Mandato ameaçado

0

Poucos dias após ter tomado posse, o prefeito de Propriá, José Américo Lima (PSC), já corre o risco de ser cassado. O Ministério Público Eleitoral pediu à Justiça que puna o administrador com base na lei da ficha limpa. É que ele foi condenado em Alagoas pela Justiça Federal sob a acusação de fraudar licitações públicas. Segundo o MP, a condenação de José Américo só veio à tona depois do registro da candidatura. O prefeito, que está em seu segundo mandato, também enfrenta reação dos propriaenses, que condenam seu super salário de R$ 24 mil. Portanto, caso seja condenado, o político do PSC deixará do colocar no bolso mensalmente uma boa grana.

Seca

Encontrar alternativas para amenizar os efeitos da prolongada estiagem. Com este objetivo, os prefeitos do semi-árido sergipano vão se reunir sexta-feira em Canindé do São Francisco. Anfitrião do encontro, o prefeito Heleno Silva (PR) defende que o Exército aumente o número de caminhões-pipa que abastecem os flagelados. Segundo ele, a burocracia tem sido o principal entrave para a liberação de recursos federais visando socorrer os sertanejos.

Olha da rua

O prefeito de Lagarto, Lila Fraga (PSDB), anulou as contratações de 700 novos servidores concursados. Alegou falta de recursos para garantir a elevação do valor da folha de pessoal. Revoltados com a decisão, os “exonerados” prometeram recorrer à Justiça e estão organizando uma manifestação em frente à sede da Prefeitura. O Ministério Pùblico já alertou ao prefeito que os concursados não podem ser substituídos por comissionados.

Emergência

Com o título acima, o colega Gilvan Manoel publica hoje no Jornal do Dia a seguinte nota: “Muitos decretos de emergência que estão sendo baixados por prefeitos de municípios sergipanos não passam de esperteza para poder contratar serviços e começar a pagar compromissos de campanha. Ministério Público e Tribunal de Contas precisam ficar atentos”. Homem, vôte!

Ladrão

E quem anda contrariado com o deputado estadual Zé Franco (PDT) é o vice-governador Jackson Barreto (PMDB). O peemedebista postou no twitter que o parlamentar foi muito deselegante ao ter chamado publicamente de ladrão o ex-secretário estadual da Saúde, Rogério Carvalho (PT). A assessoria de Zé Franco nega a agressão verbal e diz que Jackson foi muito mal informado. Pois sim!

Caiu fora

Alegando problemas de saúde, o vereador João Cândido Sobrinho (PSB) desistiu de comandar a Secretaria de Obras de Itabaiana. Com a renúncia, o secretário de Planejamento, vereador Moacir Santana (PR), assumiu a pasta provisoriamente. Agora o prefeito Valmir de Francisquinho (PR) estuda como acomodar politicamente o segundo suplente Zomas (PTC).

Conselho

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) discordou do colega Eduardo Amorim (PSC), que distribuiu nota informando que Sergipe está proibido de fazer empréstimos. Pelo twitter, o presidente do PSB sergipano aconselhou Amorim a cobrar da assessoria informações mais corretas: “Só o Tribunal de Contas do Estado está fora da Lei de Responsabilidade Fiscal, e o Supremo Tribunal Federal decidiu que Sergipe pode contrair empréstimos”.

Ponte

A ponte Gilberto Amado, ligando os municípios de Estância e Indiaroba, pode ser inaugurada ainda este mês. O governo estadual pretende entregar oficialmente a obra no próximo dia 28, mas a confirmação depende da agenda da presidente Dilma Rousseff (PT). Segundo o DER, para a ponte ficar totalmente concluída falta apenas injetar ceras nos cabos, o que deverá ocorrer até terça-feira da semana que vem.

Pescador

A nova carteira de identificação de pescador profissional começa a ser distribuída a partir de hoje. O documento é semelhante a uma carteira de identidade e terá um chip com todos os dados do trabalhador. A carteira tem validade contínua, não precisa ser renovada. O novo documento foi criado para desburocratizar a concessão de benefícios aos pescadores e evitar fraudes.

Liderança

O líder do prefeito João Alves Filho (DEM) na Câmara Municipal de Aracaju será o vereador Manoel Marcos (DEM), que terá como vice-líder o colega de partido Renilson Félix. A comunicação foi feita ontem ao presidente do Legislativo, Vinícius Porto (DEM), pelo secretário de Articulação Política, Juvêncio Oliveira. Segundo ele, caberá a Manoel e Félix a tarefa de facilitar o acesso dos vereadores ao prefeito e secretários municipais.

Do baú político

Por mais inacreditável que possa parecer, o PT e o PFL – hoje DEM – já estiveram de braços dados. Foi no 2º turno das eleições de 1996 para a Prefeitura de Aracaju. O candidato petista Ismael Silva pediu e obteve o apoio de Maria do Carmo Alves, derrotada no 1º turno do pleito. A Executiva do PFL chegou a revelar possuir afinidades com o programa do PT. A Revista IstoÉ qualificou de ‘neocompanheirismo a convivência do PT de Sergipe com as oligarquias’. Ressalte-se que tanto Marcelo Déda quando Zé Eduardo Dutra ficaram contra o esdrúxulo entendimento político: “Eu já estava engolindo muito sapo nesta campanha, mas este foi grande demais para eu engolir”, reagiu Dutra. Apoiado por Jackson Barreto, o candidato do PMDB, João Gama, era melhor no programa eleitoral, enquanto peemedebistas pichavam a cidade com frases como “até tu, Ismael?”, numa referência ao apoio pefelista. Abertas as urnas, Gama venceu com quase 7% de votos a mais do que o petista.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários