Morte é motivo tristeza, mas querer beatificar não. Bajulação póstuma

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Sergipe da bajulação póstuma!

A morte é motivo de tristeza para qualquer ser humano, sim!

No entanto, aproveitar-se da morte para “beatificar” o defunto, como se fosse um imaculado, comprova que Sergipe Del Rey é um feudo e está longe de virar um Estado Republicano de direito.

Quanta hipocrisia de uma gente nefasta que, após a morte, baba o saco do defunto como se ele tivesse sido um santo!

É preciso que essa gente hipócrita saiba que um prefeito, governador ou presidente realiza uma obra, o faz com dinheiro público advindo da carga tributária imposta aos contribuintes, não sendo outra coisa, senão, cumprir com a obrigação administrativa para a qual fora eleito.

No caso do ex-governador João Alves, como prefeito na década de 70 e nos dois primeiros governos ele cumpriu essa obrigação administrativa. Porém, é preciso lembrar que no último mandato como governador (2003/2006), os sergipanos comprovaram que foi um governo de uma obra só, que se resumiu na ponte Aracaju/Barra, deixando um rastro de problemas nas entranhas do poder executivo estadual, perdendo a reeleição. Já no segundo mandato na Prefeitura de Aracaju, de 2013/2016, não comandou e foi rechaçado no projeto de reeleição.

Este espaço jamais esconderá a verdade através de um elogio fácil num momento de tristeza ou numa crítica meia boca.

Este espaço paga caro às perseguições porque segue a linha de jornalistas e jornais do mundo inteiro que têm posições ideológicas claras.

Este jornalista escreve aquilo que pensa, sem temer, por isso a credibilidade conquistada ao longo dos anos.

Alguém já escreveu: ser verdadeiro é uma coisa, dissimular é covardia. O fato jornalístico é indestrutível, a opinião – não!



Para os que não entenderam o sentido amplo do artigo de hoje, uma análise do filósofo Leandro Karnal sobre a Gentileza e o tratamento dos brasileiros.

 

 

 


Candidato a Santo Já disse um sertanejo metido a filosofar: “O político joga para a plateia. Para ele, todo defunto é candidato a santo.” 

Aracaju: contribuintes estão com dificuldades para aderir ao Refis pelo Portal do Contribuinte. Primeira parcela não está sendo liberada Cantado em prosa e verso pelo prefeito Edvaldo Nogueira e sancionado no início deste mês, o Programa de Refinanciamento de Dívidas (Refis), para auxiliar contribuintes – tanto pessoa física quanto jurídica – com o parcelamento de dívidas e a retirada de multas e juros, permitindo a regularização fiscal do cidadão e de empresas aracajuanas, através do Portal do Contribuinte a dificuldade é enorme para adesão. Empresas que já fizeram o pedido através do portal, fazem a simulação em parcelas e não conseguem ter acesso a primeira parcela para pagamento. O processo começou desde o início e se todo contribuinte tiver que ir pessoalmente será um caos no atendimento, além da exposição neste tempo de pandemia. E o pior: a adesão é até o dia 30 de outubro, próxima segunda-feira. Ao lado, uma foto enviada por um contribuinte da enorme fila na secretaria da fazenda municipal.


                                                                                             
Dois pesos e duas medidas O Governo do Estado de Sergipe mudou o nome do Hospital de Dr. João Alves Filho para HUSE em cumprimento a determinação da Justiça de Sergipe. Porém, em um dos anexos do Tribunal de Justiça leva o nome de um desembargador aposentado que graças a Deus continua vivo. De quem é a responsabilidade? Ou melhor: o TJ não deveria ser exemplo de cumprimento da lei? Ou será preciso uma representação junto ao CNJ para que a lei seja cumprida?


Polícia civil unida em prol de projeto de valorização das categorias Dirigentes da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE) e do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) estiveram na Assembleia Legislativa do Estado, em audiência com o presidente, deputado Luciano Bispo, na manhã da quinta-feira, 26. Os representantes foram solicitar ao presidente da Casa apoio ao projeto de valorização das categorias que ainda tramita no governo.

Entendimento O projeto referido é fruto de um entendimento nunca antes alcançado entre as categorias, após um longo período de turbulências, em que as entidades defendiam interesses conflitantes. Na oportunidade, o governador Belivaldo Chagas preferiu não enviar qualquer projeto, enquanto não se estabelecesse um consenso entre as categorias. Neste ano, os trabalhadores policiais civis, atendendo a orientação do Governador, conversaram entre si, encontraram uma pauta comum, justa, simples e objetiva, e a apresentaram ao governo do Estado.

Instâncias institucionais Em respeito à organização administrativa, os dirigentes sindicais percorreram todas as instâncias institucionais, começando pela Delegacia-Geral, passando pelas secretarias da Segurança, de Governo, da Administração, chegando até a Procuradoria do Estado. O reconhecimento pretendido pelos servidores é justificado pelos resultados positivos que a Polícia Civil vem apresentando nos últimos anos. Além disso, há de se lembrar que os policiais civis, que já correm perigo de vida em situação normal, em razão de sua própria condição, durante a pandemia se submeteram a risco dobrado, podendo contaminarem-se e contaminarem suas próprias famílias, em decorrência da obrigação do trabalho presencial. A expectativa agora das categorias é que seus representantes sejam recebidos pessoalmente pelo Governador Belivaldo Chagas e que ele determine o envio do projeto de lei à Assembleia Legislativa para que possa ser votado antes do recesso parlamentar.

Você já conhece o Movimento Doa Sergipe? O “Movimento Doa Sergipe” é uma iniciativa que tem como objetivo fomentar e incentivar o espírito da doação no estado de Sergipe. São mais de 10 instituições de diferentes causas sociais em Sergipe, que participam do Movimento e que prestam excelentes serviços aos seus usuários, com ajuda de empresários, amigos e sociedade em geral. Este é o segundo ano que acontece o evento, e a meta é arrecadar doações para as instituições, como a nossa, que faz parte do movimento Doa Sergipe. Cada doação conta, pode ser de alimentos, roupas, brinquedos, materiais de higiene e limpeza ou financeira. Conheça mais no www.doasergipe.com.br e faça sua doação financeira através do link www.sympla.com.br/doasergipe__1040692 Informações: 3211-5642


PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018




                                                                                                   
Comerciantes reclamam do fechamento da agência do Banese em frente ao Ceasa E-mail de alguns comerciantes: “Mais uma agência do Banese fechada na surdina. Essa é a Agência Luiz Garcia que fica em frente ao Ceasa. A desculpa é que fechou pra reforma. Mas a verdade, segundo um colaborador do banco, é um plano interno do Banco para fechamento de agências…Não anunciaram, com medo da repercussão. Já foi fechada também a Agência Augusto Leite, que funcionava ao lado do Hospital Cirurgia. Inclusive o prédio, que era cedido, já foi devolvido ao Hospital. Há previsão de fechamento de pelo menos mais duas agências na Capital.”

 


Funcionários do grupo de risco pressionados a retornarem ao trabalho no Banese. Cadê o sindicato? De um colaborador: Boa tarde Claudio Nunes sou leitor de seu blog, peço a sua ajuda em colocar uma nota, pois todos os funcionários do grupo de risco de contrair COVID de forma grave, por exemplo: hipertensão arterial sistêmica, portadores de arritmia dentre outras, estão trabalhando home office, contudo o BANESE está pressionando ao voltarem trabalhar presencial colocando em risco suas vidas, com vc sabe está aumentando o índice de infecção no estado de Sergipe. Enquanto, o BB,CEF, e os bancos particulares, mantém esses funcionários de alto risco em tele trabalho, o BANESE faz ao contrário, colegas nos informam que os médicos do banco estão ameaçando a afasta-los, porque? os colegas estão em tele trabalho cumprido seu dever, e em uma pandemia, não há necessidade dessa pressão por parte de quem deveria salvar vidas, mas deve ser ordens superiores. Sindicato dos bancários não se pronuncia.”


PILÕES DA RIBEIRA (Itabaiana-SE) – 05 de dezembro (sábado) trilha leve, 4 km no total, – Um local incrível, com muito verde, tranquilidade e de puro contato com a natureza. Vários poços, cascatas e uma deliciosa cachoeira.

SERRA DA MIABA (São Domingos-SE) – 06 de dezembro (domingo) – trilha difícil, 16 km no total. A trilha mais desejada de Sergipe. Ar puro, belezas naturais, poços, cascatas, cachoeira e um pôr do sol fantástico do alto do cruzeiro, fazem parte desse roteiro inesquecível.

COQUEIRINHO (Itaporanga-SE) 13 de dezembro (domingo) – trilha leve/média, 10 km no total – Conhecida como a trilha mais gostosa e refrescante de Sergipe, Coqueirinho é um verdadeiro paraíso. Nessa trilha, você irá contar com muitas surpresas e grandes aventuras que irão fazer do seu domingo, um dia inesquecível.

PEDRA DA ARARA, CACHOEIRA DA ÁGUA FRIA E CACHOEIRA DE MACAMBIRA (Campo do Brito e Macambira-SE) – 19 de dezembro (sábado) – Trilha média/difícil, 10km no total. A Pedra da Arara com seus imensos paredões e um banho pra lá de delicioso, a Cachoeira da Água Fria com sua beleza e águas refrescantes e a Cachoeira de Macambira, uma das mais lindas do nosso Estado, farão com que seu dia, seja muito especial.

Reservas e informações: 79 9.9959-2100 https://www.facebook.com/destinoaventurase


Da série de fotografias do cidadão Wanderson Andrade: https://www.instagram.com/wanderr.bastos/ D. Maria Hortência, 70, esposa de Seu GIVALDINHO GAGO, Capela …


EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

                                                             
Conferência Estadual de Direitos LGBTQI+ Em parceria com ESA Sergipe e apoio do IBDFAM, nossa Seccional realizou ontem, 26, e hoje, 27, a partir das 14h, Conferência Estadual de Direitos LGBTQI+ com transmissão ao vivo pelo YouTube: https://www.youtube.com/channel/UChIcCm_wnug91KzKavHCK8A No segundo, e último dia de evento, as abordagens serão sobre: Não binaridade e importância do apoio familiar; e Violência doméstica em face dos LGBTQI+; com encerramento artístico através de apresentação cultural colaborativa envolvendo música e dança. Participe através da transmissão enviando perguntas, e deixando seu comentário.

 

 

No Projeto “Lula Ribeiro Convida” desta sexta-feira, 27, o talentoso sergipano contará com as preciosas participações do cantor Sérgio Britto, integrante da banda Titãs, e da bailarina radicada na Alemanha Luíza Braz. A apresentação acontece a partir das 19h, no https://www.instagram.com/lularibeiro/




PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK

 

 

OPINIÃO

A Nova Triaga Brasílica  Por Antonio Samarone, médico sanitarista 

A farmacologia médica até o século XX, era firmada nos Dioscórides (século I d.C.) e em Galeno (século II d.C.).
Os medicamentos eram classificados em simples (ou símplices, do latim simplicia), quando a droga era sujeita a purificação e divisão; e as triagas (tríaga, teriaga, teríaga, triaca e tríaca) quando misturava-se várias substâncias.
Os jesuítas inventaram a Triaga Brasílica – receita magna e secreta da botica baiana, uma Panaceia – Foi o medicamento brasileiro mais importante do período Colonial.
 
As boticas jesuíticas, embora tenham se tornado célebres, eram poucas no século XVIII.
 
Em Lisboa, as duas boticas jesuíticas mais importantes eram as do Colégio de Santo Antão e de São Roque. A rede de boticas jesuíticas espalhava-se pelos domínios ultramarinos: Évora, Coimbra, Bragança, Salvador, Maranhão, Olinda, Recife, Pará, Rio de Janeiro, Santos, São Paulo, Goa e Macau.
 
As triagas referem-se a receitas à base de plantas, animais e outras substâncias, como minerais, sais, óleos etc., utilizadas pela humanidade há milênios.
 
A Triaga Brasílica continha, entre outras drogas: Limão, Gengibre, Batata do campo, Ipecacuanha, Jurubeba, Canela da Índia, Cravo do Maranhão, Noz moscada, Açafrão, Erva de sangue, Cidra, Erva doce, Cominhos, Salsa da horta, Pindaíba, Urucu seco, Ópio, Alcaçuz, Canela, Salva, Alecrim, Caroba, Arruda e Cardo santo.
 
No final de semana, uma amiga testou positivo para a Covid-19, pelo RT-PCR, aquele do Swab nasal. Ela está assintomática e foi orientada a procurar uma Unidade Básica de Saúde.
 
O médico prescreveu: Azitromicina 500 mg, Ivermectina 6 mg, Prednisona 20 mg e Dipirona 500 mg (se aparecer dor ou febre). É o protocolo do SUS em Aracaju.
 
A medicina brasileira estabeleceu essa conduta (majoritariamente).
 
A paciente questionou: Doutor, eu não estou sentindo nada, sou assintomática, por que preciso tomar essa medicação? A paciente aprofundou: o senhor está prescrevendo corticoide na fase viral, um antibiótico sem indicação e um vermífugo.
 
O doutor teorizou: se não fizer bem, mal não faz. Além de aumentar a resistência do organismo contra o vírus. Se a ciência ainda não descobriu o tratamento da Covid-19, nós não podemos ficar de mãos atadas, devido a lentidão da ciência.
 
O doutor não se intimidou com o questionamento: aliás, todo medicamento possui um efeito placebo, resultante na crença em sua eficácia.
 
A medicina historicamente curou muita gente com a Triaga Brasílica dos Jesuítas. Muitos escaparam do leito da morte. É possível que essa nova Triaga (mistura de várias drogas), tenha alguma eficácia.
 
E concluiu: enquanto as vacinas não chegarem, vamos consumindo o que existe. O Brasil comprou um grande estoque desses produtos e não podemos desperdiçá-los.
 
Deus nos proteja.
 
Mais textos Antonio Samarone:  http://blogdesamarone.blogspot.com/

 

DO BLOG ESPAÇO MILITAR 

O efetivo do Corpo de Bombeiros vêm se deteriorando ao longo desses anos. São mais de 10 anos sem concurso, tanto para soldados como para oficiais. Isso criou uma lacuna operacional gigante no Corpo de Bombeiros de Sergipe. Em 2018 foi realizado concurso para a corporação (200 vagas para soldados e 12 para oficiais), porém em outubro de 2019 apenas 82 aprovados foram convocados.

Os 130 aprovados restantes aguardam a convocação. Esta que o governador assumiu o compromisso de realizar no centenário da corporação (01/10/2020) mas até o momento não ocorreu.

Sabe-se por projeções que, caso nada seja feito, o corpo de bombeiros terá apenas 350 bombeiros em 2022. Isso porque 40% do efetivo atual já possui mais de 20 anos de serviço.

É inadmissível um déficit de 1.850 homens aproximadamente até 2022, segundo o planejamento estratégico do CBM-SE e a própria ONU. Logo, estamos a beira de um colapso operacional no Corpo de Bombeiros em Sergipe.

CONSEQUÊNCIAS DE UM BAIXO EFETIVO

O baixo efetivo implica consequências gravíssimas para a população sergipana, afetando todo o estado. 

Casos estarrecedores já foram denunciados na ação do Ministério Público de Sergipe, após provocação do advogado Márlio Damasceno.Essa ação de 2017 exigi a contratação de 700 bombeiros de imediato É sabido que apenas 1 em cada 3 ocorrências consegue ser atendida pelo Corpo de Bombeiros em Sergipe (CIOSP). Ou seja, de cada 3 ocorrências, 2 não são atendidas. São vidas e patrimônios que poderiam ser salvos com a reposição do efetivo.

PROMESSA DO GOVERNADOR NÃO FOI CUMPRIDA.

O blog Espaço Militar através do seu titular esteve presente à solenidade ocorrida no dia 07 de outubro de 2019, quando o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE) completava 99 anos de existência, e em seu discurso, o governador Belivaldo Chagas, relatou que fez o concurso para chamar 200 bombeiros militares, porém devido a dificuldade do estado, estaria chamando naquela época, devido as condições financeiras, 70 aprovados e que até o dia 1º de outubro do corrente ano, quando a corporação completou 100 anos de existência, chamaria os 130 aprovados restantes, do total de 200, porém a data chegou e o governador não cumpriu o que prometeu.

O blog Espaço Militar disponibiliza mais uma vez a gravação que fez do discurso do governador Belivaldo Chagas há cerca de pouco mais de 01 ano e 01 mês, onde prometia até o dia 1º de outubro de 2020, chamar mais 130 aprovados no concurso do CBMSE, porém não cumpriu. Confiram no link abaixo:

https://soundcloud.com/user-956810940/espaco-militar-audio-do-discurso-do-governador-belivaldo-chagas-durante-solenidade-comemorativa-aos-99-anos-do-cbmse 

Como perguntar não ofende, quando é que o governador vai cumprir a palavra que deu aos aprovados no concurso do CBMSE? Aguardamos a resposta.

Em entrevista ao programa Sergipe em Foco na Comunidade FM, a ASPRA/SE (Associação de Praças Policiais e Bombeiros Militares de Sergipe), colocou-se à disposição dos aprovados do concurso do CBMSE que ainda não foram chamados, para realizarem uma reunião na próxima semana, com o objetivo de traçar metas para buscar o chamamento dos 130 aprovados, bem como, a possível convocação de excedentes, visto que as 200 vagas prometidas para o concurso da citada corporação, como diz no jargão popular, “não tapam nem o buraco do dente”.

Matéria do blog Espaço Militarmeuip.co

 


PELO TWITTER

www.twitter.com/projmandacaru Aquele bom dia cheio de esperança de florescer



www.twitter.com/CleveMerlin Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina. A rodovia mais bonita do Brasil.



www.twitter.com/GreenpeaceBR Na hora de responsabilizar outros países por comprarem madeira ilegal, Bolsonaro não titubeia. Mas não faz seu dever de casa básico. Por decisão dele, o ipê, madeira mais cobiçada do Brasil, passou a ser vendida sem nenhum controle. #InimigoDoMeioAmbiente

 



Siga Blog Cláudio Nunes:                   

Instragram

 Facebook

 Twitter

 


Frase do Dia
“A compaixão, sozinha, é a base efetiva de toda a justiça livre e de toda a caridade genuína.” Arthur Schopenhauer.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais