Mercador de ilusões

0

O jornalista Antônio Carlos Garcia acha que o governador João Alves Filho é um mercador de ilusões e mostra, em seu comentário sob o título acima, que ele pode realizar obras que os sergipanos apenas sonham, mas que ele vê como realidade: diz o seguinte: Enquanto todos os servidores estaduais estiverem curtindo o ponto facultativo, nesta sexta-feira, o governador de Sergipe, João Alves Filho, PFL, pretende reunir seu staff, no Palácio de Despachos para fazer um lançamento importante: o edital de licitação da ponte que ligará Aracaju a Barra dos Coqueiros e seus acessos. Sem dúvida, é um projeto tão importante que os outros que o governador vem anunciando nas últimas semanas, como o Sergipe Parcteq, a reforma da orla da Atalaia e a revitalização do centro comercial, transformando-o num enorme shopping center a céu aberto. Decididamente, idéias e projetos é que não faltam a João Alves. Que o digam todos estes anúncios em tão pouco tempo de governo. Embora ainda não tenham saído do papel, a população observa que os projetos estão sendo encaminhados e, dentro do tempo de cada um, deixarão de ser teóricos e entrarão na prática. E nesta última fase, se realmente acontecer, quem vai ganhar é a população. Imaginemos, pois, a ponte da entre Aracaju e a Barra. Os moradores da última cidade, certamente, serão os principais beneficiados. Até porque na pobre Barra não existe, sequer, uma agência bancária; a cidade sequer tem um Plano Diretor para receber os progressos advindos com uma ponte. Se realmente sair do papel, a ponte de 1.350 metros de extensão, será o renascimento da cidade dormitório. Da mesma forma, quando sair do papel o Sergipe Parqtec é algo incomensurável, se for desencadeado exatamente da maneira como o governador – um bom mercador de ilusões – o vende. Só mesmo João Alves, pelo fato de estar vivenciando isso 25 horas por dia (com exageros e tudo) é capaz de descrevê-la com tamanho entusiasmo. O restante, os pobre mortais, está aqui como se fosse São Tomé: quer ver para crer. As placas já estão lá na orla da Atalaia – construída por ele, é bom que se frise – assim como as máquinas fazendo as reformas necessárias. Melhor do que ninguém, João sabe anunciar seus projetos e assegura que Atalaia será a mais bonita orla do País. Oxalá que ele tenha razão, que o turismo deslanche e que Aracaju, fique conhecida internacionalmente. Todo sergipano que se preza sonha com isso, afinal a capital é inigualável. Aliás, todos sonham também com o enorme shopping a céu aberto e torcem para que o centro comercial seja revitalizado o mais rápido possível, com pedras portuguesas e tudo. Todos torcem para que o centro não continue sendo o que é hoje a Rua 24 horas, obra do segundo governo de João Alves, hoje entregue as moscas e sabe Deus a quem. A maioria dos comerciantes fugiu de lá. Restam apenas umas poucas Genis. A cada novo ano se renovam os sonhos de todos. Então porque não acreditar que todos estes projetos se transformarão em realidade e que todos seremos felizes para sempre. Afinal de contas, sonho também alimenta. POSSE O novo prefeito de Nossa Senhora da Glória, Anselmo Correia Dantas, atual presidente da Câmara Municipal, será empossado no dia primeiro de janeiro. Mas amanhã, às 20 horas, ele vai receber a comunidade para assistir um vídeo contendo relatório sobre a atuação do prefeito Sérgio de Oliveira. PROBLEMA Já tem adversário de Sérgio Oliveira verificando se pode um cidadão eleito vereador, passar a prefeito municipal, com a renuncia do seu titular, como acontecerá em Glória. O pessoal acha que o presidente da Câmara deve assumir por 30 dias e promover uma eleição indireta para poder permanecer no legislativo. SABEDORIA O senador José Almeida Lima (PDT) considerou que a senadora Maria do Carmo Alves demonstrou sabedoria e maturidade ao declarar que o candidato a prefeito do grupo terá o apoio de todos e não será necessariamente do PFL. Maria do Carmo não concorda que o governador tenha um candidato, a primeira dama outro e o secretário um terceiro. Considera isso prejudicial. REPETE Almeida Lima acrescenta que o PDT pensa da mesma maneira e também acha que o candidato a prefeito não deve ser um nome necessariamente da legenda. O senador acha que na atual conjuntura política tudo depende de alianças: “partido é coisa pequena e mais vale o grupo do que a legenda”. FÓRUM O ex-deputado Nelson Araújo disse ontem que os juizes e promotores sabem que não podem afastar prefeitos, porque eles têm fórum especial. Quando acontece um caso como o de Tobias Barreto, termina desacreditando a justiça, porque o juiz faz uma coisa e no outro dia o Tribunal desfaz, dentro da lei. FREI PAULO Em Frei Paulo o prefeito foi afastado pelo Tribunal de Justiça, a pedido do procurador geral de Justiça. Daí só uma instância superior pode reavaliar. Nelson Araújo lembra que, em se tratando de prefeito, só o procurador geral de Justiça pode pedir o afastamento, em razão do fórum privilegiado. ESTÂNCIA Em Estância o caso foi complicado: o juiz Walter Rabelo afastou o prefeito e ele mesmo passou a administrar a cidade. Nesse caso houve questão política. O prefeito Jovani Bento não recorreu e o vice-prefeito não assumiu por questões absurdamente políticas. VITÓRIA O deputado federal José Carlos Machado (PFL) considerou que a maior vitória, em relação ao orçamento, foi o aumento dos recursos per capita para a Saúde. O orçamento desse ano era de 96 reais per capita, mas para o próximo ano será de 112 reais. É uma melhora significativa. POSITIVO O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) considera positivos os primeiros sete meses de mandato na Assembléia Legislativa. O balanço final da atuação em 2003 mostra um mandato coerente, em relação à linha ideológica, e projetos políticos defendidos durante as eleições. POSIÇÕES Gualberto considera importantes as posições adotadas em relação a várias condutas e mensagens governamentais que chegaram à Assembléia. O deputado criticou, por exemplo, a posição do Governo do Estado em relação à CPI do Fundef, que não saiu do papel. POSSE O novo prefeito de Nossa Senhora da Glória, Anselmo Correia Dantas, atual presidente da Câmara Municipal, será empossado no dia 1o de janeiro. Mas amanhã, às 20 horas, ele vai receber a comunidade para assistir um vídeo contendo relatório sobre a atuação do prefeito Sérgio de Oliveira. CAMINHADA A caminhada anunciada pelo deputado estadual Gilmar Carvalho, PV, não foi uma apoteose, como ele anunciava publicamente. Poucas pessoas se concentraram na praça Camerino e nem a figura carismática do Papai Noel contagiou as pessoas. Motivo: Gilmar disse que não ia distribuir nada para ninguém. CONVERSA O radialista Fábio Henrique, candidato a vereador, fez carreata distribuindo os donativos do Natal da Solidariedade. Fábio Henrique é mais um radialista que disputa vaga na Câmara Municipal, com chances de chegar lá, em razão do trabalho que faz junto à sociedade. Notas REFORMA Em conversa com um dos parlamentares, o governador João Alves Filho (PFL) que fará uma reforma administrativa profunda, seguindo orientação da empresa de consultoria contratada pelo Governo. Haverá mudanças em todos os segmentos da Administração, já a partir de fevereiro. O projeto de reforma, sugerido pela consultoria, já deverá ser conhecido na primeira semana de janeiro, quando será enviado à Assembléia Legislativa, em convocação extraordinária. MUDANÇAS Mais as mudanças físicas que haverá na administração não ficarão por conta do Governo, mas será feita por iniciativa do governador João Alves Filho (PFL). Será uma nova fase administrativa, com a execução de projetos e que precisará um azeitamento da máquina, para que tudo corra da forma como está planejada. Segundo o parlamentar que conversou com o governador, haverá mudanças de auxiliares, remanejamento e extinção de órgãos. Atingirá todos os escalões, para que haja, inclusive, um trabalho político eficiente. PONTE O governador João Alves Filho viaja ao exterior no sábado, mas abre uma exceção na sexta-feira (ponto facultativo), para lançar, no Palácio dos Despachos, às 15 horas, o edital de licitação para construção da ponte que ligar Aracaju à Barra dos Coqueiros. A obra está orçada em 900 milhões de reais. A ponta terá 1.350 metros de extensão, com duas pistas de rolamento para dois veículos de cada lado, além de ciclovia e passagem para pedestres. Será o elo de ligação entre o litoral Sul e Norte e faz parte do plano de desenvolvimento turístico. É fogo A previsão do reajuste do salários mínimo, em termos reais, para o próximo ano, será de apenas 5%. Já os funcionários públicos terão reajuste real de 1%. Esse índices são considerados muito pouco, porque o presidente Lula prometeu dobrar o salário mínimo nos seus quatro anos de Governo. O deputado federal José Carlos Machado (PFL) está animado porque conseguiu aprovar 110 das emendas orçamentárias para Sergipe. Um pouco mais de 3%. Machado disse que para isso contou com a participação da bancada e do prefeito de Aracaju, Marcelo Deda (PT). A bancada da Bahia ficou com ciúmes. Achou que Sergipe teve um crescimento maior do que seu Estado. Brincando, Machado disse: “mas quem pode crescer são os pequenos”. O presidente da Câmara de Diretores Lojistas, Gilson Figueiredo, disse que ainda está pensando se será candidato ou não a uma vaga na Assembléia Legislativa. Gilson Figueiredo disse, ontem, que o comércio teve uma das vendas mais fracas de sua história. Disse que os comerciantes estão apavorados. O grupo de oposição ao Governo do Estado calcula que vai eleger mais de 30 prefeitos nas eleições de 2004. A tática é aproveitar os descontentes com o governador João Alves Filho para o fortalecimento das bases, pensando no projeto político de 2006. O ex-deputado federal José Wilson Gia da Cunha pode ser candidato à Prefeitura de Itabaiana nas próximas eleições. Embora os comerciantes insistam que as vendas serão inferiores às do ano passado, as lojas estão superlotadas. Ontem foi difícil tirar consumidor dos supermercados. O prefeito de Pirambu, André Moura, distribuiu centenas de cestas básicas com a população de sua cidade. O ex-governador Albano Franco passa o Natal recolhido com a família. Continua muito sentido com a morte do pai, ex-governador Augusto Franco. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários