Márcio para federal: erro eleitoral de Déda

0

Parece que o militante petista Marcelo Déda Chagas desaprendeu a fazer política com “P” maiúsculo depois que assumiu o governo estadual. Ou então está pessimamente assessorado. Com a desistência da candidatura de Zé Eduardo, conforme este blog publicou no último sábado, os outros pré-candidatos que estavam disputando as últimas vagas ganharam um novo ânimo.

Mas este final de semana o ex-secretário do Meio Ambiente, Márcio Macedo comunicou a diversas lideranças do interior que será candidato a deputado federal para suprir o espaço deixado por Zé Eduardo. O argumento é que o partido assumiu com a Direção Nacional o compromisso de eleger dois deputados federais.  Mas se tem Rogério Carvalho, já praticamente eleito e Iran Barbosa, com mandato, e com chances reais de vitória, porque dividir o voto chamado “ideológico” e não concentrar em Iran Barbosa?

 

Uma coisa é a candidatura de Zé Eduardo. Outra é a candidatura de Márcio Macedo que nunca foi testado eleitoralmente. Zé Eduardo tem mais de 20 anos de militância política, um nome reconhecido e já testado junto ao eleitorado sergipano. Zé Eduardo seria deputado federal sem problemas. Márcio já estava com um pé na AL e trocará o quase certo pelo totalmente duvidoso.

 

É certo que Iran Barbosa faz parte de uma corrente dentro do PT contrária a do governador Marcelo Déda. Mas é certo também que o mandato de Iran Barbosa é coerente com suas convicções políticas e que ele – queiram ou não – merece continuar na Câmara dos Deputados. E este jornalista deixa claro que não é eleitor de Iran, mas faz justiça ao reconhecer o mandato dele, mesmo avaliando que em Sergipe, alguns posicionamentos do grupo que ele faz parte prejudicam em muito o atual governo.

 

Dois pontos que Marcelo Déda não avaliou em cometer este erro eleitoral, que pode lhe custar caro demais. O primeiro é que os aliados que estavam empolgados com a nova perspectiva gerada com a saída de Zé Eduardo começam a questionar até que ponto o discurso de Déda é de defesa do coletivo, quando na prática, mostra que o projeto pessoal passa por cima de tudo.

 

E o outro ponto é o mais grave. E este jornalista pede que o leitor anote e cobre depois da campanha eleitoral. Márcio Macedo será o que Nilson Lima foi na campanha eleitoral de 2006. Teve o voto do governador e da corrente Articulação, mas não conseguirá transferir este apoio para as lideranças. Amargará uma suplência quando já tinha o caminho consolidado para ser deputado estadual.

 

Espólio

De Zé Eduardo no twitter: “Tem gente que não espera nem o defunto esfriar. A briga pelo meu “espolio” tá feia”.

 

PCdoB pode lançar Tânia Soares

Uma prova que Márcio Macedo não conseguirá aglutinar as lideranças que apoiavam Zé Eduardo em torno de si está em Aracaju. Aqui o prefeito Edvaldo Nogueira tinha conseguido a autorização da direção nacional do PCdoB para apoiar Zé Eduardo e não lançar candidato a federal. Zé Eduardo por causa do prestígio dele nacionalmente. Mas no caso de Márcio o PCdoB terá candidato que deve ser Tânia Soares ou alguém da base sindical do partido. A vereadora Karla Trindade, por estar licenciada e ocupar o cargo de secretária municipal não pode ser candidata.

 

Opinião sobre pesquisas eleitorais

Por favor, caro leitor, não queria que este jornalista volte a emitir sua opinião sobre pesquisas eleitorais em Sergipe. Não tem jeito. Quem acompanha este espaço há quatro anos sabe a opinião deste jornalista. Aliás, pesquisas eleitorais deveriam ser apenas para consumo interno, como ocorre nos países desenvolvidos.

 

Pesquisas eleitorais em SE: Única exceção

Agora para não dizer que este jornalista não “falou das flores”, vai lembrar um dado interessante: na última eleição estadual, em 2006, quando na véspera da eleição, todos (faça a pesquisa e “se informe”) davam uma vitória do ex-governador o instituto de pesquisas Única, acertou em cheio. E continua fazendo pesquisas nos bastidores, para consumo interno de alguns políticos. E, por exemplo, sobre o quadro para a presidência da República os gráficos batem com os divulgados nacionalmente.

 

Morre o ex-deputado Antonio Francisco

Morreu na tarde do último domingo, em Itaporanga, o ex-deputado estadual Antonio Francisco. Ele foi condenado como mandante do assassinato do deputado Joaldo Barbosa e estava com câncer. Antônio Francisco deixa na política a filha Gracinha, que foi prefeita de Itaporanga e é pré-candidata a deputada estadual.

 

Questionamentos tucanos

Por que o Secretário Geral do PSDB, o Advogado Pedrinho Barreto, não participa dos almoços na casa do Presidente de honra do PSDB, Albano Branco? Albano Franco poderia lançar o nome do Secretário Geral do PSDB, Pedrinho Barreto a pré-candidato a deputado federal e que tem trânsito livre com o DEM de João Alves.

 

Quantos candidatos o DEM pediu ao PSDB?

O DEM solicitou ao PSDB que indicasse 1 (um) nome a Deputado Federal e a 3 (três) a Deputado Estadual. Queria Fabiano, impossível. Desejava a vereadora Miriam Ribeiro, nem pensar, não sairá da bancada do prefeito de Aracaju. Mas Albano tem dois nomes de médicos tucanos que nunca foram testados nas urnas.

 

Reajuste para servidor

O governador Marcelo Déda anuncia hoje, 24, o reajuste salarial para o servidor público que, como este espaço já informou não passará de 5,26%, o teto salarial do IPCA de abril. Se quisesse dar um reajuste maior do que a infração o governador teria que ter dado antes de maio por conta da legislação eleitoral.

 

Disparidade nas carreiras públicas

O problema é que categorias que têm poder de mobilização como os policiais militares e civis, professores e profissionais da saúde, estão com um salário bem melhor do que grande parte do servidor público. Alguns servidores de nível superior das secretarias, com longo tempo, têm seus salários altamente defasados, sem falar nos de nível médio. A disparidade é grande.

 

Concurso errado para algumas áreas

O atual governo errou feio em aceitar as determinações do MP em realizar concurso para merendeiras, serviços básicos (servente) e vigilantes. São funções que deveriam ser terceirizadas porque rende bem mais. A grande maioria que passa pensa em apenas ter uma estabilidade e encontrar um padrinho que tire ele da função. Como se explica alguém com nível superior se submeter a ser servente?  Q

 

Quem cobra não faz concurso

O mais engraçado é que o MPE, o TCE e o próprio TJ, que cobram do governo do Estado concurso público para áreas básicas (servente e vigilante) não fazem o dever de casa. Todos têm este serviço terceirizado. Ou seja pimenta nos olhos dos outros é….

 

Denúncia sobre privatização da Deso

O presidente da Deso, Max Montalvão, questionado sobre a denúncia do Sindisan, de uma possível privatização da Deso pelo atual governo disse que a população sergipana sabe que isto não existe, pelo contrário, a empresa estava sucateada e o atual governo conseguiu reergue-la e hoje a empresa está em ampla ascensão. “O que se busca é uma Companhia pública, moderna e eficiente para prestar cada vez melhores serviços à sociedade sergipana”, reforçou.

 

Competitiva e forte estatal

Max Montalvão disse que a empresa hoje faz parte importante das ações governamentais e o que se busca atualmente é cada dia mais torná-la eficiente frente ao mercado empresarial atual. “Todo plano que é ou será implementado na empresa busca deixá-la competitiva e forte como estatal”, disse, afirmando que por ser uma empresa pública a Deso não pode ficar a margem da modernidade. Ele deu como exemplo o Banese que sempre implementa planos para modernização e nem por isso deixará de ser estatal.

 

Refis já negociou R$ 22,9 milhões

O Refis estadual já negociou R$ 22,9 milhões, com R$ 5,3 milhões pagos à vista até a sexta-feira. A informação foi postada no sábado passado pelo secretário de Estado da Fazenda em seu Twiter (@JoaoAVSilva). Esta é a última semana – o prazo se encerra no próximo dia 31 – para adesão ao Programa de Recuperação Fiscal com condições facilitadas, em até 120 meses para parcelamento e descontos de 50% nas multas e 40% nos juros. Os maiores benefícios estão para os contribuintes que optarem por pagar seus débitos de ICMS em parcela única (à vista), que oferece redução de 95% nas multas e 80% nos juros de mora. 

 

LRF e legislação eleitoral

O governador Marcelo Déda participou no sábado, 22, no hotel Aquarios, em Aracaju, do Seminário Eleitoral e de Responsabilidade Fiscal, promovido pela Procuradoria Geral do Estado e Controladoria Geral do Estado com o apoio das secretarias de Estado da Comunicação Social e da Casa Civil. O evento, que contou com as palestras do professor Adriano Soares da Costa e do Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, Ediberto Lima, faz parte de um conjunto de medidas que o Governo do Estado está adotando para manter a administração pública isenta de problemas com a justiça eleitoral durante as eleições.

 

Uso da máquina

O governador foi enfático ao afirmar que não usará a máquina pública para promoção durante o pleito. “Não quero e não vou me valer da máquina. Um governo que se põe à disposição da sociedade, sustenta-se por aquilo que realizou. Considero que a máquina pública é propriedade da sociedade, pertence ao povo e, nesse sentido, é inadmissível a utilização da máquina para favorecer a qualquer cidadão que vá se candidatar. Não é justo que um governante, no último ano de mandato, promova  a farra fiscal e depois jogue essa herança maldita para seu sucessor. O Estado não pode sofrer as consequências da embriaguez eleitoral de nenhum governante”, enfatizou.

 

Com cassação indefinida, Déda articula reeleição no SE

Deu na Agência Estado, através de reportagem de Gustavo Uribe: A menos de dois meses do início da campanha eleitoral, o governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), ainda aguarda julgamento de recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pede a cassação do seu diploma. O processo que acusa o governador de abuso de poder político e econômico às vésperas das eleições de 2006, quando era prefeito de Aracaju, não tem previsão de ser votado pelo TSE. A demora na análise do caso deve permitir que o petista dispute a reeleição, mesmo no caso de ser cassado. Déda articula uma aliança envolvendo PMDB, PSB, PDT e PCdoB.

 

Déda é o único que ainda não foi julgado

Ao todo, a Justiça Eleitoral recebeu pedidos de cassação de oito governadores por causa de supostas irregularidades relativas às eleições de 2006. Déda é o único do grupo que ainda não foi julgado. Nos casos de eventual abuso de poder político, como o do petista, a jurisprudência do TSE determina inelegibilidade por 3 anos a partir da data do pleito, ou seja, um prazo que terminou em outubro de 2009. Foi essa lentidão da Justiça que beneficiou os ex-governadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Jackson Lago (PDT-MA) e Marcelo Miranda (PMDB-TO): cassados pelo TSE, eles vão disputar as eleições de outubro.

 

Cassação não impede candidatura

“Um governador cassado não está impedido de concorrer às eleições deste ano”, diz o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins (OAB-TO), Ercílio Bezerra, especialista em direito eleitoral. O conselheiro da OAB nacional Marcos Furtado Coelho endossa a avaliação de Bezerra. De acordo com o advogado, o TSE costuma aplicar nesses casos o princípio da segurança jurídica, não punindo o réu pela demora processual. “Pela lei em vigor, as candidaturas deles são possíveis.”

 

“”Ficha Limpa””

Ainda que o governador prepare terreno para a reeleição, um fato novo pode barrar sua candidatura, caso seja cassado. Aprovado pelo Senado Federal na quarta-feira, o projeto “Ficha Limpa” aumenta de três para oito anos a inelegibilidade de um político cassado pela Justiça Eleitoral. Se o recurso contra o governador for julgado antes do dia 5 de julho, data de registro das candidaturas, ele pode, no caso de cassação, ser enquadrado na nova lei, que deve ser sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva num prazo de 15 dias. O prazo de inelegibilidade para Déda subiria para oito anos e, portanto, ele estaria fora das eleições de outubro.

 

Presidente do TJSE recebe diretoria do Sindiserj

A diretoria de Comunicação do TJ/SE informou que na última sexta-feira, 21, o presidente do TJ/SE, desembargador Roberto Porto reuniu-se na com a diretoria do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Sergipe (Sindiserj). O encontro contou com as presenças da Corregedora Geral de Justiça, Desembargadora Aparecida Gama, do Juiz-Auxiliar da Presidência, Marcelo Campos e da Secretária de Finanças do TJSE, Jussara Maynard. Uma nova reunião acontece na próxima terça-feira, dia 25 às 15h sala da Presidência.

 

Reivindicações

Por cerca de duas horas os Magistrados receberam os representantes sindicais na sala de reunião da Presidência. Na oportunidade, o Desembargador Roberto Porto apresentou uma resposta ao ofício 197/2010, encaminhado pelo Sindiserj à Presidência, no qual o sindicato enumerou  duas reivindicações: a formação da Comissão para análise do Plano de Cargos e Salários (PCS) e a discussão do Corte do Ponto.

 

Comissão para análise do Plano será formada

A primeira solicitação foi atendida pelo Desembargador Roberto Porto que determinou  a formação da Comissão formada por membros do Tribunal de Justiça e do Sindiserj.  Esta comissão terá objetivo equalizar e corrigir as distorções existentes no plano de Cargos e Salários em vigor no TJSE. A apresentação dos membros acontece na reunião da próxima terça-feira, dia 25 às 15h quando também será discutido índice de reajuste. Em relação ao corte de ponto, o Desembargador afirmou que não houve avanço por conta da decretação da ilegalidade da greve.

 

As perspectivas da indústria naval em Sergipe

A indústria naval brasileira vive um momento ímpar na sua história e está em amplo desenvolvimento. Em Sergipe ela vem apresentando crescimento nas duas últimas décadas e as perspectivas são de manter esse ritmo. Prova disso é que a H.  Dantas está ampliando a sua área física atual de 43.000 m2 para 69.000m2 e vai modernizar ainda mais seu estaleiro para atender as suas demandas futuras.

 

5 rebocadores nos próximos cinco anos

Nos próximos 5 anos serão construídos 6 rebocadores para atender o contrato que está sendo fechado com a Petrobras e mais 8 rebocadores para a Sulnorte, uma das empresas que compõem o Grupo H. Dantas. O valor desses contratos é de R$ 217.000.000,00. A previsão de contração de funcionários para tocar esses projetos futuros é de mais de 600 profissionais, quando o Estaleiro Santa Cruz passará para, aproximadamente, 1.000 operários trabalhando em 2 turnos.

 

ESPAÇO CULTURAL

 

Arteiro: a mais nova estripulia de Rubens Lisboa

O músico Rubens Lisboa é um destes sergipanos que se tivesse no chamado “grande centro cultural” seria sucesso nacional e internacional na certa.  Depois de três CD`s que lhe deram alegria, mas que foram trabalhos de banda ele partiu para um trabalho onde todas as músicas são suas. O resultado será lançado no próximo sábado, 29, às 21h, no auditório da Biblioteca Pública Epifânio Dória. A prova que sua nova estripulia vem dando certo é que muitas destas canções já vêm sendo tocadas no eixo Rio-São Paulo.

 

Arteiro e o amadurecimento

Rubens Lisboa explica que há tempos que estava pensando em fazer um álbum assim. “Fi preciso, no entanto, um amadurecimento maior, tanto do artista como do ser humano para que tivesse a certeza que chegou a hora”, disse. O trabalho tem a participação de três músicos de ponta da música sergipana: Saulo Ferreira (violão), Robson Souza (baixolão) e Pequeno (percussão). Em algumas músicas Rubens tem a alegria de participações especiais como Thiago Salvino, no violoncelo; Diogo Montalvão, no piano, Alan Davidson no cavaquinho e Bico na cuíca.

 

Ritmos variados, mas identificados com a cultura sergipana

Todas as 14 faixas são de autoria do próprio Rubens, passando por ritmos como baião, rock, blues, maracatu e ciranda, mas todos com a marca da cultura sergipana. “Todas as canções dizem muito de mim. Desta forma, entrego-me por inteiro, mais uma vez, cônscio de que minha arte, além de emocionar e entreter, também tem a difícil porém necessária e intransponível missão de questionar”. O processo de gravação durou seis meses e foi todo realizado em Sergipe. Já a masterização do CD foi feita no Rio de Janeiro. “Essa parte do processo eu fiz com o Ricardo Garcia que é o mestre da masterização no Brasil.

 

Canindé no São João

O São João da Cidadania 2010 de Canindé de São Francisco, faz parte do calendário do roteiro junino de Sergipe. A programação valoriza a tradição com casamento de matuto, quermesses, concursos de quadrilha e shows, tendo início dia 27 de maio e finalizando dia 28 de junho. Entre artistas em destaque estarão o cantor Leonardo; as bandas Limão com Mel; Cavalo de Pau; Brasas do Forró; Danielzinho do Forró; Zezinho da Ema; Espora de Aço; Mayara, Forró Sacode e tantos outros artistas. Confira toda programação no site: www.caninde.se.gov.br ou Disque Turismo Canindé – 79 3346-1920.

 

Forró do Candeeiro será no próximo dia 28, no Clube da Caixa

O Sindicato dos Bancários de Sergipe realiza na próxima sexta-feira, dia 28, a XVII edição do Forró do Candeeiro. O arrastapé dos bancários este ano será realizado no Clube da Caixa (APCEF),  a partir das 21 horas.Com o tema “O forró mais quente é o forró dos bancários”, o Forró do Candeeiro terá como atração a Banda Sanfonada, o Forró Zé Tramela, Nadinho do Acordeon e a apresentação da Quadrilha Século XX.

 

Barco de fogo de Estância em salão de Turismo

No período de 26 a 30 de maio, estará acontecendo no Anhembi, em São Paulo, o 5° Salão do Turismo-Roteiros do Brasil. Sergipe estará participando do evento no módulo Vitrine Brasil e buscará divulgar os festejos juninos sergipanos e nessa área, O Barco de Fogo de Estância, será o grande destaque. O prefeito Ivan Leite, que estará presente no evento, levará uma réplica em tamanho natural, do Barco de Fogo e das Espadas e Buscapés, que foram confeccionadas pelo fogueteiro Cride(atual presidente da Associação do Fogueteiros) os quais estarão expostos em destaque no stand de Sergipe.

 

Filme e folheteria

Além disso, Ivan levará também um filme sobre nossos potenciais turísticos, e folheteria sobre o mesmo tema(produzidos na sua administração), o que complementará as informações necessárias para que os frenquentadores do salão conheçam, se emocionem e desejem vir à nossa cidade, vivenciar nossa cultura, as belezas naturais e o carinho da nossa gente.

 

Concurso fotográfico nacional sobre a cultura nordestina

A segunda edição do concurso fotográfico Um Olhar sobre a Cultura Popular Nordestina tem inscrições gratuitas abertas até o próximo dia 10 de julho. O concurso é aberto à participação da população em geral, maior de idade e residente no país, desde fotógrafos profissionais e amadores a pessoas que tenham interesse na arte de fotografar. O regulamento do concurso com todas as informações estará disponível no site www.olharcultural.com

 

DO LEITOR

 

Faxina eleitoral e a Navalha na carne

Do leitor Gilson Costa: “Da semana passada para cá, sempre às sextas-feiras, um dos comentaristas do programa de Paulo Lacerda na rádio Jornal, o Sr. Romeu Gama Alves, faz comentários sobre política eleitoral. Sempre desancando o PT. Parece uma paranóia.Interessante é que esse comentarista, até dia desses, tratava de temas como legislação tributária e fiscal, até dando orientações sobre imposto de renda, Refis, etc. Agora meteu-se numa de comentarista político que só enxerga males de um lado, o PT, e bondades no outro lado. Não por coincidência esse outro lado é João Alves e José Serra. São cinco minutos da mais pura e escancarada campanha eleitoral, na rádio da família do ex-governador João Alves. Interessante é que o dito comentarista fala em faxina eleitoral, talvez sem observar que figuras de alto coturno, colarinhos brancos e nem tão brancos, estão envolvidos num dos maiores escândalos que Sergipe teve e ainda tem o dissabor de ver, que é a Operação Navalha.Será que a faxina que o Sr. Romeu Gama Alves se refere, inclui tais figuras? Além disso, no meu entendimento, a legislação eleitoral vem sendo acintosamente desrespeitada. Pior é que ele, o comentarista, fala que um dos objetivos dos seus comentários é ampliar o nível de conscientização dos eleitores. Quanta pretensão! E então pergunto: em qual escola ele ampliou seu próprio grau de consciência? Ou ele acha que ser consciente é saber usar com maestria dos antigos capoeiristas uma amolada navalha?”

 

Atenção SMTT

Do jornalista Abrahão Crispim Filho: “A SMTT deve tomar providências urgentes com relação à rua que dar acesso ao Fórum Gumersindo Bessa, pois apesar de existir placas de sinalização indicando estacionamento proibido, várias pessoas insistem em deixar os seus veículos nos dois lados do referido logradouro, causando transtornos e dificuldades em trafegar pelo local. É necessário uma urgente fiscalização por parte da SMTT, objetivando coibir quem insiste em desobedecer a lei”.

 

Pegando pelo pé!

Do leitor Dinho Santana: “Lendo na coluna Periscópio  Jornal da Cidade do último dia 22, o comentário Sem voto. Quando ao questionarem o ex-senador Eduardo Dutra (PT) sobre o possível direcionamento de votos declara ele: “Eu só tenho o meu voto. Não posso impor que as pessoas votem em candidato A ou B”. Teoricamente seria está uma verdade, se a população sem direito do Voto Facultativo, não se utilizassem  dessa ditadura das urnas, para no interior barganhar seu voto por saco de farinha, cimento, telhas, tijolos e na capital por empregos nos órgãos públicos! Ao declarar em seu blog Cláudio; na mesma data ser o voto secreto, ao se posicionar  em quem votaria, Rogério Carvalho ou Iran Barbosa. Se secreto… por que não Facultativo? Se algum político tiver a ética de responder que o faça!…”

 

“Aliados” !…

Ainda do leitor Dinho Santana: “Partindo do princípio de ser política; a arte de enganar o próximo quanto mais próximo, não vejo como comentado também na coluna Periscópio do JC, de ter Deda declarado que: “quem fez isso não é amigo e nem companheiro e muito menos aliado. É uma pessoa que não tem caráter”. Por terem entregue uma fita gravada do seu discurso no almoço sábado passado em Palácio. E caráter não é o forte dos nossos políticos agora reconhecidamente com Ficha Suja…Voto facultativo Já”.

 

Colégio Paulo Costa, no Bugio

E-mail de um leitor, que não será identificado para não sofrer retaliações: “Caro jornalista,como parte da sua dúzia de leitores ,venho por meio deste e-mail pedir que se prestem esclarecimentos aos moradores do Conjunto Bugio acerca da situação do Colégio Paulo Costa,em reforma há mais de ano e,pelo jeito,sem previsão de retorno às aulas.O ano letivo passado foi concluído com bastante atraso,pois os alunos foram alocados em outra escola do bairro,o Colégio Francisco Rosa,porém já estamos praticamente na metade de 2010,com as matrículas efetivadas e sem uma explicação à comunidade.Estou inscrito no curso supletivo e muito necessitado de voltar à estudar,haja vista pretender fazer vestibular,mas vejo o meu sonho cada vez mais distante,uma vez que priorizei me matricular no meu bairro por não ter como me deslocar à outra escola mais distante,como também não possuo condições de estudar num supletivo particular. Peço às autoridades competentes que pensem nas centenas de jovens e adultos que estão sem perspectivas de estudar esse ano com essa situação e que se sensibilizem, destarte dependermos dos estudos para poder almejar uma vida melhor”.

 

 

Participe ou indique este blog para um amigo:

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

 “Considero a honestidade e a integridade valores muito importantes e que devem ser mantidos e promovidos. Lembro que, para o meu pai, que completou apenas a quinta série, um aperto de mão era tão importante quanto um contrato assinado”. Irmã Annella, freira da Ordem Beneditina. Boa semana para todos.              

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários