João é o culpado

0

Embora insista em aparecer como salvador da pátria, o prefeito João Alves Filho (DEM) é o grande culpado pela crise do sistema de transporte coletivo da grande Aracaju, pois empurrou o problema com a barriga até chegar no caos que chegou. Ao admitir ter recebido uma herança maldita, o demista confessa a culpa de sua administração que, nos últimos sete meses, deixou tudo como estava para ver no que dava. Em vez de se debruçar sobre a questão, ouvir a voz rouca das ruas e punir as concessionárias pelo péssimo serviço prestado aos aracajuanos, o prefeito preferiu beneficiá-las, concedendo um exagerado reajuste no preço da tarifa sem exigir nada em troca. Agora que a situação saiu do controle, João Alves tenta dar uma de bom moço e anuncia que a VCA está proibida de operar em Aracaju. Ora, todo este caos é justamente porque a empresa “punida” já não opera corretamente há meses, causando transtornos diários à população.

Silêncio

É estranho que a maioria dos políticos sergipanos não tenha tentado pegar carona no caos do transporte público da grande Aracaju. Logo eles que adoram aparecer! Será por que as empresas responsáveis pelos problemas causados ao povo pertencem ao empresário Laurinho da Bonfim, suplente do senador Eduardo Amorim (PSC) e aliado político do prefeito João Alves Filho?

Estão juntos

E o prefeito de Socorro, Fábio Henrique (PDT), garante que jamais pensou em romper politicamente com o amigo e deputado estadual Zé Franco (PDT). “Na reunião com lideranças de Socorro, disse não haver definição de nomes para as eleições de 2014. Todos sabem que a legislação eleitoral proíbe lançar candidaturas agora, mas sempre esteve claro que marcharemos ao lado de Zé Franco”, explicou.

Racha petista

O PT realiza reunião no próximo sábado em Aracaju para tratar sobre a eleição direta do partido, marcado para outubro deste ano. Será no auditório do Instituto Federal de Sergipe (antiga Escola Técnica). Devem participar os membros do diretório estadual, prefeitos, vereadores e lideranças petistas. São pré-candidatos à presidência estadual do PT o secretário da Casa Civil, Sílvio Santos, e o deputado federal Rogério Carvalho.

Daqui não saio

Em nota, o deputado estadual Paulinho das Varzinhas (PT do B) informa que não pretende aderir ao governo de Sergipe: “Nunca fui chamado, mais conversei sobre o assunto e estou muito bem onde estou”, afirma. O parlamentar integra o grupo político comandado pelo dublê de empresário e político Edvan Amorim, porem o seu PT do B é partido aliado do governo. Dá pra entender?

Explicando

O Governo de Sergipe informou que os decretos de nomeação do novo secretário do Trabalho, Fábio Mitidieri, e do presidente do Ipesaúde, Lauro Seixas, foram publicados com a data errada, ou seja, 1º de julho em vez de 22 último. Os decretos corretos foram republicados na edição de ontem do Diário Oficial do Estado. Tá explicado!

Por fora

Só agora setores da imprensa informam que o ex-deputado estadual Armando Batalha vai deixar o PSB para, em agosto próximo, comandar o Partido Republicano Progressista (PRP). Diferente do que se noticia, Batalha preside o PRP em Sergipe desde o último mês de abril. A informação está no site (http://www.prp.org.br), que traz ainda o número de filiados em 54 municípios de Sergipe: 2.319.

Violência

O Sindicato dos Jornalistas condenou a agressão sofrida ontem pela colega da TV Sergipe, Sayonara Hygia. Ela foi empurrada violentamente por um militar, que tentou impedi-la de registrar a manifestação popular contra a crise do transporte coletivo. A agressão gratuita aconteceu no Terminal de Integração Manoel Aguiar Menezes, localizado na área dos mercados centrais de Aracaju.

Sem Terra

Camponeses sergipanos promovem daqui a pouco uma grande manifestação em Aracaju para marcar a passagem do Dia do Trabalhador Rural e chamar a atenção para a importância da reforma agrária no país. Organizada pelo MST, a caminhada começa na entrada da capital e segue até a praça da Cruz Vermelha. À tarde, os trabalhadores participam de um ato na praça General Valadão, centro de Aracaju.

Mão na taça

E o Atlético Mineiro, hein? Cantou de Galo e papou a Libertadores. Parabéns à nação alvinegra.

Essa é do baú

No início dos anos 2000 aconteceu um fato inusitado em Sergipe. Aracaju estava pronta para mais uma edição do Pré-Caju e os turistas chegavam à capital para curtir a prévia carnavalesca, tida como a mais animada do país. Por volta das 5h, uma patrulha da Polícia Rodoviária Federal decidiu parar um ônibus que se deslocava para a capital sergipana pela BR-101. Motivo: o parabrisa direito do coletivo estava quebrado. Quando o carro estacionou, os policiais perceberam um certo nervosismo entre os passageiros e começaram a pedir documentos. Descobriram que todos, inclusive o motorista, eram marginais que vinham “trabalhar” no Pré-Caju. Foram presos e “deportados” para a boa terra. Por conta dessa inusitada prisão coletiva, aquela talvez tenha sido a prévia carnavalesca mais tranquila já realizada em Aracaju.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais