JOÃO E JERÔNIMO

0

A informação de que o ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis (PTB), teria fechado acordo com o governador João Alves Filho (PFL) domina o lento movimento político que se registra no estado. Muitos confirmam, outros negam, enquanto o próprio Jerônimo desapareceu do noticiário, inclusive mudando o número do seu telefone. Já o filho, Sérgio Reis, que deixou o PTB há alguns dias, participou de jantar no Palácio de Veraneio e alardeou que estava se afastando do bloco que dá apoio político ao prefeito Marcelo Déda. Os comentários sobre a conquista dos Reis em Lagarto, sem perder os Ribeiros, por parte do governador João Alves Filho, se alastraram pela região e deixou o deputado estadual Walmir Monteiro (PFL) visivelmente incomodado. Até o momento não se confirmou a inclusão dos Reis no grupo de apoio a João Alves, mas já não se põe a mão no fogo por essa possibilidade. A confirmação será dada quando o deputado Walker Carvalho (PFL) se afastar da Assembléia para dar lugar à primeira suplente Gorette Reis, irmã de Jerônimo.

 

Ontem à tarde, no Palácio dos Despachos, onde concedeu uma entrevista coletiva a jornalistas, o governador João Alves Filho adotou uma postura politicamente correta, quando se referiu ao ex-prefeito Jerônimo Reis: “ele não precisa nem de Marcelo Déda, nem de João Alves para garantir sua eleição a deputado federal”. É um fato. Os Reis formam um grupo coeso e forte na região Sul e sempre elegeram um nome a deputado federal e outro à Assembléia Legislativa, dividindo sempre a força política com os Ribeiros, que estão esperando o que vai acontecer e disseram apenas que não subirão no mesmo palanque. Esses contratempos naturalmente existem em cidades sob domínio de duas facções políticas bem definidas, como acontece em Lagarto e Itabaiana.

 

O governador João Alves Filho e o prefeito Marcelo Déda sempre evitaram falar em candidaturas, alegando que a prioridade do momento é a administração pública. Ontem, entretanto, João foi absolutamente flexível às perguntas sobre política e respondeu sem perder o diapasão da curiosidade dos repórteres. Evidente que essa total descontração, em relação à arte da sedução de um aliado do tamanho dos Reis, é porque os entendimentos devem ir muito bem. João Alves Filho chegou a lembrar que o ex-prefeito Jerônimo Reis nasceu no PFL, “passou conosco vários anos e quando resolveu se afastar nem por isso lhe fiz alguma acusação”. E continuou: “Jerônimo era meu aliado e não meu empregado. Apesar de rompermos politicamente continuamos amigos”.

 

O governador João Alves Filho não esconde que é um profissional e, mesmo quando acossado por repórteres em relação a um entendimento com Jerônimo Reis, respondeu sem afirmar que existe algo no ar além dos aviões de carreira: “Tratativas políticas fazem parte do jogo. Idéias ocorrem, avançam, recuam, às vezes ficam no diálogo entre amigos. Tenho muitos amigos na oposição, não existe nenhuma novidade a esse respeito”. Entretanto, João encerrou esse pensamento com um convite informal: “se ele (Jerônimo) vier, será bem vindo”.


Um novo entendimento com o ex-governador Albano Franco também foi tratado com insistência durante a entrevista. Mas, sobre esse assunto, João Alves foi categórico: “jamais conversei com o ex-governador, nunca me reuni com ele, nunca tomei um uísque, um vinho. Nunca comi uma feijoada com Albano Franco e nem pretendo”. Mesmo aberto às respostas políticas, quando ainda está se iniciando o período de trabalho para formação de um bloco para disputar as próximas eleições, o governador João Alves Filho se recusa a confirmar que pretende disputar a reeleição no próximo ano: “soube disso através do prefeito Marcelo Déda. Nunca me lancei candidato. Só posso dizer uma coisa: se eu tivesse que ser candidato à reeleição, não teria um candidato melhor do que Déda para ser o meu opositor”. O prefeito Marcelo Déda já declarou que hoje o povo está esperando um confronto entre ele e o governador João Alves Filho. E tudo indica que isso está se tornando inevitável…

 

 

ALMEIDA

O senador Almeida Lima vai a Brasília hoje pela manhã. Disse que ficou melhor ainda depois da meteria do articulista Diogo Maynard, publicada na Veja desta semana. Segundo Almeida, “o jornalista não costuma elogiar ninguém e acha que foi bem prestigiado. Isso é bom para Sergipe”.

 

DECISÃO

O senador Almeida Lima insiste que não deixará o PSDB e hoje deverá ter uma conversa com a Direção Nacional e deve receber orientação. Almeida disse que não iria se conformar com a resposta do deputado federal Bosco Costa e do ex-governador Albano Franco.

 

INTERVENÇÃO

O secretário geral do PSDB, Bismarck Maia, declarou que a direção nacional do partido não cogita fazer nenhuma intervenção em Sergipe. Segundo Bismarck, o objetivo é fazer um entendimento amplo entre lideranças políticas que integram a legenda e disputar o governo do estado nas próximas eleições.

 

D. MARIA

A senador Maria do Carmo Alves (PFL) considerou que a situação do país é muito preocupante, porque todos os indícios também levam a José Dirceu (PT). “Como José Dirceu sempre disse que tudo que fazia o presidente Lula tinha conhecimento, a crise chega aos dois e isso é muito perigoso”, disse a senadora.

 

FONTES

O deputado federal João Fontes (PDT) acha que o presidente Lula está completamente perdido, sem encontrar uma saída para essa crise. João vai cobrar da OAB uma posição de independência e não fazendo o jogo do presidente do STF, ministro Nelson Jobim.

 

CANDIDATO

O Partido dos Trabalhadores não descarta a possibilidade de apresentar outro nome como candidato ao governo do estado, que não seja o de Marcelo Déda. A declaração foi feita pelo presidente regional do PT, Severino Bispo, durante entrevista concedida ontem pela manhã à rádio Jornal.

 

CONSTITUINTE

O advogado César Britto, secretário geral do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), participou, ontem, de reunião do Conselho, em Brasília. O presidente da OAB, Roberto Busato, submeteu à apreciação do Conselho a convocação de uma Assembléia Nacional Constituinte exclusiva.

 

REFUNDAR

A Constituinte exclusiva deve ser eleita nas próximas eleições gerais como forma de refundar a República. A Assembléia funcionaria de forma paralela ao Congresso Nacional, sem vínculos com ele, sendo dissolvida tão logo conclua seus trabalhos. 

 

CONSELHO

Segundo o advogado César Britto uma das posições da OAB é que o presidente Lula da Silva convoque o Conselho de Segurança para tentar dar um rumo ao Brasil. “É preciso que o país não esconda a crise e finja que não está acontecendo nada no Brasil”, disse César Britto.

 

DEBATE

O governador João Alves Filho debate, quinta-feira, com o ministro Ciro Gomes, Tribunal de Contas da União (TCU), a questão da transposição do rio São Francisco. João se mantém contra a transposição e vai mostrar que a obra provocará um desastre ecológico na região e prejudicará gravemente os estados de Sergipe e Alagoas.

 

DOMICILIAR

O detento Antônio Francisco está em casa, onde cumpre prisão domiciliar por determinação da justiça. Deitado, o ex-deputado tem recebido dezenas de visitas de amigos e lideranças políticas, que não conseguiram vê-lo no presídio.

 

PAIXÃO

O deputado federal Ivan Paixão (PPS) está preocupado. Ele foi avisado de um movimento existe nos bastidores para tentar tirar o partido do seu comando.  Até o momento ninguém conseguiu, em razão do trabalho que realiza dentro da legenda. De qualquer forma conspira-se contra ele e é gente que tem força.

 

POSIÇÃO

Setores importantes do PFL consideram que ninguém, neste momento, é mais forte do que a senadora Maria do Carmo Alves para disputar a reeleição pelo PFL e partidos que venham a se coligar. Embora tudo isso ainda seja motivo de discussão, o nome da senadora Maria do Carmo aparece liderando as pesquisas.

 

ESPORTE

Roberto Feitosa, da Secretaria de Esportes, viajou a Brasília para levar projeto de desenvolvimento para a Pasta. Também levou correspondência para protocolar uma audiência do secretário Carlos Batalha com o ministro dos Esportes, Agnelo Queiroz.

 

 

Notas

 

COMBUSTÍVEL

Em um dia de novo recorde do petróleo no mercado de Nova York, encostando em 64 dólares o barril, o presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, admitiu ontem elevar os preços dos combustíveis no Brasil se a commodity se mantiver no atual patamar de preços no mercado internacional. Gabrielli não quis revelar percentuais, mas Agência Nacional do Petróleo (ANP) calculou recentemente 30 por cento de aumento na gasolina e 20 por cento no diesel para equiparar a Petrobras ao patamar internacional.

 

SACO

Não custa relembrar: o então ministro da Casa Civil, José Dirceu (PT), já passou férias na casa do deputado federal João Fontes (hoje PDT), na praia do saco. Foi lá que Dirceu convenceu o então deputado federal Marcelo Déda (PT) a ser candidato à Prefeitura de Aracaju, em 2002. Déda relutava. Hoje a casa de praia do deputado João Fontes, na praia do Saco, recebem outros visitantes e o pessoal que a freqüentava em 2002 são adversários políticos. Dirceu, inclusive, empurrou Fontes do PT para fora.

 

MENSALÃO

O presidente do Partido dos Trabalhadores em Sergipe, Severino Bispo, candidato à reeleição nas próximas eleições da legenda, em setembro, declarou ao radialista Augusto Júnior, da rádio Jornal, que fez declarações sobre a situação do PT, nestes tempos de denúncias que atinge o partido.  Bispo disse que apesar de toda esta situação, garante que o esquema do mensalão não chegou a Sergipe e que Marcelo Déda é o nome mais indicado para concorrer ao cargo de governador nas próximas eleições.

 

 

É fogo

 

O Mc Donald deve reabrir em Aracaju no próximo mês, depois de 120 dias de portas fechadas. Funcionará no shopping e na avenida Hermes Fontes.

 

O deputado petista Francisco Gualberto acha que ainda há salvação para o partido, porque nem todos estão envolvidos em atos ilegais.

 

O ex-prefeito Jerônimo Reis está desaparecido e não concede entrevistas a ninguém. Mudou até o número do telefone.

 

O deputado federal João Fontes (PDT) chegou entusiasmado com a manifestação que aconteceu em Fortaleza contra a corrupção.

 

A imprensa está tentando equiparar Lula a Collor. Está lhe colocando dos “LL”, usando cores verde e amarela, tal e qual usava o ex-presidente.

 

O ex-senador Francisco Rollemberg não está aparecendo, mas vem conversando com amigos sobre política.

 

Mais uma fuga na Penitenciária de São Cristóvão, chegando a mais de 20 detentos. Isso começa a preocupar o sistema de segurança das penitenciárias.

 

O deputado federal Heleno Silva (PL) dificilmente será candidato à reeleição. Ele mantém o objetivo de sair candidato ao Senado.

 

A crise política que abala o país é assunto principal em todas as mesas de reunião. A sociedade está atenta ao resultado final.

 

Nessas conversas, ninguém tem dúvida que o presidente Lula tinha conhecimento do que estava acontecendo no Planalto.

 

A produção industrial brasileira em junho subiu 1.6% em relação a maio. É o quarto mês de alta consecutiva.

 

A Receita Federal liberou ontem a consulta ao terceiro lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física 2005 (ano base 2004).

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais