Lula, um arrependimento tardio

0

Nunca é tarde para arrependimento e o ex-Presidente Lula fez esse exercício de penitência, nesta sua passagem em Sergipe. De público, na segunda-feira, em entrevista ao radialista George Magalhães, declarou que se arrependeu por ter hostilizado o ex-governador Albano Franco em 2010, quando da campanha eleitoral. O episódio aconteceu no último comício das eleições de 2010, em Aracaju . Convidado do governador Deda para reforçar a sua própria campanha e a dos então candidatos ao Senado, Eduardo Amorim e Valadares, Lula veio a Sergipe e, no empolgado discurso, sentenciou: é hora do povo mandar para casa o Albano e o João Alves. Os dois foram derrotados, Amorim e Valadares eleitos.

Na entrevista, Lula disse que hoje está arrependido e confessou, “pessoalmente sempre tive divergências ideológicas com o Albano Franco, mas, eu tinha uma grande amizade e respeito pelo Albano, desde que ele era presidente da CNI”. O arrependimento não muda os fatos, pois, como enquadrariam os penalistas, é posterior, portanto ineficaz para reparar o dano. No caso para Lula, não só a derrota de Albano, mas, principalmente, a eleição de Eduardo Amorim.

Debate-se agora a Previdência Social

Mais uma vez o plenário da Assembleia Legislativa estava lotado de servidores públicos, na manhã de 4ª feira, 23/8, aposentados ou não,  para assistir a votação dos projetos oriundos do Governo do Estado que promovem a unificação dos dois fundos previdenciários existentes no Estado, o Funprev, superavitário, com o Finanprev, deficitário  e fixa um teto para a concessão de aposentadorias e pensões. Os projetos chegaram à Casa na tarde de 2ª feira e foram lidos no dia seguinte. O Governo queria pô-los em votação já na quarta-feira mas foi vencido pela realidade dos fatos: é impossível votar em tão pouco tempo matérias que interessam a todos os servidores públicos estaduais, de todos os poderes. O líder do governo, Francisco Gualberto, desdobrava-se na tribuna em explicações sobre os dois projetos até que o deputado Zezinho Guimarães – num aparte tão longo que mais parecia um discurso aparte – pôs um ponto nos iis, o que o governo quer mesmo é fazer caixa com o dinheiro do fundo superavitário juntando ao fundo deficitário. “Não há governo no mundo que consiga sair da crise previdenciária nos Estados porque enquanto a gente discute aqui em milhões de reais, a Previdenciária exige uma demanda de bilhões de reais. Enquanto a CUT distribuía um oficio encaminhado aos deputados, pedindo o adiamento da votação, ficou definido para hoje – se houver quórum – a apreciação dos projetos pelas Comissões Técnicas da Casa. Devagar como o andar que ele é de barro, isto é, os dois projetos são frágeis em termos de informações encaminhadas à Assembleia e seguindo esse raciocínio oé bem possível que a apreciação pelas Comissões e pelo plenário da Casa seja mesmo na segunda ou terça-feira

Uma reforma 30 anos depois

O vistoso prédio da Assembleia Legislativa, ocupando um lugar privilegiado no centro da cidade, vai entrar em reformas. Depois e 30 anos de inaugurado, o Palácio Governador João Alves Filho está no mmento certo de sofrer alguns reparos. Vai substituir as pedras que fam parte de sua fachada. É que pelo menos três delas já vieram ao chão. Uma delas, foi levada pelo vento para o leito da Avenida Rio Branco, num dia de sábado pela manhã. Felizmente, não havia um trânsito pesado na Avenida. Tudo não passou de um susto. Mas, antes que elas causem um acidente maior, a Mesa Diretora da Assembleia resolveu substitui-las, mas ainda não se sabe que material vai ser usado na substituição. Como só o trabalho de remoção das pedras vai levar em torno de 90 dias, daqui prá lá  haverá a licitação devida para a compra do novo material.

Outro prédio que entrou em reforma de recauchutagem é o que abriga o Quality Hotel, que fica ao lado do Shopping Rio Mar. Há poucos dias o local do restaurante, ponto de encontro de reuniões de Rotarys Clubes, foi remodelado. Agora a reforma vai iatingir o “lobby” do hotel.

Venda de combustível sofre pequena redução

As vendas totais de combustível no primeiro semestre do ano, ficaram em torno dos 444,8 milhões de litros, registrando pequeno recuo de 0,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. A venda de gasolina superou os 203,3 milhões de litros, assinalando alta de 4,7% em relação ao mesmo período de 2016. A comercialização do etanol hidratado assinalou baixa de 37,8% quando comparado com volume de vendas no mesmo intervalo de 2016. Em volume, as vendas ficaram em 8,7 milhões de litros. No tocante ao óleo diesel, foram comercializados aproximadamente 155 milhões de litros nos seis primeiros meses de 2017. Em termos comparativos, verificou-se queda de 3,1% em relação ao mesmo período do ano que findou. A venda de combustível utilizado pelas aeronaves, o chamado querosene de aviação, superou os 14,5 milhões de litros, apresentando leve alta de 0,8% m relação ao primeiro semestre de 2016.

Programa Lideram Turismo

Uma iniciativa do Sebrae, em parceria com a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, foi lançado no começo desta semana o Programa Lideram Turismo que é uma ferramenta que irá ajudar no trabalho para transformar Aracaju num destino turístico inteligente e conta com o apoio do trade turístico. O Lidera Turismo tem como público alvo os gestores públicos, técnicos do turismo, lideranças empresariais e membros dos conselhos municipais de turismo. A proposta é trabalhar o panorama do cenário turístico mundial dentro dos seguintes eixos: visão sistêmica de sustentabilidade e interdependência, inovação e experiência (conhecimento, tecnologia e vivência) e gestão empreendedora. O Secretário Municipal da Indústria, Comércio e Turismo, Jorge Santana, enalteceu essa parceria firmada com o Sebrae na busca de caminhos que potencializem o destino Aracaju a partir de um processo de construção com todos os agentes que trabalham na atividade turística. As localidades são escolhidas pela densidade empresarial e pelo significativo fluxo turístico existente. O lançamento do programa terá duração de 3 meses e contará com 6 encontros com lideranças do segmento de turismo. Dentre as primeiras ações do programa estão: oficina com especialistas, realização de consultorias, tutoriais, seminários técnicos e workshop de projetos.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários