Ganhar no grito

0

Ao se recusar aprovar a autorização para que Sergipe faça um empréstimo de R$ 727 milhões, em condições extremamente favoráveis, a oposição na Assembléia demonstra ter adotado a política do quanto pior melhor. Orientados por um empresário, os deputados oposicionistas se prestam à tarefa de enfraquecer o governo, mesmo que isso signifique graves prejuízos para os sergipanos, os principais beneficiados com os recursos pretendidos pelo Executivo. É uma pena que, em pleno século 21, deputados apostem na política de terra arrasada, na nefasta prática coronelística, para que seu “líder” chegue ao comando do estado. Resta saber se o povo, em sua sabedoria, vai permitir que estes senhores ganhem o governo no grito e transformem Sergipe num curral eleitoral, onde manda quem pode e obedece quem tem juízo.

Nova disputa

Nem bem saíram das eleições para renovar os mandados, alguns vereadores de Aracaju já estão em nova disputa por votos. Querem o apoio dos colegas para presidir a Câmara Municipal. Estão nessa empreitada os vereadores Ivaldo José (PSD), Josenito Vitali, o ‘Nitinho”, e Robson Viana (PMDB). De volta ao Legislativo, Vinícius Porto (DEM) corre por fora.

Traíras não

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) postou no twitter que os vereadores eleitos Lucas Aribé e Max Prejuízo seguirão a orientação do partido na eleição para a futura Mesa Diretora da Câmara de Aracaju. Sem citar nomes, Valadares avisou que “traíras não terão vez no PSB”. Ele não revelou nomes, mas há quem diga que o senador se referiu ao vereador Robson Viana (PMDB). Será?

Monitorados

O jornal O Globo publica que pelo menos cinco dos atuais 10 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) foram monitorados pelos órgãos de inteligência do regime militar. É o que revelam documentos inéditos dos arquivos do SNI e do Departamento DOPS. Na década de 80, o advogado Carlos Ayres Britto teve “participação destacada” em protesto feito em Aracaju contra a presença americana no Golfo Pérsico. Foi o que registrou telex redigido por um agente de informação.

Tratamento

Após ter passado a semana passada em Aracaju, o governador Marcelo Déda (PT) retornou ontem a São Paulo para continuar o tratamento quimioterápico no Hospital Sírio Libanês. Diagnosticado com um câncer no estômago, o petista se afastou do cargo no último dia 1º. Durante os dias que permaneceu em Aracaju, Déda ficou recolhido no apartamento, tendo recebido visitas de amigos e do governador em exercício Jackson Barreto (PMDB).

Borrachudos

O número de cheques devolvidos por faltas de fundos apontou queda pelo quarto mês consecutivo. Levantamento feito pelo SPC mostra que em setembro a porcentagem foi de 1,84%, contra 1,93% em agosto e 1,96% em julho. Em relação a 2011, houve alta na quantidade de cheques devolvidos; no nono mês do ano passado, a devolução foi de 1,79% do total de cheques movimentados.

Rebelião

Após quase 24 horas de rebelião, os 485 detentos encerraram ontem o protesto no Presídio Regional Senador Leite Neto, em Nossa Senhora da Glória. Segundo a Secretaria de Justiça, apenas um detento teve ferimentos leves. A rebelião começou sábado, com a tentativa de fuga de quatro detentos. As negociações com os rebelados foram conduzida pelo secretário de Justiça, Benedito de Figueiredo, e pela juíza da Vara de Execuções Penais, Ercília Isaura Pedrosa.

Tá fora

O diretor Corporativo e de Serviços da Petrobras, Zé Eduardo Dutra (PT), garante ter encerrado a carreira política. Entrevistado pelo colega Max Augusto, o petista disse já ter comunicado às lideranças do partido que continuará militando politicamente, “mas meu projeto eleitoral não existe mais”. Dutra revelou que após alguns sérios problemas de saúde mudou o estilo de vida, e essa mudança exclui qualquer candidatura política.

Expectativa

Entre os mais de 2,5 mil recursos que serão apreciados pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), existem 101 de candidatos a vereador de 35 municípios sergipanos. A informação é da jornalista Kátia Santana, em seu blog “Café com Política”. Segundo ela, a maioria dos processos é oriunda de Japaratuba e Pirambu. Em praticamente todos os casos, o motivo do impedimento foi o protocolo do registro de candidatura feito fora do prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral.

Do baú político

O blog publica trecho de comentário escrito pelo jornalista Luiz Eduardo Costa sobre a eleição de Max Prejuízo para a Câmara Municipal de Aracaju. No artigo, ele cita o avô do eleito, o saudoso comunista Gervásio, o “Careca” da banca de revista. Conta Luiz que, ao ser preso no golpe de 1964, o honrado e bravo militante foi interrogado por um oficial do Exército, que queria saber se ele era mesmo quem distribuía o jornal comunista Folha Popular. Gervásio, sempre bem humorado e irônico, com ares de absoluta inocência, respondeu: ‘Virge Maria, seu capitão, e aquele jornal era comunista? Eles me pagavam para eu entregar e eu não sabia disso’. Em seguida, fez o sinal da cruz três vezes, recitou o credo, e ouviu, aliviado, o militar dizer: “Tá vendo, seu Gervásio, o senhor tão católico e os comunistas lhe usando para distribuir um jornal que prega o ateísmo e combate à religião”. Nem por isso Gervásio saiu da cadeia, nem se viu livre de um Inquérito Policial Militar e da perda do emprego nos Correios.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais