do PMN em Sergipe, Antônio Luiz. O apoio ao DEM será anunciado em abril próximo.

Nova orla

Será inaugurada hoje à noite a nova Orla da Atalaia Nova, na Barra dos Coqueiros. Foram investidos cerca de R$ 5,2 milhões em obras de urbanização, que envolvem uma praça de eventos, um complexo poliesportivo composto por mirante, campo de futebol em dimensões oficiais com refletores, duas quadras de cimento e outras duas em areia. A nova orla foi batizada de Complexo Integrado Dr. Jugurta Barreto de Cultura, Esporte e Lazer.

Maionese

O ex-presidente da Petrobras, Zé Eduardo Dutra (PT), acha que a imprensa está chutando quando especula a sua indicação para uma diretoria da companhia estatal. Veja o que ele postou no twitter: “Como tem viagem na maionese no noticiário sobre a Petrobras! Quando acertam dizem: ‘como antecipamos….’. Quando erram deviam dizer: ‘foi mal!’”.

Teste de segurança

Visando dar ainda mais transparência ao processo eleitoral e demonstrar sua confiabilidade e segurança, a Justiça Eleitoral promoverá de 20 a 22 de março a segunda Edição dos Testes Públicos de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação. Os participantes terão a oportunidade de tentar realizar “ataques” à urna eletrônica e seus componentes internos e externos. As inscrições para participar dos testes deverão ser feitas de 2 a 17 de fevereiro, no Portal do Tribunal Superior Eleitoral.

Do baú político

Nem sempre a compra do apoio político é garantia de eleição. Quem não se lembra do advogado Danel Tourinho, um sergipano radicado no Rio de Janeiro que, em 1989, resolver se eleger deputado federal em Sergipe? Presidindo o PRN, partido do candidato a presidente Fernando Collor, o cidadão desembarcou em Aracaju montado na ‘grana’. Reuniu centenas de lideranças políticas no Iate Clube para lançar a campanha mais cara já vista pelos sergipanos. Seu comitê vivia lotado de políticos, que saíam sorridentes e prometendo milhares de votos para o candidato. Os mais otimistas garantia que Tourinho seria o deputado federal mais votado. Porém, ao serem abertas, as urnas expuseram o tamanho da traição. Com menos de 15 mil votos, Daniel Tourinho não ficou nem na primeira suplência. Envergonhado, botou a viola no saco e voltou para o Rio.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários