Futuro indefinido

0

A classe política não passa um dia sem falar nas eleições de 2018, embora todos saibam que, daqui pra lá, muitas águas passarão por debaixo da ponte. É impossível dizer hoje quem estará com quem nos palanques do próximo ano. Nada que se diga ou escreva agora terá valor daqui a pouco, principalmente depois que o presidente Michel Temer (PMDB) foi flagrado com a boca no microfone, numa conversa nada republicana. Alguém arrisca apostar que ele resistirá à crise tão grave? A previsível queda do peemedebista muda por completo o panorama eleitoral, pois seus aliados perderão terreno na campanha de 2018. Portanto, quem apostar em pesquisas e avaliações feitas agora sobre o próximo pleito, poderá dar com os burros n’água.

Ninho em polvorosa

Acostumado com as águas mansas do partido dos peixinhos, o senador Eduardo Amorim vive o desconforto do alvoroçado ninho tucano. Desde que o senador Aécio Neves – ave mais emplumada do PSDB – foi flagrado com a boca no microfone da JBS, que a tucanada voa sem rumo nem direção. Embora não confesse publicamente, Amorim deve morrer de saudades do tranqüilo aquário do PSC.

De volta ao batente

Ao retornar à Assembleia, depois de quase um ano e meio impedido pela justiça de exercer o mandato, o deputado estadual Augusto Bezerra (PHS) diz que as provas contra ele são fracas. O parlamentar é acusado de ter se beneficiado financeiramente com as verbas de subvenção. Em seu primeiro discurso, Bezerra não escondeu o entusiasmo com o futuro. “Ainda falta o julgamento do processo, mas tenho uma grande expectativa, pois, durante a instrução, consegui provar a minha inocência”. Então, tá!

Fim de processo

A Petrobras já tomou conhecimento de decisão da 3ª Vara da Justiça Federal de Sergipe, sem julgamento de mérito, pela extinção de ação popular que visava suspender o processo de venda de um conjunto de campos em águas rasas no Ceará e Sergipe. A extinção do processo é decorrente de pedido realizado pela Petrobras, com base na decisão do Tribunal de Contas da União, que autorizou a continuidade do programa de venda de ativos da companhia. Esta informação é do Valor Econômico de hoje.

Concurso à vista

A Assembleia de Sergipe criou uma comissão para analisar o atual quadro de servidores efetivos da Casa. O objetivo é subsidiar o presidente Luciano Bispo (PMDB) sobre a necessidade de se promover um concurso público para diversos cargos. Atualmente, os servidores do Legislativo são, em sua grande maioria, cedidos por outros poderes ou comissionados.

Julgamento adiado

Ficou para depois, o julgamento do exagerado reajuste do IPTU de Aracaju, concedido na administração do ex-prefeito João Alves Filho (DEM). Em seu voto, o desembargador-relator Alberto Gouveia considerou procedentes as ações contra o aumento somente em relação ao teto de um acréscimo do tributo. A votação, porém, foi adiada porque o desembargador Diógenes Barreto pediu vistas do processo. Aguardemos, portanto!

Troca de nomes

Em respeito a uma decisão judicial, o governo de Sergipe rebatizou as escolas públicas que tinham nomes de pessoas vivas. Os colégios João Alves Filho, Antônio Carlos Valadares, Marcos Maciel, Albano Franco e Maria do Carmo Alves agora se chamam, respectivamente, José Carlos de Sousa, Ivo do Prado, Maria Ivanda de Carvalho Nascimento, Jugurta Barreto e Jacintho de Figueiredo Martins.

Sem culpa

E o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) jura que o Forró Caju só não acontecerá se o deputado federal André Moura (PSC) não conseguir liberar uma emenda parlamentar. Ora, até parece que a festa corre o risco de não ocorrer por culpa do deputado cristão. Na verdade, André apenas se propôs a ajudar Edvaldo na liberação da emenda. Portanto, se o Forró Caju não for realizado será por culpa exclusiva da Prefeitura, que deixou para correr atrás de recursos na última hora. Simples assim!

Itabaianização

O jornalista Luiz Eduardo Costa fará palestra hoje sobre “A Itabaianização de Sergipe”.  Vai destacar o empreendedorismo dos itabaianenses, sugerindo que o governo estadual use essa capacidade do cidadão serrano como referencia e estímulo para o crescimento econômico de Sergipe. Proposta pelo vereador Jose Teles de Mendonça, a palestra acontecerá no plenário da Câmara daquele município. Prestigie!

Sete léguas

As redes sociais não perdem uma chance de chinfrar alguém. Foi só o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) aparecer na televisão calçando um par de botas sete léguas para a turma batizá-lo de Gato de Botas. Nem ligaram para o fato de, antes da entrevista, o comunista ter ido visitar regiões alagadas pelas últimas chuvas. Gente, quanta maldade!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A República, em 28 de setembro de 1935

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários