Lobby dos R$ 300 mil mensais

0

    A tragédia ocorrida no município de Monte Alegre no último final de semana abalou não só a estrutura da cúpula da segurança pública em Sergipe, mas até mesmo o governo estadual. A repercussão foi negativa por conta de alguns erros primários ocorridos. O governador Marcelo Déda (PT) chega hoje a Sergipe com uma missão espinhosa: rever porque a demora na implantação de pelo menos, ações paliativas na área da segurança pública. Mesmo com as divisões existentes, principalmente na polícia civil, a policia militar poderia estar mais presente, sobretudo na região do sertão sergipano. Não dá para a população conceber uma campanha publicitária na mídia e em out-doors espalhados por toda cidade que a violência diminuiu em 40% nos últimos meses, quando a situação – não só por este crime em Monte Alegre – é outra. Até

porque estes índices não podem refletir ações deste novo governo, mas do anterior.

  Está claro que é preciso uma política de segurança pública especial para a região do sertão. O sertanejo é o que mais sofreu com o descaso do último governo. A vitória do então candidato Marcelo Déda em quase todos municípios da região teve entre as principais causas o abandono na área da segurança. Por enquanto, a SSP não tratou a região com uma política especial. O sertanejo não pode muito. Quer apenas delegados nos municípios e policiais civis e militares exercendo suas funções. A SSP pode montar uma base estratégica em Nossa Senhora da Glória para fortalecer as ações em toda região. Mas esta base não pode ser apenas um prédio sem infraestrutura lógica e humana. A visita do governador em exercício a região, com a cúpula da SSP e alguns secretários foi a resposta possível no momento, porém é preciso mais.

  Outro dado preocupante e que ainda não está sendo levado a sério é o número alto de policiais, principalmente militares envolvidos em crimes e assassinatos. No inicio desta semana mais um: um sargento matou um pedreiro. É preciso uma avaliação rigorosa em toda tropa da PM e também na polícia civil. Não apenas com o serviço psicológico, mas um levantamento minucioso do comportamento de cada policial, através de uma comissão com profissionais especializados. Para isso são necessários mais recursos na área. Sem falar que na SSP, vários vícios do passado continuam por conta da manutenção em chefias de departamentos estratégicos de pessoas ligadas ao governo passado.

   O leitor deve estar pensando que o colunista está doido. Escreveu uma manchete “Lobby de R$ 300 mil mensais” e o assunto é segurança pública. Setores da imprensa e aliados do ex-governador João Alves Filho querem transformar a tragédia ocorrida em Monte Alegre numa desculpa para a necessidade de um aluguel de um helicóptero. É preciso lembrar que o mesmo custava a bagatela de R$ 300 mil mensais e com este dinheiro pode-se equipar a polícia muito bem. Aliás, o helicóptero serviu para muitas ações e quase nada na segurança pública. Sem falar que Sergipe é um Estado pequeno, onde em pouco mais de duas horas e meia você chega no município mais longe. No caso da tragédia de Monte Alegre, com certeza o helicóptero não ajudaria na solução do problema, principalmente à noite, quando, segundo informações, ele não voa.  

   O certo é que o novo governo estadual começa o quinto mês administrativo com a necessidade urgente de mostrar concretamente para a sociedade ações na área da segurança pública. E o governador Marcelo Déda tem a consciência que segurança pública é espelho para várias outras ações. Sem segurança pública, não tem turismo e não tem novos empreendimentos. Mesmo faltando 3 anos e 8 meses para o fim deste governo, o governador não pode esperar muito para dar uma resposta imediata a este clamor dos sergipanos.

 

 

Heleno Silva anuncia hoje saída do PR

O ex-deputado Heleno Silva vai conceder entrevista hoje, 02, pela manhã ao programa do radialista Fábio Henrique, na rádio Atalaia AM, anunciando a saída do PR. Heleno e todo o grupo político dele deixa o PR depois que o partido foi passado para o comando do empresário Edvan Amorim. Com isso Amorim terá que encontrar novas lideranças ou levar toda turma do PSC, que ele também comanda. Mas neste caso esvaziará o outro partido.

 

Empresário ficou numa sinuca de bico

O empresário Edvan Amorim perdeu o rebolado com a saída do grupo de Heleno Silva do PR. Chegou a demonstrar pela coluna política que comanda que iria “expulsar”  o mesmo, porque discorda dele. Mostra que é democrata. O mais interessante é que esta mesma postura ele não adota no PSC, onde parte dos deputados apóia o governo Déda e outra parte faz oposição. Ou seja, o PSC está dividido, mas lá ninguém é expulso. Por falar em PSC, tem dois deputados estaduais que só esperam a decisão do STF sobre fidelidade partidária para ingressarem em outra legenda. Tudo por conta da “democracia” exercida dentro do partido.

 

 

Falência do projeto da policia de fronteira

Na área da segurança pública vários projetos ao longo dos anos foram implantados, mas sem sucesso por conta da falta de estrutura. No governo passado, por exemplo, foi criada a polícia de fronteira, cujo projeto já nasceu falido. Lembra que para abastecer as caminhotes era necessário vir a Aracaju?

 

Prisão do outro envolvido

Parte da imprensa esqueceu que na tragédia de Monte Alegre tem um outro deliquente envolvido, que a polícia vem tentando capturar. O interessante é que o assassino, que está preso, era do município e ingressou jovem no mundo do crime. O Cope chegou 1h50 depois de acionado. Ou seja helicóptero nenhum mudaria a situação onde as reféns foram baleadas logo no início do assalto. O aluguel de um helicóptero pelo governo estadual deve ser pensado de forma técnica e não de forma emotiva. Aliás, só vale se for negociado o preço. R$ 300 mil mensais é muito caro, é melhor comprar um. Com certeza, abrindo uma licitação nacional o governo alugará um helicóptero bem mais barato.

 

Governador chega hoje a tarde a Sergipe

Depois de 10 dias de viagem aos Estados Unidos o governador Marcelo Déda (PT) desembarcar hoje, às 13h10 no aeroporto de Aracaju. Ontem ele chegou a São Paulo. Além do governador chegam também a primeira-dama, Eliane Aquino e os secretários João Gama (Turismo), Jorge Santana (Desenvolvimento Econômico) e Lúcia Falcon (Planejamento).

 

Soldada viaja para reunião de oficiais

O comando da Polícia Militar pagou a viagem de uma soldada para um encontro da PM. Nada demais se o encontro não fosse de oficiais. A coluna está checando mais detalhes. É algo grave.

 

Ônus da ponte Aracaju/Barra

Um leitor enviou o seguinte comentário sobre o artigo publicado segunda-feira com o título “Ônus da ponte Aracaju/Barra: “Do lado de Aracaju o entorno foi totalmente projetado por uma empresa contratado pelo DER-SE e em seguida analisado pelos técnicos deste órgão e pela SMTT onde foram discutidos como deveria ser o trânsito neste entorno. Acontece que as obras foram paralisadas e só agora estão sendo retomadas para que possamos ter o trânsito organizado como foi projetado; Quanto ao calado aéreo o mesmo foi aprovado pela Marinha através do departamento competente da referida unidade militar, que levou em consideração o tráfego, o calado da entrada da barra e profundidade do canal do rio Sergipe;  Quanto as invasões estas sim os órgãos federal, estadual e municipais devem estar atentos as invasões”.

 

 

Excedentes do concurso da Polícia Militar

De um leitor: “Em nome dos excedentes do ultimo concurso da PM em 2005,venho pedir um apelo ao governador,pois está em suas mãos a autorização pela convocação sendo que a solicitação já foi feita pelo secretario da SSP juntamente com o comando da PM. Numa reunião na semana passada Kércio Pinto foi questionado sobre o aumento do efetivo e ele anunciou que só aguarda a autorização do governador pois a turma do CFAP esta se formando no final de maio”.

 

Mudanças vêm ocorrendo na Seed

A Secretaria de Estado da Educação começa a fazer as mudanças necessárias nas escolas e na parte administrativa. Tem gente chiando, mas não existe ninguém insubstituível. Essa história de ter 10 ou até 15 anos no cargo e é “técnico” não pode influenciar a nova administração. Até porque a todo ano surgem novos técnicos em todas as áreas. Aos poucos a coluna vai divulgar as novas mudanças.

 

É verdade que sumiram veículos no DER?

A diretoria do DER/SE, precisa comunicar a imprensa se houve ou não o sumiço de maquinas (tratores e veículos) no governo passado. Essa informação foi noticiada em algumas emissoras de rádio na semana passada. É preciso um esclarecimento.

 

Fumaça na área de alimentação do Riomar

Como bem cobrou Ivan Valença, na coluna que escreve no Jornal da Cidade, até o presente momento o grupo JCPM, que comprou o Shopping Riomar ainda não fez nenhuma melhoria no local. Será que foi para “matar” o empreendimento como se faz em várias áreas, já que o grupo também é sócio do Shopping Jardins? O pior, uma churrascaria foi instalada na praça de alimentação e usa carvão. Parece que tem problemas no sistema de exaustão porque a fumaça está incomodando a clientela e até mesmo os restaurantes vizinhos. A quem reclamar? Ou a solução é chamar o Corpo de Bombeiros?

 

Conexão com o leitor: cargos comissionados da mídia

E-mail de um leitor (a coluna retirou o nome dos colunistas): Acompanhado as nomeações do governo Déda vejo que alguns colegas seus, que criticavam os cargos comissionados hoje estão no poder. E o pior continuam com suas colunas. É o caso dos colunistas….. (quatro) de um jornal diário que era referência. Estou de olho em você, não me decepcione. Se for para o governo estadual tenha o mínimo de decência e abra mão da coluna.Um abraço…”

 

Reclamação de funcionários da Deso I

De um leitor, funcionário da Deso: “Os funcionários da Deso da função de Auxiliar de Execução tiveram uma grande surpresa e um Feliz dia do Trabalho. No ato da contratação para essa função, nunca foi solicitado nenhum tipo de teste físico para saber se o funcionário teria ou não condição para exercer tal atividade. Todos os contratados foram mandados para serviços de sala, depois de constatado que alguns desses funcionários estavam em desvio de função, (principalmente) as mulheres ficaram em sala, mas distribuindo documentos nos setores, servindo café e tirando cópias.Agora, 02 anos depois a empresa alega que nem esse tipo de serviço pode ser feito pelos Auxiliares de Execução. E na última quinta-feira ( 29/04/07) houve uma reunião onde os funcionários foram intimidados. Houve um comunicado verbal que no dia 02/05 todos os funcionários desse cargo deveriam se apresentar para trabalhar na limpeza.

 

Reclamação de funcionários da Deso II

Continua o leitor: “É muito interessante essa prática está acontecendo justamente depois que os funcionários participaram de uma luta pelos seus direitos e ficaram por 03 semanas em estado de greve.Gostaria de saber cadê o governo da mudança que tanto criticou o governo passado, mas no governo passado não houve nenhum tipo de perseguição ao funcionário público.A atual direção da Deso participou ativamente da luta sindical há 20 anos atrás e hoje esqueceram os direitos conquistados pelas suas lutas e hoje massacra e persegue aquele que vem tentando conseguir os seus direitos. Esse foi o melhor presente de dia do Trabalho que a Deso poderia dá aos seus funcionários.Agora fica a minha pergunta? Como ficará a situação das pessoas que estão nessa função e que não tiveram exames feitos no ato da admissão para saber se podia ou não exercer tal função”.

 

Aposentada do INSS ganha R$ 83 mil de prêmio do Banese

A aposentada do INSS Maria Lúcia da Silva, de 61 anos, foi uma das ganhadoras dos três maiores prêmios pagos este ano pelo título de capitalização do Banese, o Super Banese Capitalização. Mãe de oito filhos, Maria Lúcia da Silva é cliente da agência do Banese da cidade de Japaratuba, no interior do Estado. Ela foi contemplada com um prêmio de R$ 83.340,00, sorteado pela Icatu Hartford Seguros, parceira do Banese no título de capitalização.Outras duas clientes do Banco do Estado, Maria Valdirene de Souza, da Agência João Pessoa, de Aracaju, e Rosely Belli Costa, da Agência Central, ganharam, respectivamente, R$ 69 mil e R$ 50 mil do Super Banese Capitalização. Durante o evento, o presidente do banco, João Andrade, fez um balanço positivo do Super Banese Capitalização, que este ano completará dez anos de existência, em parceria com a Icatu. Ele também informou que de janeiro a abril deste ano o Super Banese Capitalização pagou, além dos R$ 202 mil das três maiores premiações, mais R$ 41 mil a diversos clientes que foram sorteados com valores inferiores a R$ 5 mil.

 

Codevasf entrega alevinos a piscicultores

Na próxima quinta-feira,03, a Codevasf – Sergipe faz a entrega de 130 mil alevinos das espécies carpa, tilápia e tambaqui, a 48 produtores que cultivam peixes em viveiros de terra e em tanques-rede, no município de Canindé do São Francisco (SE). A ação, em parceria com a Prefeitura e Secretaria de Agricultura daquele município, ocorre às 14 horas no Parque Agropecuário Orlando Andrade.Segundo o Engenheiro Agrônomo Ricardo Martins, o peixamento acontece na calha do rio, atendendo à solicitação da Colônia de Pescadores artesanais de Canindé do São Francisco.

 

Frase do Dia

“A isenção é uma utopia. Como todas as utopias, muito bonita, mas como todas as utopias, muito difícil de concretizar”, Ancelmo Góis, jornalista sergipano, colunista do jornal o Globo, ao ser questionado sobre imparcialidade na palestra que realizou semana passada na UNIT. 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais