Febre da vitória

0

Interessante como nenhum candidato admite a derrota. Quando indagados sobre suas chances, todos apresentam números fantásticos e explicam, por ‘A’ mais ‘B’, porque estão entre os eleitos em 3 de outubro próximo. O nome desse entusiasmo é febre da vitória, mal que ataca todos aqueles que se candidatam a um cargo eletivo. Eles se entusiasmam com os tapinhas nas costas, com os ‘Deus lhe ajude” disparados pelos amigos e contam como certos os votos de todo os parentes e colegas de trabalho. Também costumam enxergar como derrotados todos os concorrentes. Ontem, um candidatado fazia contas fantásticas. Segundo ele, o deputado federal Mendonça Prado (DEM) deve ter em torno de 110 mil votos que, somados aos dos outros candidatos da legenda, serão suficientes para o partido eleger, no mínimo, dois federais. Seguramente, este é uma das vítimas da febre da vitória, doença que, entre outras coisas, costuma provocar miragens.

 

Passou mal

 

Deve receber alta médica hoje, o radialista e candidato a deputado estadual Gilmar Carvalho (PR). Ele teve uma forte crise de hipertensão quando participava, ontem à tarde, de uma procissão religiosa em Nossa Senhora das Dores. Logo após ter chegado à cidade, Gilmar começou a passar mal quando acompanhava o cortejo, caiu e teve uma crise de convulsão. Socorrido pelo médico Rilton Moraes, foi transportado por uma ambulância do Samu para o Hospital de Cirurgia, em Aracaju, onde os exames afastaram a hipótese de um Acidente Vascular Cerebral.

 

Feijão caro

 

Prepare o bolso ou altere o cardápio. É que até o final do ano o quilo do feijão carioquinha, vendido hoje pelos supermercados entre R$ 3 e R$ 5, pode chegar a R$ 15 o quilo. Segundo o Instituto Brasileiro do Feijão, o produto teve alta brusca de 73% em apenas dez dias no campo, e as próximas semanas serão de novos aumentos. Essa alta brusca se deve a vários fatores, que vão desde a menor presença do governo nas compras do feijão, até os efeitos climáticos nas áreas de produção. Só falta aparecer candidato prometendo ao eleitorado que vai segurar o preço do feijão.

 

Correndo atrás

 

Adiado por conta da visita, sexta-feira passada, do presidenciável José Serra (PSDB) a Sergipe, será na próxima quinta-feira o ato político liderado pela senadora Maria do Carmo (DEM) em favor da reeleição do deputado federal Mendonça Prado. Vai ser às 18h, na sede do comitê de Mendoncinha, localizada na rua Cedro, em Aracaju. “Minha mãe entrou na campanha e vai fazer a diferença. Por isso, estamos convidando os amigos, os admiradores, ‘as mulheres de Maria, ‘os amigos do 2510’ e todo o povo para esse grande encontro no nosso comitê”, afirma Ana Maria Alves, esposa de Mendonça.

 

Só em flagrante

 

Desde sábado passado, nenhum candidato, membro de mesa receptora ou fiscal de partido poderá ser detidos ou preso, salvo em flagrante delito. Isso não quer dizer que o sujeito por sair por aí comprando votos, pois se for flagrado, não apenas vai para a cadeia, como terá o registro cassado pela Justiça Eleitoral. No dia do pleito, o candidato também pode ter problemas com a Polícia se for encontrado fazendo manifestações ou tentando corromper o eleitor.

 

Consumo interno

 

Embora tenha realizado pesquisa eleitoral nos últimos dias, o semanário Cinform não a divulgou em sua edição desta segunda-feira. O editor Jozailto Lima explicou que a consulta de opinião pública foi contratada ao Cinform pela Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies) para consumo interno. Segundo Lima, na próxima segunda-feira, o jornal trará uma nova pesquisa sobre a disputa para o governo do Estado e o Senado Federal.

 

Site orienta

A duas semanas das eleições, o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é uma boa fonte para o eleitor que precisa conhecer mais sobre os candidatos que disputam o seu voto. Além disso, a página também disponibiliza serviços importantes, como a consulta ao local de votação e à situação do título de eleitor e a impressão de justificativas por não comparecimento. Pelo sistema Divulgacand, o eleitor também consegue ter acesso aos dados de todos os candidatos às eleições deste ano.

Hoje tem debate

A TV Atalaia realiza às 23 horas de hoje, um debate entre os candidatos ao governo de
Sergipe Marcelo Déda (PT), João Alves Filho (DEM) e Avilete Cruz (PSOL). Os outros
concorrentes não foram convidados porque seus partidos não possuem representação na
Câmara Federal. O programa será dividido em quatro blocos. Neles, estão previstos a
apresentação dos debatedores e perguntas e respostas com direito a réplicas e a
tréplicas. O debate terá duração de duas horas e será mediado pelo jornalista Gilvan
Fontes.

Serra abandonado

Repercutiu muito em Sergipe o fato de a cúpula do PSDB sergipano não ter prestigiado,
sexta-feira passada, a visita do presidenciável José Serra ao Estado. Ele chegou a ficar
encabulado no comício de Itabaiana, quando o candidato a senador Manuel Cacho (PPS) disse no discurso que o presidente estadual do PSDB, Albano Franco, vota em Dilma Roussef (PT). Neste instante, Cacho foi cutucado por João Alves Filho (DEM), mas, nem por isso, parou de fazer a insinuação.

 

Do Baú político

 

Com a eleição de Gilvan Rocha (MDB) em 1974, todos os três senadores de Sergipe eram médicos, um caso inédito na história política do Estado. Os outros dois eram os arenistas Augusto Franco e Lourival Baptista, eleitos em 1970. Dos três, apenas o emedebista exercia a Medicina sendo, inclusive, professor da Universidade Federal de Sergipe. Augusto Franco dedicava-se à política e as suas várias empresas, enquanto Lourival, que veio da Bahia para São Cristóvão trabalhar como médico em uma fábrica de Augusto, já havia deixado a profissão de lado há muito tempo. Contam, inclusive, que ao visitá-lo certa noite, um jornalista amigo de Lourival disse-lhe que estava com um mal estar causado, provavelmente, por uma comida gordurosa. Sem pestanejar, o senador muniu-se de uma caneta e um pedaço de papel e clinicou um medicamento. Ao chegar à farmácia, o ‘paciente’ ficou sabendo que o remédio ministrado pelo senador não era fabricado há mais de 20 anos. Após rir muito da situação, o jornalista comprou um envelope de Sonrisal.

Resumo dos jornais

Clique aqui para ler os destaques de capa dos principais jornais do Brasil

 

 




 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários