FSF é conivente com evasão de renda

0

 Definitivamente a Federação Sergipana de Futebol não ajuda o futebol sergipano, pelo contrário, sempre encontra “jeitinhos” para burlar a tudo e a todos. Ontem, 22, este espaço denunciou que o Batalhão Especial da PM, localizado no Batistão abria os portões para deixar carros entrarem no horário dos jogos e, conseqüentemente, estas pessoas não pagavam.

 

O caso é pior. O comandante do Batalhão, tenente-coronel Assis enviou para este espaço um ofício que é estarrecedor. Ele mostra que na última quinta-feira, 16, quando do jogo do Confiança, o próprio comandante ficou na sede do Batalhão e constatou que das 17h30 às 20h45 (logo após o jogo) tinham no local (dentro do Batistão) 128 (cento e vinte e oito) carros e 18 (dezoito) motos estacionadas no pátio em frente às federações. E por onde entraram estes veículos? Pelo portão da Federação. Isso mesmo a FSF é conivente com o que ocorre. O próprio comandante enviou ofício ao presidente da FSF, Carivaldo Souza, informando sobre o problema. Ontem, 22, com certeza a situação deve ter sido a mesma.

 

E o mais engraçado é que o presidente da FSF, enviou anteriormente oficio ao comandante do Batalhão informando que o horário do fechamento dos portões internos e externo, localizado naquele setor é às 13hs para jogos diurnos e 17hs para jogos noturnos.  Porém a FSF não faz o dever de casa deixa entrar os apadrinhados que usam o estacionamento e como já estão na área interna certamente não pagam para assistir as partidas. É preciso ser sério nas ações e não apenas nas palavras. Chega de demagogia, até o MP está sendo enrolado.

 

E mais. Tem algo podre no relacionamento da FSF com alguns dirigentes. Brincam de administrar futebol e o caixa 2 existe de fato. Nem a federação, nem as rendas destes jogos resistiram a uma verdadeira auditoria. Somente a determinação do governo do Estado pode mudar essa realidade. O problema é que a FSF está nas mãos de um aliado político, que por coincidência também manda na Secretaria de Esporte e Lazer. É preciso coragem. Aliás, se o governador decidir implodir o Batistão deve aproveitar para levar de quebra a Federação Sergipana de Futebol. Não fará falta, pelo contrário…

 

Polícia sumiu do Batistão

Uma pergunta: Por qual motivo a polícia não montou plantão no estádio Batistão ontem depois que os ingressos acabaram? Foi preciso uma equipe da Infonet comunicar a promotora para que a mesma solicitasse a chegada da PM. Tem muita suspeita neste caso das rendas do Batistão. Os cambistas são os mesmos, na maioria laranja. E ninguém faz nada. Ninguém tem coragem de prender os verdadeiros culpados e todo mundo comenta nos bastidores os nomes dos envolvidos. Enquanto isso o Confiança faz a sua parte e venceu o Guarani por 2 x1.

 

Nepotismo no TC

O blog recebeu a informação que até a presente dada o único conselheiro a exonerar os parentes que trabalhava com ele foi o conselheiro Carlos Pinna de Assis, os demais segue arrastando a Súmula Vinculante com a barriga.

 

Nepotismo em Itabaiana I

O futuro prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo, já está sendo vitima até mesmo de aliados mais próximos. Alguns estão anunciando em Itabaiana que ele vai nomear para secretaria de Obras, o irmão, Roberto Bispo e para a área da Ação Social, a esposa, de nome Roseli. Estes aliados na verdade estão “queimando” o futuro prefeito, já que um dos motes da campanha dele foi contra o nepotismo, que ele denuncia que campeia na atual administração.

 

Nepotismo em Itabaiana II

Na campanha, Luciano Bispo criticou duramente o nepotismo e por isso, não vai nomear nenhum parente para cargo público. Seria uma incoerência, mesmo sendo permitido que parentes possam ser secretários. Nomear um irmão e uma esposa, seria uma incoerência política grande. Ainda bem que não passa de um boato plantado por alguns aliados ou até mesmo pela oposição. Luciano é contra o nepotismo e ponto final.

 

PF de olho em Umbaúba

A Polícia Federal de Sergipe está de olho em uma pessoa que está pegando pessoas no município de Umbaúba e trazendo para Aracaju com o intuito de denunciar o prefeito eleito, professor Anderson. Esta pessoa está  chamando as pessoas e, através de dinheiro e coação, arma com as mesmas que elas venderam seus títulos eleitorais. No município, as autoridades já descobriram a armação do rapaz e agora a PF está de olho nele para dar o fragrante. A coluna já tem o nome dele e vai divulgar nos próximos dias.

 

Promessa quebrada em Carmópolis

O prefeito de Carmópolis, Volnei Leite, prometeu construir 300 casas para pessoas carentes no municípios. Iniciou as obras e só fez 23. Agora, com a derrota da sobrinha, Leninha, voltou atrás e quer entregar apenas os terrenos para os moradores. Ontem, 22, eles se revoltaram e foram para a porta da Prefeitura cobrar a construção das casas. Somente a intervenção do MP pode ajudar a população.

 

Mendonça Prado contesta acusações I

O deputado federal Mendonça Prado, que juntamente com dois funcionários públicos está sendo acusado de improbidade administrativa pelo Ministério Público Federal de Sergipe (MPF/SE) concedeu entrevista ontem, 22.  Na ocasião, ele justificou as acusações que constam na ação civil pública movida pelo MPF que aponta irregularidades praticadas por ele quando era secretário de Estado da Administração, no processo de compra de 2.500 computadores através do sistema de Adesão ao Registro de Preços com a Agência Goiana de Administração e Negócios Públicos (Aganp), localizada no Estado de Góias. A primeira delas trata da falta das certidões necessárias à compra dos equipamentos, as quais o deputado afirmou possuir. Com relação a ausência de pesquisa de mercado, obrigatória para a execução do processo de licitação, ele questionou a informação já que, segundo ele, ela estava em andamento com preços já registrados. Por último, questionou a afirmação de um dos diretores da Agetis na época, Euler Ribeiro, de que faltava o seu parecer aprovando o processo. O deputado afirmou que o documento assinado por Euler Ribeiro, que entrou com a representação contra ele no MPF, era desnecessária, uma vez que bastaria a assinatura do presidente da instituição, que foi dada somente após a compra.

 

Mendonça Prado contesta acusações II

Mendonça Prado também levantou outros pontos do processo. Segundo ele, partes do depoimento de um dos acusados, que consta no termo do depoente, é diferente da inicial de denúncia que está assinada pelos procuradores. Outra contestação foi a presença no dia do  Ação civil pública que acusa o deputado Mendonça Prado de improbidade depoimento de Euler Ribeiro do então escrivão da procuradora Eunice Barreto,  Júlio de Melo Ribeiro, que ele acredita ser primo do depoente e  que estava  fazendo perguntas. Com relação a esse ponto, o deputado afirmou que o procedimento não é ilegal, mas contestou a ética do ato.Por fim, foram apresentadas partes do processo no qual consta que não existe  comprovadamente dano ao erário, já que o responsável pela representação contra Mendonça Prado, Euler Ribeiro, era um dos interessados em participar da licitação promovida para a compra dos computadores. “Como eu consegui, através do Sistema de Adesão ao Registro de Preços comprar os computadores por R$ 1.600, diminuindo bastante o custo, que era orçado em mais de R$ 3 mil, Euler se sentiu lesado, já que ele possui uma empresa de informática e queria fazer parte da licitação”, comentou. (Infonet).

 

Coletiva discutirá ação de improbidade

Ocorre nesta quinta-feira, 23 de outubro, às 8h, na Procuradoria da República em Sergipe, entrevista coletiva com a procuradora da República Eunice Dantas, onde serão prestados maiores esclarecimentos à imprensa sergipana sobre a ação de improbidade administrativa contra o ex-secretário de Estado da Administração, Mendonça Prado, o ex-superintendente de Compras Centralizadas, Luciano Paz Xavier, e o ex-diretor-presidente da Agência de Tecnologia da Informação de Sergipe (Agetis), João Anízio Torres Dantas. Na ocasião, a procuradora fará também um pronunciamento sobre os depoimentos fornecidos pelo deputado federal Mendonça Prado durante entrevista coletiva ocorrida na manhã de hoje (22). Num segundo momento, após esclarecimentos sobre o caso, será aberto aos presentes inscritos fazerem suas perguntas.

 

Mendonça tenta polemizar denúncia

O deputado Mendonça Prado, em entrevista coletiva concedida na data de ontem, 22, para tratar  de denúncia do Ministério Público sobre adesão a registro de preços para aquisição de computadores, tentou politizar o problema atribuindo na época a Associação Comercial e Empresarial de Sergipe, denúncia que teria sido formulada ao

Tribunal de Contas. Ele tenta passar que a denúncia é perseguição porque a associação era presidida pelo atual secretário do Desenvolvimento, Jorge Santana. Na verdade a Associação encaminhou ofício a ele, pedindo apenas a reavaliação da referida adesão ao registro de preços, atendendo pedido de empresa sergipana associada, neste caso a Chip&Cia. Em outro ofício a Associação de Empresas em Tecnologias de Sergipe, o Fórum Empresarial e a Associação Comercial pediram a OAB de Sergipe pedindo a ajuda para cancelar o procedimento porque entendiam que o mesmo estava em desencontro ao desenvolvimento das empresas locais.

 

Sergipano deixa hoje presidência da Câmara Mirim

A Câmara dos Deputados, realiza hoje, 23, às 10 horas, a terceira edição do programa educativo Câmara Mirim, que simula uma sessão do Plenário da Casa. Cerca de 400 crianças de até 14 anos farão o papel de deputados mirins e discutirão três projetos de lei selecionados entre as 604 propostas enviadas por alunos do ensino fundamental ao site Plenarinho.. Alunos de até 14 anos fazem o papel de deputados mirins e discutem três projetos de lei selecionados entre as propostas enviadas pelas crianças ao site Plenarinho. O sergipano Josef Carvalho, é quem preside a sessão. Sergipe foi o único Estado que no ano passado fez as eleições com todas as regras definidas pelo TRE. Josef Carvalho passará a presidência para uma estudante de São Paulo. A rede Record vem dando uma atenção especial ao programa e o sergipano Josef Carvalho vem aparecendo em nível nacional.

 

Governo usa TCU para contemplar base

Deu na agência Estadão ontem, 22, na Internet: “No xadrez político para preencher os cargos da nova Mesa Diretora do Senado, que será eleita em 1º de fevereiro de 2009, o governo está disposto a negociar uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU), que será aberta com a aposentadoria, em dezembro, do ministro Guilherme Palmeira. Uma das hipóteses é dar a cadeira ao PMDB em troca de apoio à candidatura do senador Tião Viana (PT-AC) para presidir o Senado. “A presidência do Senado, os cargos da Mesa Diretora, as presidências das comissões temáticas e a vaga no TCU vão entrar na negociação”, admite a líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC). “O problema é que esse tabuleiro tem poucas cadeiras para muitas peças.” Além do loteamento, o Planalto quer neutralizar parte do poder da oposição no TCU. Segundo Ideli, o governo não aceitará que a vaga seja preenchida por um representante do antigo PFL, hoje DEM. “Tem mais PFL no TCU por metro quadro do que gente.”

 

Almeida cotado para ministro do TCU

Continua a matéria: “Dos nove ministros do TCU, quatro são indicação direta do PFL; dois, do PMDB e um, do PP. Duas cadeiras são preenchidas por funcionários de carreira – uma delas, por nomeação do presidente da República. O DEM quer que a vaga de Palmeira vá para o ex-senador e presidente da Companhia de Eletricidade de Brasília (CEB), José Jorge (PE). Ambos são do DEM.“Ele é um homem equilibrado, de respeito e conversa com todo mundo”, defendeu o presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ). No PMDB, os cotados são os senadores Leomar Quintanilha (TO) e Almeida Lima (SE). O governo também trabalha com a alternativa do ex-senador e ex-governador Lúcio Alcântara, hoje no PR, o que ajudaria na eleição de Tião Viana – o PR conta com quatro votos, que podem ser decisivos na disputa pela presidência do Senado”.

 

Banese patrocina viagens do Confiança I

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) e o Banese Card vão patrocinar as passagens para as viagens do time de futebol Confiança aos quatro jogos realizados em outros estados pela octagonal decisivo da série C do Campeonato Brasileiro. A decisão foi tomada no início da noite desta quarta-feira, 22, durante uma reunião realizada entre o governador Marcelo Déda, o presidente do Banese, João Andrade, e o secretário de Estado do Esporte e Lazer, Leó Filho.O Confiança busca ficar entre os quatro primeiros colocados do grupo para que possa subir à série B do Brasileirão. Os jogos serão realizados nos estados do Acre, São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraíba. Este ano, o time recebeu do Banese, através da Federação Sergipana de Futebol, R$ 125 mil para suas atividades.

 

Banese patrocina viagens do Confiança II

Inicialmente, o valor previsto para o Confiança era R$ 75 mil em três parcelas. Valor igual seria destinado ao time Sergipe, mas como ele foi desclassificado na 2ª fase da série C, recebeu apenas uma parcela. Por conta disso, o Estado decidiu repassar ao Confiança o recurso que seria destinado ao Sergipe. A Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (SEEL) também contribui para a atuação dos times do futebol sergipano com a liberação do estádio Lourival Baptista, o Batistão, para os treinos.Em 2007, o Governo também diminuiu em 2007 de 10% para 5% a taxa de ocupação do estádio, calculada com base na arrecadação da venda de ingressos a cada partida. (ASN).

 

Prefeito participará de Chat no Portal Infonet

Hoje, 23, às 16h, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, participa de um chat no portal Infonet. Durante 1h10min, o prefeito falará sobre suas realizações à frente da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), além de esclarecer dúvidas relacionadas às obras e projetos previstos para os próximos quatro anos de mandato. Na oportunidade os internautas aracajuanos enviarão perguntas em tempo real. O chat com o prefeito de Aracaju faz parte de uma série de entrevistas realizadas pela Infonet com os gestores eleitos ou reeleitos nos principais municípios do Estado. Até o momento já participaram Fabio Henrique (Nossa Senhora do Socorro), Alex Rocha (São Cristóvão), Luciano Bispo (Itabaiana) e Sukita (Capela).

 

Bancários do BB, Banese e privados encerram greve em SE

Os bancários de Sergipe decidiram pelo fim da paralisação, que durava 15 dias. A greve termina no Banco do Brasil, Banese e bancos privados, mas continua na Caixa Econômica e  BNB. Na assembléia realizada na sede do Sindicato dos Bancários, a categoria entrou em acordo com a Federação dos Bancos (Fenaban) e aceitou o reajuste salarial de 10% para quem ganha até R$ 2,5 mil e de 8,15% para as demais faixas salariais.Os bancários atenderam a orientação do Comando Nacional da categoria e decidiram suspender a greve.  Mas, diante da intransigência da Caixa , em descontar os dias parados – como fez na greve do ano passado -, além de outras questões específicas, os funcionários decidiram continuar paralisados.

 

Greve vitoriosa

”Nossa greve foi vitoriosa”, comemora José Souza, presidente do Sindicato dos Bancários. “A greve é um instrumento importante que os trabalhadores possuem para defender seus direitos, mas, nesse momento, entendemos que chegou o nosso limite. Defendemos que voltemos amanhã ao trabalho de cabeça erguida, da mesma forma que começamos a greve. Nós decidimos entrar e estamos decidindo sair, na hora certa”, completa.Para o Comando Nacional dos Bancários, a greve chegou ao limite do que foi possível arrancar na mesa de negociação da Fenaban e das questões específicas do Banco do Brasil. Será chamada nova negociação com a Caixa para discussão da pauta específica e da PLR, com novas assembléias amanhã.

 

CGE conclui curso de capacitação no SICONV

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) concluiu na tarde da última terça-feira, 21, o “Curso de Capacitação no Sistema de Convênios – SICONV” que iniciou segunda-feira, 20. Durante os dois dias foram capacitados cerca de 150 técnicos dos órgãos e entidades do Governo de Sergipe, com o objetivo de capacitar os servidores estaduais para operar a nova ferramenta de descentralização de recursos do governo federal, de forma a assegurar a celeridade e a transparência dos processos de convênios celebrados pelo Estado de Sergipe. O controlador-geral do Estado, Adinelson Alves, afirma que o curso do SICONV proporcionou aos participantes a oportunidade de conhecer o novo Sistema de operacionalização de convênios federais. ”Sergipe foi o primeiro Estado da federação que realizou o curso de capacitação de seus técnicos para operar o SICONV, que se constitui numa ferramenta de eficiência e de transparência na descentralização de recursos da União. Na oportunidade, o controlador recomendou aos técnicos do governo estadual que buscassem todas as oportunidades de captação de recursos que o SICONV proporciona”.

 

 

DO LEITOR

 

Informe – Jornada Sindical dos Enfermeiros I

Informe do Sindicato dos Enfermeiros: “A Jornada Sindical de Enfermagem do Estado de Sergipe, promovida pelo Sindicato dos Enfermeiros do Estado, tem abertura hoje (23/10) e se estende durante o dia de amanhã (24/10) no auditório do SENAC, à Rua Ivo do Prado. Interessante evento que teve suas inscrições encerradas na última segunda-feira por lotação esgotada e ainda tem fila de espera para as possíveis desistências. O motivo? Além da interessante programação, pertinente ao momento vivido no estado com as implantações das Fundações Estatais de Direito Privado na Saúde, as presenças de Francisco Batista Jr., Presidente do Conselho Nacional de Saúde, que tem opinião contrária às Fundações, Sílvia Casagrande, Presidente da Federação Nacional dos Enfermeiros, que falará sobre o tema do PL26/2007, do médico e Senador Tião Viana,  Flávia Brasileiro, Presidente do Sindicato dos Enfermeiros de Sergipe, que tratará da trajetória do Sindicato e terá uma mesa redonda sobre a Desprecarização do Trabalho no SUS, com Sílvia e Francisco Jr. , Enfa. docente da UFS Joseilze S. de Andrade com o tema da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) e  ainda Dr. Manoel Adroaldo, Procurador do Ministério Público do Trabalho em Sergipe, com o tema Direitos Trabalhistas: o que eu preciso saber.

 

Informe – Jornada Sindical dos Enfermeiros II

Infelizmente dia 20/10 houve  a desistência da participação de Dr. Marcos Póvoas, Procurador do Estado,devido a um compromisso fora do estado, “prejudicando” o debate sobre as Fundações Estatais, onde o Estado teria a oportunidade  de explanar sobre seu projeto. Mesmo a SES sendo consultada, nenhum dos seis representantes convidados se dispuseram a participar em substituição ao Procurador do Estado, alegando outros compromissos. Haverá ainda no evento o lançamento on-line do site do sindicato, que será uma importante ferramenta de comunicação com a categoria.

 

Indignação com concurso para psicólogo

E-mail recebido:Utilizo-me desta respeitada e lida coluna jornalística para manifestar minha indignação com relação ao concurso da saúde do estado, especialmente com relação ao cargo de psicólogo. Embora não seja psicólogo, mas minha esposa o é e conheço muitos, fico profundamente sentido com o descaso como é tratado este profissional. Como se já não bastasse a má imagem que as pessoas tem do psicólogo achando que só se consulta quem é louco, as autoridades públicas não reconhecem o valor da categoria. Neste concurso que se aproxima, além do número reduzido de vagas (6 no total) para as 3 fundações, o salário é ínfimo. Não desconsiderando a carreira da assistência social e reconhecendo a grande importância que a mesma desenvolve, mas o cargo de psicólogo ganha menos que o cargo de assistente social. Com certeza o governo considera o serviço social mais importante que a psicologia, não só pelo número de vagas disponibilizada no concurso mais com relação ao salário inferior”.

 

Indignação com concurso para psicólogo II

Continua o e-mail: “Só para se ter uma idéia, num hospital como o João Alves, com um imenso e delicado setor de oncologia deveria haver pelo menos uns 10 psicólogos e quantos há? E os outros setores e órgãos da saúde? O que um psicólogo sozinho vai fazer no Parreiras Horta? Brincar de psicologia com certeza. Mas você sabe de quem é a culpa? Dos próprios psicólogos. Uma classe inerte, desunida e que tem um conselho fraco, que é sucursal da Bahia, sabia disso. Até as carteiras dos psicólogos são confeccionadas na Bahia. Um sindicato que teve eleição recente e ninguém vê. Agora vá um psicólogo deixar uma anuidade em aberto, rapidamente recebe uma cartinha com notificação. E mais absurdo ainda é diferenciar os salários dos profissionais de nível superior e cobrar uma taxa igual para “profissionais de nível superior”, é mole? Para receber o salário é cada um na sua, já para pagar a inscrição são todos “profissionais de nível superior”!!! Chegaria a ser jocoso, se não fosse trágico!!! Desculpe pelo desabafo!! E olhe que não sou psicólogo. Psicólogos de todo o Sergipe, Uni-vos”!”

 

Frase do Dia

“Entre falar e se fazer entender. Entre o entendimento e a conivência existe um grande abismo.” Agni Shakti, escritora.

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários