“Galeguinho da Roupa” arrepia deputados

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Assim como a maioria dos leitores deste blog o titular é neófito na política de Sergipe. E às vezes passa “batido” em alguns assuntos. Por exemplo, ontem, 11, ao conversar com cinco deputados estaduais da legislatura que se inicia em 2015 (da oposição e situação) ao questionar sobre a expectativa para o próximo ano e a eleição da Mesa Diretora um nome surgiu: “galeguinho da roupa”.

Todos os cinco manifestaram preocupação com o destino da Assembleia e  bradaram o nome: “Galeguinho da roupa”. E o titular deste espaço perguntou: e quem é? Existe mesmo? E um deles respondeu: deixa prá lá rapaz, envolve muito dinheiro. E você conhece? Foi a pergunta feita a outro: Não, disse o parlamentar que vai para o primeiro mandato. Não conheço e não quero conhecer. Prefiro que seja realmente um fantasma da imaginação de alguns.

O blog promete aos leitores que vai se aprofundar no assunto para não cometer injustiça. Foi passado um verdadeiro dossiê, mas é preciso verificação e, sobretudo, comprovação.

Como dizem que o tempo é o agiota da vida, o blog vai esperar 2015 para comprovar o “Modus operandi” do “Galeguinho” que está conseguindo arrepiar muitos deputados.

Sukita perde recurso no TSE
E o ex-prefeito de Capela, Sukita, teve negado o recurso pedindo provimento da candidatura dele  no TSE por 4 a 2. Com isso Francisco Gualberto teve o mandato mantido e será diplomado no próximo dia 18. Sukita, através da assessoria jurídica, anunciou que vai entrar com um agravo no próprio TSE. Dificilmente reverte a situação.

Gualberto x Sukita
Uma certeza: Mesmo com alguns do governo torcendo para Sukita, que se filiou ao PMDB, não tem como comparar os homens públicos e privados Gualberto e Sukita. É como água e óleo. Não se misturam. Enquanto Gualberto fez uma campanha diariamente nos sinais de trânsito, quase franciscana, Sukita usou e abusou de tudo. Um Gualberto na ALESE vale por cem Sukitas. Em Todos os sentidos.

Gualberto pode ficar independente na ALESE
Neste episódio envolvendo Sukita, Jackson Barreto errou ao  deixar que o ex-prefeito fosse para o PMDB. Gualberto engoliu calado, mas no fundo esta magoado. Ele deve ficar independente na ALESE. Não fará oposição, mas também não dirá “amém”.  Na vida pública muitos apenas pensam em si, mas no caso de Gualberto ele tem amor próprio. E não gosta de engolir sapos.

André consegue registro da candidatura
Já o deputado federal André Moura – após a liminar que conseguiu no STJ suspendendo o processo contra ele, quando prefeito de Pirambu – conseguiu o registro da candidatura ontem e será diplomado no próximo dia 18. Com isso o deputado federal Mendonça Prado passa para a primeira suplência. A decisão foi liminar e ainda será julgado o mérito.

Em Capela, imóvel alugado pelo governo foi totalmente reformado e oposição manda
Em Capela o Governo do Estado está implantando um CEO – Centro de Especialidades Odontológicas. O curioso é que o imóvel alugado e totalmente reformado (gastou muito) pela Secretaria de Saúde, pertence a um aliado do prefeito que fez campanha cerrada contra o governador.

Em Capela, imóvel alugado pelo governo foi totalmente reformado  e oposição manda II
Agora é esse mesmo ex-petista que virou direitista amorinista, dono do prédio, que escolhe quem vai trabalhar no CEO; e todos os escolhidos são contra o Governo, aliados e cabos eleitorais da oposição. E assim, o Governo vai sendo minado. Mesma situação na Maternidade de Capela; mais de 60 empregados trabalharam contra o governador e continuam lá. Aos aliados, que se matam pedindo voto, nada mais resta que chupar dedo.

José Fernandes de Lima: Justiça faz Justiça
Quem conhece o ex-secretário de Estado da Educação e ex-reitor da UFS, José Fernandes Lima sabe que ele é do “bem”, em todos os sentidos. Um homem correto e que dignifica qualquer cargo que assumir. A Justiça Federal absolveu o ex-secretário da acusação de irregularidades em licitação em 2012. A ação foi do MPF/SE que publicou ontem a sentença favorável ao reitor.

Salário em Socorro
As prefeituras têm passado dificuldades com a queda de arrecadação, mesmo assim a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro tem dado exemplo e pagará a última parcela do décimo terceiro hoje (sexta – dia 12) e o salário do mês de dezembro no próximo dia 22, antes do Natal. O prefeito Fábio Henrique tem economizado, aplicado corretamente o dinheiro público e mantido o compromisso com o servidor público, nos seus seis anos de gestão.

Documentário Gente Que Brilha
Hoje a noite a partir das 19h no auditório da Didática VI no Campus da Universidade Federal de Sergipe será lançado o

documentário "Gente Que Brilha" idealizado e produzido pela Profa. Dra. Eufrázia Cristina e pelo Jornalista e Produtor Cultural Dida Araújo.

Três gerações
O documentário reúne representantes de três gerações de quadrilheiros para contar um pouco da história das quadrilhas juninas de Aracaju. As falas traduzem versões de fatos,depoimentos relacionados à experiência viva e concreta de seus protagonistas.

Contribuição
A proposta do documentário é contribuir na construção da memória social e histórica dessa expressão cultural a partir das narrativas dos entrevistados sob a qual se assenta lembranças, experiências que revelam personagens, aspectos e fatos  importantes da história cultural de nossa cidade.

Pesquisa
A equipe espera que esse registro imagético possa ser utilizado como instrumento de pesquisa para os quadrilheiros, estudantes e pesquisadores de nosso estado. Nesse sentido há uma preocupação em distribuir esse material nas instituições de ensino da cidade, museus e bibliotecas.

Réveillon na praia de Atalaia
The Baggios (rock);Anonimatu's (pop);Gabriel Lacerda (sertanejo);Rivando Góes (tributo a Raul Seixas);Água Viva (anos 60);Queima de Fogos;Maysa Reis (axé);Banda Patusco (samba) e Zueirões do Forró (forró).Além da Tenda eletrônica. Esta é a programação do réveillon de Aracaju anunciada ontem pela Prefeitura de Aracaju. No ano passado as atrações foram locais e o público esteve presente.  O correto é fazer, se não tem dinheiro, nem patrocínio privado a prata da casa é a solução. Errado seria não fazer.

Réveillon na Orla Pôr do Sol Cleomar Brandi
A Prefeitura de Aracaju anunciou também que fará um réveillon alternativo na Orla Pôr do Sol Cleomar Brandi, no Mosqueiro. A programação começará às 21h com apresentações das bandas Jambahia, Hélio Lima, Asas Morenas e Júnior Ferrari.

Em Canindé, operadora Vivo instala mais uma antena
Está sendo finalizada a instalação de mais uma antena da operadora de telefonai Vivo em Canindé. Ela está localizada no setor 06 do projeto Califõrnia e terá 60 metros de altura. O prefeito Heleno Silva, comemorou o investimento já que fez o pedido há algum tempo e agora com a interligação com a outra antena já existente a recepção dos celulares melhorará significativamente.

Atenção diferenciada a Itabaianinha
O deputado estadual Zezinho Guimarães (PMDB) defendeu ONTEM que o governador Jackson Barreto (PMDB) tenha uma atenção diferenciada para o seu município, Itabaianinha. A cobrança tem uma justificativa, no mínimo plausível: o município, que é o nono colégio eleitoral do Estado, deu a Barreto, no último dia 5 de outubro, uma diferença positiva de 6.890 votos.

Votação
“Em termos relativos, demos a maior diferença proporcional. Em termos absolutos, a segunda maior diferença, perdendo apenas para Aracaju”, lembrou o deputado que, no pleito deste ano, teve uma expressiva votação, saindo de pouco mais 22,4 mil, em 2010, para mais de 34 mil votos.  “O povo de Itabaianinha deu a mim e a Jackson uma expressiva votação”, reconheceu.

Estradas em Areia Branca
A Prefeitura de Areia Branca através da secretaria municipal de obras e urbanização, está transformando as estradas de acesso ao Povoado Canjinha, uma das comunidades rurais mais esquecidas da região durante longos anos.

Acesso
Máquinas e caçambas trabalham no local para que vias estreitas sejam alargadas facilitando assim, o acesso de quem vive no lugarejo . A iniciativa está levando dignidade para os moradores que se sentiam isolados e encontravam dificuldades para trafegar a pé ou  mesmo conduzindo veículos.

Satisfação
"Trabalho na cerâmica que fica aqui na entrada, e nesse vai e vem da estrada já tive muitos problemas com a manutenção da minha moto além da reposição de peças. A diferença é grande não tem como comparar," relatou o ceramista Clodoaldo Alves.

Votorantim Cimentos realiza feira de boas práticas
Nos dias 14, 15 e 16 de dezembro acontecerá em Laranjeiras  a Feira de Boas Práticas e o último módulo do curso de Liderança Cidadã, oferecidos pelo programa ReDes, projeto do Instituto Votorantim e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com o apoio da Votorantim Cimentos.

Comunidade
No primeiro dia, 14, haverá a Feira de Boas Práticas, evento aberto a toda comunidade. Durante a feira, os visitantes conhecerão cases de projetos sociais, além de participarem de oficinas, palestras e apresentações culturais. O objetivo da feira é promover a interação de grupos comunitários, que apresentarão suas experiências pessoais e profissionais, gerando novas conexões para atuação no âmbito do desenvolvimento local. A Feira também é um espaço para fortalecer as instituições locais para a germinação de novas iniciativas no município.

Lideranças comunitárias
O terceiro e último módulo da capacitação, que aconteceu durante o ano de 2014, será realizado durante os dias 15 e 16. Voltado aos líderes comunitários da região, o curso objetiva capacitar os moradores da região como líderes cidadãos, desenvolvendo os papéis sociais e as habilidades dos participantes para contribuírem com o desenvolvimento local. Por meio de dinâmicas que estimulam o trabalho em grupo e atividades teóricas, são trabalhadas questões importantes como a participação social nas políticas públicas, funcionamento do orçamento público municipal e noções de cidadania e política.

Cantinho Esportivo
A CBF confirmou ontem, quinta-feira, os 86 clubes que irão participar da Copa do Brasil 2015, tendo início no dia 25 de fevereiro e a final será no dia 25 de novembro. O Estado de São Paulo terá o maior número de participantes, 10. Seis clubes só participam a partir das oitavas de final, são eles: Cruzeiro, São Paulo, Internacional, Corinthians, Atlético (MG) e Fluminense.  Dentre os 86 participantes, 10 conseguiram a vaga pelo ranking de clubes da CBF, porque não estavam entre os selecionados em cada Estado, são eles: Botafogo, Bahia, Ponte Preta, ABC, Portuguesa, Criciúma, Avaí, Paraná, Bragantino e ASA. O Estado de Sergipe será representado pelo Amadense e o Confiança.

PELO TWITTER

www.twitter.com/VitorDeda  O velho marinheiro anuncia: O Mar ñ está p peixe. Segura a embarcação pq o tsunami vem c tudo. Dias melhores?Tenha fé q ela ñ costuma “faiá”

www.twitter.com/joaocorrrea  As vezes manter a calma , a postura e ser educado é dolorido .

www.twitter.com/brunoazevedo Goste ou não da Dilma, mas uma ex-presa política estar à frente desse processo da Comissão da Verdade é histórico.

www.twitter.com/eduguim  De Marcos Coimbra, na Carta Capital: "Cedo ou tarde, a oposição vai acordar e descobrir a vitória de Dilma Rousseff"

www.twitter.com/andrecarvalhose  Não consigo tirar o gravame do carro. O banco diz que é o sistema. A  operadora diz que é o Detran. O Detran diz que não é com ele. E eu????

www.twitter.com/sargentoedgard  Os " DIMENOR " matando gente como se fosse barata, e os Direitos Humanos, protegendo esses criminosos.

www.twitter.com/LGustavoCosta13  Agora imaginem , e aqueles que foram pedir o voto de Sukita para a eleição da Assembléia Legislativa , merecem o voto de chiquinho ?

DO LEITOR

Mais um apagão na Praça da Juventude no conjunto Augusto Franco
Da leitora Rivanda Santana: “Mais uma vez lhe escrevo para mostrar a forma como o atual prefeito vem tratando os moradores

 do Augusto Franco, principalmente quem mora nos arredores da Praça da Juventude, a foto anexa mostra o abandono, toda semana tem apagão uma ou duas vezes, não é possível, na administração do Prefeito Edvaldo Nogueira isso nunca aconteceu, e quando por algum motivo a praça apagava, de imediato a Energisa era acionada e logo o problema sanado, nessa administração após a 17:00 horas ninguém atende mais e ai a praça fica a noite toda as escuras, entregue aos vândalos  como você pode ver na foto, nós moradores estamos com receio que isso aconteça nos festejos natalinos.”

ARTIGO

Desafios da Segurança…., ops, desafios da cidadania   Por Eduardo Marcelo Silva Rocha*

Entre quinta e sexta-feira, ao ouvir chamadas de um programa televisivo sobre a Suécia, suspeitei de uma possível abordagem tendenciosa do tema, mais desinformativa que informativa, pautando, de forma totalmente rasteira, a  gritante diferença entre aquele país e o nosso.

Já no sábado, em duas ocasiões fui perguntado sobre  o que achava daquele “absurdo”, do que respondi sim, pois havia um absurdo ali, exatamente na forma parcial como deu-se o programa. Como se ambos os povos fossem iguais e agissem da mesma forma, somente se diferenciando pela forma como os governos procedem. Para para defender minha posição, expus os argumentos seguintes.

Sim, morar na Suécia, como nos demais países Escandinavos, deve mesmo ser fantástico, não duvido. Mas o primeiro problema da reportagem, é “esquecer” de ser isenta e explicar não somente o que lá existe, mas como e por quais motivos aquilo existe, bem como os modos e o grau de civilidade de cada povo.

Assim, creio que tudo funciona muito bem por lá, mas duvido que lá exista, por primeiro exemplo, o “jeitinho brasileiro”. Lá a cidadania deve estar mesmo próximo da plenitude, mas duvido que qualquer cidadão sinta-se ofendido ao ser chamado de cidadão – como aqui ocorre, uma vez que criou-se um estereotipou-se o termo, que normalmente é usado em abordagens policiais, logo…

Tenho certeza que os índices de morte no trânsito sueco sejam mínimos, mas duvido que seus condutores vivam a burlar as normas básicas de trânsito – como desrespeitar sinal vermelho, faixa de pedestres ou estacionar em faixa dupla por pura conveniência, além de entregar veículos a menores nas praias, pondo  em risco a vida dos outros (e deles próprios, inclusive), etec. – agindo sem nenhuma CIDADANIA como vemos por aqui diuturnamente.

Não ouso duvidar da qualidade dos serviços públicos de maneira geral por lá, mas duvido que os CIDADÃOS  suecos fujam do atendimento comum ou das filas, apelando ao “amigo influente” que o liberará da obrigação imposta a todos os CIDADÃOS de submeter-se à burocracia do Estado. Também duvido que os CIDADÃOS suecos não sejam atores  protagonistas da luta por melhorias ou pela manutenção dos seus serviços públicos, uma vez que eles não devem achar muito coerente ir ao exterior e fazer “selfie” andando de trem, ônibus ou metrô, mas, ao voltar ao seu país, ser acometido por um profundo lapso de memória  e voltar a cultuar o seu carro, esquecendo as maravilhas sociais que o transporte público pode oferecer.

Do mesmo jeito, tenho certeza que na Suécia os recursos públicos são direcionados aos serviços públicos com bastante efetividade. Mas sei também, que lá, muito diferentemente daqui, existem algumas questões de ordem econômico-financeira, bem peculiares, ÀS QUAIS DUVIDO QUE O BRASILEIRO QUE ADORA ADORAR A SUÉCIA, nutra muita simpatia à sua implementação em nosso país:

1 – Lá, a diferença de salarial entre “um médico, um professor, um gari ou um engenheiro é mínima”;

2 – A carga tributária sueca é 15 pontos percentuais superior à do Brasil – que é de 35% – perfazendo uma carga de  50% do PIB;

3 – Portanto, naquele país, o Imposto de Renda, o Imposto sobre Patrimônio e sobre Transmissão de Herança são extremamente altos, para se assegurar a qualidade dos serviços públicos, tributando os desiguais de maneira desigual;

Pausa para uma pontuação: Não deixa de ser interessante, vir algumas pessoas criticarem as políticas sociais que timidamente estão sendo consolidadas no país, mas ao mesmo tempo elogiá-las na Suécia. Isso pra não falar incoerente.

A construção do modelo de sociedade de países como a Suécia, passa ao largo de se enfatizar desregulamentação de economia/intervenção mínima do Estado ou de algo perverso à sociedade, mas cinicamente chamado de “políticas austeras”. Algo recentemente defendido por aqui, quase como uma solução divina.

No documentário “Trabalho Interno” (Inside Job,EUA,2010), é possível constatar, dentre outras coisas, duas realidades gritantes:

A primeira, que a crise iniciada em 2007/2008 – que ainda influencia o mundo, pondo todas as grandes potências de joelhos – poderia ter sido evitada, sendo fruto da desregulamentação da economia, sob a batuta do “deus” mercado;

A segunda, que nem mesmo os países escandinavos, tão famosos por suas condições sociais fantásticas, conseguem resistir à bíblia do “deus” mercado, vez que o início do filme trata da  “quebra” da Islândia, após adotar esse tipo de política desregulamentatória;

Diante do que foi dito, surge uma dúvida – não na Suécia, mas sim no Brasil – qual seria a escolha dos adoradores da Suécia (que formataram suas opiniões em programas televisivos desse tipo) entre a adoção de políticas suecas de garantia social (que atuam frontalmente na luta contra a desigualdade) e a adoção de políticas pautadas no “deus” mercado, capazes de promover ganhos imediatos para os que tem capacidade de investimento, pouco efetivos na redução de desigualdades?

Adaptando a fala de Diogo Costa – de quem coletei algumas informações contidas aqui –  se dependêssemos da mensagem passada pelo programa televisivo sobre a Suécia, para construirmos bons sujeitos aptos a lutar por um modelo social Sueco no Brasil, “jamais chegaríamos a ser uma Suécia”.
http://jornalggn.com.br/blog/diogo-costa/modelo-sueco-e-bom-desde-que-fique-bem-longe-do-brasil

*Capitão PM      http:// eduardomarcelosilvarocha@yahoo.com.br

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun   

Frase  do Dia
"Não nasci para vítima, nem carpideira".Henriqueta Martins Catharino, feminista e educadora brasileira, nasceu em 12 de Dezembro de 1886 e morreu em 1969.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários