Inquietação no interior

0

Há uma visível inquietação no interior do Estado, em relação a uma certa omissão do Governo sobre as eleições municipais. As lideranças políticas interioranas estão precisando de uma ação do governador João Alves Filho para resolver certos problemas, ai sim, paroquiais. João Alves Filho já percebeu. Num discurso para empresários, no início do mês, o governador reconheceu isso publicamente. Mas, até em tom de brincadeira, disse que “sabia passar a mão na cabeça desses meninos”. Garantiu que a partir de janeiro iria cuidar exclusivamente desses problemas políticos.João Alves Filho também reconhece que esteve muito ausente do Estado. Esteve, está e estará pelo menos até a primeira quinzena deste mês. Mas admite que a partir de janeiro, com a reforma Tributária solucionada, permanecerá em Sergipe por todo o tempo, só fazendo viagens absolutamente necessárias aos interesses da administração. Coisa, aliás, que um dos prefeitos mais agoniados não acredita, porque acha que o governador vai querer se envolver na reforma Política e se manterá em Brasília por mais alguns meses. Um dos políticos mais próximos do governador disse que essa agonia das lideranças do interior é uma espécie de Tensão Pré-Menstrual (TPN), que se tranqüiliza alguns dias depois. É admissível que essa aflição se mantenha por mais dois meses. Mas o governador chegará e o que era TPN vai virar solução. Em Nossa Senhora da Glória, por exemplo, o prefeito Sérgio Oliveira (Serginho), está com um pé na oposição e vem conversando com o prefeito Marcelo Deda. Serginho montou uma chapa que se desmoronou logo nos primeiros contatos. Não está dando certo. Sérgio Oliveira levou as pessoas que deveriam compor a chapa, para uma atraente praia de Maceió. E entre lagostas e camarões, disse que o candidato seria seu secretário de Obras, um senhor chamado Aparecido. O vice ficaria entre o vereador Zico (PFL) e outro cidadão que também estava nesta agradável manhã de sol política. Zico é uma liderança forte em Nossa Senhora da Gloria e não aceitou. O deputado estadual Antônio Passos (PFL) interferiu e o trouxe para conversar com João Alves Filho. Como se tratava de um membro do PFL e com chances de disputar a Prefeitura, João não poderia dizer que ele não fosse candidato. Mas não é apenas isso. O pessoal do interior reclama firme de alguns secretários de Estado. Acha que é extremamente mal atendidos e se queixa disso. João Alves Filho se preocupou e reuniu-se com a equipe. Exigiu atendimento especial aos políticos. Não adiantou. A queixa das lideranças interioranas é fortalecida pelo deputado federal José Carlos Machado: “é péssimo”, diz o parlamentar. Machado acha que a grande maioria dos secretários não participou da campanha e “não sabe o sacrifício que todos nós fizemos para eleger João Alves Filho”. Machado conta que o pessoal do interior ficou quatro anos a pão e água. Perdeu tudo para ficar ao lado de João Alves Filho. Hoje têm razão de se irritar com secretários, que, do alto dos seus cargos e nos gabinetes com ar condicionado, não sabem as dificuldades que passam as lideranças simples do interior e os tratam mal. Mas são eles que estão no front da luta eleitoral em cada região que divide o Estado, onde a disputa é acirrada e vingativa. Tudo isso João Alves tem que chegar, sentar, analisar e resolver. Porque a oposição está trabalhando com competência e já existem as ameaças de ir para o outro lado, caso não tenha o apoio do Governo. Como sempre aconteceu na política sergipana. ENOQUE Já está marcada a data do lançamento da pré-candidatura de frei Salvador Enoque (PL) para a Prefeitura de Canindé do São Francisco: será dia 13 deste mês, no clube social da cidade. Terá a presença do bloco oposicionista no Estado, liderado por Marcelo Deda (PT). O ex-governador Albano Franco também será convidado. REUNIÃO A decisão foi tomada ontem, durante almoço na fazenda do jornalista Luiz Eduardo, entre o próprio frei Enoque, deputados Heleno Silva (federal), Mardoqueu Bodano e o anfitrião. O juiz já concedeu o domicílio eleitoral de Enoque para Canindé. Ele vai deixar a Prefeitura de Poço Redondo no final de março. VIAGEM O deputado estadual Augusto Bezerra (PMDB) está trabalhando para que um grupo de parlamentares vá a Brasília incentivar a bancada federal a votar contra o relatório da reforma Política, que cria a lista pré-ordenada. Augusto acha que estão querendo voltar a fazer a política dos velhos coronéis. A União Nacional de Assembléias Legislativas (Unale) será acionada. PARTIDO Augusto Bezerra acha é que os votos devem pertencer aos partidos e que se retorne à fidelidade partidária. Quer que o candidato eleito perca o mandato se deixar do partido. Mas, em contra-partida, exige que o partido cumpra com o que prometeu na campanha eleitoral. Se não o fizer, também pode ser punido. MELAR O deputado federal João Fontes (PT) anunciou que os parlamentares estão conseguindo melar a reforma política, por causa da lista pré-ordenada. A votação do parecer do relator está marcada para esta quarta-feira e é possível que seja suspensa, porque o indicativo é de que não passará. LISTA O presidente da Comissão Especial da Reforma Política, deputado federal Alexandre Cardoso (PSB-RJ) conversou com o seu colega João Fontes (PT). Quer ver se os parlamentares concordavam numa lista mista: metade pré-ordenada e a outra metade através de candidaturas em convenções. GRANDES Quem é contra a lista pré-ordenada não aceita, por considerar que isso é muito bom para os grandes Estados e não para os pequenos, principalmente da região Nordeste. Citou o exemplo do ex-deputado Pedrinho Valadares, que teve muito voto nas eleições passadas e não conseguiu coeficiente para se reeleger. CLÓVIS Foi o secretário para Assuntos Parlamentares, Clóvis Silveira, que trouxe um grande grupo empresarial da Espanha para conversar com o governador João Alves Filho, o que resultou nessa viagem atual. Segundo um assessor do Governo: “de todos os que viajaram, talvez Clovis seja o que tenha mais importância para as negociações”. JULGAMENTO Está marcado para os dias 13 e 14 a reunião da Executiva do PT para julgar o processo de expulsão dos rebeldes do partido: senadora Heloisa Helena, deputados Babá, e João Fontes. Ontem, pela manhã, João Fontes viajou a São Paulo para se articular e mostrar a “ditadura do PT”. Por coincidência, 1314 foi o número de João nas eleições que o elegeram. DELEGADO O delegado Renato Del Rey, que prendeu arbitrariamente o vereador de Cristinápolis, Marcos Xavier (PT) de forma arbitrária, vai voltar para Arauá. O governador João Alves Filho determinou o seu afastamento, foi comprovada a arbitrariedade, mas o corporativismo superou a uma ordem do chefe do Executivo. EWERTON O corregedor que presidiu o inquérito, delegado Ewerton Santos, confirmou que o filho do prefeito de Tomar de Geru foi que atropelou as três pessoas e vai responder por crime culposo. Mesmo sabendo que o delegado prendeu o deputado por questões pessoais, Del Rey retorna a Arauá, mostrando que a impunidade continua soberana. PETROBRAS Um ilustre membro do PT em Sergipe assegurou, ontem, que o ex-senador José Eduardo não sairá da presidência da Petrobrás, mesmo com as pressões dos grandes Estados. Eduardo é homem de total confiança do presidente Lula e integra a cúpula política do Planalto, com os louvores de José Dirceu. CONSTRANGE O deputado João Fontes (PT) disse que viu o constrangimento de alguns colegas que votaram a favor da reforma da Previdência. Fontes disse que muita gente o fez porque tinha compromissos diretos com o Governo, já que participa dele com posições na Administração. Notas MANDADO O secretário da Comunicação, Carlos Batalho, explicou que não fez nenhum pagamento a nate-morta TV Atalaia News, no valor de 28.933,45 reais, como foi divulgado pela imprensa. Batalha mostra mandado de penhora da Justiça do Trabalho, para que seja efetuado esse pagamento a uma jornalista. O valor é referente à prestação de serviço da jornalista à Atalaia News e como a Secom tinha um débito do Governo anterior com a empresa, foi obrigado a pagar, obedecendo à determinação da juíza Flávia Moreira Pessoa. ÉTICA O secretário de Comunicação, Carlos Batalha, tem exercido o seu trabalho com transparência e sem qualquer sinal de irregularidade. Exerce a função de forma profissional e não se tem notícia de qualquer ato que denigra a sua imagem de homem de imprensa, que tem compromisso direto com a verdade. Batalha hoje é um homem de televisão, mas já percorreu várias emissoras de radio de Aracaju, sempre levando em consideração a notícia. Como secretário é firme, divulga bem o Governo e atende aos repórteres que o procuram. ENERGIA O Governo decidiu acionar as usinas termelétricas do seguro anti-racionamento do Nordeste, na semana que vem. A decisão foi tomada para evitar falta de energia, pois os reservatórios das principais hidrelétricas da região estão com níveis baixos. Isso poderá significar aumento de tarifa. Os reservatórios da região Nordeste, na quinta-feira passada, estavam com 14,2% de sua capacidade. Os técnicos do Governo já sabem que não água suficiente no mês de dezembro. O Planalto pode adotar medidas. É fogo Um carro Santana, da Polícia, invadiu um sinal em alta velocidade, bateu em um táxi e o jogo sobre um poste, no cruzamento de Estância com Gonçalo Prado Acabou o carro. Em pouco mais dez minutos, mais de cinco viaturas da Polícia chegaram ao local e os soldados queriam forçar que as testemunhas dissessem que o taxista invadiu o sinal. A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) inaugura, hoje, a sede da sua coordenação em Brasília, A estrutura garante ao prefeito Marcelo Deda tocar a entidade. O pré-candidato a deputado pelo PV, Gilmar Carvalho, garante que vai abrir, até sexta-feira, a caixa preta da administração municipal. Sexta-feira passada, ao participar da Rádio Conferência, na Rede Ilha, Gilmar Carvalho disse que o prefeito Marcelo Deda é um cidadão honesto. Realmente não foi boa idéia determinar recompensa de 10 mil reais pela captura do foragido Antônio Francisco. Agora muita gente vai querer arranca-lo a força. O ex-deputado Antônio Francisco está doente, tem problemas de diabetes e se encontra em uma fazenda que alguns grandões bem conhece. Por falar em Antônio Francisco, por que esses caçadores de recompensas não vão atrás do fugitivo Floro Calheiros? O vereador Antônio Góes (PT), o presidente do Deso, Victor Mandarino, e um representante dos funcionários devem participar, esta semana, de um debate na Assembléia legislativa, sobre a municipalização do Deso. A comitiva de Sergipe, que viajou para a Espanha, estará desembarcando em Aracaju na próxima quinta-feira. O deputado federal Jackson Barreto (PTB) pretende lançar candidato à Prefeitura de Santa Roza do Lima. Está preparando um bom nome. O caranguejo que está sendo consumido em Aracaju está chegando de Belém. Os daqui estão desaparecendo. Há denuncia de que os manguezais foram contaminados por um vírus transmitidos pelo camarão da Malásia, criado em cativeiro. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários