Figuras e ideias velhas

0

Pelo andar da carruagem, o eleitor aracajuano não terá entre os candidatos a prefeito muitas novas opções para votar. Até agora, boa parte dos pré-candidatos a governar a capital é da velha guarda. Mesmo os mais jovens em idade estão na política há muito tempo. É o caso do prefeito Edvaldo Nogueira (futuro PDT), do empresário João Tarantella (sem partido), dos ex-deputados federais Márcio Macedo (PT), Almeida Lima (sem partido) e Valadares Filho (PSB). Este último, por exemplo, já disputou a prefeitura três vezes seguidas. Claro que nomes novos demonstram interesse em entrar no páreo, porém nenhum que, ao menos por enquanto, tenha despertado a atenção da mídia e do eleitorado. Portanto, pelo que se ouve por aí, a grande maioria dos partidos vai ao próximo baile com as fantasias das festas anteriores. São figuras recauchutadas tentando emplacar um discurso de novo. Ao eleitor compete analisar cada proposta e rejeitar as falsas promessas feitas e refeitas ao longo do tempo. Homem, vôte!

Bispo confiante

Economicamente falando, o governo de Sergipe se assemelha a um paciente que, após uma bateria de antibióticos, melhorou e está saindo da UTI. Quem pensa assim é o presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo (MDB). Depois de assistir à prestação de contas feita pelo secretário estadual da Fazenda, Marcos Queiroz, o emedebista não escondeu o otimismo: “O estado apresenta uma situação mais confortável diante do visível equilíbrio das finanças, demonstrado que vai retomar o esperado desenvolvimento econômico”, frisa Bispo. Deus te ouça!

Procura-se um vice

Com as pré-candidaturas prefeito de Aracaju dos principais partidos praticamente definidas, as atenções se voltam para os postulantes ao cargo de vice. A dificuldade maior é porque todos querem como parceiros de chapa pessoas com potencial eleitoral, que não dividam as alianças políticas, além de serem fichas limpas. Como se sabe, nesta quadra da política brasileira, encontrar um nome com esses pré-requisitos e que concorde em ser reserva de luxo não é uma tarefa fácil. Tu vice?

Batendo continência

E quem esteve, ontem, com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi o deputado federal Laercio Oliveira (Progressistas). Foi pedir apoio para a emenda que apresentou à Medida Provisória Verde Amarela, incentivando a contratação de pessoas com mais de 50 anos de idade. Segundo Laércio, os trabalhadores nessa faixa etária sofrem com dificuldade de recolocação. O capitão de pijama concordou com os argumentos apresentados pelo deputado. Então, tá!

Sai ou fica?

O futuro político do deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) depende do que decidir, hoje, o Tribunal Regional Eleitoral. O parlamentar deseja que o TRE lhe autorize trocar de partido sem o risco de perder o mandato. Só se tiver seu pleito acatado pelos magistrados, Gilmar disputará a Prefeitura de Aracaju. Do contrário, vai preferir manter o mandato parlamentar e apoiar um candidato que tenha projetos para a capital parecidos com os dele. Ah, bom!

Não é crime

A colocação de adesivo em veículos contendo apenas o nome de suposto candidato às eleições não configura propaganda eleitoral antecipada. A Justiça Eleitoral adverte, contudo, que a mensagem não pode reunir elementos que caracterizem apelo explícito ou implícito ao eleitor de forma que seja associada a eventual candidatura. Vixe!

Noite de autógrafos

Como dizem os colunistas sociais, políticos de A a Z prestigiaram a noite de autógrafos do poeta e deputado estadual Francisco Gualberto (PT), ocorrida na Assembleia Legislativa. “Na Linha do Tempo” é uma coletânea de poesias da lavra do petista e selecionadas pelo jornalista Gilson Souza. Estiveram por lá o governador Belivaldo Chagas (PSD), quase todos os deputados estaduais, o ex-governador Jackson Barreto (MDB) e outros menos votados. Após receber o autógrafo de Chiquinho, Blivaldo afirmou que “na minha linha do tempo, tenho uma história muito bonita com você”. Marminino!

Reajuste zero

É o servidor estadual que ainda acreditava num reajustizinho de salário já pode ir tirando o cavalo da chuva. Questionado sobre o assunto, o secretário da Fazenda, Marcos Queiroz, apagou qualquer esperança nesse sentido: “Embora a receita do estado tenha aumentado, falar em aumento seria brincar com fogo”, frisou. A fala do secretário é uma ducha de água fria na esperança dos servidores, que estão há quase 10 anos sem direito nem mesmo à correção inflacionária. Só Jesus na causa!

TCE libera obras

As obras de recuperação da ponte ligando Santa Rosa de Lima a Riachuelo serão retomadas. Após examinar a concorrência, o Tribunal de Contas de Sergipe suspendeu a medida cautelar que impedia recuperar a ponte, destruída pelas fortes chuvas caídas no ano passado. Os serviços serão feitos pela empresa que apresentou o segundo menor preço, já que a vencedora da licitação caiu fora. Melhor assim!

Leve e solto

Quem ver a disposição do ex-governador Jackson Barreto (MDB) não acredita que ele já é um “setentão”. JB não economiza saliva nem sola de sapatos. Quando não está na periferia de Aracaju, Jackson percorre o interior, prestigiando festas religiosas, eventos políticos e participando de comes e bebes. Quem o conhece garante que o sonho dele é ajudar a eleger um bom número de prefeitos e vereadores agora em 2020, para contar com o apoio destes nas eleições de 2022. Homem, será?

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Tribuna, em 22 de fevereiro de 1933

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários