JOÃO E ALBANO JUNTOS

0

Foi um final de tarde muito movimentado. O governador João Alves Filho (PFL) e o ex-governador Albano Franco (PSDB) conversaram muito, inclusive com a participação de um membro de outro poder. A informação é que apertaram as mãos e bateram o martelo. A notícia oficial, entretanto, deve ser dada hoje, depois de conversas exaustivas com tucanos que defendiam o caos, porque nem podiam fechar aliança com o PT do candidato a governador Marcelo Déda e certamente perderiam vôo maior se saíssem independentes. Ontem mesmo, logo após a conversa entre João e Albano, foi acionada em Brasília a gravação do candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, e do presidente nacional do partido, Tasso Jereissati, para ser exibida na TV em Sergipe, anunciando oficialmente o fechamento do acordo.

A fita com as duas gravações estarão hoje em Aracaju…

O ex-governador Albano Franco será mesmo candidato a deputado federal e, a princípio, se falou no deputado estadual Fabiano Oliveira para vice. Mas, em seguida, houve muita conversa. Um candidato a deputado estadual estreitamente ligado ao governador João Alves (PFL), telefonou para várias lideranças, do interior e da capital, chegando até a Brasília, avisando que o vice-governador será o deputado federal Jorge Alberto (PMDB), que abriria dos seus votos para ajudar os candidatos tucanos. Levantou-se dúvidas sobre isso, porque Alberto estava em conversa estreita com o candidato a governador pelo PT, ex-prefeito Marcelo Déda. Também reivindicava a vice, mas já há um compromisso do Partido dos Trabalhadores com o PSB, do senador Antônio Carlos Valadares, que indicou o deputado estadual Belivaldo Chagas. Os socialistas estão na oposição há alguns anos e quando têm oportunidade de chegar ao governo não vão abrir mão.

O PSDB promoveu uma reunião de emergência, no final da tarde de ontem, para discutir a melhor forma do anuncio oficial, mesmo que um ou dois deputados, como Jorge Araújo, recusem qualquer tipo de aliança com o PFL. Mas isso já está praticamente superado, porque o ex-governador Albano Franco, mesmo sem máquina de calcular nas mãos, sabe que ao fechar um acordão com o bloco que apóia João Alves Filho para governador, tem condições de fazer dois deputados federais e manter os quatro estaduais. Qualquer lógica politicamente infantil percebe isso, menos o deputado Jorge Araújo que, com a sua ideologia, quer sair independente, mesmo que o partido seja prejudicado. Evidente que se houvesse abertura para uma coligação ampla com o PT o ponto de vista não seria tacanha, mas quando há um impedimento sobre isso, o melhor é buscar representatividade partidária.

Mas não está apenas aí. O ex-governador Albano Franco resolveu esperar hoje o presidente regional do partido, deputado federal Bosco Costa, que lançou sua candidatura ao Senado Federal e já comunicou sua decisão à Direção Nacional do PSDB. Bosco sempre defendeu que o partido lançasse chapa majoritária para as eleições de outubro e resolveu tentar o Senado ao considerar que ajudaria mais aos proporcionais, que estavam prejudicados com o partido saindo independente e apenas com uma chapa proporcional para deputados estadual e federal. O anuncio só será divulgado depois de uma conversa com o parlamentar, que geralmente não põe obstáculo para uma decisão que parta do presidente de honra, ex-governador Albano Franco.

Segundo uma fonte vinculada ao PSDB, o entendimento com o Partido dos Trabalhadores não foi possível por causa da verticalização e “porque o partido não correspondia às expectativas”.

De qualquer forma muita coisa tem que ser ajeitada hoje, para se anunciar a aliança. Uma delas é se o deputado federal Jorge Alberto (PMDB) será mesmo o candidato a vice e a outra é se foi aceita a proposta de deixar a primeira suplência de senador para o PSDB. A última informação que surgiu ontem indicava o empresário Ricardo Franco como vice-governador, embora haja uma nítida preferência do governador João Alves Filho pelo deputado estadual Fabiano Oliveira.

 

 

SENADO

O deputado federal Bosco Costa (PSDB) deixa claro que, neste momento será candidato à reeleição, mas poderá disputar o Senado Federal.

Bosco lembra que sempre defendeu uma candidatura majoritária para o seu partido e não acha juste que uma legenda do porte do PSDB não tenha chapa majoritária.

 

MELHOR

Bosco Costa diz que será melhor para os candidatos proporcionais se ele disputar o mandato majoritário de senador. “Fortalece o partido”, lembra.  

Adverte que vive em uma Câmara que é um mar de lama, “mas nenhuma das pontas dos meus dedos foi meladas”.

 

REAFIRMA

Ontem à noite, o deputado federal Bosco Costa já havia comunicado à direção nacional que seria candidato ao Senado Federal e se apresentará à convenção como tal.

Bosco lembrou que em Salvador Jutahy Magalhães (PSDB) lançou candidato a governador na Bahia e admite que em Sergipe pode acontecer o mesmo.

 

ULICES

O deputado estadual Ulices Andrade (PSDB), falando sobre a posição de Bosco Costa, foi claro: “posso lhe dizer que estarei do lado dele para onde ele for”.

Mas acrescentou: ”não sei se essa será a posição acertada”. Ulices vota com Bosco na maioria dos municípios que tem influência eleitoral.

 

COLIGAÇÕES

Segundo Ulices, o PSDB sairá independente mais o governador Albano Franco vem conduzindo o processo para coligações.

Acha que enquanto não foi feita a convenção, amanhã, ninguém poderá dizer absolutamente nada. Tudo só será visto depois.

 

DÉDA

O candidato a governador pelo PT, Marcelo Déda. Acha que está tudo praticamente definido sobre as coligações.

Disse que ainda espera pelo deputado federal Jorge Alberto (PMDB) que está em processo de conversas internas. Ontem, com a morte do seu sogro, não houve diálogo.

 

SOBRE VICE

No final da tarde, o PMDB procurou Marcelo Déda (PT) para uma conversa definitiva e fecharia a coligação caso indicasse o vice-governador.

O problema deu-se aí porque o próprio PT já anunciou que a vice era do PSB. O candidato do PMDB seria o deputado estadual Marcos Franco.

 

VALADARES

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) tem manifestado interesse pela indicação do vice-governador desde quando se iniciou o movimento para candidatura de Déda a governador.

O candidato indicado é o deputado estadual Belivaldo Chagas (PSB) e o partido não abre mão dessa candidatura.

 

DEFINIÇÃO

Segundo uma fonte influente da oposição, já está fechada a vice para o PSB. A questão é que Jorge Alberto, durante as conversas, pediu que não fosse a vice não fosse anunciada.

A mesma fonte acha que a omissão da vice pode contribuir para a valorização junto ao PFL. No bloco oposicionista, Jorge será candidato à reeleição.

 

BALANÇO

O site Congresso em Foco fez um balanço da disputa eleitoral em todos os estados e revela, com falhas, o que vem acontecendo nos bastidores da sucessão em Sergipe.

Informa que está em Sergipe e único candidato a governador do PT que tem chances de ganhar: Marcelo Déda e diz que ele aparece em vantagem nas pesquisas de intenção de votos.

 

FONTES

O pré-candidato a governador João Fontes (PDT) disse ontem que não há nenhum entendimento para que Gilton Garcia (PTN) seja candidato ao Senado na chapa da terceira via a governador.

Houve apenas uma reivindicação do PTN e nada foi definido. Já Reynaldo Moraes, do PV, pode ser o candidato a vice de João Fontes.

 

CONVENÇÕES

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) vai fiscalizar com maior rigor as convenções partidárias para evitar o manuseio das atas, depois de fechadas.

Os partidos podem correr o risco de anunciar candidatos no dia 30 e modificá-los antes do fechamento das atas. Isso pode dar problema.

 

MOVIMENTO

O governador João Alves Filho (PFL) passou todo o dia ontem agitado, fechando alianças partidárias para as eleições de outubro.

João inclusive suspendeu todos os seus compromissos para se dedicar exclusivamente a conversas com outras legendas, para formação de uma coligação.

 

 

 

Notas

 

CHEQUES

O número de cheques trocados pela economia sergipana totalizou R$ 431,7 milhões de reais no mês de maio de 2006, um aumento de 21,11% em relação ao mês anterior, desse total R$ 56,3 milhões foram devolvidos sem fundo registrando um aumento de 18,14% em relação ao mês de abril de 2006.

Se compararmos maio de 2006 com maio de 2005, tivemos um aumento de 8,18% no total de cheques trocados e um aumento de 33,96% no total de cheques devolvidos sem fundos, o que prejudica o comércio em todos os setores.

 

REAJUSTE-1

O presidente Lula deve editar medidas provisórias para reajustar o vencimento de várias categorias do funcionalismo. A informação foi confirmada ontem pelos ministros da Justiça, Thomaz Bastos, e das Relações Institucionais, Tarso Genro, após reunião com o presidente do TSE, ministro Marco Aurélio de Mello.

Os aumentos, já previstos no orçamento da União deste ano, devem beneficiar 1,3 milhão de servidores. “Não há risco de (as MPs) não serem editadas. O governo tem uma posição sobre isso. E o tribunal, sua decisão”, disse Genro.

 

REAJUSTE-2
O presidente do TSE considera a medida eleitoreira. Diz que as MPs podem ser questionadas no tribunal por partidos políticos ou pelo Ministério Público. “É aumento geral, revisão geral. A pergunta que se faz é: por que só agora, no período crítico das eleições? Creio que qualquer um do povo percebe que o objetivo é único” afirmou.
A lei eleitoral veda a revisão de remuneração de servidores públicos 180 dias antes das eleições. Porém, Bastos e Genro sustentam que o governo não vai descumprir a legislação porque os reajustes serão referentes à reestruturação.

.

 

É fogo

 

Hoje foi declarado ponto facultativo no estado e a cidade volta à normalidade amanhã, apesar de já ser fim de semana.

 

A Assembléia Legislativa entra em período de recesso, Os deputados vão aproveitar para fazer suas campanhas à reeleição.

 

O governador João Alves Filho cancelou a maioria das atividades administrativas, para cuidar exclusivamente da política.

 

Até sábado muita coisa pode rolar nesse mundo de formação de coligações. Até o dia 5 de julho as atas podem ser alteradas.

 

O PSDB ainda trabalha muito para resolver o problema de alianças. Até o momento continua independente, mas conversa muito.

 

O deputado estadual Belivaldo Chagas (PSB) disse que se sente muito honrado em ser o candidato a vice-governador na chapa de Marcelo Déda (PT).

 

Problemas entre PSDB e PFL ultrapassam fronteiras. Na Bahia a alianças dos dois partidos está seriamente ameaçada por divergências coloquiais.

 

Celinha Franco (PFL) conseguiu um importante apoio em Aracaju. Trata-se do vereador Sandro de Miro, que decidiu apoiá-la.

 

Fervem os festejos juninos em Aracaju. Hoje o Forrocaju e Vila do Forró estarão lotados, neste finalzinho de mês.

 

A Companhia Aérea Gol anunciou que incorporou a 49ª e 50ª aeronaves à sua frota, composta por aviões da família Boeing 737.

 

Enquanto isso a Varig vai aumentando o número de vôos cancelados, em razão da redução de sua frota.

 

brayner@infonet.com.br

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais