HC: Quem será o novo “traidor”?

0

A euforia e o desabafo são condições mentais e emocionais onde expressamos os sentimentos mais intensos de felicidade e entusiasmo. Salutar o desabafo de Henri Clay! Euforia e álcool deve ter o levado à overdose plena, pois o vídeo que circula nas redes sociais é no mínimo incoerente. Lamentável HC! Lamentável para a Instituição Ordem dos Advogados do Brasil! Confesso que a maioria dos meus textos são fortes, quiçá vez ou outra, exagero, mas adjetivos com ladrão, traidor, delator e outros não fazem parte das minhas composições. Prefiro usar: “cesarismo”, “imperador”, “general”, “coronel”, “britolândia” e demais que não atingem a

HC: “Carlos Augusto Traidor da Advocacia”. (foto facebook)

pessoalidade dos meus pares. Amigos mais próximos me chamam de “narizinho”, talvez seja porque meu nariz é maior que os demais. Acho natural, como também, acredito que “Calinhos” e “boca de bule”, seja razoável, para em um estado eufórico qualificar alguém, entretanto: “TRAIDOR DA ADVOCACIA!” é uma pecha que Carlos Augusto Monteiro não merece.

Carlos Augusto foi presidente da Ordem por duas vezes, sendo que uma delas não teve nem concorrente, ou seja, na história da Ordem foi o único que conseguiu a unanimidade. Não pode ser tachado como “TRAIDOR DA ADVOCACIA”. CA tem uma advocacia elegante e é leal para com seus clientes e adversários. Não há contra ele nenhum processo administrativo ou qualquer outro procedimento que venha macular sua imagem como advogado, homem, pai e cidadão.  Lamentável presidente Henri Clay Santos Andrade!

Confesso ainda que não entendo a brutalidade de HC contra CA. Compreendo que tirar uma ondinha com o samba “Vou Festejar”, composto por Dida e Jorge Aragão, interpretado por Beth Carvalho, é admissível. Passar com trio-elétrico na frente do condomínio de CA é razoável. Chamá-lo de “boca de bule” é aceitável.

CA não merecia ser chama de traidor. (Foto facebook).

Dizer que ele (CA) teve menos votos que Roseline Morais é plausível. O que não pode é compará-lo a Judas Iscariotes (delatou Jesus por 30 moedas de prata); Brutus (traiu César: “Até tu, Brutus”); Domingos Fernandes Calabar (aliou-se aos holandeses para invadir o Nordeste); Silvério dos Reis (entregou Tiradentes aos portugueses) e muitos outros traidores históricos. Momento infeliz HC!

Rebuscando meus alfarrábios lembrei de quando Edson Ulisses, hoje desembargador, quando disse não aos “Britos”, teve contrariedades tamanhas. Primeiro a vida de seus filhos exposta nos meios de comunicação. Depois foi humilhado quando da propositura da vaga do Quinto. Precisou de três eleições para que fosse um dos indicados. Lembro como hoje, na porta da antiga Ordem, com o sol a pino eu e o desembargador Edson Ulisses – com o rosto cheio de protetor solar – ligando para que os colegas viessem votar com a finalidade de que o quórum fosse alcançado, enquanto isso risadas e mangações soavam de dentro de uma sala gélida da Ordem. Só Deus, Ulisses, sua família e eu sabemos o que sofremos por aquele “não”. Outro ex-presidente que também foi aviltado por dizer “não” foi Manoel Cruz, tachado por eles como o pior presidente que a OAB/SE já teve em todos os tempos. Recordo ainda que a foto de Cruz, na galeria do ex-presidente, levou um bom tempo para ser colocada, apenas por pirraça.

Vejo Carlos Augusto como um dos mais sérios presidentes da Ordem. Mesmo quando não fui atendido em uma de minhas consultas, nunca deixei de respeitá-lo e admirá-lo. Quero dizer a CA o seguinte: “É melhor sofrer o pior agora do que viver no eterno medo dele.“ (Júlio César).Medo do cidadão que fez o vídeo e o enviou para as redes sociais, mostrando as palavras absurdas do HC. Medo, Inácio Krauss, de ser o próximo “traidor”, pois como advogado sagaz que sei que és, interprete com mais ardileza para não ser o próximo “Judas, Brutus, Calabar, Silvério…”. Peço por HC desculpas aos nobres colegas!

 

 

 

 

 

 

 

Comentários