Mamando nas tetas e o leite derramado

0

Classificação morfossintática de “Mamando nas tetas”: [mamar] verbo gerúndio. Sinônimos: roubar, sugar, filar, chupista, sugador, oportunista, não te rales, parasita, pessoa que explora ardilosamente a credulidade ou simplicidade alheia. Essa é apenas uma definição encontrada em um dos dicionários da língua portuguesa sobre o significado de “mamando nas tetas”.
 

O ex-governador João Alves vem concedendo entrevistas a vários meios de comunicação nos últimos dias. Segundo informações de bastidores tudo por conta de pesquisas internas que mostram uma melhora significativa da administração estadual, principalmente na grande Aracaju, na área da segurança pública.

 

O ex-governador João Alves é um homem sábio e estrategista, mas parece que ultimamente vem sendo pessimamente assessorado. Em uma emissora de rádio, questionado sobre os prefeitos que apóiam o governador ele disse “meus amigos prefeitos mamem nas tetas do governo, que depois o Negão estará de braços abertos”.

 

Para quem ouviu esse recado, dado por um ex-governador que prega a ética na política, é correto? É preciso cuidado com os termos usados. E mais: esta declaração do ex-governador é um péssimo exemplo paras as novas gerações. Será normal mandar os prefeitos “mamar nas tetas” do governo? Sem falar na questão ética e política, já que passa a impressão de que todos são iguais. Ou será que o ex-governador está falando com conhecimento de causa, de quem já passou 12 anos à frente do governo estadual?

 

Cadê as associações? – Em Sergipe existem três associações formadas por prefeitos: A Associação da Barra do Cotinguiba e Vale do Japaratuba, presidida pelo prefeito da Barra dos Coqueiros, Gilson dos Anjos; a  Associação dos municípios da Região Centro-Sul, presidida pelo prefeito de Poço Verde, Tonho de Dorinha e a Associação dos Prefeitos do Baixo São Francisco, presidida pelo prefeito de Santana do São Francisco, Ricardo Roriz.

 

O blog vai esperar a manifestação dos prefeitos e de suas respectivas associações. Se silenciarem diante da declaração proferida pelo ex-governador resta apenas o blog pedir desculpas a João Alves e escrever que ele tem razão. E depois ninguém chore o leite derramado…

 

Campanha

Em uma das entrevistas o ex-governador João Alves, em um trecho diz que não é candidato, mas em outro diz que “estou fazendo minha campanha indo direto ao povo”. Fazendo campanha? E o TRE já autorizou o período eleitoral? Será que o Ministério Público Eleitoral vai entrar com alguma representação?

 

Fundações

O blog vai publicar em breve o que está por trás de alguns discursos contra as fundações estatais. É a antecipação eleitoral com a disputa por espaço. E mais: a disputa principal não é contra a oposição, mas o governador está lutando contra os próprios companheiros do partido.

 

Tiro mortal no Velho Chico

O deputado José Carlos Machado (DEM) criticou na tarde de ontem, 24, no plenário da Câmara, a proposta de diminuição da vazão do Rio São Francisco, que hoje é de 1.300 metros cúbicos por segundo, para 700 metros cúbicos por segundo a partir da barragem de Sobradinho. O projeto está em tramitação no Comitê de Monitoramento do Setor elétrico (CMSE), órgão presidido pelo Ministro de Minas e Energia Edison Lobão. Isso é mais um grande absurdo proposto por esse governo. Querem economizar água para a geração de energia às custas do sofrimento da população ribeirinha. Volto a destacar que a água é um dos mais importantes elementos da natureza”, lembrou.

 

Velha novidade

O anúncio da aliança PSDB/DEM para eleições de 2010 foi considerado mais do mesmo pelo governador Marcelo Déda. “Trouxeram dois pré-candidatos a presidente – Serra e Aécio – para anunciar uma grande novidade a Sergipe: que a chapa é João e Albano. Essa é a mesma notícia que anunciaram em 1982, quando eu tinha 22 anos. Essa composição é o que a direita de Sergipe tem a oferecer ao nosso povo. É essa alternativa que eles têm para substituir o nosso projeto”, comentou Marcelo Déda.

 

Cadê a carreira solo?

Questionado se não gostaria de ter o deputado federal Albano Franco na sua chapa, Marcelo Déda foi enfático: “Eu quero ter todos que acreditem nesse projeto. Eu disse a doutor Albano que ele não poderia continuar como um membro de uma dupla, parecendo que é Chitãozinho e Xororó. Eu tenho o maior respeito por doutor Albano, é meu amigo pessoal. Como deputado federal tem trabalhado em benefício de Sergipe. Eu disse para ele aproveitar a oportunidade e passar a integrar o bloco progressista, mas ele reafirmou a aliança com o DEM”.

 

Dutra para o nacional

A candidatura de José Eduardo Dutra a presidente nacional do PT agradou ao governador Marcelo Déda. Segundo Déda, este foi um reconhecimento do trabalho que o partido tem desenvolvido em Sergipe. “Um partido que tem nos últimos anos construiu uma escalada vitoriosa, sem se envolver em problemas, construindo ‘A unidade no campo’ que apóia o presidente, realizando um trabalho político que ampliou muito a participação do PT nos espaços políticos sergipanos. Ao ser eleito presidente nacional do PT, Zé Eduardo terá a responsabilidade de ser o grande coordenador político da campanha de Dilma”, disse Déda. Dutra conta com o apoio de nomes importantes como Lula e a própria Dilma.

 

Sílvio para Sergipe

Já nas disputas para presidente do PT em Sergipe, Déda anunciou que seu apoio é para Silvio Santos, vice-prefeito de Aracaju. “Como militante do PT, vou votar e apoiar o nome do meu companheiro Silvio Santos. Ele é um quadro com grande experiência interna na vida partidária, com trânsito nacional e muito próximo a José Eduardo. Sou militante, pago minha contribuição mensalmente para o partido e estou com meus direitos partidários plenamente garantidos”, reforçou o governador.

 

Dívida é para ser cobrada

A dívida da Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro com a Deso será cobrada, assim como a de qualquer pessoa física ou órgão público. “Se um cidadão deixar de pagar a água não será cortada? Quem disse que prefeitura ou Estado pode deixar de pagar água? A Deso é uma companhia. Eu tenho feito tanto por Fábio sem pedir nada de volta. Estamos investindo na recuperação do anel viário da Taiçoca; doamos o terreno para regularizar a situação do mercado municipal. Agora, não dá para confundir aliança política com dever administrativo. Nós, políticos do século XXI, sabemos que Estado e Prefeitura têm obrigações. Se o presidente da Deso não cobrar as dívidas da companhia, ele vai responder ao TCE”, lembrou o governador.

 

Plano Diretor e o Condurb

Ontem, 24, o telejornal Bom Dia Sergipe, da TV Sergipe, entrevistou o presidente do Conselho Municipal do Desenvolvimento Urbano – Condurb, o vice-prefeito Silvio Santos, que anunciou que as discussões sobre o projeto de revisão do Plano Diretor e dos diversos códigos necessários estão sendo finalizadas no conselho. Silvio teve que explicar como a Prefeitura enviou, há quase dois anos, o novo PD para a Câmara e teve que pedir de volta no ano passado, porque não tinha passado o projeto e os códigos pelo Condurb. Um erro primário, como bem disse o apresentador do Bom Dia.

 

De lá pra cá I

De lá pra cá. Este é o nome de um programa jornalístico de alto nível, apresentado aos domingos, pela TV Brasil, às 18 horas. O jornalista sergipano Ancelmo Góis, nascido em Frei Paulo, um dos mais respeitados colunistas do país (O Globo), dá um verdadeiro show, como âncora, ao lado de Vera Barroso. Ancelmo foi formado na escola da antiga Gazeta de Sergipe, no início dos anos 60. De lá pra cá, o nosso Ancelmo foi, aos poucos, firmando o seu nome no cenário jornalístico brasileiro, pontificando ao lado de verdadeiros ícones como Carlos Chagas, Boris Casoy, Luiz Nassif, Paulo Henrique Amorim, Alberto Dines e muitos outros.

 

De lá pra cá II

No último domingo, o tema enfocado foi o jornal O Pasquim. Ontem, dia 24 de agosto, uma edição especial enfocou o grande estadista Getúlio Vargas. Só pra lembrar: Getúlio Vargas suicidou-se em 24 de agosto de 1954. E voltando ao conterrâneo Ancelmo, não é exagero dizer-se que está alcançando um desempenho invejável na telinha. Bola branca para Ancelmo Góis.

 

Bilhetes de Getúlio Vargas

O sergipano, Francisco Batista, filho do ex-governador Lourival Batista, foi destaque no Jornal Nacional e em vários jornais, a exemplo da FSP, por conta de bilhetes inéditos de Getúlio Vargas, que lhe foram entregues (a Lourival) para guardar por Lourival Fontes, sergipano que chefiava o DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda. Os bilhetes ficaram guardados este tempo todo a pedido do próprio Lourival Fontes.

 

Mudanças na Deso

Está clara que a Deso vem mudando no atual governo. Quando se iniciou o atual governo a empresa estava deficitária e hoje já dá lucro, pouco para o seu tamanho, mas já saiu do negativo. Este espaço sempre denunciou o sucateamento da empresa, empréstimos que prejudicaram suas finanças e o desprestigio com os funcionários. A Deso foi usada de todas as formas, não só partidariamente, mas também para os interesses pessoais e empresariais de muitos políticos. Que esta nova fase possa refletir também em melhorias para todos os funcionários.

 

PEC do Jornalistas

O senador Valadares (PSB) participou ontem, 24, de debate na Universidade Federal do Ceará, em Fortaleza, sobre a PEC dos Jornalistas, de autoria dele. O debate contou com a presença do senador Inácio Arruda, relator da matéria na CCJ, representantes do Sindicato Nacional dos Jornalistas, da Fenaj, da Associação Nacional dos Defensores Públicos, estudantes e professores da Universidade. Usando Power point, o senador sergipano explicou as mudanças que pretende fazer na Constituição com a proposta e toda tramitação. Haverá um debate na CCJ  do Senado, envolvendo entidades ligadas aos meios de comunicação (jornais, rádio e TV), representantes de empresas,jornalistas e dos professores.  Valadares luta para que a matéria seja aprovada ainda este ano no Senado.

 

Aracaju é 1ª capital do NE em desenvolvimento

Mais uma vez Aracaju se destacou nacionalmente pela qualidade dos serviços públicos oferecidos à população. De acordo com o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), medido pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) e divulgado na semana passada, o município apresenta a maior média entre as capitais do Nordeste. Publicado anualmente, o indicador mede o desenvolvimento humano, econômico e social das cidades, tendo como base três áreas: Emprego e Renda, Saúde e Educação.

 

Políticas públicas

O IFDM da capital sergipana ficou em 0,7945 numa escala que vai de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1 maior o nível de desenvolvimento. A média de todos os municípios do país foi de 0,6022. “Isso demonstra que as políticas públicas que vêm sendo adotadas pela atual gestão têm se traduzido em resultados concretos, especialmente nesses três setores avaliados”, ressalta o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira.

 

Jornada de trabalho

O empresário Laércio Oliveira, presidente da Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental (FEBRAC), fala hoje no Congresso Nacional, durante a instalação da Comissão Geral formada no âmbito da Câmara dos Deputados para discutir a Proposta de Emenda Constitucional nº 231/95, que pretende reduzir de 44 para 40 horas semanais a jornada de trabalho no país. No grupo, Laércio representa a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), entidade a levantar dados comprovando que a medida, se adotada sem o correspondente ajuste nos salários, ampliará o desemprego e a informalidade – e ainda provocará reflexos na inflação.

 

43 Casamentos Coletivos

Amanhã, 26, será realizado no Centro de Ação Social, localizado no Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro, às 10h, 43 casamentos coletivos, conclusão do Programa Sergipe de Todos. A cerimônia será presidida pelo Juiz de Direito da 2ª Vara de Assistência Judiciária Paulo Cézar Cavalcante Macêdo e auxiliado pela Registradora do Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais – 2º Oficio Damaris Beserra da Silva, da Comarca de Socorro.

 

Operações de Crédito em SE

Segundo levantamento feito pelo DIEESE, o total das Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional para o Estado de Sergipe totalizou  4,9 bilhões de reais em Junho de 2009, um crescimento de 1,1 bilhões de reais em relação a Junho de 2008, e 33 milhões de reais a mais que em Maio de 2009.As pessoas físicas de Sergipe contrataram operações de crédito no montante de 2,8 bilhões de reais no mês de Junho de 2009 correspondendo a 57,61% do total de credito no estado e registrando um crescimento de 696 milhões de reais em relação a Junho de 2008, e 38 milhões de reais a mais que em Maio de 2009.O volume total de operações de crédito para as empresas de Sergipe atingiu o montante de 2,1 bilhões de reais no mês de Junho de 2009 correspondendo a 42,39% do total de credito no estado e registrando um crescimento de 444 milhões de reais em relação a Junho de 2008, e uma queda de -5 milhões de reais a mais que em Maio de 2009.

 

Gerente do INSS vai à CDL na quinta-feira

A CDL Aracaju estará realizando nesta quinta-feira, 27, mais uma edição do projeto “Conversando com o Lojista”, numa reunião-almoço conjunta com a FCDL/SE, às 12h no Centro de Convenções da entidade, rua Santa Luzia, 570, bairro São José. O ilustre convidado é o Dr. Augusto Fábio Oliveira dos Santos – Gerente Executivo do INSS em Aracaju – que fará uma palestra sobre o tema: “Ações da Previdência Social com Reflexos Diretos na Economia do Estado”.

 

O último suspiro de Serra I

Deu no blog do jornalista Luiz Nassif, um dos mais acessados do país: “Entenda melhor o que está por trás dessa escalada de CPIs, escândalos e tapiocas da mídia. A candidatura José Serra naufragou. Seus eleitores ainda não sabem, seus aliados desconfiam, Serra está quase convencido, mas naufragou. Política e economia têm pontos em comum. Algumas forças determinam o rumo do processo, que ganha uma dinâmica que a maioria das pessoas demora em perceber. Depois, torna-se quase impossível reverter, a não ser por alguma hecatombe – um grande escândalo.Basicamente:1. O estilo autoritário-centralizador e a falta de punch para a gestão. O Serra do Ministério da Saúde cedeu lugar a um político vazio, obcecado com a política rasteira. Seu tempo é utilizado para planejar maldades, utilizar a mão-de-gato para atingir adversários, jornalistas atacando colegas e adversários e sua tropa de choque atuando permanentemente para desestabilizar o governo”.

 

O último suspiro de Serra II

Continua o artigo de Nassif: “2. Fechou-se a qualquer demanda da sociedade, de empresários, trabalhadores ou movimentos sociais.3. Trocou programas e ideias pelo modo tradicional de fazer política: grandes gastos publicitários, obras viárias, intervenções suspeitíssimas no zoneamento municipal (comandado por Andrea Matarazzo), personalismo absurdo, a ponto de esconder o trabalho individual de cada secretário, uso de verbas da educação para agradar jornais. Ao contrário de Franco Montoro, apesar de ter alguns pesos-pesados em seu secretariado, só Serra aparece. Em vez de um estado-maior, passou a comandar um exército de cabos e sargentos em que só o general pode se pronunciar.4. Abandonando qualquer veleidade de inovar na gestão, qual a marca de Serra? Perdeu a de bom gestor, perdeu a do sujeito aberto ao contato com linhas de pensamento diversas (que consolidou na Saúde), firmou a de um autoritário ameaçador (vide as pressões constantes sobre qualquer jornalista que ouse lhe fazer uma crítica)”.

 

O último suspiro de Serra III

Outra parte do artigo: “5. No meio empresarial (indústria, construção civil), perdeu boa parte da base de apoio. O mercado o encara com um pé atrás. Setores industriais conseguem portas abertas para dialogar no governo federal, mas não são sequer recebidos no estadual. Há uma expectativa latente de guerra permanente com os movimentos sociais. Sobraram, para sua base de apoio, a mídia velha e alguns grandes grupos empresariais de São Paulo – mas que também (os grupos) vêem a candidatura Dilma Rousseff com bons olhos. A rede de interesses – O PSDB já sabe que o único candidato capaz de surpreender na campanha é Aécio Neves. Deixou marca de boa gestão, mostrou espírito conciliador, tem-se apresentado como continuidade aprimorada do governo Lula – não como um governo de ruptura, imagem que pegou em Serra.Será bem sucedido? Provavelmente não. Entre a herança autêntica de Lula – Dilma – e o genérico – Aécio – o eleitor ficará com o autêntico. Além disso, se Serra se tornou uma incógnita em relação ao financismo da economia, Aécio é uma certeza: com ele, voltaria com tudo o estilo Malan-Armínio de política econômica, momentaneamente derrotado pela crise global. Mas, em caso de qualquer desgaste maior da candidatura oficial, quem tem muito mais probabilidade de se beneficiar é Aécio, que representa o novo, não Serra, que passou a encarnar o velho…”

 

DO LEITOR

Porque o Detran não informa aos usuários?

E-mail recebido: No caso de multa por infração leve ou média, se você não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses, não precisa pagar multa? É só ir ao Detran e pedir o formulário para converter a infração em advertência com base no Art. 267 do CTB. Levar Xerox da carteira de motorista e a notificação da multa. Em 30 dias você recebe pelo correio a advertência por escrito. Perde os pontos, mas não paga nada.”Art. 267. Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.” (Código de Trânsito Brasileiro)

Silêncio da AL no caso Flávio Conceição
Do jornalista Abrahão Crispim de Souza Filho: “Muito estranho o constante silêncio da Assembléia Legislativa de Sergipe com relação ao imbróglio Flávio Conceição x Clóvis Barbosa, cuja disputa foi provocada por atos do legislativo estadual, quando indicou os dois por unanimidade, para ocupar apenas uma vaga no Tribunal de Contas – TCE. Não precisa ser advogado, para saber que um processo que ainda não foi transitado nem julgado, não pode ser considerado como uma decisão definitiva. É também de domínio público, que o advogado do Sr. Flávio Conceição havia recorrido da decisão do TCE que determinou a aposentadoria compulsória do referido conselheiro. Desta forma caberia à Assembléia esperar até a decisão final da justiça e não prematuramente designar outro conselheiro, no caso, Clóvis Barbosa, para ocupar a “vaga” aberta para “aposentadoria” do Sr. Flávio. Com a decisão inicial do desembargador Cesário Neto e, posteriormente, do STF, que anulou a aposentadoria do conselheiro afastado, ficou a dúvida no ar: ou a Assembléia Legislativa, o Tribunal de Contas e o governo do estado deram posse ao Sr. Clóvis Barbosa de forma viciada, na base de “se colar, colou”, ou as suas assessorias jurídicas são por demais incompetentes, para não dizer irresponsáveis.  É preciso que os tutores desta confusão assumam as suas responsabilidades perante a sociedade. Tem que balançar a cria.As recentes declarações do Dr. Clóvis Barbosa, pode ser a solução para resolver tal peleja. O ilustre causídico tem declarado que é advogado ha mais de 30 anos e que não vai ficar se enganando..”.

Quem diria… O PCdoB Privatizou o vale
Do leitor Marcos Nascimento: “Os estudantes, principalmente aqueles ligados ao Movimento pelo Passe Livre – MPL, critica a política do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Segundo eles desde que Edvaldo nomeou Samarone para a SMTT que colocou em curso um processo de privatização naquele órgão. A denúncia dá conta que a administração comunista de Edvaldo Nogueira privatizou o Vale Transporte e o Passe Escolar. Entregou tudo para ser administrado pelas empresas através do Setransp. Já ouvi na PMA que a atual gestão da SMTT é criativa e inovadora. Desenvolve uma espécie de gestão compartilhada. Se analisarmos os fatos esse compartilhamento provavelmente acontece com os empresários do setor de transporte que de quebra ainda ganha mais com publicidade. Basta verificar o cartão do vale transporte que carrega estampada a marca G.Barbosa.  A superintendência da SMTT, exercida pelo sanitarista Samarone tem mostrado cuidado especial para a área de trânsito, principalmente com as multas de trânsito. Entre as campanhas desenvolvidas destaca-se: redução de velocidade, calçada livre. Já o transporte é  visivelmente exercido por José Amâncio,  coincidentemente também superintendente, do Setransp”.

Problemas em General Maynard

E-mail recebido: “Quero lhe dizer que o “Dr.” Evangelista (como gosta de ser chamado), prefeito de General Maynard está fazendo uma trágica administração no município. O vice prefeito Ze Lealdo me ligou e me perguntou como tomar providências com os desmandos cometidos por esse pseudogestor, perguntei ao mesmo o que estava ocorrendo, ele me informou que a começar por seu salário, que desde julho não recebe, secretários desde junho e quando vão questionar o prefeito demite, já foram 05 em 07 meses de gestão, fornecedores com raras exceções, a exemplo do lixo que não está cheirando muito bem, atrasados a 05 meses, transporte escolar 04 meses, casas alugadas da mesma forma e em detrimento a todos estes desmandos, no início do ano foi gasto com uma festa regada a Aviões do Forró, Calcinha Preta (não está com seu cachê atrasado), Forró Brasil, Camarote Vip etc… gastou-se a bagatela de cerca de R$450.000,00. Foi publicado neste espaço algo sobre o assunto e o mesmo mandou um e-mail dizendo que não tinha crise no município e não andava com pires na mão como outros prefeitos, busque em seus arquivos que encontrará. Cláudio não é brincadeira o povo de General está sentindo saudade de Tatu (ex-prefeito), imagine a situação daquele município”.

 

Lançes do encontro do PSDB

Um leitor devidamente identificado enviou um e-mail com alguns lances que ele presenciou no encontro do PSDB no último final de semana: “Sentado discretamente, ao lado de sua filha, a ex-prefeita de Itaporanga D´Ajuda, assistia a tudo calmo e atento o ex-deputado Antônio Francisco. Quando vi não reconheci de primeira devido ao abatimento do sexagenário que, entretanto, não parece estar enfermo, ou, como dizem, fora de combate. É de ficar pasmo que um homem desse tenha “cara” de ainda transitar em lugares públicos. Enquanto isso Joaldo Barbosa jazi em algum cemitério sergipano; 2 – Depois da apresentação de painel por parte de um dos deputados federais presentes foi aberta a palavra a platéia para que fossem feitas perguntas. Tomei-me de espanto ao ver que se levantava para ser o primeiro indagador: João Fontes! Ex-deputado federal, ex-petista, ex quase tudo… Lascou o pau no PT, em seus administradores e administrações. Enxotar esse governo corrupto que aí está foi uma das frases que me lembro… João seria um híbrido? Um camaleão? Ou apenas um ser de conveniência? Ao final do seminário subiu correndo como uma carola afim de apertar a mão do Serra e a do Albano. E a de quem mais tivesse a sua frente. Desde que fosse “importante”; 3 – Serra chegou ao hotel pela frente do local onde estava acontecendo o evento. Entretanto não acessou ao palco do evento por meio da platéia e sim pelo salão ao lado onde mais tarde seria servido o almoço. Seria a veia elitista dos seus acompanhantes Sergipanos?; 4 – Quando João Alves foi discursar o jornalista Ivan Valença estava próximo ao microfone e disse antes: João, 2 minutos. João olhou para ele sorrindo e  repetiu: João, 2 minutos. Primeiro entendi que ele pedia um entrevista mas depois saquei que ele implorava por um discurso enxuto do ex-governador. Em seguida durante este, ficou conversando em voz alta. No minímo deselegante e intrometido. Seja quem for, e não concordo com as asneiras do Alves, tem o direito de expressar-se, ainda mais numa situação como a de sábado”.
 

Participe ou indique este blog para um amigo: 

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“É preferível ser irresponsável e estar com a verdade do que ser responsável e no erro”. Winston Churchill.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários