Feira de SE 2016: é hora de se somar ao Sebrae

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

A Feira de Sergipe de 2016 pode não acontecer. O Sebrae/SE organizador da Feira – assim como todo o sistema no país – teve reduzido do orçamento para 2016 cerca de 40%. Para quem não sabe a feira de Sergipe foi realizada pelo Sebrae nos últimos 15 anos com sucesso total de público e de participação de artesãos  e o comércio local. Sempre é realizada na segunda quinzena de janeiro, quando Sergipe está lotado de turistas.

Ontem, 04, ao conceder entrevista ao jornalista Ricardo Marques, no telejornal primeira edição da TV Sergipe, o superintendente do Sebrae, Emanoel Sobral, anunciou que a feira não deve acontecer pelo corte de recursos. O governo do Estado e a Prefeitura de Aracaju passam por dificuldades financeiras e não têm como bancar o evento.

E o pior é que grande parte dos artesãos do Estado se prepara durante o ano interior para vender no evento que é uma vitrine nacional. Sem falar nos grupos folclóricos, quadrilhas, juninas e cantores. São cerca de 80 apresentações. O Sebrae paga as apresentações, o transporte e a alimentação.

Este ano a feira teve nos 16 dias, cerca de 200 mil visitantes, valorizando a cultura sergipana e conforme pesquisa feita com eles, mais de 90% aprovaram o evento e elogiaram toda estrutura. Todas as prefeituras são convidadas a expor seus artesanatos e pagam apenas uma taxa simbólica. Os expositores fecham negócios e garantem encomendas para todo ano. É uma cadeia produtiva difícil de ter os números exatos das pessoas beneficiadas e a receita adquirida durante todo o ano.

Papel do trade turístico –  Ainda há tempo para a 16ª Feira de Sergipe acontecer. É preciso que o trade turístico, ou seja, hotéis, bares, restaurantes e todos os segmentos que ganham com o turismo, montarem um grupo para conversar com o Sebrae e montar uma estratégia em busca de parceiros.

Fatias do bolo para a iniciativa privada – O Estado de Sergipe tem segmentos fortes, como redes de supermercados, construtoras, fábricas de cimento, universidades particulares, Energisa, Sulgipe, grupo Constâncio Vieira, entre outras, que podem cada uma contribuir com uma fatia para virar realidade a Feira de Sergipe. E com a somação governo do estado e PMA darão suas ajudas dentro do atual quadro financeiro.

Papel da Imprensa  – E a imprensa pode fazer a sua parte também. O Sebrae que é um grande investidor da mídia sergipana, pode ter essa retribuição gratuita na divulgação neste momento difícil.

Deu para perceber na entrevista a TV Sergipe, que Emanoel Sobral, fez o anúncio com tristeza, porque ele faz parte da diretoria do Sebrae há muito tempo e viu a feira nascer e se consolidar.

Um grande Consórcio empresarial para que a Feira de Sergipe continue viva. Basta cada um deixar florescer sua Sergipanidade.

Diversos leitores sentiram-se autores do artigo sobre o Detran/SE
O blog agradece os diversos e-mails e mensagens recebidas pelo celular de leitores parabenizando o artigo de ontem sobre o Detran/SE. Muitos sentiram-se como autores do artigo porque já passarem pela mesma situação do titular deste espaço. E o pior: vendo os políticos e os jeitinhos que são feitos diariamente para beneficiar que tem padrinhos. Amanhã, 06, tem mais.

Quando o interesse eleitoreiro se sobrepõe ao interesse social
“Vá colocar ao lado de sua casa”. A frase foi proferida por um “pau mandado” de algum político de Socorro ontem, 04, no programa de George Magalhães, na 103 FM, quando Wellington Mangueira, presidente da Fundação Renascer explicava a importância da obra do novo Cenam em Socorro.Um exemplo de como o interesse eleitoreiro se sobrepõe ao interesse social.

Vereador Agamenon, mais uma vez surpreende e dá exemplo da penitenciária do bairro América
No programa, o vereador por Aracaju, Agamenon Sobral fez um relato de sua vida quando jovem no bairro América, convivendo com a penitenciária que foi desativada e sempre foi superlotada. Ele lembrou que chegavam a jogar bola contra o time dos presos e nenhum deles (os moradores) foram para a marginalidade. “Ninguém virou bandido”, disse.

Mangueira chora no programa de George Magalhães
Ao ouvir o depoimento de Agamenon e de outros ouvintes, Wellington Mangueira chorou. O choro dele não foi falso, foi verdadeiro de quem foi torturado e lutou a vida toda pelos direitos humanos. Agora, meia dúzia com interesses eleitoreiros preferem que Sergipe perca os recursos para o novo Cenam. Estes não respeitam o povo.

Feiras livres: não cumprimento licitação em Aracaju será levantada no TCE
O blog foi informado que a licitação que não vem sendo cumprida para as feiras livres em Aracaju será levantada na reunião plenária do TCE de hoje. A verdade é que tem interesses, não obscuros, mas bastantes claros, envolvidos. Tem um grupo querendo cumprir a licitação e outro, com a coordenação de um chefe importante de gabinete, com seus parentes, querendo o contrário. E o blog já foi informado de quem é a estrutura das feiras livres. E vai divulgar tudo, vai sobrar até para gente da oposição…

Barrigada na TV Atalaia: programa diz que semáforo estava virado, mas não mostrou nova sinalização 
Tudo tem limite. Há alguns meses a SMTT fez um mudança correta na rotula ao lado do terminal da Atalaia desligando os semáforos e colocando a sinalização com preferencial para quem encontra-se na rotula. Mudança que fez o trânsito fluir melhor e os motoristas aprovaram. Agora ir para lá, não mostrar a sinalização nova que foi amplamente divulgada, inclusive na própria TV Atalaia foi ou não foi barrigada?

PMSE: Assembleia associações hoje. Liderança investiga entidade que tem meia dúzia de associados
Uma assembleia das associações Unidas, que integram diversas entidades militares será realizada hoje, 05. Ontem, 04, a tarde uma liderança de uma entidade que tem centenas de associados disse que vai questionar a legitimidade de uma “nova associação”, pedindo cópias da documentação, como por exemplo, estatuto. A liderança disse que suspeita que uma delas, tem meia dúzia de militares e conta como “associados” diversos excedentes do concurso da PM que podem nunca chegar a corporação. É algo grave que merece uma investigação mesmo.

Salários em dias. Blog recebeu a informação de 11 prefeituras
Até ontem, 04, o blog recebeu a informação das assessorias dos seguintes municípios que pagaram os salários de outubro em dia: Areia Branca, Carmópolis, Divina Pastora, Itabaiana, Itabi, Itaporanga, Japaratuba, Malhador, Maruim, Nossa Senhora das Dores e Riachuelo.

Sindicalista diz que Caixa, quando Pimentel era superintendente comprou folha de pessoal de Graccho Cardoso
Do sindicalista Waldir Rodrigues: “Fato engraçado ou inusitado depende do gosto do cliente, em Graccho Cardoso o prefeito Cassinho da Quixabeira vendeu a folha para Caixa, o deputado Pimentel até então Superintendente da Caixa comprou a tal folha. Agora o Banese que fechar o Ponto Banese e o deputado e o prefeito podem a JB para manter o Banese em Graccho. É  ou não é engraçado?

Greve do Fisco: da lucidez do texto de Brayner
O jornalista Diogénes Brayner, do portal Faxaju, publicou ontem, 04, um artigo (Se o Fisco para, piora!)com uma lucidez enorme. Deixou claro que é legitimo o direito de greve, para as reivindicações dos trabalhaores, mas alertou: “Mas, quando parte da classe melhor remunerada do Estado e responsável pela arrecadação de impostos, a situação se torna grave e crítica. A crise é perceptível em todos os entes federativos e tende a se agravar com a paralisação de quem é responsável pela arrecadação, o que provoca queda na receita e força a necessidade de se manter o parcelamento dos salários.”

Greve do Fisco: da lucidez do texto de Brayner II
E continua Brayner: “ Para quem trabalha um ou dois dias por semana e tem salários acima de R$ 22 mil, parar de arrecadar é apenas uma brincadeira de mau gosto. Uma curtição com a cara dos servidores que ganham menos, trabalham 30 horas semanais e têm salários parcelados. A impressão que fica é de insensibilidade, porque todos estão vivendo um momento delicado e que há necessidade de reflexão em relação a um setor que atinge o ponto nevrálgico da crise, provocado exatamente pela queda na arrecadação.” Todo o texto: http://www.faxaju.com.br/conteudo3.asp?id=211780

Da crise de uns e a realidade que a mídia não mostra
No último feriadão os hotéis, bares e restaurantes em Aracaju estavam lotados. O titular deste espaço foi a praia num dos dias e

Congestionamento de carrinhos no Atacadão na última terça-feira a noite. 

passou muito tempo no engarrafamento na Sarney. A foto ao lado é do Atacadão – localizado na entrada de Aracaju  -a noite da última terça-feira, 03. Pela foto e as filas e o congestionamentos de carrinhos percebe-se que a crise passou longe de lá.

Cooperativa atuando como substituta de associado
Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou ontem, 04, proposta de autoria do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), que concede às cooperativas a prerrogativa de agir como substitutas de seus associados em processos judiciais. Segundo Valadares, o Projeto de Lei do Senado 93/2013 foi motivado pela falta de previsão legal nesse sentido. A matéria segue agora para a Câmara dos Deputados.

Assembleia geral
A matéria dá a cooperativa a legitimidade para agir como substituta processual na defesa de direitos de seus associados, em duas condições: quando os atos em questão tenham relação com as operações de mercado da cooperativa e quando os poderes de substituição processual sejam expressamente previstos nos estatutos. Emenda do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), acolhida pela comissão, adicionou outra condição, em que a autorização para a substituição processual será deliberada em Assembleia Geral.

Controle de pragas é aprovado
"O controle de pragas está inserido em dois campos de extrema importância: a saúde pública e o meio ambiente, e por isso, deve receber toda a atenção possível", afirmou Laércio, ao defender a aprovação do PL 6098/2013, de sua autoria, que regulamenta a atividade.O projeto foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família foi aprovado ontem, 4, e trata de questões como a qualificação do setor através da capacitação, treinamento e formação profissional.

Vetores
O projeto dispõe ainda sobre a prestação de serviços de controle integrado de vetores e pragas urbanas por empresas especializadas e estabelece definições e condições gerais para o seu funcionamento, a fim de garantir o combate aos vetores e pragas, o bem estar da população, a segurança do serviço prestado, minimizar o impacto ao meio ambiente e à saúde pública, e evitar prejuízos econômicos a terceiros.

José Augusto em Aracaju
Pela primeira vez no Gonzagão, dia 14 de novembro, José Augusto se apresenta celebrando o seu show de 40 anos de carreira com seu repertório repleto de sucessos inesquecíveis, vale a pena conferir. Mesas e individuais limitadas, informações pelo telefone (79)3248-6070, dia 14 de novembro, no Gonzagão, José Augusto.

IEL traz Bel Pesce para palestra em Aracaju
Amanhã, 06, às 19 horas, no Espaço EMES acontecerá o “Tour da Bel”. O evento é uma realização do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e traz para Aracaju uma das palestrantes mais requisitadas do país, a empreendedora Bel Pesce. Durante essa noite, ela fará a palestra  sobre o autoconhecimento e o compartilhamento para a realização de sonhos e projetos e também fará o lançamento do seu livro “A sua melhor versão te leva além”, que faz parte da coleção Meu Código Aberto.

Palestrante
A palestrante e empreendedora Bel Pesce foi considerada uma das 30 jovens mais promissores do país, de acordo com levantamento da Revista Época. Ela tem 27 anos e em 2006, ingressou no Massachusets Institute  of Tecnology (MIT), renomada instituição de ensino, onde se formou e obteve experiência nas áreas de Liderança e Inovação. Após morar sete anos nos EUA, voltou ao Brasil e fundou sua escola de empreendedorismo e habilidades, a FazINOVA. Em 2012, lançou o livro “A menina do vale”, disponibilizado de forma gratuita na internet e teve um milhão de downloads em apenas três meses. Em 2013, ela publicou “Procuram-se super heróis” e um ano depois “A menina do vale 2”.

Empreendedorismo
O IEL patrocina o “Tour da Bel” que passará por todas as capitais brasileiras. Em suas palestras, Bel Pesce destaca o espírito empreendedor e o incentivo ao autoconhecimento para batalhar e alcançar todos seus sonhos. O evento é totalmente gratuito e a inscrição deve ser feita através do site http://www.tourdabel.com.br

II AGRONORDESTE e XI EASE
Com o tema central: "Agrotóxicos, Alimentos e Meio ambiente" a AEASE – Associação de Engenheiros Agrônomos de Sergipe realiza conjuntamente com a CONFAEAB – Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil, de 11 a 13 deste mês de novembro, em Aracaju, o II Encontro Regional de Engenheiros Agrônomos do Nordeste e o XI Encontro Estadual de Engenheiros Agrônomos de Sergipe, no auditório da Aease. A abertura será na quarta-feira, 11, às 20 horas pelo Presidente da Aease, Naum
de Araújo, pelo Presidente da Confaeab, Angelo Petto Neto, pelo Presidente do Crea-Se, Arício Resende, pelo Presidente do Confea, José Tadeu da Silva, pelo Presidente da Mutua, Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, pelo Secretário da Agricultura de Sergipe Esmeraldo Leal e pelo governador de Sergipe, Jackson Barreto.

Banese oferece crédito para compra de imóveis
O Banco do Estado de Sergipe (Banese) está participando da Feira de Imóveis que foi aberta nesta quarta-feira, 4, e vai até o próximo sábado, dia 7, no Salão de Eventos do Iate Clube de Aracaju. O Banese está disponibilizando crédito para a compra de imóveis pelos participantes da feira, que é promovida pela Associação de Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário de Sergipe (Ademi-SE).

Orientações
O Banese conta com um estande no local do evento, onde fornece as orientações necessárias à aquisição do crédito imobiliário do banco. Segundo o diretor de Crédito e Serviços da instituição, Edson Freire Caetano, as equipes do banco estarão à disposição dos clientes durante os quatro dias da feira, das 10h às 22h.

Demandas
“Estamos preparados para atender a toda e qualquer demanda de financiamento que venha a surgir no segmento do crédito imobiliário. Nós temos disponibilidade de recursos e temos taxas competitivas e prazos suficientes para atender aos nossos clientes”, disse Edson Caetano, que representou o presidente do banco, Fernando Mota, na solenidade de abertura da feira.

Demissões e falta de negociação: Eletricitários farão ato público hoje
Em pleno acordo coletivo de trabalho, a Empresa Distribuidora de Energia Elétrica em Sergipe (Energisa) está demitindo trabalhadores de forma rotativa. O Sindicato dos Eletricitários de Sergipe (Sinergia) alega que as dispensas não se justificam, considerando que os consumidores têm pago contas altas para garantir o lucro da empresa. E, por conta das dispensas e, ainda a falta de negociação para o fechamento do acordo coletivo, os eletricitários realizam hoje, 05, ato público em frente à sede da empresa de energia, a partir das 7h.

Pauta
A categoria concentra 950 trabalhadores primarizados e 300 terceirizados. Há 35 dias, a diretoria do Sinergia entregou a pauta de reivindicações e ainda não foi realizada sequer uma rodada de negociação. São 50 cláusulas reivindicatórias, entre elas piso salarial de R$ 950,00; correção da inflação do INPC, totalizando 13%; manutenção de todas as cláusulas vigentes do acordo coletivo de trabalho; reajuste do ticket alimentação; extensão dos benefícios para os afastados por acidente de trabalho e por doenças ocupacionais de 90 para dois anos; revisão do plano de cargos, carreira e remuneração, entre outras.

Demissões
Segundo o presidente do Sinergia, Sérgio Alves, ao invés da diretoria da Energisa responder a pauta de reivindicações, iniciou sem justificativa as demissões para intimidar os trabalhadores. “Está ocorrendo dispensas rotativas diárias com uma gestão autoritária e com práticas de assédio moral, principalmente com os leituristas”, afirmou, acrescentando que esses trabalhadores praticamente todos os dias sofrem agressões verbais e físicas e, até mesmo facadas, fato ocorrido com dois leituristas que desempenhavam suas funções no Loteamento Novo Horizonte, no município de Nossa Senhora do Socorro.

PELO TWITTER

www.twitter.com/sargentoedgard  Um país onde é preciso lei dizendo q os assentos dos ônibus são preferenciais para idosos,gestantes e deficientes,realmente é sem educação.

www.twitter.com/RealKajuru  Só tenho que agradecer ao senhor. Trabalhei muito por 40 anos, mas curti demais. Viajei o mundo inteiro, escolhi os amigos e inimigos, só.

www.twitter.com/emirsader  O burocrata é, por definição, um puxa saco. Como ele nào é nada, depende de puxar o saco dos outros.

www.twitter.com/jronaldomacedo Os DEZ MANDAMENTOS acabou com o mito de que o Jornal Nacional e a novela global do horário nobre eram imbatíveis. E vem mais cacetada por ai

www.twitter.com/leandraleal  #ForaCunhaOntem #ForaCunhaHoje e amanhã eu falo de novo!

DO LEITOR

Casa de ferreiro, espeto de pau. Galhos de árvores tomam conta da calçada do centro administrativo da PMA
Do leitor Roberto: “Quem transita diariamente pela rua acre nas proximidades da prefeitura de Aracaju percebe que os galhos das árvores que estão localizadas dentro do órgão, já estão tomando conta da calçada e em breve estarão no leito da Rua Acre.”

ARTIGO

2016 pode lançar Luciano Bispo governador em 2018 Por  Jornalista Edson Júnior

Todo processo de candidatura eleitoral – das discussões de nomes às estratégias de alianças – começa em salas fechadas, com pouquíssimas bocas falando. Em geral, “fala quem pode e obedece quem tem juízo”.
Pelas bandas do PMDB, quem fala, naturalmente, é o governador Jackson Barreto, e quem tem juízo, obedece. Nomes como o do presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo; do secretário de Governo, Benedito Figueiredo; do Planejamento, Orçamento e Gestão, João Augusto Gama; da Saúde, Zezinho Sobral e do publicitário e marqueteiro político, Carlos Cauê, compõem o grupo de notáveis que analisa o que deve ser dito e feito.
Nas últimas semanas, porém, alguma coisa parece ter saído da ordem e o deputado Robson Viana andou falando o que não devia sobre uma possível candidatura de Zezinho Sobral em 2016, o que resultou em entrevista de Luciano Bispo, afirmando que aliança com João Alves “nem pensar”; e de João Augusto Gama, que fez sua repreensão pública também negando aliança com João, mas deixando um enigmático aviso: “O PMDB é democrático. O que ficar decidido vai ser cumprido, mas não estou dizendo que Zezinho será candidato”.
Prestem atenção, não é um “qualquer” que disse isso, trata-se de Gama, um histórico e leal companheiro de Jackson Barreto, que é presidente do PMDB, com autoridade para declarações de relevância. É preciso considerar (e muito) essa alternativa colocada por ele.
Mas, ao escalar dois pesos pesados – Luciano e Gama – para desautorizar Robson Viana a defender aliança com João Alves, o PMDB deixou transparecer que Robson tem mais voz do que se imagina neste processo e que aquela máxima de Magalhães Pinto, de que política muda a todo instante, como as nuvens, pode explicar o enigma lançado por Gama, de que Zezinho pode não ser candidato.
Aí faz todo sentido esse “morde e assopra” em torno de João. 
Um ponto para reflexão: João Alves não tem herdeiro político (por enquanto).
Até a chegada dos irmãos Amorim, em 2012, Mendonça Prado surfava como sucessor quase natural de João. Com os desentendimentos políticos havidos entre Mendonça e os Amorim, talvez o deputado Robson Viana, sabendo que dentro do PMDB seu tempo ainda é o de ouvir, tenha enxergado uma fresta para casar suas pretensões à arquitetura política de 2018, quem sabe como o federal do “Negão”, para começar.
Jackson Barreto já disse que pendurará a chuteira ao fim do mandato de governador e que não disputará mais nenhuma eleição. Recomendou a João Alves e Valadares fazerem o mesmo. Isso não significa que abandonará a política. Jackson, como qualquer político, quer encerrar seu mandato com um legado de fôlego e passar o comando para alguém de sua confiança, e, preferencialmente, do seu partido, o PMDB. E quem seria esse nome?
Jackson quer nomes novos na política, mas para disputar o governo do Estado, lealdade e experiência política são importantes valores e o nome que aparece bem posicionado nesses requisitos é o de Luciano Bispo, ex-prefeito de Itabaiana e atual presidente da Assembleia Legislativa.
Luciano tem problemas de ordem judicial, que podem torná-lo inelegível no pleito de 2018, mas isso não parece lhe tirar o sossego. Ele tem direito à ampla defesa, ao contraditório e tempo para se defender, com chances de absolvição. E melhor que essa possibilidade judicial é a longa e respeitosa relação que tem com seu amigo e correligionário Jackson Barreto, o que lhe garante posição de destaque na sala de quem comandará o processo de 2018.
Luciano Bispo já esteve no bloco de João Alves em eleições em que Jackson Barreto era seu adversário, mas sempre manteve as relações de respeito e amizade acima das disputas políticas, por isso, passar o governo para Luciano Bispo não seria nenhum desconforto para o governador.
Para modelar 2018, no entanto, é preciso arrumar 2016 e é um problema para qualquer desenho de aliança um partido ter as posições de cabeça na prefeitura e no governo. É natural, e legítimo, que os aliados busquem espaços e para o governador, com mais 3 anos de governo pela frente, melhor seria construir as condições para apresentar um nome em 2018, sem ser cobrado por 2016.
Uma candidatura de Zezinho Sobral, agora, ainda que seja um nome novo e de confiança do governador, necessita de tempo de maturação política e de consolidação do seu trabalho à frente da Secretaria Estadual de Saúde.
Por outro lado, não ter candidatura majoritária em 2016 constitui-se importante ativo do PMDB nas discussões de 2018.
Talvez por isso, Gama tenha afirmado que uma candidatura do PMDB em 2016 pode ser retirada “para manter a unidade” do bloco, escancarando portas e janelas de 2018 para Luciano Bispo também encerrar sua carreira política como governador do Estado.
É possível?
Façam suas análises, apostas e observem as nuvens da política, que mudam a todo instante.

Blog no twitter: http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“Vivemos hoje como se eterna devesse ser nossa morada sobre a terra. Que outra coisa faz a maior parte de nós? Grande parte da vida, empregamos em fazer o mal. Outra grande parte, em nada fazer…” Frei Damião, frade italiano, naturalizado brasileiro, nasceu em 05 de Novembro de 1898 e morreu em 1997.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários