Imoralidade oficial

0

Você acha correto o governo conservar um secretário no cargo por seis meses apenas para lhe garantir uma gorda aposentadoria? Pois foi o que fez o PT visando beneficiar o ex-secretário da Casa Civil, Jorge Alberto (PMDB). Pior é que esse jeitinho imoral é visto por muitos com a maior naturalidade, a ponto de ter sido tornado público pelo próprio governador Jackson Barreto (PMDB). Segundo ele, Jorge permaneceu no cargo, embora sem trabalhar, apenas para incorporar as vantagens salariais de um secretário à aposentadoria de servidor público. A lei pode até proteger atos dessa natureza, porém a sociedade não deve se calar diante de tamanha imoralidade bancada com o dinheiro público que o governo diz não dispor nem para conceder um mísero reajuste aos servidores, que verdadeiramente trabalham.

Respeitem o Rio

E o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), insiste em aterrar o rio Sergipe. Nesse sentido, a Prefeitura recorre hoje contra a decisão da Justiça impedindo o aterro até que sejam feitos estudos de impacto ambiental. Os auxiliares de João entendem que o rio pode ser aterrado assim como foi feito criminosamente com a Coroa do Meio. Ainda bem que hoje os tempos são outros.

Capados

Se cachorros e gatos votassem, o vereador aracajuano Emerson Ferreira (PT) estaria derrotado. Preocupado com o crescimento da população de cães e bichanos, o petista apresentou projeto estabelecendo a castração de animais de rua. Pior para a cachorrada é que a proposta tem apoio das entidades protetoras dos animais. Nem precisa dizer que as gatinhas e cadelas não estão gostando nadinha dessa idéia.

Violência

Pesquisa revela que 98% da população conhecem a Lei Maria da Penha e que para 86% as mulheres passaram a denunciar mais os maus-tratos depois da existência da lei. Feito pela Data Popular, o estudo mostra ainda que sete em cada dez entrevistados acreditam que a mulher sofre mais violência dentro de casa do que em espaços públicos e que 50% analisam que a mulher se sente mais insegura em casa do que fora.

Latas velhas

De tão ruim, o sistema de transporte coletivo da Grande Aracaju virou sinônimo de atraso. Impedidos de ter acesso ao local das provas, centenas de inscritos no concurso da Deso alegaram que perderam a hora porque os ônibus atrasaram. Muitos disseram ter ficado mais de 60 minutos no ponto à espera das latas velhas. Enquanto isso, o transporte de 1º mundo prometido por João Alves Filho permanece estacionado no discurso da campanha.

Proibidos

Atualmente, 9.791 sergipanos estão com os direitos políticos suspensos. Levantamento feito na base de dados da Justiça Eleitoral mostra que em todo o país são 883.222. Isso significa que eles não podem votar e ser votados. Tampouco podem filiar-se a partido político ou exercer cargo público, mesmo que não eletivo. Todos cometeram algum tipo de irregularidade eleitoral.

Tapa na macaca

A Polícia não pode usar a ‘Lei Seca’ para punir o motorista flagrado sob o efeito de maconha. Segundo o advogado Francisco Berbabdes Júnior, “a lei diz que só o consumo da droga não basta para configurar crime. Antes de incriminar o condutor pelo uso de maconha, é necessário fazer contraprova por meio de exame clínico”, explica. Diante dessa conclusão, a OAB está colhendo assinaturas para enviar ao Congresso um projeto de iniciativa popular alterando a ‘Lei Seca’.

Sétimo Dia

Será celebrada hoje a Missa de 7º Dia pela alma do ex-deputado estadual Francisco Modesto dos Passos. O ato religioso acontecerá às 17h, na Igreja Sagrado Coração de Jesus, em Ribeirópolis, terra natal do carismático líder político. Às 19h da próxima quinta-feira será celebrada outra missa na Catedral Metropolitana de Aracaju.

Homenagem

A Petrobras e os Correios vão lançam daqui a pouco selo e carimbo comemorativos aos 50 anos de produção do Campo de Carmópolis. A solenidade acontece às 9h30, na Câmara Municipal daquele município sergipano. Durante o evento também será lançado um concurso cultural para escolha do desenho que vai ilustrar o selo postal alusivo aos 60 anos de fundação da Petrobras no Brasil.

Do baú político

Em 1984, a Presidência da República foi disputada por via indireta. Os candidatos Paulo Maluf e Tancredo Neves percorriam os estados para atrair os votos dos integrantes do Colégio Eleitoral. Maluf fez questão de fazer uma visita barulhenta a Aracaju. Mandou organizar um grande almoço no restaurante Adega do Antônio, no bairro 13 de Julho, onde pratos variados, cerveja e uísque rolaram com fartura. Depois, o candidato foi à Assembléia Legislativa. Enquanto visitava o presidente da Casa, deputado Manoel Conde Sobral, um pequeno grupo de malufistas agitava bandeiras na Praça Fausto Cardoso. Quando Maluf estava saindo do Parlamento, instalado onde hoje funciona a Escola do Legislativo, foi alvejado por um ovo podre, mais outro, e outro mais, até que, vendo a coisa feia e o ambiente fétido, Manoel Conde puxou o candidato para dentro do prédio. A imprensa do Sudeste registrou o fato e, a partir de então, Maluf passou a ser ‘recepcionado’ sempre com ovos em quase todos os lugares ia. Terminou sendo derrotado por Tancredo.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários