Greve para todo lado

0

O aracajuano jamais viu tantas greves em tão curto espaço de tempo. O pior é que quando uma acaba, ou acabam com ela, eclode outra. De março pra cá, já tivemos as greves dos professores estaduais, dos empregados da Petrobras, dos médicos da Prefeitura – esta deve acabar hoje – e dos motoristas e cobradores de ônibus da capital. Os enfermeiros da Prefeitura também estão de braços cruzados e seus colegas procuradores municipais pensam em paralisar as atividades. Enquanto isso, o governo anda às voltas com a ameaça de aquartelamento da Polícia Militar, o que seria um desastre para a segurança da população. De todos os movimentos paredistas, apenas dois resultaram em acordo salarial: o da Petrobras e o dos ônibus. Os demais, ou foram acabados por ordem judicial, ou permanecem por falta de uma proposta que convença os grevistas a retornarem ao trabalho. Esse é um pequeno quadro sobre a luta de classe em um modelo econômico à beira da falência.

 

Apertem o cinto

 

Uma boa notícia para os senhores prefeitos, que andam choramingando por conta da queda das receitas municipais: o governo federal estuda a edição de uma medida provisória autorizando as prefeituras a renegociar suas dívidas com a União. Assim, municípios em débito com o INSS passam a ter condições de voltar a receber repasses federais. Em discurso ontem em Minas Gerais, o presidente Lula prometeu ajuda aos prefeitos, mas os advertiu que a queda de arrecadação obriga todos a “apertar o cinto”.

 

Mudança no vestibular

 

O novo vestibular unificado das universidades federais proposto pelo Ministério da Educação deverá permitir a escolha de até cinco opções de curso em cinco instituições. Na inscrição, o aluno terá que ordenar suas preferências. Quem colocar um curso na primeira opção terá prioridade, mesmo com nota menor, sobre quem escolher aquele curso como segunda opção e não passar para a primeira. A seleção seria um Enem modificado.

 

Livro faz 152 anos

 

O Centro Espírita Casa da Fraternidade elaborou uma intensa programação para comemorar os 152 anos do Livro dos Espíritos. Joel Silva já proferiu duas palestras. A partir das 20 horas da próxima  quinta-feira, o palestrante Sérgio Alves falará sobre “O Livro dos Espíritos e a sua Importância na Compreensão da Codificação”. A palestra, como todas as outras programadas para todo este mês de abril, acontecerá na Casa da Fraternidade, localizada na rua Porto da Folha, 1236, bairro Cirurgia. Prestigie!

 

Cesta mais barata

 

A cesta básica do aracajuano em março passado ficou -7,18% mais barata do que a de fevereiro último. A informação é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – Dieese – com base em pesquisa realizada em 17 capitais brasileiras. A queda no valor da cesta básica teve origem, principalmente, nos preços de seis produtos que registraram recuo na maior parte das capitais pesquisadas. O feijão teve redução em todas as 17 localidades, acompanhado da carne, do arroz, do óleo de soja, do pão e do tomate.

 

Crédito contra a seca

 

Na perspectiva de ampliar o combate à seca de forma emergencial e garantir ao sertanejo alternativas de subsistência durante o período de estiagem prolongada, o Banco do Estado de Sergipe (Banese) tem disponibilizado linhas de financiamento voltadas para o custeio pecuário e agrícola, além de investimento destinado à realização de obras de infra-estrutura na região do semi-árido sergipano. As ações integram o Plano Sertanejo, lançado pelo governo do Estado no último dia 28 de março, no município de Porto da Folha.

 

Consumidor contido

 

A crise econômica fez emergir uma nova categoria de consumidores: os contidos, que cortam gastos e compram somente o básico. É o que revela estudo da corretora Link Investimentos, divulgado pelo site InfoMoney. Entre as mudanças mais visíveis, está o recuo do consumidor na aquisição de itens de vestuário e a concentração das compras em alimentos e produtos de baixo valor. Esses novos consumidores são formados por aqueles que perderam o emprego, o negócio e pelas pessoas que continuam empregadas, mas conhecem alguém que está desempregado em seu círculo de relacionamento.

 

Evite problemas

Com os pátios das concessionárias repletos de carros usados, o consumidor que optar por um veículo seminovo deve ter alguns cuidados. Segundo os especialistas, tanto no caso de comprar o automóvel de uma revendedora ou de um terceiro, a atenção precisa ser a mesma. A primeira providência é analisar a mecânica e, posteriormente, sua conservação. Outro ponto-chave para não perder dinheiro nem ter dor de cabeça é solicitar a certidão negativa do veículo (sobre multas, restrição judicial, financeira, etc).

Banco de preços

 

O governo de Sergipe vai iniciar a implantação de um Banco de Preços Referenciais. A Secretaria de Estado da Administração (Sead) assina amanhã contrato com a Fundação Getúlio Vargas para a prestação de serviços de pesquisa e cálculo de preços médios de mercado de cerca de 2 mil itens comprados pelo governo. Com a criação do Banco de Preços Referenciais, as compras públicas serão feitas de forma mais justa e transparente, pois os objetos terão seus preços previamente catalogados de acordo com as tendências do mercado.

 

Prazo final

 

Os eleitores que não votaram nem justificaram a ausência à urna nas três últimas eleições têm até o dia 16 de abril para regularizar a sua situação. Quem não solucionar suas pendências com a Justiça Eleitoral até o final deste prazo pode ter o título de eleitor cancelado. O eleitor que tiver o título cancelado não pode se inscrever em concurso ou prova para cargo público, receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, além de ser proibido de participar de concorrência pública.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários