INSCRIÇÃO NA OAB/SE

0

As inscrições para a vaga do Quinto Constitucional com a aposentadoria do desembargador Pascoal Nabuco encerram-se nesta segunda-feira, dia 17. O advogado Edson Ulisses de Melo fazendo jus à prudência e serenidade que lhe é peculiar foi o primeiro a protocolar os documentos, seguido pela defensora pública Emília Correia e do advogado Gilmar Rosa Dias. É preciso ter pelo menos seis candidatos para que o presidente da OAB/SE.

A coluna desta semana traz uma entrevista com a defensora pública Emília Correia Costa, que pós-graduada em Direito Público e Ciências Penais. Emília também é apresentadora dos programas: “Questões de Direito”, “Fala Defensoria” e “Em Sua Defesa”. Foi conselheira da OAB/SE por duas vezes, Corregedora da Defensoria Pública e leciona na Universidade Tiradentes. Vejamos o que disse Emília Correia:

 

Data Venia – Por que o senhor quer ser desembargador do TJ?

Emília Correia Costa – Nunca pensei em ser desembargadora, assim como não pensei em fazer televisão e rádio, sempre pensei em promover justiça e justiça social. Agora, com a oportunidade de ser escolhida pelos advogados sergipanos através do Quinto constitucional, poderei fazer do direito um instrumento eficaz para a justiça.


DV – Como tornar a justiça mais acessível ao cidadão?

Emília Correia  – A porta constitucional para o acesso a justiça é a Defensoria Pública, eficaz e bem aparelhada. Através dela, poderá o cidadão hipossuficiente ingressar no ambiente dos tribunais, para discussão técnica e jurídica do seu direito.


DV – Como reduzir a corrupção, inclusive no Judiciário?

Emília Correia – A corrupção já faz parte da cultura do povo. Os critérios de julgamento para os outros é rigoroso e punitivo, e para si e os seus, é brando e tolerante. Para estirpá-la do meio jurídico são necessárias ações que garantam independência de fiscalização, investigação e certeza de punição. 

 

DV – Como o senhor analisa o aumento das faculdades de direito no Brasil e em especial em Sergipe?

Emília Correia – Como uma “indústria”, que nasce na deficiência das universidades públicas, abrindo brechas na qualidade do ensino jurídico. Destaco que a  OAB Nacional, vem fazendo excelente trabalho de fiscalização e controle sobre esse tema.


DV – Qual a sua mensagem aos advogados?

Emília Correia – O que mais identifica o perfil do verdadeiro advogado é a independência funcional e a capacidade de discernimento. Espero que nesse processo legítimo e constitucional de escolha, onde todos merecem estar, eu possa ser uma opção.

 

 

D

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais