Fogo de Monturo

0

Bastou um comentário, nesta coluna, anunciando que os partidos de oposição estavam organizados para a disputa sucessória, que surgiram as primeiras faíscas de um incêndio que deve ocorrer a qualquer momento, exatamente entre os partidos aliados do prefeito Marcelo Déda. Aliás, já existe um intenso fogo de monturo ardendo por baixo e o vereador Elber Batalha (PSB) já está com fósforos e gasolina para atear as chamas. O prefeito Marcelo Déda, inclusive, havia escolhido Elber para ser seu líder na Câmara Municipal, mas o vereador disse que não podia aceitar porque trabalha para o PSB indicar o vice-prefeito ou lançar candidatura própria. Elber Batalha argumenta que o PSB tem uma chapa de vereadores organizada e deve eleger de dois a três nomes para a Câmara Municipal. Entretanto o PL tem dois vereadores que tentam a reeleição – Sérgio Góes e Jidenal Santos – e um outro pastor também está na disputa. Se não fizer uma composição ampla, ninguém será eleito. Elber lembrou que o presidente da Casa, vereador Sérgio Góes, quase na se reelegia, nas eleições passadas, porque estava no PSDB. A situação deles hoje é complicada, porque o Partido dos Trabalhadores vai crescer o número de representantes na Câmara Municipal. Elber Batalha considera que os partidos, como o próprio PSB, tem condições de sacrificar a eleição de vereador, desde que participe da chapa majoritária, o que abriria maior espaço para os que devem cair fora. Na conversa com Marcelo Déda, o vereador Elber Batalha o alertou que ele iria comer o pão que o diabo amassou para a escolha do vice. E admitiu: “isso é discussão para se resolver em 35 dias”. Lembrou que nas eleições de 2000 o então candidato Antônio Carlos Valadares estava no alto das pesquisas até o dia 7 de setembro e perdeu no primeiro turno, em menos de 30 dias depois. Ao tomar conhecimento de que Elber Batalha estava iniciando esse movimento, o deputado estadual Fabiano Oliveira (PTB) admitiu que o vereador terá muitos acompanhantes. E foi muito claro: “a gente não está nessa campanha apenas para empurrar o carro”. Apesar desse início de reação dentro da oposição, cobrando participação na chapa, uma das lideranças influentes que integra o bloco de apoio a Marcelo Déda tem um ponto de vista receoso: “se o PSB lançar candidato à Prefeitura de Aracaju; se o PTB também tiver um nome para prefeito, o Partido dos Trabalhadores vai exigir uma chapa puro sangue”. Como se tivesse medo que isso acontecesse, sugeriu que se mantivesse o nome do atual vice, Edvaldo Nogueira (PCdoB), “porque será melhor para todos”. Mas o pessoal que começa essa rebelião na oposição, não aceita. Acha que o prefeito Marcelo Déda está pensando exclusivamente em disputar as eleições para governador em 2006 e o Partido dos Trabalhadores quer dominar o Governo e a Prefeitura de Aracaju. Um dos vereadores, que preferiu se isolar para evitar coação, disse que Marcelo Déda continua pensando que vai ganhar as eleições por WxO, tendo Edvaldo Nogueira como vice. Sugere que essas eleições de outubro precisam ter competitividade, porque se não houver reação por parte do bloco do Governo, o prefeito vai deitar e rolar. Lembrou também que o secretário das Finanças, Nilson, está com o nome à disposição, caso tudo isso termine em chapa puro sangue. O grande problema é que o bloco governista sequer tem nome certo para disputar a Prefeitura. Mas, na opinião de um parlamentar experiente, o prefeito Marcelo Déda só confia em dois nomes, de outros partidos, para vice: o que está, Edvaldo Nogueira, ou o senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Se não for um desses, a chapa terá mesmo outro petista. VALADARES O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) estranhou a informação de que ele tinha votado pelo funcionamento dos bingos: “quem acompanhou viu que votei a favor do Governo”. Segundo Valadares, o único senador do PSB que votou contra o Governo foi Geraldo Mesquita, do Acre. “Não sei de onde vem essa história”, disse ele. JOGO Antônio Carlos Valadares disse, também, que votaria, de qualquer forma, pelo fechamento dos bingos, porque “sou contra jogo”. Entretanto, faz uma fezinha na Mega Sena. Todas as semanas arrisca R$ 4,50 em uma cartela, mas nunca foi contemplado: “já cheguei perto, mas jamais ganhei”. EDUCAÇÃO A deputada Susana Azevedo (PSB) solicitou uma audiência, sexta-feira passada, com o secretário da Educação, Gilmar Mendes. Até hoje não foi recebida. Segundo a deputada, Gilmar mandou dizer pela secretária que não sabia o dia que poderia atende-la. Quando pudesse, avisaria por telefone: “até hoje!” Lamentou. CHINA O governador João Alves Filho (PFL) cancelou a viagem que faria para a China na próxima semana. Marcou para o mês de junho. A razão é a viagem do presidente Lula, de 22 a 27 deste mês, para aquele País, e o Itamaraty está totalmente voltado para a comitiva presidencial. SEM PROBLEMA Não haveria qualquer impedimento nesta viagem, mas foi o próprio Itamaraty que sugeriu a transferência de data, porque também quer dar atenção à comitiva do Governo de Sergipe. João Alves Filho vai à China para tratar sobre o Parq-Tec e, também, discutir o agro-negócio que incentiva a criação de peixes e camarão. PRODETUR O deputado federal Jackson Barreto (PTB) considera que o governador João Alves Filho (PFL) está tão preocupado com a ponte que liga Aracaju à Barra, que esquece outras coisas. Segundo Jackson, o Prodetur está com recursos para injetar em Sergipe para outras obras, mas falta a contra partida do Governo. EXPLICAÇÃO O secretário do Planejamento, Antônio Carlos Borges, diz que o deputado está equivocado. Projeto do Prodetur ainda não foi aprovado pelo Tesouro Nacional e nem pelo Senado. Borges também disse que o Estado tem os recursos da contrapartida, até porque o próprio projeto exige que o Governo prove isso. RECURSOS Antônio Carlos Borges adiantou que na primeira fase do Prodetur, Sergipe tem U$ 32 milhões, dos quais 60% são recursos do BID. Até agora não houve qualquer repasse, porque todo esse recurso está tramitando no Tesouro Nacional e no Senado para aprovação. PARTIDA O secretário do Planejamento também informou que está difícil a liberação, porque o Governo Federal também entra com uma contra partida e até agora não pagou nada. Borges diz logo que o Estado não vai entrar com 100% da contra partida e com recursos próprios vem fazendo plano diretor em várias cidades litorâneas. REUNIÃO Todos os partidos de oposição estarão reunidos, neste domingo, na cidade de Nossa Senhora do Socorro, durante a manhã. Segundo uma fonte da oposição, o objetivo é fazer um ato político e começar a trabalhar a candidatura do deputado Adelson Barreto (PTB) a prefeito. MÁGOA Alguns vereadores estão magoados, porque não conseguem conversar com o prefeito Marcelo Déda (PT). No máximo chegam ao secretário de Governo. Segundo um dos vereadores, o prefeito Marcelo Déda conversa apenas com as lideranças partidárias, como se elas tivessem influência sobre as decisões da Câmara. GLORIA O ex-prefeito de Nossa Senhora da Glória, Sérgio Oliveira (PMDB), está lançando o secretário de Obras de Município. Aparecido, como candidato a prefeito. Sérgio rompeu para valer com o prefeito Anselmo e ficou com Aparecido, que era o candidato que o pessoal queria anteriormente. CACHO Emanuel Cacho acha que não pode falar em candidatura, mas que teve o nome cogitado para isso. Reconhece, entretanto, que só é cogitado quem tem chance de ser candidato. Acrescenta que o candidato só sairá depois de uma avaliação da cúpula partidária e uma indicação do governador João Alves Filho (PFL). Notas SUSANA A deputada Susana Azevedo (PSB) vai continuar trabalhando a sua pré-candidatura à Prefeitura de Aracaju, mantendo sempre visita aos bairros e percorrendo a periferia para contato com a comunidade. Susana está conversando com lideranças importantes da Capital e movimentando sua campanha. Quarta-feira ela teve um demorado encontro com o secretário para Assuntos Políticos, José Alves Neto (PFL), sobre composições que poderia fazer. Até o momento está na base de conversa, mas Susana avança nos contatos. AUDIÊNCIA O deputado estadual Augusto Bezerra (PMDB) está tentando uma audiência com o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes (PPS), para debater sobre a impossibilidade de fazer a transposição das águas do rio São Francisco, sem antes promover a revitalização. O Governo Federal já determinou a obra. Augusto Bezerra está levando a chamada “Carta de Sergipe”, onde as lideranças do Estado mostram, através de estudos técnicos, que é inviável esse projeto de transposição, sem antes fazer a revitalização do rio. PURO SANGUE A discussão de membros do Partido dos Trabalhadores em Japaratuba, para que o prefeito Geraldo Oliveira lance uma chapa puro sangue, pode servir como previsão do que acontecerá em Aracaju, em relação à chapa que terá o prefeito Marcelo Déda como candidato à reeleição. Em Japaratuba a militância não aceita vice de outra legenda, sob argumento de que o prefeito está doente e pode ser obrigado a se afastar. Aqui acontecerá a mesma coisa, porque Déda deixará a Prefeitura e a entregará a outro partido. É fogo O Tribunal Regional eleitoral trabalhou até a madrugada de ontem para atender retardatários que queriam tirar titulo de eleitor ou transferi-lo. A maioria das pessoas que estavam na fila era de jovem, inclusive de 16 anos, que estão querendo votar pela primeira vez. A importância de um documento como o título de eleitor é que sem ele não se faz concurso público e nem passaporte. O ex-governador Albano Franco (PSDB) está se reunindo com membros do seu partido, para discutir as eleições municipais. O Governo Federal foi quem pagou o vôo cartográfico de todo o interior sergipano. A informação é do secretário do Planejamento, Antônio Carlos Borges. A direção do hospital e maternidade Senhor dos Passos manda celebrar missa em ação de graça, hoje, para o deputado Jackson Barreto e Zezinho da Everest. A razão da missa é porque, atendendo a pedido de Zezinho da Everest, o deputado Jackson Barreto conseguiu liberar R$ 500 mil para recuperação da instituição. O ex-prefeito Jerônimo Reis (PTB) ainda está no impasse quanto a sua candidatura a vereador de Lagarto. Alguns políticos importantes já estão começando a trabalhar para as eleições proporcionais de 2006. A disputa para deputado federal será difícil. O ex-deputado de Riachão dos Dantas, Roberto Góes (PP) tenta uma composição ampla para disputar as eleições do município. Depois de muita polêmica, o discurso público para da Prefeitura de São Cristóvão será realizado. O prefeito de São Cristóvão, Armando Batalha, avisa que as provas serão realizadas em outubro, provavelmente no dia 17. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais