Google Plus anuncia seu fim

0

A notícia oficial saiu no início do mês. Porém, como muita gente ainda pergunta e parece ter dúvidas sobre o assunto , vale a pena o reforço de que a informação é verdadeira: o Google Plus, realmente, encerrará suas atividades. Ao menos, no formato como o conhecemos hoje.

Apesar de o fim da rede já ter sido alardeado pela imprensa mundial por diversas vezes – até  então, de forma incorreta –, as especulações quanto ao encerramento ganharam força extra desde a última semana. O motivo foi a entrevista concecida pelo vice-presidente sênior da empresa, Sundar Pichai, à revista Forbes, na qual ele anunciou a fragmentação do Google Plus em três produtos distintos. E, no último dia 2, foi também ele o responsável por dar fim às conjecturas e confirmar a mudança de formato, durante o Mobile World Conference, em Barcelona.

Os novos “projetos-fruto” do Google Plus serão os seguintes: 1) Photos, com foco em imagens; 2) Streams, voltado ao compartilhamento de conteúdo; e 3) Hangouts, específico para chats de texto e vídeo. “Acho que, cada vez mais, você verá o foco em comunicações, fotos e o stream do Google+  como três áreas importantes, em vez de serem pensadas como somente uma”, revelou Pichai.

Apesar das mudanças, o nome da rede social talvez permaneça o mesmo. Ao menos, por enquanto. E isto será algo que o mercado descubrirá mais à frente. O responsável pelas frentes de fotos e stream do Google Plus, por sua vez, já foi publicamente anunciado. Trata-se de Bradley Horowitz, executivo do Google e que também confirmou a veracidade dos rumores sobre o fim da rede nos moldes atuais. “É importante para mim que essas mudanças sejam entendidas como melhorias positivas para ambos os produtos e como eles alcançam os usuários”, disse.

A decisão do Google, na verdade, está sendo mundialmente interpretada como uma vitória inconteste do Facebook, que ganha ainda mais solidez como a maior rede social do mundo. Por conta da baixa adesão dos internautas e forte concorrência, o Google Plus acabou optando por trilhar rumos diferentes, na tentativa de focar em vertentes que possam ser capazes de otimizar sua participação de mercado.

E você? O que acha deste assunto? Deixe um comentário com a sua opinião!

Leia também:
As 5 principais dúvidas sobre mídias sociais
92% dos profissionais de MKT apostam nas mídias sociais

Mídias sociais: “mobile deve vir em primeiro lugar”
Consumidor espera encontrar marca em 3,4 mídias sociais
8 dicas do que NÃO fazer nas mídias sociais
Curso de mídias sociais em Aracaju

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários