Mitos e verdades sobre DST/AIDS

0

1. Mito: As mulheres que usam a pílula anticoncepcional ou que ligaram as trompas  não precisam usar camisinha para se prevenir das Doenças Sexualmente Transmissíveis.Verdade: O único método que previne tanto a gravidez como as Doenças Sexualmente Transmissíveis e AIDS é a camisinha masculina ou feminina. A pílula anticoncepcional,a ligadura de trompas, o DIU – Dispositivo intra-uterino e demais métodos anticoncepcionais previnem apenas a gravidez.

2. Mito: Muitos usuários de drogas que tomavam o “pico” com cocaína injetável tornam-se completamente livres de contrair o vírus da AIDS quando abandonam esta prática e passaram a usar o crack.   
Verdade: O uso do crack muda o comportamento e a pessoa, nas relações sexuais, dificilmente usa a camisinha, tornando-se mais exposta a contrair a infecção pelo HIV.

3. Mito: “ Homem que só transa com mulher não pega AIDS”.
Verdade: Trata-se de um pensamento preconceituoso. O vírus da AIDS pode ser transmitido nas relações sexuais sem preservativo do homem para a mulher, da mulher para o homem, do homem para outro homem e até de mulher para mulher. Todos são vulneráveis se não usarem a camisinha masculina ou feminina.

4. Mito:As mulheres casadas estão mais livres da AIDS do que as solteiras.
Verdade: Os dados mostram que mulheres casadas estão mais expostas à AIDS que as solteiras, devido à dificuldade que encontram em convencer seus parceiros a utilizar preservativos. Qualquer pessoa que tenha vida sexual ativa casada ou solteira precisa pensar em proteção e uma das formas do sexo mais seguro é o uso do preservativo.

5. Mito:Transar de camisinha é mesmo que chupar bala com papel.

Verdade: A camisinha é feita de um material bastante fino que permite sentir o corpo do outro, não tirando o prazer. Ter prazer usando  camisinha é uma questão de hábito.A relação sexual  com camisinha  se torna mais segura e  prazerosa  pois  previne contra a gravidez fora de hora, Doenças Sexualmente Transmissíveis,AIDS , Hepatites Virais e até câncer de colo de útero.

6. Mito: “Transar com pessoa conhecida,bonita,limpinha e cheirosinha,  não precisa usar camisinha”.
Verdade: A aparência em nada ajuda na prevenção. O uso correto e consistente da camisinha nas relações sexuais é fundamental para a pessoa ter uma vida saudável. Os casais homo e heterossexuais devem discutir a importância do uso da camisinha, independente de aparência e de conhecimento prévio. A vida sexual das pessoas somente elas próprias conhecem.

7. Mito: “A camisinha feminina colocada dentro da vagina pode se perder dentro do corpo da mulher”.
Verdade: Não tem jeito da camisinha feminina se perder dentro do corpo da mulher por que ela é colocada no canal vaginal. Se a camisinha por acaso entrar inteira para dentro da vagina a mulher deve retirá-la imediatamente com os dedos.

8. Mito: “O vírus da AIDS pode ser transmitido através de picada de inseto”.
Verdade: O vírus da AIDS pode ser transmitido através de relações sexuais (sexo oral, anal e vaginal) sem camisinha com alguém infectado, recepção de sangue não testado, compartilhamento de agulhas e seringas e da mãe infectada para o filho (gravidez, parto ou aleitamento). Não se pega o vírus AIDS através de picadas de insetos, beijo, aperto de mão, abraços, piscinas, etc.

9. Mito: “Na hora de transar  se o homem não ejacular na vagina  não tem perigo de pegar AIDS”
Verdade: A AIDS ou qualquer outra Doença Sexualmente transmissível, não está ligada necessariamente a ejaculação, mas sim com o contato entre os órgãos genitais e a troca de secreções, então ejaculando ou não o homem corre risco de se infectar ou de infectar outra pessoa.

10. Mito: Não adianta usar camisinha para evitar a AIDS. O HIV passa pelos poros da camisinha.
Verdade: O uso correto e consistente de uma camisinha de boa qualidade oferece excelente proteção contra o HIV.  Os estudos realizados demonstram que o esperma e o vírus HIV não passam por preservativos de látex intactos. A grande maioria dos casos de falha do preservativo está relacionada ao seu uso de forma errada. Em outras situações, o problema está relacionado ao "esquecimento ocasional" do uso de preservativo, que deve ser sempre utilizado em todas as relações sexuais.

11. Mito: HIV é transmitido através do beijo na boca
Verdade –Não se pega o vírus da AIDS  através do  beijo na boca….mas existem outras doenças na qual a boca é a porta de entrada.

12. Mito: Toda criança que nasce de mãe com HIV tem também  o vírus .
Verdade: Bebês que nascem de mães soropositivas têm até 30% de possibilidade de serem infectadas caso a mulher não tome as medidas de prevenção necessárias.  Quando as medidas são seguidas corretamente, a possibilidade cai para 0,5%.

Durante o pré-natal, toda gestante tem o direito e deve realizar o teste de HIV. Quando o problema é identificado, entre as recomendações estão o uso de drogas antirretrovirais pela mãe e pelo recém-nascido, o parto cesariana e a suspensão do aleitamento materno, substituindo-o por leite artificial (fórmula infantil).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários