LULA E A APURAÇÃO

0

Pesquisa Ibope divulgada ontem pela TV Globo, através do Jornal Nacional, já mostra uma  tendência tênue de crescimento do candidato do PSDB à presidência, Geraldo Alckmin. Ainda aponta vitória do presidente Lula (PT), que concorre à reeleição, já no primeiro turno. A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 20 deste mês e o Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 18052/06. A data da realização da avaliação eleitoral não teve tempo de captar a influência que o escândalo do dossiê teve sobre a candidatura do presidente Lula. Isso poderá acontecer com a divulgação de novas pesquisas do Datafolha e do próprio Ibope, já registradas no TSE, para divulgação na Folha e Estadão neste final de semana. Certamente mostrará o estrago (ou não) que pode ter feito na candidatura.

Ontem, no horário gratuito de televisão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou sobre o desempenho do seu governo no combate ao crime e a corrupção. Começou referindo-se ao afastamento do presidente do PT, Ricardo Berzoini, da coordenação de sua campanha à reeleição. O afastamento teve o objetivo de evitar problemas. Fez questão de protegê-lo: “mesmo sabendo que Berzoini não esteve envolvido nesses atos lamentáveis”. Como é que o presidente Lula confirma inocência de algum dos seus companheiros, se o fato ainda está sob investigação? O Berzoini foi acusado de saber de um encontro de petistas com jornalistas para negociar a divulgação de um dossiê contra candidatos do PSDB. Ainda não se pode condenar o presidente do PT, mas anunciar inocência é precipitação ou certeza de que será passada a mão por sua cabeça. 

Lula da Silva confessou que sofre e se decepciona quando constata que pessoas conhecidas suas se envolvem em irregularidades, “mas não posso evitar que eles sejam punidos”. Não foi assim no escândalo do mensalão. O presidente tentou de todas as formas evitar a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para proteger aliados e evitar a punição. A CPMI dos Bingos só foi possível por determinação do Supremo. O Planalto lutou o que pode para blindar o temível José Dirceu. E o governo, através do seu ex-ministro da Fazenda, Antônio Palocci, usou do artifício de quebrar o sigilo bancário de um pobre caseiro.Lula também o protegeu até onde pode, mas rendeu-se às evidências do crime, praticado nos porões do poder, por pessoas de sua confiança. Fala-se que familiar é inevitável, mas amigos todos têm o direito de escolher. Olha que o presidente Lula escolheu cada amigo…

O presidente Lula disse ainda que uma das primeiras providências do seu governo foi intensificar o combate ao crime organizado e à corrupção. Ressaltou a criação da Controladoria Geral da União (CGU) – só que ela foi instituída ainda na gestão tucana, com o nome de Corregedoria Geral da União – e afirmou que aparelhou a Polícia Federal para que ela atuasse de forma “livre e independente como nenhum presidente havia feito”. “Nunca se apurou tanto o crime quanto agora. A corrupção não aumentou, mas o seu combate”, gabou-se o presidente Lula. Pode-se reconhecer que o presidente deu mais força à Polícia Federal, mas os brasileiros reconhecem que a instituição policial está agindo através de uma organização inteligente e combatendo o crime sem precisar de ordens de ninguém. A Polícia Federal está agindo com absoluta independência, porque se fosse comunicar as suas ações, certamente estaria ociosa, ficaria omissa e serviria apenas para cuidar de contrabandistas e traficantes.

O presidente Lula não vai querer convencer à sociedade que se ele soubesse da ação da Polícia Federal para explodir toda a trama do dossiê, não teria interferido para abafar o caso ou deixar rolar, com o objetivo de garantir um segundo turno em São Paulo para o senador Aluísio Mercadante e consolidar sua vitória no primeiro turno, em razão da perspectiva de que vai para o segundo. Ninguém determinou investigar nada, porque se não houvesse uma mão forte por trás, essas pessoas não teriam coragem de negociar dossiês envolvendo milhares de reais.

Lula precisa deixar de bravatas…

 

 

UNITRABALHO-1

O diretor licenciado do Banco do Estado de Santa Catarina (Besc), Jorge Lorezetti, após ser vinculado ao dossiê Vedoin, tem ligação com uma ONG que recebeu recursos federais.
Chama-se Unitrabalho, organização não-governamental da qual é fundador e colaborador, teria recebido R$ 18,5 milhões dos cofres federais desde o início do governo Lula.

 

UNITRABALHO-2

O reitor da Universidade Federal de Sergipe, Josué Sobrinho, é o vice-presidente da Unitrabalho e fala sobre o aumento dos recursos liberados.

Diz que “são para investimento em universidades. Os projetos da Unitrabalho são para geração de trabalho, são executados via convênio com universidades”.

 

ALCKMIN

O candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, não participará da inauguração da ponte que liga Aracaju à Barra dos Coqueiros.

O candidato tucano, entretanto, vem a Sergipe na próxima terça-feira e fará um comício em local ainda a ser definido.

 

JORGE

O deputado estadual Jorge Araújo (PSDB) candidato à reeleição denuncia que uma parte da rodovia que liga Gracho Cardoso a Itabi está com a metade desmoronando.

Jorge pede ao DER que faça esse serviço com urgência, porque representa perigo a quem trafega pela rodovia, principalmente à noite.

 

IRRITADOS

Alguns candidatos a deputado da coligação que apóia o candidato do PT a governador, Marcelo Déda, ficaram chateados ontem.

É que tiveram o seu tempo na TV reduzido para repassar ao programa majoritário nesses últimos programas.

 

CABO ZÉ

O ex-prefeito José Raimundo Ribeiro (Cabo Zé) continua fazendo campanha para o candidato do PT, Marcelo Déda, em Lagarto.

José Raimundo tem colocado o trio no centro da cidade e também visita povoados trabalhando em campanha para Marcelo Déda.

 

QUADRILHA

O deputado federal João Fontes, candidato a governador pelo PDT, referindo-se ao escândalo do dossiê, disse que se tratava de “ação de uma quadrilha”.

Para João Fontes, era visível que o PCC atacava quando Geraldo Alckmin estava subindo nas pesquisas: “está claro que as coisas não são feitas sem um comando”.

 

TURNO

João Fontes disse que vem crescendo muito entre o eleitorado e disse que tem certeza de um segundo turno para governador.

Segundo Fontes, “Déda e João estão tecnicamente empatados”. Ao ser perguntado que isso era o reconhecimento de que estava fora dele, respondeu: “não, porque tem os indecisos”.

 

LARANJEIRAS

A prefeita Ione Sobral (PTB) continua na Prefeitura de Laranjeiras, com o afastamento de Paulinho da Varzinha, ocorrido na semana passada.

O julgamento do recurso contra a decisão da juíza Telma Monteiro teve início ontem. A juíza manteve a decisão e o desembargador Roberto Porto pediu vistas.

 

BANDEIRAS

Todas as bandeiras que anunciavam a Festa do Mole, na orla da Atalaia, foram retiradas durante a noite de ontem.

A ASBT recebeu uma determinação da Emsurb para retirar as bandeiras, que foram hasteadas nos postes sábado passado.

 

PHILIPE

O leitor Philipe Rezende manda um e-mail raivoso: “venho manifestar minha repulsa contra a coluna parcial e muito mal escrita que o senhor escreve”.

“Tudo bem que o senhor é funcionário do jornal que pertence ao governador, mas está passando do limite a sua parcialidade”, diz Philipe.

 

TEM MAIS

Philipe Rezende ensina ao colunista: “afinal, um jornalista com tantos anos de carreira tem que se preservar. Chega a ser ridículo”.

E depois aconselha: “ainda há tempo para mudar sua conduta, basta ser imparcial. A pior subserviência de todas é a intelectual”.

 

ETIENE

A leitora Etiene Cabral também escreve um e-mail: “acho que você deveria ser ‘mais João’ e deixar de ficar em cima do muro”.

E continua: “afinal você escreve no jornal dele (João) e deve ganhar muito bem para isso. Não dê mole ao pessoal do PT”.

 

 

Notas

 

PESQUISA

A TV Cidade vai divulgar, com exclusividade, hoje, pesquisa de intenção de votos para o Governo do Estado de Sergipe. A empresa responsável pela pesquisa é a “Data Brasil” que ouviu eleitores na capital e no interior entre os dias 17 e 19 de setembro em 21 municípios. Avalia a situação a oito dias do pleito.

Foram realizadas as pesquisas espontâneas e induzidas em que os eleitores responderam também sobre a intenção de voto para o Senado e para a Presidência da República. A pesquisa foi registrada no TRE (023/2006).

 

PROCESSOS

A assessoria de imprensa do TSE divulgou ontem os números referentes aos processos de impugnação de candidaturas para deputados estaduais e federais, além das candidaturas a presidente, governador e senador. Segundo o TSE, 440 processos foram julgados até agora: 127 foram deferidos e 313 indeferidos.
Devido ao grande número de processos, o TSE não julgou dentro do tempo hábil todos os recursos contra o registro de candidaturas. O julgamento dos recursos pode se estender até depois da diplomação.

 

PROPOSTA

A Câmara analisa projeto do Senado, que prevê a redução de 1/3 a 2/3 da pena de presos condenados que colaborarem voluntariamente com investigações policiais. Hoje, apenas os indiciados ou acusados que ajudam na identificação de criminosos têm direito à redução de 1/3 a 2/3 da pena, se forem condenados.
O autor da proposta, senador Alvaro Dias (PSDB-PR), lembra que não há previsão de proteção ou de benefícios penais para um preso condenado que tenha informações sobre os autores de outros crimes.

 

 

É fogo

 

Há uma disputa pelo primeiro lugar entre dois candidatos a deputado federal, para ser o campeão de voto no estado.

 

Um deles é o ex-governador Albano Franco (PSDB) que tem percorrido todos os municípios e acha que pode ser o mais votado.

 

O outro é o ex-secretário da Saúdo, Eduardo Amorim (PSC) que também está trabalhando muito para receber o maior número de votos do estado.

 

A Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase) lança segunda-feira a campanha Operação Eleições Limpas, desencadeada em território nacional.

 

O senador José Almeida Lima mantém a posição de que o ministro da Justiça, Thomaz Bastos não tem condições de investigar a questão da venda do dossiê.

 

Tudo pronto para o debate político que a TV-Sergipe promoverá na próxima terça-feira, com cinco candidatos ao governo do estado.

 

As negociações da campanha salarial nacional dos bancários chegaram à quinta rodada, na terça-feira. Os banqueiros negam apresentar propostas para as reivindicações da categoria.

 

Na assembléia de anteontem, os bancários de Sergipe decidiram seguir a orientação do Comando Nacional de paralisar as agências por 24 horas, na terça-feira, 26.

 

Começa hoje, sexta-feira e prossegue até domingo, 24, o 4º Festival de Dança de Sergipe. O evento tem como palco o Teatro Tobias Barreto.

 

Depois que Eurico Miranda e Bispo Rodrigues tiveram seus registro liberados pelo TSE, ninguém mais poderá ser indeferido.

 

brayner@infonet.com.br

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais