LAMA NO VENTILADOR

0

Uma piada popular conta que “um cidadão de longos bigodes estava dormindo, quando alguns amigos passaram cocô nos cabelos abaixo do nariz. Ao acordar o homem respirou fundo, fez uma cara feia, olhou-se todo e bradou: que mau cheiro horrível!” Todos riram e o sujeito correu para a janela, a abriu, voltou a respirar fundo e gritou de braços abertos: “mas é o mundo todo”. Foi esse mau cheiro que exalou por todos os recantos deste país, no nariz do cidadão que leu ou assistiu as denuncias do presidente nacional do PTB, deputado federal Roberto Jefferson, que foi acusado de comandar um esquema de corrupção na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e no Instituto de Resseguros do Brasil (IRB). Jefferson, inclusive, já havia dito que não sentaria sozinho na cadeira da CPMI que deve ser aprovada hoje na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e ameaçou levar com ele o tesoureiro do PT, Delúbio Soares, o secretário geral Silvio Pereira e até o ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu. Neste domingo, em entrevista publicada na Folha de São Paulo, O deputado Roberto Jefferson pode ter jogado lama no ventilado e reduzido a pó as pretensões do governo de abafar a CPI dos Correios. Nesta entrevista, que provocou discussão em todo o país e mexeu com a economia, além de fortalecer – e até decidir – dúvidas quanto à seriedade do Governo Lula, o deputado Roberto Jefferson acusa o tesoureiro do PT, Delúbio Soares, de pagar uma mesada – chamada por ele de “mensalão” – de R$ 30 mil a parlamentares do PP e do PL, em troca de apoio nas votações de interesse do governo no Congresso. O PTB, de acordo com o presidente do partido, recusou a oferta feita pelo petista. O “mensalão”, segundo ele, teria sido pago até janeiro, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria tomado conhecimento do caso, por iniciativa do próprio Jefferson. A notícia não é nova. Em setembro do ano passado, o Jornal do Brasil já havia denunciado o pagamento de mensalidades extras, saídas de Delúbio Soares, para parlamentares que formavam a base aliada do governo. Ontem, na Câmara Federal Alceu Collares (PDT) pediu uma CPI para apurar as denuncias de propinas para parlamentares e considerou que a veracidade delas poderia levar até ao impeachment do presidente.
Em Sergipe, depois de tomar conhecimento do lamaçal que foi jogado na cara do governo, o deputado federal Heleno Silva (PL) entrou em contato com o presidente do partido, Waldemar Costa Neto, pedindo explicações sobre as denuncias do deputado Roberto Jefferson, que atingia a legenda e indiretamente colocava todos os parlamentares sob suspeita. Ontem mesmo ele recebeu uma carta do Diretório Nacional, assinada pelo presidente Waldemar, dizendo que vai acionar Jefferson na Justiça. Heleno diz que o presidente do PTB jogou todo mundo na vala comum e, a partir daí, pensa-se que todos são farinha do mesmo saco. Heleno agora está convencido que a CPMI tem que sair, porque as denuncias não exclui ninguém. Da mesma forma pensa o ex-deputado federal Jerônimo Reis (PTB), ao considerar que chegou a hora de Roberto Jefferson ser expulso do partido, porque não há como sobreviver com ele: “se ele não sair, outros deputados poderão deixar a legenda”. Jerônimo diz que quer ouvir hoje, das pessoas que têm voz e voto, a solicitação de apuração das denuncias para que se punam os culpados. Roberto Jefferson sentiu-se rejeitado pelo PT depois das denuncias feitas na revista Veja e disse uma coisa que, pelo menos nisso, alguns políticos que se vinculam à legenda concordam: “O PT não tem coração, só tem cabeça. Ele nos usa como uma amante e tem vergonha de aparecer conosco à luz do dia. Nós somos para o PT gente de segunda, eu sempre me senti assim. A relação sempre foi a pior possível”. A situação do país é grave e as pessoas pedem explicações, porque Jefferson pode estar blefando, mas é politicamente correto – como ensina o PT – que se ponha isso em pratos limpos.

 

TELEFONEMA

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PDDB) telefonou para o governador João Alves Filho (PFL) para tratar sobre a transposição das águas do Rio São Francisco. Depois de receber deputados contra a transposição, Aécio teria ligado para o governador com o objetivo de trabalharem juntos contra o projeto do governo.

 

MACHADO

O deputado José Carlos Machado (PFL) acha que o presidente Lula só poderá recuar do projeto se estados como Minas, Pernambuco e Bahia, eleitoralmente fortes, entrarem na luta contra a transposição. Esses estados podem mostrar que o projeto é eleitoralmente inviável. Lula está certo que a transposição lhe renderá votos.

 

QUEDA

A união das bancadas pelo fim da transposição do São Francisco, no entanto, pode ser difícil de se concretizar, em função da resistência de parlamentares da base aliada. José Carlos Machado admite que a própria comissão presidida por ele está dividida sobre o assunto, com leve vantagem para os pró-transposição.

 

SUKITA

A população de Capela agora se voltou a favor do ex-prefeito Sukita, depois do resultado do TRE em Sergipe. Caso o TSE mantenha a decisão o Sukita não poderá disputar a próxima eleição, entretanto tudo indica que o candidato que ele apoiar será o mais forte e provavelmente ganhará as eleições.

 

CONVERSA

O deputado federal Heleno Silva (PL) tem conversa agenda com o presidente nacional do partido, deputado Valdemar Costa Neto, para tratar da possível filiação do grupo de Albano Franco no Partido Liberal. O assunto serviu para movimentar o noticiário político desta semana em Sergipe.

 

INQUÉRITO

O deputado Heleno Silva admitiu, ontem, que a partir das denuncias de Roberto Jefferson é impossível que a CPMI não saia. Segundo Heleno, o parlamentar que votar contra a CPMI pode deixar parecer que integra o bloco do “mensalão”.

 

ENCONTRO

Os deputados Jorge Araújo (estadual) e Bosco Costa (federal), ambos do PSDB, tiveram uma conversa com o deputado Heleno Silva, em Monte Alegre. Na mesma eles falaram sobre essa questão da filiação dos tucanos no PL. Jorge e Bosco garantiram que isso só ocorrerá dentro de um entendimento.

 

NÃO SAI

Ontem, o deputado Jorge Araújo declarou que não vai sair do PSDB e que esse também é a opinião do grupo. “Só deixo o PSDB se for expulso”, adiantou Jorge para tentar acabar com as especulações de que estaria trocando de legenda.

 

CHATEADO

O deputado estadual Jorge Araújo disse que ficou chateado com as agressões feitas pele deputado Heleno Silva, aos membros do PSDB, liderado por Albano Franco. Jorge Araújo lembrou que “Heleno já esteve conosco, ao ser secretário da Agricultura do Governo Albano Franco e não poderia agredir ninguém”.

 

TRABALHO

Durante inaugurações que fez sexta-feira em Monte Alegre o governador João Alves Filho declarou que agora vai entrar para valer no trabalho que o governo realiza no interior. Garantiu que vai inaugurar obras que corresponderão a quatro por dia e mostrar que os municípios das regiões interioranas sempre foram sua prioridade.

 

RETORNO

Há informação que o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), está retornando a Aracaju até sexta-feira, para participar da manifestação que acontecerá em Sergipe contra a transposição do rio São Francisco. Déda está viajando pela Europa, ao lado do secretário da Saúde, Rogério Carvalho, e teve compromissos na França e paises escandinavos.

 

DUTRA

O prefeito Marcelo Déda, durante reunião do seu grupo, que lançou Márcio Macedo candidato a presidente do Diretório Regional do PT, mostrou ao presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra, que ele deve ser o candidato ao Senado em 2006, baseado em pesquisas realizadas pelo Ibope, mesmo que ele não tenha sido o mais citado.

 

OUVIR LULA

José Eduardo Dutra avisou que só será candidato ao Senado se o presidente Lula quiser. Independente da posição eleitoral que Lula estiver no período da eleição, ele permanecerá à frente da Petrobras até o final do governo, “na melhor ou na pior”. Dutra, inclusive, tem evitado falar sobre candidatura em 2006.

 

Notas

 

HELENO

O deputado Heleno Silva (PL) teria ficado indignado com as declarações do presidente do PTB, Roberto Jefferson, de que existe uma mesada que o Palácio do Planalto paga a deputados do Partido Liberal e Partido Progressista, para que tenha apoio das duas bancadas na Câmara Federal. Heleno Silva disse que era um encontro com a direção nacional do partido para se inteirar das denuncias e saber quais as medidas que serão adotadas, a fim de desmentir as denuncias ou apura-las de qualquer jeito.

 

FONTES

O deputado federal João Fontes disse, ontem, que está preparado para a guerra que acontecerá hoje na Câmara Federal, com o “batalhão de choque” do Governo, que fará de tudo para impedir que a CPMI passe na Comissão de Constituição e Justiça: “será uma sessão muito agitada”, prevê Fontes. Quanto às declarações do deputado Roberto Jefferson (PTB) sobre as mesadas para apoio do PL e PP, o deputado João Fontes disse que ele esqueceu de incluir o seu partido: “Isso é coisa que se sabe há muito tempo”.

 

REELEIÇÃO

O prefeito de São Miguel do Aleixo, Jairson das Graças, lançou a candidatura do governador João Alves Filho (PFL) à reeleição. João Alves agradeceu o gesto, mas afirmou que ainda é muito cedo para discutir as eleições do próximo ano, alertando que a  preocupação principal executar obras em todo estado. Jairson insistiu e justificou sua proposta afirmando que “Sergipe virou uma imensa fábrica de obras, ações e inúmeros projetos importantes, que precisam ser concluídos. Um governo que faz tanto pelo povo tem que continuar” disse.

 

É fogo

 

A deputada Susana Azevedo (PPS) teve problemas de saúde e está em São Paulo, onde fez vários exames. Retorna hoje.

 

O governador João Alves Filho (PFL) vai incrementar as inaugurações no interior do estado a partir de agora.

 

O deputado federal João Fontes está se preparando para fazer uma campanha nacional pela ética na política.

 

O presidente nacional do PT, José Genoino, acha legítimo a oposição lutar pela CPI. Acha que cabe ao governo tentar evitar.

 

 O deputado federal José Carlos Machado tem sua postura política elogiada por todos os membros da bancada de Sergipe. Machado distingue política de amizade.

 

O deputado Venâncio Fonseca (PP) avisou que o governador João Alves Filho já autorizou um estudo técnico para o aumento dos servidores.

 

A Prefeitura está sorteando as pessoas que receberão autorização para comercializar na praça de eventos durante o Forró Caju.

 

A Prefeitura de Estância fez uma página, na revista Veja, relatando como são os festejos juninos daquela cidade.

 

Foi iniciada a produção das primeiras latinhas de cerveja Skol com a estampa alusiva ao Forró Caju 2005.

 

Sexta-feira será aberta a Vila Chapéu de Couro, na Atalaia, que tem uma programação que contempla os artistas da terra.

 

Rosário do Catete está anunciando um São João ousado, com uma programa intensa, que vai atrair muita gente para aquela cidade.

 

A indústria elétrica e eletrônica cortou postos de trabalho em abril pela primeira vez, depois de 19 meses consecutivos de geração de vagas.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais