Fugas e SSP: é preciso ousar

0

O crescimento das fugas nas delegacias de Sergipe, demonstra que tem relação direta com a superlotação e com a falta de um modelo adequado de funcionamento, colocando em questionamento se existe ou não um planejamento estratégico na definição da estruturação das condições de trabalho que leve em consideração que as delegacias possuem ambientes distintos de atendimento e de detenção. 

Claro que delegacia não é presídio, mas deve-se acabar com esse discurso e entender que a realidade que se apresenta é essa. Nos mais diversos setores da iniciativa pública, têm buscado a inovação em termos de métodos eficientes de trabalho, seria o caso da SSP ousar implementar um modelo moderno e inteligente de funcionamento para uma delegacia de polícia onde ao delegado fosse dada a condição de escolher a própria equipe e responder integralmente pela sua área de atuação, assim como fazem as polícias especializadas nos diversos países, responder inclusive pelos cidadãos que se encontram sob a custódia do mesmo.

 

A discussão desse novo modelo passaria por todos os aspectos possíveis e imagináveis, desde a forma de construção do acesso às celas, até ao procedimento de revisão periódica com atitudes que inibisse a ação dos serradores de grades, ou que se crie atividade para os presos implantando uma serralheria pública, porque nunca se viu tanta facilidade para serrar ferro como a encontrada pelos presos, sem que nunca tenha ocorrido um caso em que um só policial tenha escutado o barulho da serra.

 

É preciso admitir, no entanto, que em algumas delegacias e em determinados horários, constata-se a presença de apenas um policial, que recebe as queixas, atende ao chamado do rádio e fiscaliza a movimentação em torno do prédio. Neste caso é brincadeira e a fuga torna-se mais fácil do que tomar um pirulito de criança…

 

 

Governador, quem manda na SSP?

O secretário Kércio Pinto, por determinação do governador Marcelo Déda, informou a este jornalista, há quase dois meses que todos os veículos da SSP seriam identificados (exceto os que fazem trabalho investigativo), porém o dia-a-dia mostra uma realidade diferente. Ontem, 07, por volta das 6h40 na Avenida Beira Mar, transitava um Fiat branco com a plotagem da polícia e mais nada. Sem número de identificação, sem placa, sem nada. Quem manda na SSP? Será que é verdade que a maioria dos que comandam são os mesmos dos vícios dos governos anteriores, principalmente dos governos Albano e João Alves? Será? Ou melhor: será que Kércio não tem o comando da SSP em suas mãos? Será? Ou pior: será que tem um boicote instalado no próprio comando da SSP? Será?

 

Policial questiona declaração de secretário

De um policial militar: “Hoje aconteceu alho hilário. O secretário Kércio Pinto, ao responder um questionamento do radialista Fabio Henrique, sobre o abandono das delegacias no carnaval, respondeu que: estava desafogando as delegacias. Desafogando de que? Dos delegados? E tem tantos assim? Seria cômico, se não fosse trágico. Ele precisa desafogar de presos e de inquéritos que abarrotam as gavetas, mas de delegados? Essa é nova. O certo é que, como sempre, os delegados abandonam as delegacias do interior no carnaval, que ficam a cargo dos policiais militares”.

 

Fubras: num país sério…

O semanário Cinform publicou esta semana matéria do jornalista Max Augusto que deve ser objeto de uma profunda investigação com serias conseqüências. Na matéria, os ex-secretários no governo João Alves, Antônio Borges (Planejamento e Tácito Faro (Indústria e Comércio),disse que a contração da consultoria da Fubras, foi definida antes mesmo dele assumir o governo, numa reunião na casa do governador recém eleito, em 2002. E mais: com advertência de ameaça de demissão se os contratos não fossem assinados. Detalhe: foi apenas a bagatela em torno de R$ 1 bilhão nos quatro anos de governo. A Controladoria Geral do Estado já fez a parte dela. Cabe agora enviar o prejuízo para a Justiça. Sei não, num país sério…

 

Novamente Pirambu: pela prorrogação

De um leitor:”Mas é claro que as coisas, de tão podres, como foram encontradas em Pirambu, terminem assim,com o fim da intervenção e com um dos acusados tomando posse no cargo de prefeito. Deve-se encontrar uma solução jurídica para prolongar a intervenção ou então destituir todos acusados e convocar logo eleições para prefeito e vice! É isso o que a decência exige.”

 

Intervenção no Coren/SE: vitória da cidadania

De parabéns o MPF/SE pela recomendação de intervir no Conselho Regional de Enfermagem em Sergipe (Coren/SE). A ação teve o apoio da Polícia Federal. A intervenção foi recomendada pelo procurador da República Paulo Gustavo Guedes Fontes e ela foi decretada pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Uma junta interventora nomeada pelo Cofen já tomou posse e tem até 180 dias para gerir a entidade, inclusive realizando eleições para  a direção do Coren/SE. A ação foi também acompanhada pela procuradora da República Eunice Dantas Carvalho e por representantes do Cofen. A junta interventora já está tomando uma série de medidas administrativas para que o processo de intervenção ocorra com segurança e possam continuar sendo apurados mais detalhes dos atos de improbidade administrativa e crimes contra a Administração Pública Federal. Os profissionais da área agradecem. (Com Ascom/MPF).

 

Demora do governo para chamar concursados

Já passou o réveillon, o carnaval e o Governo do Estado nada de chamar os concursados do Corpo de Bombeiros e da SEED/SEAD. Será que vai esperar os festejos juninos?

 

Validade do concurso do MPU acaba em maio

E um órgão que deveria dar exemplo está deixando a desejar. O MPU fez um concurso e até agora só chamou uma pessoa em Sergipe, mesmo assim porque o concursado ingressou com um mandado de segurança para garantir seu direito. O concurso acaba a validade em maio. Será que o MPU fez um concurso apenas para arrecadar dinheiro e não tinha a intenção de convocar ninguém? Ou será preciso que os concursados ingressem com mandados de segurança para garantir seus cargos?  

 

Leitor alerta para pedras colocadas em cima de tonéis

De um leitor: “Viajo sempre para o interior do Estado, até porque a família de minha esposa é de Gararu, e tenho observado que nós condutores de veículos, principalmente de porte pequeno, estamos correndo grande risco de vida na BR-101 no percurso da duplicação. Existem uns tonéis para sinalização, que ficam na beira da pista, pois se você prestar atenção o pessoal coloca algumas pedras em cima dele para fixar melhor. Ou seja, para que o vento ou coisa parecida não derrubem os tonéis. Se um motorista de um carro pequeno perder o controle da direção e vai direto em direção a esses tonéis com certeza as pedras, que não são pequenas, vão direto no pára-brisa do veiculo e conseqüentemente causando uma tragédia. Fica o alerta”.

 

Banese e Deso : chega de sacrifício

Depois de muito tempo de espera a diretoria do Sindicato dos Bancários conseguiu agendar para hoje, 08, às 9hs, uma reunião com a diretoria do Banese. É preciso desprendimento das duas partes para que seja fechado um acordo coletivo no Banese. Aliás, é preciso que o discurso que o banco estava “quebrado” seja deixado de lado. Ou seja: se estava “quebrado” porque a atual diretoria não nominar os responsáveis e ingressar na Justiça? Até mesmo se a omissão partiu de todos do Conselho Deliberativo do banco. O que não pode é sacrificar todos os baneseanos, não apresentando propostas concretas e não ajuizado medidas judiciais contra quem “quebrou” o banco.  A situação na Deso é parecida. Lá pelo menos tem uma auditoria que pode apontar os responsáveis pela atual situação da empresa. Porém, os funcionários não estão satisfeitos com o andamento do acordo coletivo. Aliás, vários funcionários que votaram no atual governo, querem saber porque tanto alvistas continuaram em cargos de chefia na empresa.

 

Visitante não pode torcer nas cadeiras em Itabaiana

Em quase todos os estádios de futebol existem o lado do time da casa e o do visitante. Tudo normal, mas em Itabaiana, é diferente. Lá, na arquibancada tudo certo, um lado do time da casa e outro do visitante, mas no setor das cadeiras não existe uma divisão como ocorre no Batistão, por exemplo. Lá alguns poucos itabaianenses se acham no direito de mandar os torcedores dos outros times se calarem. É proibido torcer pelo  time visitante. Com isso, na última quarta-feira, no jogo entre o Itabaiana e o Confiança, teve um incidente que foi necessária a presença da polícia.

 

Federação deve garantir o direito do visitante em Itabaiana

Para que não ocorra algo pior é preciso que a Federação determine a gerência do estádio que nos jogos dos chamados “times grandes”, seja feita também uma divisão no setor das cadeiras, para que o visitante possa ter o direito de torcer tranquilamente, sem ninguém mandá-lo calar em pleno momento de lazer.

 

Excedentes pedem apoio do MP para convocação

Os excedentes do concurso da Fundação Renascer pediram apoio ao Ministério Público Estadual para convocação dos últimos 60 agentes de segurança do concurso realizado pelo Governo do Estado. Os excedentes reclamaram da conduta do Governo do Estado e pediram que o MP ajude que o concurso seja prorrogado.

 

Pagamento dos servidores de Socorro

Sobre a nota publicada na coluna de ontem dando conta de que o Banco Itaú venceu o processo licitatório para efetuar o pagamento da folha de servidores da  Prefeitura de Socorro, sem que tenha sequer uma agência no município. Um experiente administrador público revelou que deve estar existindo algum engano, porque se o objeto da licitação era o pagamento da folha dos servidores municipais, é mais que certo que o edital contenha cláusula exigindo que a instituição financeira esteja instalada ou venha a instalar-se no município, antes mesmo de iniciar o cumprimento do contrato. Isso é mais que elementar, se não for assim, é algo um tanto estranho.

 

Reeleição de Edvaldo Nogueira

De um advogado: “Uma das mais completas análises sobre a possibilidade de Edvaldo nogueira poder ou não concorrer à reeleição, foi produzida pelo experiente advogado eleitoral Dr. Clóvis Barbosa de Melo, porém num determinado trecho da análise, ele cita que: “Edvaldo, por duas vezes, foi eleito vice-prefeito, tendo sucedido Déda tão somente no segundo mandato”. E conclui entendendo que por este motivo ele pode sim ser candidato. Porém, na contramão desta análise, há quem afirme que Dr. Clóvis Barbosa expressa uma verdade quando afirma que Edvaldo sucedeu Déda tão somente no segundo mandato, mas omite que: Edvaldo substituiu Déda em diversas oportunidades já no primeiro mandato 2000/2004, e como o texto constitucional fala que: “Quem os houver sucedido ou substituído no curso dos mandatos poderão ser reeleitos para um único período subseqüente…”. Conclui-se então, que 2004/2006, já seria o único e permitido mandato subseqüente”.

 

Nova diretoria da AMASE assume segunda-feira

A nova diretoria da Associação dos Magistrados de Sergipe – AMASE será empossada na próxima segunda-feira, 11, às 17 h, no auditório do Tribunal de Justiça, localizado na Praça Fausto Cardoso. A diretoria tem como presidente, Marcelo Augusto Costa Campos; vice, Paulo César Cavalcante Macedo; vice-presidente Secretário Geral, Gustavo Adolfo Plech Pereira; Vice-presidente de Relações Institucionais, Daniel de Lima Vasconcelos; Vice-presidente de Patrimônio, Antônio Henrique de Almeida Santos; Vice-presidente Cultural, Rosa Maria Mattos A. de Santana Britto; Vice-presidente Social, Adeleide Maria Martins Moura; Vice-presidente esportivo, Sidney Silva de Almeida; Vice-presidente de Informática, Pablo Moreno Carvalho da Luz e vice-presidente de aposentados e pensionistas, Madeleine Alves de Souza Gouveia.

 

Carro federal usado em pleno carnaval                                                                                          

Um leitor atento, que passou o carnaval em Maceió (AL) enviou a foto ao lado do veiculo Astra – placa – Brasil – IAC – 2987 que estava estacionado num hotel. Pelas letras inicias da placa o veiculo deve prestar serviço em algum órgão federal de Sergipe. O que será que estava fazendo em pleno carnaval?

 

Relação dos passageiros do Aero Zé

A coluna recebeu uma relação com parte significativa dos passageiros do Aero Zé de Nossa Senhora do Socorro que foi recentemente para o sul do país. Alguns dos passageiros não têm como justificar, com certeza, o pagamento das passagens e hospedagem. Tem até padre na história. A relação será enviada para o órgão competente apurar. Espera-se que cada um faça a sua parte.

 

Carnaval: não à privatização!

De um leitor: “Bacana e merece aplausos a decisão da Prefeitura de Aracaju de acabar com aquele horrível e alcoolizado Carnaju e tentar atrair a atenção para os blocos de rua, estruturando bandinhas com metais de sopro e valorizando as chamadas marchinhas, que, por sinal, em todos estados brasileiros, ainda se cantam. Sendo que no Rio de Janeiro, fora do desfile, nos demais dias, existem muitos blocos que desfilam há muitos anos, com bandinhas e tudo o mais, nos bairros e no centro. Mas uma coisa deve ficar patente: afastem esse demônio da ganância de cobrança de inscrições, além da padronização das camisetas com  o nome da Prefeitura e muito aparato em desfiles e essas coisas oficiais. Deixem o povo dançar e se organizar em blocos que percorrerão as ruas que quiserem, se divertirem como quiserem, sem ninguém programar tudo direitinho. Façamos um carnaval livre em Aracaju, inspirado em Olinda, Recife e outros locais, inclusive Rio (fora do desfile), E com a garantia sem necessidade de permissão para todos, com ou sem fantasias entrar nos blocos.Se grupos de pessoas quiserem que se fantasiem como quiserem e entrem nos blocos.E sem almejar que o esse Carnaval de Aracaju seja o maior carnaval do mundo ou da região e mais: deixem as praias e orla na parte dos hotéis em paz que os turistas que aqui vêm é para descansar e não brincar o carnaval.Querem é sossego!”

 

PMDB terá candidato em Porto da Folha

A direção do PMDB de Porto da Folha decidiu no final do mês de janeiro, o critério para escolha do candidato a prefeito do município. Será realizada uma pesquisa entre os três pré-candidatos do partido, que são, Francisco Pinto, Doutor Albino e Raimundinho. Aquele que tiver as melhores condições de vencer os adversários será o candidato do partido. Hoje o grupo reunido tem mais de trinta por cento de intenções de voto em todas as pesquisas eleitorais.

 

Abuso das motos em Pirambu e Atalaia Nova

De um leitor: “Venho através de sua renomada coluna denunciar a irregularidade das motos  durante o último Carnaval. Em Pirambu e Atalaia Nova, por exemplo, motoqueiros retiram parte do cano de descarga das motocicletas e andam fazendo uma “zuada” ensurdecedora. Eles andam sem capacete, retiram suas placas e realizam exibicionismo com suas motos então modificadas. Um atentado ao Código Brasileiro de Trânsito. A Polícia Rodoviária Estadual estava presente na entrada das cidades. Será que as motos passaram assim na frente dos policiais? Por que não há fiscalização de trânsito dentro cidade? Não é porque é Carnaval que tudo é festa e que tudo pode ficar à margem da lei. O único barulho permitido no Carnaval é os dos trios e bandas de frevo, já que os mesmo estão teoricamente rodando com segurança e dentro da lei, trazendo alegria para todos”.

 

Sobre:”Pirambu, intervenção e impunidade”

De um leitor, sobre o artigo publicado ontem, 07, “Pirambu, intervenção e impunidade: “Estou matutando em minha cabeça: imaginem se fizerem um varredura e uma limpeza, ou como existe na linguagem da informática “um scaneamento” dos vírus que corroem as prefeituras do estado”? Ai que dor no coração, o trabalho vai durar uma eternidade, ainda mais se precisarem verificar o que acontece dentro do Tribunal de Contas do Estado para que as benditas contas sejam aprovadas. Intervenção até o fim do ano sem sombra de dúvidas”.

 

Quem pensa que o carnaval acabou está enganado…

Os moradores do Conjunto Santa Lúcia, e os organizadores do 2º Ressacadinho (Ressaca do Senadinho), convidam os demais foliões e a imprensa para prestigiar o resgate do carnaval de rua daquela comunidade. Será no dia 10 de fevereiro, a partir das 7hs com um café da manhã, caminhada pelas ruas do conjunto com banda de frevo, bacamarteiro e passista. A programação será iniciada no chamado “Senadinho”, no mercadinho São Domingos, no conjunto Santa Lúcia. Mais detalhes com Washington Batista, pelos telefones 8807-0376 e 9978-5085.

 

Frase do Dia

“Não tenho um novo caminho, o que tenho de novo é o jeito de caminhar”.Thiago de Melo.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários