Marketing do mal X Respeito ao eleitor

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

O eleitor não é bobo, mas ainda tem gente em Aracaju que acha. E que basta um marketing falacioso e do mal para que o eleitor siga o caminho que ele tenta manipular.

E quando o produto vendido pelo marketing do mal é ultrapassado e vencido, só resta partir para tentar desmoralizar o concorrente. E para isso vale tudo, até mesmo burlar a lei eleitoral e entrar nas casas das pessoas com uma propaganda raivosa, que ultrapassa todas as barreira do bom senso.

Nos últimos dias, por conta das pesquisas eleitorais, o que se viu foi uma baixaria sem precedente promovida pelo marketing dos candidatos

 Edvaldo Nogueira e Eliane Aquino. Isto mesmo, os dois, principalmente Eliane, que demagogicamente pregou uma campanha limpa e ética. A ética de Marcelo Déda passou longe desta coligação.

A Justiça Eleitoral não só tirou o programa de Edvaldo na sexta-feira à noite (todos os 10 minutos) como também mandou retirar do ar diversas inserções que denegriam com mentiras a imagem do adversário e burlava a lei eleitoral. Das 70 inserções diárias a coligação chegou a usar 55 para atacar o adversário com mentiras. E o adversário terá direito de resposta nas inserções.

Em Aracaju, o eleitor sabe quem pode resolver seus problemas. Nos últimos 11 anos o que se viu foi muita demagogia.

O candidato do marketing do mal não tem autoridade para combater e resolver os problemas do eleitor. Ele teve a oportunidade e não fez.

Mais uma vez, a campanha limpa e ética, pregada no início da campanha perdeu-se na vala da baixaria e do mal. A prova maior foI às punições da Justiça Eleitoral.

Pelo jeito a estratégia do marketing do mal será sepultada de vez pelos aracajuanos.

Jamais, numa campanha eleitoral, os aracajuanos assistiram tanto ódio e difamação destilados.

Das Limitações aos Direitos Autorais
Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais: I – a reprodução:a) na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos;

Morre Antônio Carlos Viana
Faleceu no último sábado o escritor Antônio Carlos Viana, vitima do câncer. Viana é considerado o melhor escritor contista dos últimos tempos de Sergipe e fazia parte da Academia Sergipana de Letras, O velório foi na biblioteca pública Epifânio Dorea e foi marcado por grande emoção com amigos recitando poesias e contos do escritor. O corpo foi cremado ontem, 16, em Salvador (BA).

Morre Eduardo José, o Dudu da rádio Cultura
Também no sábado, 15, vítima de câncer, faleceu o radialista Eduardo José, o Dudu da rádio Cultura de Sergipe. “A Rádio Cultura não será a mesma sem ele , sempre contagiando a todos com a sua simpatia! Que Deus possa recebê-lo de braços abertos e conforte o coração de todos nós inclusive do seus familiares! Descanse em paz Dudu!”, escreveu um dos amigos no facebook.

São Cristovão: candidato a prefeito derrotado é nomeado
E circulou nas redes sociais no fim de semana, a nomeação do candidato a prefeito derrotado em São Cristovão, Betão do Povo, para membro do conselho de administração da Cohidro. A nomeação causou revolta nos aliados do governo que foram vitoriosos no município. Ou seja, o oposicionista ganha cargo e será um critico da nova administração.

Justiça investiga uso de celulares públicos em campanha
E o blog foi informado que a Justiça Eleitoral e o MPE receberam uma denúncia que alguns celulares públicos estão sendo usados para, através das redes sociais, não só para pedir votos para um candidato, mas também atacar o adversário. O crime é de improbidade administrativa.

Banese entra no Mercado de Câmbio
O Banco do Estado de Sergipe (Banese) inicia operações para compra e venda de moeda estrangeira, com as melhores taxas do mercado local. A contratação poderá ser feita nas agências do Shopping Jardins, Riomar, da avenida Francisco Porto e da Atalaia. Além da compra e venda, o Banese oferecerá o cartão viagem pré-pago, o Travel Money Card, uma solução segura para quem prefere não viajar com dinheiro em espécie.

Remessa e recebimento
Através da empresa norte-americana Western Union, o Banese oferece também para clientes e não correntistas do Banco a possibilidade de fazer remessa e recebimento de recursos do exterior (money transfer) e operação de câmbio comercial e financeiro. Esta solução possibilita que o recurso chegue a todos os destinos do mundo de forma prática e segura.Para comprar ou vender moeda estrangeira basta apresentar a carteira de identidade, CPF e comprovante de residência em uma das agências credenciadas.

Benefícios
O cliente Banese possui também o benefício de sacar dinheiro fora do Brasil e realizar compras no débito, utilizando as bandeiras Maestro/Cirrus, presentes no cartão da sua conta corrente.Para o presidente do Banese, Fernando Soares da Mota, a estratégia faz parte de um conjunto de ações que visa o fortalecimento do Banco e expansão de sua área de atuação, além de entregar comodidade, satisfação e mais segurança à sua clientela.

Homenagem BNB
Empreendedores de micro e pequenas sergipanas serão homenageados pelo Banco do Nordeste. Cerca de dez clientes MPE, das agências localizadas em Aracaju,serão reconhecidos em eventos realizado dia 18/10, no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Aracaju.

FNE Sol
Durante o evento, os gerentes das unidades apresentam o FNE Sol, linha de financiamento para mini e microgeração de energia distribuída, o recém-lançado Cartão FNE, que oferta recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para capital de giro e investimento de forma ágil e segura e a atuação do Banco do Nordeste.

Cliente
Na ocasião, os empreendedores convidam outros empresários à sua escolha para participar da solenidade e conhecer os produtos e serviços oferecidos pelo Banco, na campanha "Cliente indica cliente".Os empresários homenageados têm oportunidade de comentar seu relacionamento com a instituição e explicar porque recomendam o Banco.Participam, ainda, dos eventos, representantes de instituições parcerias que apoiam micro e pequenas empresas, como o Sebrae, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e associações locais.

Acordo de Cooperação Técnica
Na oportunidade será assinado também Acordo de Cooperação Técnica entre o Banco do Nordeste, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Sergipe (FCDL) e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL-Aracaju), que visa oferecer e tornar amplamente difundida a linha de financiamento FNE sol junto às sociedades empresariais de micro e pequeno portes, associadas à FCDL e à CDL, no estado de Sergipe.

Agradecimento
Para o superintendente do Banco do Nordeste em Sergipe, Saumíneo Nascimento, será um momento de homenagear e agradecer aos clientes do Banco. "Queremos reconhecer e estreitar o relacionamento com nossos clientes e colocar nossas linhas de financiamento à disposição de todos os empreendedores de micro e pequenas empresas do Nordeste. O momento é oportuno para conceder capital de giro para formação de estoques para o final de ano, em virtude da preparação para os meses finais do ano, quando historicamente a procura por crédito aumenta. É ótima oportunidade para os empresários conhecerem as linhas de financiamento do FNE Sol e o Cartão FNE", ressalta.

Aplicação
Em 2016, o Banco já aplicou R$ 1,45 bilhão para micro e pequenas da região. Foram contratadas mais de 33 mil operações com o segmento.

Mini Atletismo: curso e festival. 25 e 26 de Novembro
Nos dias 25 e 26 de novembro em Aracaju, na quadra poliesportiva Geraldão, no Batistão, será realizado um Curso de Mini Atletismo, direcionado a professores e estudantes de nível superior em Educação Física.Apoio da Secretaria de Estado do Turismo e do Esporte e CREF, e realização da Federação Sergipana de Atletismo.O valor da inscrição será de R$ 80,00 (oitenta reais). Tem um pacote promocional. Leve 05 e ganhe 01. Mais informações na Federação de Atletismo: 3024-1699/99940-3617/99120-6924. E-mail: fsat@fsat.org.br

Programa Atletismo Escolar da CBAt
O Atletismo é chamado de esporte-base, porque sua prática corresponde a movimentos naturais executados pelo ser humano, como correr, saltar

 e lançar. Não por acaso, a primeira competição esportiva de que se tem notícia foi uma corrida com cerca de 200 metros, chamada pelos gregos de “Stadium”, realizada nos Jogos Olímpicos da Antiguidade, celebrados em Atenas.

História
Por sua importância histórica, o Atletismo contribuiu para o ressurgimento, em 1896, dos Modernos Jogos Olímpicos, ganhando a partir daí status de modalidade de maior preferência do público nesse evento, que congrega milhares de atletas de Países dos cinco Continentes, sem distinção de ideologia, raça ou religião.

Países
A modalidade congrega mais de 200 países filiados à Associação Internacional das Federações de Atletismo – IAAF, mas não condiz, proporcionalmente, com o número de praticantes no Mundo. Sua prática, de forma massificada, é limitada aos países de cultura esportiva tradicionais, sobretudo do Continente Europeu, América do Norte e Ásia. Havia, portanto, a necessidade de elaborar um programa de impacto para difundir a modalidade a partir da escola, com proposta de um novo conceito pedagógico de Atletismo.

Evento para crianças
Foi com esse propósito que em 2001 o Grupo de Trabalho da Associação Internacional das Federações de Atletismo – IAAF tomou a iniciativa de desenvolver um programa de evento para crianças distinto do modelo adulto de Atletismo, visando oferecer às crianças um Atletismo atraente, acessível e instrutivo. O programa foi intitulado “Mini Atletismo da IAAF”.Em 2005 a IAAF instituiu a “Política de Atletismo Global para Jovens”, visando difundir o Atletismo e tornando-o o esporte individual mais praticado na escola, além de promover,  em articulação com as Confederações e/ou Federações Nacionais e outros órgãos, eventos de “Mini Atletismo” como forma de preparação para o futuro do Atletismo de modo mais eficiente.

Desenvolvimento
Aliada a nova política implementada pela Associação Internacional das Federações de Atletismo – IAAF, a Confederação Brasileira de Atletismo – CBAt, apresenta aos interessados – treinadores, professores e acadêmicos de Educação Física e público em geral, o Programa “Mini Atletismo” e outras informações referentes ao Atletismo Escolar disponibilizado em nosso site, representado por nova concepção no sentido de tornar o Atletismo uma das modalidades esportivas mais praticadas nas escolas brasileiras, posto que pode ser integrado ao conteúdo das aulas de Educação Física, favorecendo, dessa forma, o desenvolvimento da cultura atlética.

De 13 a 15 anos
Trabalhando para garantir o desenvolvimento harmonioso do atletismo para os jovens em relação ao atletismo dos adultos e buscando um número maior de praticantes, a IAAF propõe um evento de Atletismo para equipes compostas por meninos e meninas, de 13 a 15 anos de idade.Na continuação do “Mini  Atletismo”, e com a preocupação de melhor preparar os jovens, distante de qualquer seleção ou especialização precoce, este programa simples, adaptado as capacidades e necessidades dos jovens, bem como com os meios a sua disposição, este programa de competição multi-eventos enriquece as estruturas escolares oferecidas nos seus diferentes níveis.

PELO TWITTER      

www.twitter.com/Pontifex_pt  (Papa Francisco) Deus nunca deixa de querer o nosso bem, mesmo quando pecamos.                                                                                                                                                                                                                               

www.twitter.com/revinhogama   Alguns vivem pra deixar bens, eu vivo pra deixar saudades…

www.twitter.com/flavaofraga  Não viva esperando reconhecimento humano. Espere em Deus! O homem é falível e pode não corresponder. Faça o bem q refrigere sua consciência!

www.twitter.com/argolinho  O povo quer proposta, e não xingamentos, à época dos coronéis já passou, desarmem-se e olhem mais para o povo que está sofrendo.

www.twitter.com/ValadaresPSB  A indústria de mentiras e impropérios produzida pelo comunista despeitado e raivoso @EdvaldoNogueira será rebatida na TV com firmeza p/VF.

DO LEITOR

O marketing mentiroso e nazista de Cauê foi desmascarado
Do radialista Carlos Ferreira, pelas redes sociais: O marketing de Cauê conseguiu enganar maioria do povo sergipano na eleição de governador. A forte tendência nazista convenceu a maioria do eleitorado que o adversário representava o mal, lhe imputando falsas acusações e maculando sua imagem de homem público. A mentira venceu a verdade. Agora, Cauê e equipe tentam enganar o eleitor de Aracaju, lhe apresentando um comunista que vive nababescamente as custas do dinheiro público. Como mentira costuma ter pernas curtas, o povo descobriu a farsa e se prepara para imputar a ele e seu produto estragado, a maior derrota política da história de Aracaju. Engana- se parte do povo parte do tempo. Nunca todo povo durante todo tempo. A farsa de Cauê foi desmascarada.E se prepare para perder de novo em 2018. É isso.”

Blog no twitter: http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“Porque se representa a Verdade nua? Para que cada um a vista como lhe pareça.” Raymond Aron, filósofo e sociólogo francês, morreu em 17 de Outubro de 1983 (n. 1905).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais