Itabaiana ferve

0

A sucessão municipal em Itabaiana começa a ferver. O prefeito Luciano Bispo (PMDB) vai manter o seu candidato, o vereador José Carlos Góes (o Carlinhos da atlética), mesmo que um bom bocado dos seus aliados não esteja satisfeito. Luciano Bispo e o irmão, deputado Arnaldo Bispo (PMDB), já estiveram com o governado João Alves Filho (PFL) e comunicaram que farão o lançamento de Carlinhos, por considerar o melhor nome para sucedê-lo no próximo pleito. O governador João Alves Filho não pretende contrariar Luciano Bispo. Teve o seu apoio nas eleições estaduais de 2002 e saiu com uma boa votação em Itabaiana. Deve ficar com quem ele indicar, mas o ex-prefeito João de Zé de Dona (PFL), aliado do governador, está lançando o seu nome pelo partido e vai mantê-lo. Acha que o governador não deixará de apoiar um correligionário, para ficar com um aliado de momento. Caso não tenha o apoio do Palácio dos Despachos, João de Zé de Dona está fechando um entendimento com a deputada Maria Mendonça (PSDB), o nome mais forte para disputar a Prefeitura como adversária do prefeito. Segundo um eleitor de Itabaiana, o pré-candidato Carlinhos da Atlética se mantém fixo com 9% nas pesquisas de opinião pública. Maria Mendonça, que sequer lançou candidatura, ostenta 35% do eleitorado e está animada com os resultados. Mas tudo vai acontecer entre os dias 13 e 15 próximos, quando deverá ocorrer o lançamento oficial da candidatura de Carlinhos. Luciano prometeu para o dia do seu aniversário (13), mas poderá adiar para a segunda-feira (15), data em que Itabaiana recebe o Governo Itinerante. O eleitorado está à espera. Em Itabaiana os descontentes com a possibilidade do lançamento de Carlinhos falam em Eduardo Amorim (PFL) como candidato a prefeito. Há informações que esse é o nome que João Alves Filho gostaria, mas, por enquanto, ficará o de Carlinhos. Em agosto, caso o candidato de Luciano Bispo persistir nos 9%, ou oscilando um pouco para mais ou para menos, o PFL vai propor a mudança do candidato, quando pode ser lançado Eduardo Amorim, um personagem novo na política, mas que vem fazendo um bom trabalho na Secretaria da Saúde e se vincula muito a Itabaiana. Eduardo está calado. Sabe que pode fazer um bom trabalho em Itabaiana e conta com a boa vontade do eleitorado, mas é disciplinado e vai esperar uma decisão do governador. Só será candidato dentro de um consenso. Essa sua discrição pode ser quebrada pela exigência de um eleitorado que está amargo com o nome sugerido por Luciano Bispo, tanto que tem gente incentivando um entendimento do Diretório Municipal de Itabaiana com o grupo de Chico de Miguel, para a formação de uma chapa, onde se inclua Eduardo Amorim. É bom relatar que o presidente do PFL em Itabaiana, José Amorim, não é adversário dos Mendonça e se dá bem com todos eles. Evidente que Luciano Bispo tem uma liderança respeitável em Itabaiana e repassa votos para candidatos majoritários ao Governo do Estado. Não foi testado ainda transferindo votos para fazer seu sucessor. Toda essa movimentação demonstra que Sergipe terá três disputas acirradas: a de Aracaju, por mais forte que seja algum dos candidatos, Itabaiana e Lagarto. INVASÃO O governador João Alves Filho (PFL) vai invadir o sertão, neste sábado, com um comboio de suprimentos e material para solucionar problemas emergenciais da região. Além de todo o pessoal, chegarão carretas com ovelhas, vacas leiteiras, tijolos para construção imediata de casas e um caminhão tanque com leite, além de manilhas. VIAGEM O governador João Alves Filho viajou ontem a Brasília e teve um encontro com o presidente do Congresso, senador José Sarney. Em seguida foi a São Paulo, mas não revelou os motivos da viagem. João tem guardado segredo sobre os contatos que está fazendo fora do Estado. PONTE O secretário da Infraestrutura, Luiz Durval, explicou ontem que para publicação do edital de licitação para construção da ponte, não é necessário estudo sobre impacto ambiental. Durval informa que o Estado já contratou estudo sobre impacto ambiental, sobre transporte de massa e para o plano diretor da Barra dos Coqueiros e de Pirambu. GUALBERTO Francisco Gualberto (PT) respondeu que se “existe ou não, concluso ou não, se o Governo fará a obra na tora ou não, as informações sobre o meio ambiente são relevantes”. Ele disse que não custava nada o Governo passar as informações que foram solicitadas, através de requerimento, pela Assembléia Legislativa. REJEIÇÃO A bancada do Governo rejeitou requerimento de Francisco Gualberto que convidava técnicos do Estado para explicar estudos do impacto ambienta em relação à ponte. Gualberto disse que vai ao Ibama saber que informação existe lá, se tiver acesso vai a outros órgãos ambientais buscar subsídios, para debater o assunto com segurança. INDICAÇÕES O prefeito Marcelo Déda (PT), pré-candidato à reeleição, admite que deve ter duas ou três indicações de candidatos a vice para sua chapa. Vai esgotar todos os seus limites de diálogo, como é natural, mas na hora que formar uma opinião vai sugerir o nome sua preferência. PACIÊNCIA Marcelo Déda acha que quanto mais paciência tiver para ouvir e maior capacidade de acolher sugestões, terá menos chances de errar. Acha que depois de conversar com a militância, com lideranças como o senador Valadares, Jackson Barreto e outros, “chegaremos a um entendimento que fortaleça a chapa”. SURPRESO O deputado Venâncio Fonseca (PP) ficou surpreso com a posição do deputado federal João Fontes (sem partido), pelas insinuações dos crimes que aconteceram em Sergipe. Venâncio diz que não está entendendo mais nada, porque o próprio João lhe disse que a família Fonseca não tinha nada a ver com isso. PROCESSO O deputado federal Cleonâncio Fonseca já pegou a fita do programa do radialista Gilmar Carvalho e vai processar o seu colega João Fontes por danos morais. João Fontes acusou Cleonâncio Fonseca de ter trabalhado para evitar a vinda da CPI da Pistolagem a Sergipe. Os dois são primos carnais… SEM RECEIO O deputado João Fontes disse que não teme qualquer processo e deixou claro que não faz política por parentesco nem por questões pessoais. Diz que sua questão é técnica e acha que a sociedade quer saber porque esse pessoal não quer que as viúvas e filhos órfãos do crime organizado, não sejam ouvidos. HELENO O deputado federal Heleno Silva (PL) disse ontem que vai apoiar o candidato do PFL à Prefeitura de Glória, porque lá o partido faz oposição ao Governo. Segundo Heleno, o candidato do Governo à Prefeitura de Glória é do PTB de Jackson. É difícil entender. ALBANO Quase todas as manhãs o ex-governador Albano Franco (PSDB) caminha tranqüilamente à beira mar das praias de Atalaia e Aruana. Com ele vão alguns amigos e o assunto varia de política a amenidades. O ex-governador continua sem querer se envolver em assuntos de Governo. RIVALDO O ex-deputado e juiz aposentado José Rivaldo abandonou a política e agora se dedica, com exclusividade, à advocacia. Ao lado dos filhos, montou um escritório que, coincidentemente, está localizado na rua que leva o nome do seu pai, Fenelon Santos. Notas ACIONISTA Em uma das reuniões de acionistas do Banco do Estado de Sergipe (Banese), o presidente Jair Araújo foi comunicado que na sala de espera havia um cidadão que pretendia participar. Jair fez questão de ir buscá-lo e se tratava de Vinicius Guilherme Amorim de Almeida, o terceiro maior acionista do Banese. Vinicius é de Belo Horizonte e vive de aplicações. Acompanhou o crescimento do banco e sua importância no mercado. Vinícius se declarou satisfeito com as ações que detém e está disposto a comprar novos papeis do Banese. FORTALECE O governador João Alves Filho (PFL) está preocupado com o fortalecimento do Banese, tanto que determinou às secretárias e empresas públicas que façam tudo com o Banco do Estado, desde seguros a depósitos e qualquer outro tipo de aplicação financeira. Os recursos de Sergipe devem convergir para o Banese. Jair Araújo está entusiasmado com os resultados oferecidos pelo balanço do banco, porque ele demonstra um crescimento real, sem deixar de manter a característica dos incentivos aos segmentos da economia. DERRUBADA A deputada Ana Lúcia Menezes (PT) teve esclareceu a situação dos barraqueiros da praia de Aruana, em Aracaju, porque seu companheiro de partido, deputado estadual Francisco Gualberto, ao fazer a defesa do pessoal deixou transparecer que não tinha conhecimento profundo do problema. Ana Lúcia acompanhou o movimento em favor dos barraqueiros da praia de Aruana, numa luta que vem de alguns anos. Algumas barracas foram demolidas por determinação do Ministério Publico Federal. É fogo A deputada estadual Susana Azevedo (PPS) está em plena campanha para a Prefeitura de Aracaju, fazendo reuniões com associações de bairros. Dos pré-candidatos a deputada é a única que vem aparecendo em campanha. Diz que só vai parar no dia do pleito. O governador João Alves Filho vai participar de reunião do Prodetur II, em Fortaleza, junto a mais 10 governadores, incluindo o de Minas Gerais e Espírito Santo. João Alves vai levar a Fortaleza alguns dos seus auxiliares, como presidente do Banese, Jair Araújo, e o secretário do Turismo, Pedrinho Valadares. Estrategicamente, o deputado Zé Milton de Zé de Dona tem ficado ausente do plenário. Só desce do gabinete para as votações. A deputada Ana Lúcia insiste para que o secretário da Educação, Gilmar Mendes, compareça à Comissão da Educação na Assembléia Legislativa. Já tem gente na Educação reclamando de alguns vícios que foram levados do Deso para a Secretaria, cuja administração é bem diferente. Terça-feira próxima o deputado Augusto Bezerra (PMDB) vai realizar a primeira reunião da Comissão de Ética sobre o caso do discurso do deputado Gilmar Carvalho. Augusto Bezerra disse que só não reunião a Comissão de Ética antes, porque o deputado Gilmar Carvalho estava viajando. O secretário de justiça, Emanuel Cacho, participou, ontem, do lançamento de uma cartilha para os agentes penitenciários. Quarta-feira, Emanuel Cacho participou da solenidade de posse do novo presidente da Ordem dos Advogados de São Paulo, Flávio Borges D’Urso. A Justiça tem que interferir urgentemente na questão dos médicos com os planos de saúde, porque os associados não podem ficar sem assistência médica. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários