Instalação da Alcs – Academia Literocultural de Sergipe

0

Dia 24 de outubro, sábado, às 19.00 horas via zoom.  Entre assista e participe: www.youtube.com/c/cafepoeticosergipano.

Nasce mais uma academia no cenário literário de Sergipe. ALCS – ACADEMIA LITEROCULTURAL DE SERGIPE, está chegando para se juntar as mais de 30 arcádias institucionais e das letras, já existentes no nosso Estado, enriquecendo mais ainda o MOVIMENTO, ACADEMICISTA, iniciado em 2010 e, que teve como marco a ideia da

Academia Gloriense de Letras, criada em 09 de setembro de 2012 e, festivamente instalada no dia 12/12/12. Até aquela histórica data: 12 de dezembro de 2012, existiam em Sergipe cinco academias:

1. Academia Sergipana de Letras, fundada em 1º de junho de 1929,

2. Academia Sergipana de Ciências Contábeis, fundada em 08 de novembro de 1977,

3. Academia Literária de Vida, fundada em: 20 de dezembro de 1992,

4. Academia Sergipana de Medicina, fundada em 09 de dezembro de 1994 e,

5. Academia Maçônica Sergipana de Ciências, Artes e Letras, fundada em 06 de outubro de 1997.

Funcionavam, apenas, as Academia: Sergipana de Letras, Sergipana de Medicina e Literária de Vida. As Academias: Maçônica e de Ciências Contábeis encontravam-se de certa forma paralisadas. Com o advento deste movimento que resultou no nascimento da AGL – Academia Gloriense de Letras, da Academia Tobiense de Letras, fundada no dia 06 de dezembro de 2012, durante o I Encontro Sergipano de Escritores que, por ser também uma referência, devemos registrar. Que aconteceu no Museu da Gente Sergipana, patrocinado pela Infographics e teve como idealizadores: Domingos Pascoal é Antônio Luiz Diretor da Infographics e os organizadores: Domingos Pascoal, Honorino Junior, Karina Dias, Gustavo Aragão, Professor Vasko, Adail Vilela e Ilmara Souza.

Aquele encontro tornou-se, também, num referencial pois gerou, a partir da primeira edição, em 06/12/2012, um desenvolvimento muito grande na afirmação e produção dos ESCRITOR sergipano. Provocou um despertar para a possibilidade de todos que queriam e, continuam querendo, produzir seus textos e escrever seus livros, iniciou, logo a seguir, em 2013 com o lançamento da I SELETA DO ENCONTRO, um livro compartilhado, produzido, a partir dos que participaram do I ENCONTRO SERGIPANO DE ESCRITORES de 06/13/2012. Aquelas duas ações sincronizadas contribuíram muito para o desenvolvimento da cultura do livro, gerando mais leitores, estimulando a que o sergipano lesse mais e, sobretudo, escrevesse mais. A verdade é que, nestes últimos 10 anos estamos experimentando um dos maiores desenvolvimento na produção literária de Sergipe.

Mas, outras ações vieram a se somar a ideia da promoção das letras em Sergipe. I Encontro de Escritores de Canindé, de Glória, de Dores e, ai muitos outros acontecendo em Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Bahia, CEARÁ e, a ideia só se expande e agrega.

Em 2013, criamos o CONCURSO LITERÁRIA DA LOJA MAÇONICA COTINGUIBA, que hoje representa o maior do Brasil, gratuito, inclusivo e, grandioso. Estamos finalizando edição da V – ANTOLOGIA LITERÁRIA DA LOJA MAÇÔNICA COTINGUIBA. Nesta edição registramos a inscrição de 1.356 trabalhos, envolveu 158 Escolas, 181 professores, 61 cidades e 8 estados.

Outra Ação audaciosa que empreendemos em nome do desenvolvimento e propagação da cultura literária de Sergipe, foi o projeto feito pela AGL – ACADEMIA GLORIENSE DE LETRAS, através da Acadêmica Cristina Ramalho, professora da Universidade Federal de Sergipe, denominado de Literatura Entre Irmãos que foi a produção de um Livro com textos dos Acadêmicos da AGL, UFS, SEED no Brasil e Acadêmicos da Academia Cabo-Verdiana de Letras – ACL e Universidade de Cabo Verde – Uni-CV. Fizemos o Livro e, no dia 10 de janeiro de 2018, uma comitiva formada por 21 pessoas: acadêmicos da AGL, professores e alunos da UFS e SEED, embarcamos para a cidade de Praia, capital do país Africano Cabo – Verde. Fomos lançar o livro Literatura Entre Irmãos, na Academia Cabo-Verdiana de Letras, onde se encontravam muitas autoridades acadêmicas, Ministros de Estado, Embaixadores, do Brasil e de Portugal e, até o Senhor Presidente da República de Cabo-Verde, Dr. Jorge Carlos Fonseca, chegou na hora marcada e só de lá saiu quando atendeu a todos que queria tirar uma foto ou conversar com ele. Eu, inclusive tenho, com muita honra tenho uma foto onde esta o meu Amigo Carlos Alexandre, o Senhor Presidente e eu. Lançamos o livro e, alguns meses depois, veio uma comitiva de escritores, para numa noite Cabo-Verdiana, lançar o nosso livro aqui em Nossa Senhoras da Glória.

Muita coisa boa aconteceu para fortalecer a ideia durante este período. Pelo tanto que representa, não posso deixar de fazer aqui um registro: o da existência da maior feira cultural literária do Estado de Sergipe que é a BIENAL DO LIVRO DE ITABAINA, que, de certa forma antecedeu e contribuiu com o movimento literário a partir de 2009, quando realizamos um despretensioso: Mega Encontro Cultural em Itabaiana. Este movimento cresceu tanto que hoje já é o maior referencial estadual e, dizem do Nordeste. Já em preparação a sexta edição que acontecerá em setembro de 2021. Por justiça muito mais trabalhos maravilhosos poderiam ser registrados aqui. Um por exemplo não pode ficar de fora. É a Revista Perfil, sem dúvidas que foi ela quem nos permitiu chegar a todas a cidades sergipanas e fazer as propostas deste desenvolvimento tão harmônico e sinérgico que acontece desde 2009.

Outras ideias estão germinando e breve serão anunciadas pelos vários Pensadores e Pensadoras de todo Sergipe e, dos outros Estados: Alagoas, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Ceará e até outros, se Deus quiser. Registro aqui a primeira: o surgimento da profissão de ANTOLOGISTA. Nos pergunte o que é que com certeza responderemos.

E, dia 24 de outubro, sábado, às 19.00 horas via zoom, a Instalação da mais nova Arcádia Literária de Sergipe. Você é nosso convidado especial. Entre assista e participe: www.youtube.com/c/cafepoeticosergipano.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários