Morreu na praia

0

O prefeiturável Almeida Lima (PPS) parece estar decidido a tirar o time de campo. Igual a um barco à deriva, a campanha dele já deixou as ruas e os candidatos a vereador pelo partido foram lançados à própria sorte. No último programa eleitoral, Almeidinha deu a entender que morreu na praia, ao desejar “boa sorte aos aracajuanos" e concluir laconicamente: “Quanto a mim, não precisa, até porque confesso, não sei se continuarei candidato”. Agora, é aguardar para saber se o prefeiturável, abandonado pelo partido e despencando nas pesquisas, vai mesmo encostar sua metralhadora giratória e bater em retirada a poucos dias das eleições.

Estaleiro

Atendendo recomendação médica, o governador Marcelo Déda (PT) decidiu se ausentar da campanha eleitoral e suspender as audiências públicas. A indisposição abdominal do petista foi diagnosticada como sendo um processo de inflamação no cólon. Esta semana, Déda fará uma bateria de exames em Aracaju, devendo também ir a São Paulo fazer uma revisão na cirurgia feita anos atrás. O governador promete manter as atividades administrativas e despachos com auxiliares.

Deportados

Não foi apenas o governo de João Alves Filho (DEM) que deportou pobres para Garanhuns (PE) em 1992. Ontem, o prefeiturável Almeida Lima exibiu no twitter uma reportagem do jornal Cinform (30/01/89) denunciando que o governo Valadares (PSB) colocou cerca de 20 famílias faveladas em um caminhão e as expulsou para Alagoas. Tempos ruins aqueles!

Tucanada

Tucanos de vasta plumagem chegam hoje em Aracaju para apoiar o prefeiturável João Alves Filho. Os senadores Aécio Neves, Sérgio Guerra e Cássio Cunha Lima desembarcam à tarde para participar de uma caminhada na avenida Maranhão e de uma carreata pelos bairros Santos Dumont, Palestina, 18 do Forte, Santo Antônio e centro da capital. Ainda no aeroporto, os três tucanos concederão entrevista à imprensa.

Disputa no TJ

O Pleno do Tribunal de Justiça elege hoje a lista tríplice para a escolha de um novo desembargador. Estão na disputa os juízes de Direito Elvira Maria de Almeida, Maria Angélica França, Gilson Felix dos Santos, José dos Anjos, João Hora Neto, José Pereira Neto, Valter Ribeiro Silva e Iolanda Santos Guimarães. Os três mais votados vão disputar a vaga aberta com a aposentadoria do desembargador José Alves Neto.

Força federal

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral aprovou ontem o envio de tropas federais Monte Alegre de Sergipe. Outros 14 municípios sergipanos aguardam decisão idêntica nos próximos dias. O TRE já solicitou ao TSE que autorize o envio de homens do Exército e da Polícia Federal para garantir a ordem nas eleições de Salgado, Laranjeiras, Canindé do São Francisco, Poço Redondo, Ilha das Flores, Campo do Brito, Lagarto, Aquidabã, Canhoba, Graccho Cardoso, Japaratuba, Pirambu, Carmópolis e Estância.

Assustado

O candidato a prefeito de Capela, Ezequiel Ferreira Leite Neto (PRB), esteve ontem no Tribunal Regional Eleitoral para pedir mais segurança na campanha eleitoral do município. Recebido pela presidente do TRE, desembargadora Aparecida Gama, o prefeiturável se confessou assustado com o comportamento agressivo de seus opositores. A magistrada prometeu avaliar o apelo de Ezequiel.

Segunda via

Termina amanhã o prazo para o eleitor que tenha perdido o título eleitoral solicitar a segunda via do documento. O pedido pode ser feito no domicílio eleitoral do cidadão. Para votar, só é necessário que o eleitor apresente um documento de identificação oficial com foto, no entanto, o título é importante para que o votante saiba qual é a seção eleitoral dele.

Denúncia

O candidato a vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB) omitiu pelo menos seis imóveis na declaração de bens que apresentou ao Tribunal Regional Eleitoral. É o que denuncia a coordenação da campanha do prefeiturável aracajuano Valadares Filho (PSB). Na propaganda eleitoral de Valadares são exibidas as certidões dos imóveis expedidas por cartórios de Aracaju e que, segundo dizem, foram omitidos por Machadão.

Vê se pode!

Você sabia que os senadores têm direito a 14º e 15º salários? Não bastasse essa mamata, a Mesa Diretora do Senado vai recorrer à Justiça para não descontar o Imposto de Renda destes pagamentos extras. Alega que o ‘Leão’ não pode ficar com parte da grana dos senadores, pois os 14º e 15º salários foram criados como uma forma de ressarcir os coitadinhos pelo deslocamento e gastos extras gerados pelas atividades em Brasília. E o povo, ó!

Do baú político

Não é de hoje que o trânsito faz vítimas e preocupa as autoridades. Prova disso é o discurso feito no Senado, em quatro de agosto de 1973, pelo senador sergipano Leandro Maciel. Em certo trecho do pronunciamento, ele afirmou que “todos os dias, nas grandes e nas pequenas cidades, nas estradas asfaltadas ou de chão batido, os jornais nos dão as cifras de atropelamentos e mortes de tanta gente que daria uma espantosa estatística. O que na verdade existe, e não diminui, é a irresponsabilidade do condutor do veículo, sempre apressado para chegar. O alarmante número de vítimas está a exigir providências urgentes que ponham termo a essa desvairada correria nas estradas”. Estivesse vivo, Leandro Maciel ficaria estarrecido ao perceber que o número de atropelamentos que o assustava em 1973 não era nada se comparado às milhares de mortes provocadas hoje pelo trânsito caótico deste país.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais