LOJA PERTINHO DO PARAISO

0

Um mês após abrir uma loja no bairro de Brotas em Salvador, a rede GBarbosa anunciou mais uma inauguração na Bahia. O local escolhido desta vez foi a cidade de Valença, vizinha da paradisíaca ilha de Morro de São Paulo. A abertura da loja foi na quarta-feira. Valença possui hoje uma população com mais de 80 mil habitantes e tem um papel estratégico no abastecimento de várias cidades circunvizinhas, inclusive Morro de São Paulo. Com cerca de 1.500 m2 de piso de vendas, o supermercado GBarbosa

tem um mix de aproximadamente 12 mil produtos distribuídos entre as seções de perecíveis,  alimentos, higiene e beleza, bazar, cama mesa e banho além de uma linha completa de eletroeletrônicos. “Há muito que a população de Valença merece uma loja como a que construimos. Estamos trazendo para Valença tudo o que existe de melhor em outras lojas GBarbosa e ainda gerar cerca de 80 empregos diretos”, afirmou o gerente regional, João Américo.

 

CADIN ESTADUAL

Está aprovado o projeto do Executivo que cria o Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados com o Estado, o “Cadin Estadual”. O projeto possibilita a fiscalização dos procedimentos de exclusão e inclusão dos registros, podendo celebrar convênios de compartilhamento de informações com outros órgãos federativos, como o  próprio Serasa. Entre as novidades para o cadastro está a inclusão no Cadin Estadual num prazo de 60 dias após a comunicação expressa do devedor da existência do débito passível de registro por várias autoridades do poder público estadual, a exemplo de secretários de Estado e diretores, no caso de inadimplência.

PROGRAMA DE MODERNIZAÇÃO 1

O Legislativo estadual aprovou uma operação de crédito junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) até o limite de R$ 7 milhões, a serem destinados ao Programa de Modernização da Administração das Receitas e da Gestão Fiscal, Financeira e Patrimonial das Administrações Estaduais. O dinheiro empregado na implantação de soluções tecnológicas e suporte para a implantação do Cadastro Sincronizado e do Sistema Público de Escritura Digital (SEPD).

PROGRAMA  DE MODERNIZAÇÃO 2

Outro tema discutido e aprovado pelos deputados foi o projeto que autoriza a conversão do superávit financeiro, relativo aos recursos diretamente arrecadados, fonte de recursos 070 dos órgãos e entidades da administração pública estadual. A medida, explica o Poder Executivo, vem sendo adotada em vários Estados para reforçar o Tesouro estadual e na consolidação da gestão dos recursos públicos.

DIS

O Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro (DIS), com empreendimentos que integram as áreas têxtil, metalúrgica e da construção civil gerará um total de 510 postos de trabalho no estado. Todas as indústrias estão apoiadas pelo Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI). O distrito deste município é, sem dúvida, o que mais cresce em Sergipe. Para facilitar o acesso às empresas instaladas no DIS, foram investidos R$ 555 mil na pavimentação e drenagem da avenida G, com extensão de 650 metros. Estima-se que a avenida esteja pronta dentro dos próximos 30 dias.

ALTENBURG

A fábrica da Altenburg, empreendimento originário do pólo têxtil de Blumenau, Santa Catarina, foi atraída em 100% das instalações para Sergipe. Com destaque internacional na produção de artigos de cama, mesa, banho e decoração, a marca também é detentora de liderança nacional na produção de travesseiros e exporta suas mercadorias para países como Bolívia, Venezuela, Panamá, Honduras, Nicarágua e Costa Rica. Primeira unidade fora da região de origem da indústria, a filial sergipana da Altenburg irá gerar 190 empregos diretos e resultará de investimentos da ordem de R$ 30 milhões. 

TRIEX

A Tritex Indústria Têxtil, empreendimento que iniciou as obras de sua sede no Distrito Industrial de Socorro numa área de 40 mil m² será especializada na confecção de fios de algodão e terá como destino de seus produtos as tecelagens e malharias que fabricam tecidos para vestuários, cama, mesa, banho, decoração e tecidos industriais. Em sua fase inicial de atividades, a Tritex empregará 90 pessoas. Após cinco anos de funcionamento, esse número deverá chegar a 170 empregos diretos. A empresa deverá ser inaugurada por volta de junho de 2010.

CENTRAL DO AÇO


Para inauguração da Central do Aço, empreendimento cuja unidade metalúrgica está prevista para ser inaugurada em meados de janeiro próximo foram investidos R$ 4 milhões e gerados 40 empregos diretos na produção de colunas, estribos e no corte e dobra de vergalhões em aço. Até maio de 2010, a Central do Aço espera ainda gerar mais 50 postos de trabalho na região.

PRÉ-MOLDADOS

A indústria sergipana Pré-Moldados J&A, que concluirá em janeiro a ampliação de sua unidade industrial, aumentará a capacidade de empregabilidade do empreendimento para mais 100 postos de trabalho diretos. Em produção desde fevereiro deste ano, a empresa produz artefatos de cimento como galpões e manilhas pré-moldadas e postes circulares, entre outros itens, numa atividade que gera, atualmente, 70 empregos diretos no município.

ENERGIA EÓLICA

 O primeiro leilão de comercialização de energia voltado exclusivamente para fonte eólica, realizado na última segunda-feira pelo governo federal, garantiu a implantação de 71 projetos no país.  O montante financeiro a ser movimentado alcançará R$19,59 bilhões ao final do período de vigência dos contratos, que vão durar 20 anos. Os estados autorizados em número de projetos foram: o Rio Grande do Norte (23), Ceará (21) e Bahia (18). Também foram contemplados o Rio Grande do Sul (8) e o nosso pequenino Sergipe com um projeto. Mas já há quem aposte que teremos novos projetos pipocando em breve por estas bandas. Afinal, bons ventos não nos faltam.

 

 

 

Comentários