Informalidade volta a crescer.SE,6º no país. Pequena empresa sofrendo

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Embora alguns insistam em dizer que não há crise no país, a verdade é que os números econômicos e das pesquisas revelam a verdade em todos os segmentos. Como o blog vem alertando o ano de 2019 já foi perdido.

Recentemente a realidade triste e dura dos micros, pequenos e médios empresários em Sergipe foi mostrada nacionalmente. A Folha de São Paulo mostrou que a informalidade no mercado de trabalho vem crescendo e que Sergipe está no grupo de estados que tem o trabalho informal acima da média nacional. Os dados da FSP foram tirados do estudo inédito realizado pelo Sebrae/SE feito com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua do IBGE (PNAD Contínua) de 2018, aponta que dos cerca de 301 mil empreendedores sergipanos, pouco mais de 42 mil possuem CNPJ.

Os técnicos do Sebrae/SE levantaram que mais de 259 mil negócios não tem CNPJ e que apenas 14% dos negócios em Sergipe são formais. Veja quanto o governo estadual está perdendo de impostos se tivesse uma politica de estimulo e fortalecimento das micros, pequenas e médias empresas. Por isso o 6º lugar no ranking da informalidade.

Como analisou um empresário e liderança classista é preocupante o crescimento da informalidade. “Sinal de que as micros e pequenas empresas estão sofrendo bastante e optando pela informalidade.” Na segunda-feira, 17, o governo federal publicou o decreto que permite a volta das empresas excluídas do Simples Nacional, por inadimplência. Uma grande ajuda para os pequenos empresários.

Em Sergipe é preciso que o governo estadual aproveite a pesquisa do Sebrae e realize ações de fomento as pequenas empresas. Não apenas criar comissões, chamar a imprensa e anunciar ideias que não saem do papel. Criar políticas públicas de verdade como, por exemplo, a concessão de microcréditos através do Banese, não com juros altos, mas com uma taxa como a praticada pelo BNB.

A informalidade contribui para as taxas de inadimplência, retração do consumo e aumenta os gastos do governo, principalmente com saúde.

Fomentar as micros e pequenas empresas é promover o desenvolvimento socioeconômico.

 

Feriado São João no Nordeste Devido ao tradicional feriado de São João em todos os estados do Nordeste, na próxima segunda-feira, 24, o blog só será atualizado na próxima terça-feira, 25.

Banese e um contrato emergencial “nas coxas” E no feriado o titular deste espaço foi a um evento onde estavam presentes alguns técnicos de carreira do Banese. O clima não é bom no centro administrativo. Tem diretor querendo mandar mais do que o presidente e criando problemas. Um grave: estão querendo fazer um contrato emergencial “nas coxas”. Ou melhor, querem rescindir o contrato vigente sem argumento algum para atender pedidos e outros interesses. Os técnicos ficaram de repassar ao blog alguns documentos. Se for realmente um contrato sério, não importa quem esteja envolvido, o blog comprará esta briga.

Um padre no Conselho Administrativo da Deso indicado pelo governo.Chama a atenção o padre José Lima de Santana indicado pelo acionista controlador (Estado de Sergipe) no Conselho Administrativo da Deso. E o nome dele não está completo lá: José Lima de Santa (faltou o na). Como se fosse para esconder. .

Passarela do Parque dos Cajueiros: descaso total e risco de acidentes. Não tem autoridade neste Estado? Quem frequenta o Parque dos Cajueiros em Aracaju, principalmente os que usam o calçadão para caminhadas e corridas estão apelando para as autoridades fiscalizadoras deste Estado determinarem ao Governo do Estado uma reforma urgente na passarela de madeira existente em frente ao parque que se encontra com algumas falhas e até o alambrado está quebrado em uma parte colocando em risco quem passa pelo local. Vão esperar um acidente grave para tomar as devidas providências? Pobre Sergipe Del Rey, terra cheia de donos e rainha da impunidade.

Fogos X Queimaduras: o que pode ou não usar Boa ideia a Secretaria de Estado da Saúde enviar um release à imprensa com as dicas de uma médica cirurgiã plástica, Moema Santana, alertando para os produtos caseiros que não devem ser colocados quando nas queimaduras.

Água corrente por dez minutos “De imediato, a pessoa deve colocar a área queimada embaixo de água corrente

Foto: Ascom/SES

por aproximadamente entre cinco ou dez minutos para que saia qualquer sujeira ou fuligem. É extremamente importante que isso seja feito assim que se sofreu a queimadura para evitar mais prejuízos ao paciente e que a queimadura seja resfriada,” disse a médica.

Produtos que agravam a lesão Pomada, pasta d’água, borra de café, clara de ovo, manteiga, creme dental, entre outros artifícios devem ser evitados. “Esses produtos agravam a lesão e dificultam o procedimento correto no hospital. Para os médicos é muito difícil remover este material para o início do processo de cicatrização. O melhor a ser feito é lavar com água, envolver a região ferida com pano seco e limpo e trazer a pessoa imediatamente para o pronto-socorro”, destacou Moema Santana.

Isenção IPTU AJU: prazo prorrogado até 30 de agosto O prefeito Edvaldo Nogueira estendeu o prazo para que os contribuintes que atendem aos critérios da nova legislação possam solicitar a isenção. Com essa prorrogação, o prazo final requerer a isenção, antes fixado em 30 de junho, passa a ser 30 de agosto. Com a nova lei do IPTU, a isenção pode ser solicitada pelo contribuinte cujo imóvel está avaliado em até R$160 mil.

50 mil imóveis Com isso, a Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz) identificou que cerca de 50 mil imóveis podem obter o direito a não obrigatoriedade do pagamento do imposto. No entanto, além do valor do imóvel, existe outra regra para que o cidadão possa se enquadrar na faixa de isenção, como explica o secretário municipal da Fazenda, Jeferson Passos.

Renda familiar “Essa nova regra não quer dizer que todos os proprietários com imóvel avaliado em até R$160 mil tenham direito à isenção, pois existe ainda o critério da renda familiar, a qual deve ser de até dois salários mínimos para poder requerer a isenção”, ressalta o secretário Jeferson Passos, ao indicar que o valor de avaliação do imóvel está especificado no carnê do IPTU. Para requerer a isenção, além da Central de Atendimento da Semfaz, o contribuinte pode se dirigir também ao Ceac do Shopping Riomar ou ao Ceac da Rodoviária Nova.

Acusado de roubo a delegado da Polícia Federal é condenado em Sergipe Em sentença expedida na 6ª Vara Federal de Itabaiana, o Ministério Público Federal conseguiu a condenação de um dos envolvidos no assalto a um delegado da Polícia Federal em 2014. O réu Flávio Santos Lisboa foi condenado a 10 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, no regime fechado. Também ficou estabelecido o prazo de 200 dias-multa, no valor diário de 1/30 do salário-mínimo vigente na data do crime.

Relembre o caso O delegado transitava de carro com sua esposa na rodovia SE-245, no trecho entre Riachuelo e Malhador, quando tiveram sua passagem trancada por outro veículo ao reduzir a velocidade para passar por um quebra-molas. Do carro desceram 4 homens que anunciaram o assalto. O outro assaltante continuou no carro.

Relembre o caso II Ao descobrir que a vítima era um policial federal, um dos criminosos agrediu-o com coronhadas e obrigaram-no a dirigir o veículo até um local ermo, numa estrada de terra. Lá o roubo foi consumado e o carro do policial teve um pneu furado pelos assaltantes, que fugiram do local no outro veículo. Foram roubados os pertences do casal, dinheiro e a arma de serviço do policial, uma Glock 9mm, de propriedade do Departamento de Polícia Federal.

Outros crimes Na sentença, o juiz federal afirma que o réu participa de uma quadrilha com cerca de sete integrantes, que realizou pelo menos outros 15 crimes em Sergipe. Entre as outras ocorrências, estão explosões de agências bancárias, assaltos a mão armada a lojas, agências lotéricas e dos Correios, além de roubo de veículos, ocorridos na capital e no interior do estado. Da sentença, ainda cabe recurso.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Empresas privadas que trabalham com segurança nos festejos juninos De um leitor: “Aproveitando o período festivo, essas empresas de segurança privada trabalham nos eventos alimentando uma ideia para os seguranças de serem policiais militares. Muitas destas empresas não tem nem liberação de funcionamento e ainda aplicando armamento ou réplicas. É uma bandeira que precisa ser levantada. Quem patrocina a existência destas? Quem fiscaliza? Na imagem só retirei a imagem do rosto e o nome de guerra utilizado pelo mesmo.” O leitor pediu para não se identificado por razões obvias. A informação é que entre estas “empresas” tem muito militar como “proprietário.”

Atraso empresa terceirizada De um funcionário: “Meu nome é …, sou funcionário terceirizado da empresa IAC que presta serviço a secretária de Estado da inclusão. Estou entrando em contato com você pra ver se pode nos ajudar . A IAC está dando férias aos funcionários manda assinar o recibo e aviso e não paga. Estou de férias desde o dia 01 e até o momento a empresa não pagou e não dar uma previsão de pagamento.”

Gente Sergipana – Mestrinho do Acordeom. De Antônio Samarone: “Cantor, compositor, sanfoneiro, produtor e arranjador. Uma reencarnação artística de Sivuca (e Dominguinhos – juntos). Mandaram Sivuca de volta, com o endereço: entregar em Itabaiana, e não botaram o CEP. Resultado, o Correio Divino entregou em Itabaiana Grande, de Sergipe. Como se sabe, Sivuca era de Itabaiana da Paraíba. Os ceboleiros agradecem. Edivaldo Junior Alves de Oliveira (o Mestrinho) nasceu em 18 de Dezembro de 1988, em Itabaiana, de Sergipe. Neto de tocador de oito baixos (Manezinho do Carira) e filho de um grande artista e sanfoneiro (Erivaldo de Carira). Eita, irmão do sanfoneiro Erivaldinho e da cantora Thaís Nogueira. E a mãe adorava sanfona. Ainda aparece gente dizendo que “Sergipe não é o país do forró”. Obras de Mestrinho: Além do céu e mar, Aperto de mão, Arribação, Chamego bom, Entre nós e Imprevisivelmente. Deve ter mais, que eu não sei…”

Itaporanga D`Ajuda: ex-vereador poderá ser surpresa em 2020 De um leitor de Itaporanga: “O ex-vereador Gilmar Ureia (PTB) pode ser a grande surpresa na politica de Itaporanga em 2020: com jeito humilde, comunicativo e atencioso, vem agregando um grupo de cabeças pensantes, lideranças evangélicas, juventude e outros segmentos da sociedade, a boa receptividade e carinho do povo em suas visitas nas comunidades é algo bastante animador, diante desse cenário que se vislumbra muitas lideranças cansado da mesmice vem procurando o mesmo e manifestaram o interesse de somar a esse novo projeto de mudança, tem tudo pra formar uma grande terceira via e surpreender a velha politica do município dominada por sobrenome tradicionais.

Buracos na BR-101 De um cidadão: “É muito triste passar na BR-101 no trecho Aracaju-Laranjeiras. Muitos buracos. Fico indignado. Não sei o que o DNIT faz em Sergipe.”

PELO E-MAIL E FACEBOOK

NOTA DE ESCLARECIMENTO – FAMES

A Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (FAMES) nega, de forma veemente, qualquer ação de apoio a uma suposta representação contra o Tribunal de Contas de Sergipe. Na sessão plenária da última quinta-feira, 13, o TCE emitiu ofício circular endereçado aos gestores dos municípios sergipanos no qual recomenda a não realização de festejos juninos caso os servidores estejam com salários atrasados.

Em seu comentário principal na coluna de hoje, 19, o jornalista Cláudio Nunes afirma que “alguns prefeitos, com o apoio das associações que lhe representam irão questionar o Tribunal de Contas de Sergipe – TCE/SE por prevaricação”. Cita ainda, o jornalista, que “os prefeitos estão com ‘sangue no olho’, inclusive pedindo a entidade deles para repercutir nacionalmente com a federação para que a imprensa de todo país tenha conhecimento da incoerência do TCE de Sergipe”.

A FAMES reafirma que não há e nem houve qualquer pedido ou movimentação por parte de prefeitos (as) associados (as) com a intenção de questionar a decisão do TCE. Pelo contrário, a postura do Tribunal de Contas em recomendar a não realização de festas para municípios que estejam atrasando o pagamento da folha se dá em razão do cumprimento da LRF e para proteção do interesse público, sendo por isso legal e legítima. A Federação tem total respeito pelas decisões dos conselheiros e mantém uma relação de respeito e parceria com o TCE, que exerce um papel essencial de controle e orientação às gestões municipais.

CHRISTIANO ROGÉRIO REGO CAVALCANTE
Presidente da Federação dos Municípios do Estado de Sergipe

 

REPERCUSSÃO NA IMPRENSA 

Deu no site Hora News:

A Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (FAMES) emitiu uma nota pública na quarta-feira (19) negando qualquer movimentação da entidade representativa dos prefeitos sergipanos contra ações do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Alguns prefeitos têm reclamado à FAMES a postura de alguns conselheiros contra suas administrações. Os prefeitos relatam sentir que algumas medidas adotadas pelo TCE visam prejudica-los, na medida em que interferem na administração municipal, a exemplo da resolução que proíbe os gestores promoverem festas, mesmo que folclóricas como os festejos juninos, caso os servidores públicos estejam com o salário em atraso.

Apesar da queixa desses gestores, que preferem não se identificar, a Federação que os representa decidiu não partir para o confronto com o TCE, negando qualquer medida jurídica que vise retaliar as decisões da corte de contas.

Aliás, sobre este assunto o jornalista Cláudio Nunes afirma em sua coluna na Infonet que “alguns prefeitos, com o apoio das associações que lhes representam, irão questionar o Tribunal de Contas de Sergipe por prevaricação”. Cita ainda, o jornalista, que “os prefeitos estão com ‘sangue no olho’, inclusive pedindo a entidade deles para repercutir nacionalmente para que a imprensa de todo país tenha conhecimento da incoerência do TCE”.

“A FAMES reafirma que não há e nem houve qualquer pedido ou movimentação por parte de prefeitos associados com a intenção de questionar a decisão do TCE. Pelo contrário, a postura do Tribunal de Contas em recomendar a não realização de festas para municípios que estejam atrasando o pagamento da folha se dá em razão do cumprimento da LRF e para proteção do interesse público, sendo por isso legal e legítima”, diz Cristiano Cavalcante, presidente da Federação dos Municípios de Sergipe.

A FAMES diz ainda ter total respeito pelas decisões dos conselheiros e que mantém uma relação de respeito e parceria com o TCE, que exerce, segundo a Federação, um papel essencial de controle e orientação às gestões municipais.

Do blog: prefeitos ainda esperançosos Um dos prefeitos que passou a informação ao blog disse que não só ele, mas alguns outros colegas querem questionar o TCE/SE e querem o apoio da federação. Estão esperançosos que a entidade que os representa não “tire o braço da seringa”. É por isso que alguns já falam em criar uma entidade paralela.

NOTA DE REPÚDIO À VIOLÊNCIA POLICIAL NAS MANIFESTAÇÕES DA GREVE GERAL DE ARACAJU

O PSOL, vem por meio desta nota pública, repudiar a ação violenta da polícia militar de Sergipe contra a manifestação organizada na última sexta, 14 de junho, em frente a garagem da Progresso.

Logo no início da manifestação, sem qualquer diálogo, a polícia militar partiu para ofensas e agressão física contra os manifestantes, inclusive efetuando diversos disparos e ameaçando com bombas. Mesmo assim, a manifestação prosseguiu pacífica até a chegada na garagem da Progresso. Entretanto, a polícia militar aumentou seu efetivo e novamente ameaçou atirar em todos os manifestantes caso a manifestação continuasse.

Diante do grau de violência por parte da polícia militar e pela preservação da integridade física das pessoas, a manifestação decidiu se retirar da garagem da Progresso por volta das 5h. Diferente das outras garagens de ônibus, onde o diálogo prevaleceu entre todas as partes, na garagem da progresso a polícia militar montou uma verdadeira operação de guerra contra a manifestação.

Pela tarde, novamente a polícia militar atuou com toda truculência. Os policiais do GETAM, por diversas vezes, colocaram suas motos para cima das pessoas que caminhavam e utilizaram spray de pimenta contra os manifestantes, mesmo com a presença de muitos idosos e crianças.

Repudiamos essa violência e responsabilizamos o comando da Polícia Militar e o governador Belivaldo Chagas por essa covardia institucional. Exigimos uma audiência pública com o governo do estado e a polícia militar para tratar do livre direito de expressão e manifestação. Continuaremos firmes na luta contra a reforma da previdência e pelos nossos direitos.

PSOL Aracaju, 17 de junho de 2019.

PELO TWITTER

www.twitter.com/ThierysonSantos Os matadouros fechados só pioram a situação do desemprego q esta cada vez mais difícil em Sergipe. Espero q @governosergipe @belivaldochagas consiga reverter a situação e q os gestores municipais cumpra com o dever de casa adequando-se as normas ambientais.

www.twitter.com/BialCitou Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.

www.twitter.com/emirsader Característica dos picaretas, de qualquer tipo, é mentirem o tempo todo, sobre tudo, fugirem de quem sabe sua verdade.

“Embora percamos todos os bens, conservemos imaculada a honra.” Walter Scott.

Siga Blog Cláudio Nunes:

 

Frase do

Instragram

 Facebook

 Twitter

Dia
“Embora percamos todos os bens, conservemos imaculada a honra.” Walter Scott.

Comentários