João Alves ajuda JB

0

O prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), tem sido o principal cabo eleitoral do governador e candidato à reeleição Jackson Barreto (PMDB). Explica-se: o enorme desgaste político do demista junto aos servidores e a decepção de grande parte dos aracajuanos com a administração municipal devem se transformar em votos de protestos, beneficiando diretamente Jackson Barreto. Em isso acontecendo, o candidato ao governo Eduardo Amorim (PSC) será o grande prejudicado, pois os eleitores da capital enxergarão nele a oportunidade de punir o prefeito. Isso ocorreu em 2012, quando milhares de aracajuanos votaram em João Alves para castigar o então governador Marcelo Déda (PT), que tinha um governo mal avaliado. Claro que os demais aliados do candidato cristão estão se esforçando para mudar essa realidade em Aracaju, porém vão precisar trabalhar muito nos próximos 24 dias para convencer os aracajuanos que João Alves não é Eduardo Amorim e que Jackson não significa esse avanço político todo. Convenhamos, não será uma tarefa fácil.

Arrogância

O empresário Ricardo Franco (PSDB), candidato a 1º suplente de senador na chapa de Maria do Carmo Alves (DEM), deu um show de arrogância ao ser entrevistado ontem pelo radialista George Magalhães na rádio 103 FM. O moço só baixou a bola quando o comunicador o advertiu que ele estava ali na condição de entrevistado e não de dono da emissora. O destempero de Ricardo foi motivado por críticas que George fez ao ex-governador Albano Franco (PSDB). O espetáculo de arrogância pegou muito mal para quem deseja ser senador da República.

Venda proibida

A Anvisa suspendeu ontem a comercialização de 12 lotes do remédio Acebrofilina 10 mg/ml, xarope 120 ml, produzido pela Prati, Donaduzzi & Cia Ltda. O medicamento geralmente é indicado no tratamento de desobstrução dos brônquios e eliminação do muco das vias respiratórias.

Bem na fita

O jornal Correio Braziliense publica que o quadro sucessório em Sergipe é favorável a Jackson Barreto (PMDB). “Ele subiu oito pontos percentuais nas últimas duas pesquisas do Ibope. No levantamento feito entre 30 de agosto e 1º de setembro, Barreto tinha 41% das intenções de voto. Na pesquisa feita entre 8 e 10 de agosto, tinha 33% e estava empatado com o senador Eduardo Amorim  (PSC). Ex-secretário de Saúde, Amorim manteve em setembro o mesmo percentual alcançado no início do mês passado”, diz o jornal.

Infância perdida

Quase 14% das meninas brasileiras de 6 a 14 anos afirmam trabalhar ou já ter trabalhado para terceiros. Pesquisa contratada pela Ong inglesa Plan International, revela que uma em cada três das meninas disse não ter tempo suficiente para brincar e estudar.
Mais de 37% das entrevistadas que dizem trabalhar prestam serviço na casa de outras pessoas, cuidando das crianças, fazendo faxina e outras atividades domésticas. Cerca de 5% das entrevistadas revelaram que trabalham nas ruas vendendo coisas e recolhendo material reciclável.

São iguais

A candidata a deputada federal Vera Lúcia (PSTU) acha estranho que o candidato a governador Eduardo Amorim (PSC) critique a Fundação da Saúde de Sergipe e se cale quanto às Organizações Sociais que a Prefeitura de Aracaju vai contratar para gerir a saúde municipal. “Eles são todos iguais e não estão interessados em resolver o problema da saúde publica. A oposição de direita (PSC/DEM) age com oportunismo. Critica as fundações só porque é conveniente”, fustiga Vera.

Fórum da magrela

Aracaju vai sediar, de 17 a 19 de outubro, o 2º Fórum Sergipano da Bicicleta. Durante os três dias, serão discutidas na Sociedade Semear as novas formas de garantir à Aracaju uma mobilidade sustentável. Com o tema “Um movimento em direção à bicicleta”, o evento visa reforçar os conceitos do cicloativismo, que já alcança ecos em muitas cidades brasileiras nas quais a bicicleta é apontada como um dos caminhos mais curtos, econômicos e saudáveis de deslocamento.

Boa vida

Não foi ontem que os deputados estaduais se debruçaram sobre os vários projetos em tramitação na Assembleia. Os poucos que apareceram na sessão tomaram cafezinho e água gelada, trocaram impressões sobre a campanha eleitoral e deram no pé. Agora só retornam ao “trabalho” na próxima terça-feira, pois andam muito ocupados atrás de votos. Enquanto isso, o cidadão batalha a semana toda para garantir as mordomias dos deputados. Uma lástima!

Pleito avaliado
 
O presidente do TRE sergipano, desembargador Cezário Siqueira Neto, participou ontem em Brasília de reunião entre o ministro Dias Toffoli e os integrantes do Colégio de Presidentes dos TREs. Foram informados os preparativos para as próximas eleições. “Foi muito positivo, porque os presidentes dos Tribunais Regionais nos relataram que estão dentro do calendário eleitoral”, afirmou Toffoli.

Desigualdade

O sistema tributário brasileiro provoca um tipo mais profundo de injustiça, pois onera proporcionalmente os mais pobres em relação aos mais ricos. Estudo do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) revela que os 10% mais pobres da população comprometem 32% da renda com o pagamento de tributos. Para os 10% mais ricos, o peso dos tributos cai para 21%. Nos 10% mais pobres da população, 68,06% são negros e 31,94%, brancos. A faixa mais desfavorecida é composta por 45,66% de homens e 54,34% de mulheres. Uma lástima!

Recorte de jornal

Publicado no Sergipe Jornal em 30 de abril de 1927

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais