Motos SE: guerra diária e nada se faz

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Quase meio Bilhão de reais foram gastos de janeiro a julho deste ano pelo governo estadual, através do SUS, com vítimas de acidentes de motos.  Os números foram publicados no Jornal da Cidade numa excelente matéria assinada pelo jornalista Paulo Rolemberg (tem berço, o pai, Gilson Rolemberg foi um grande profissional da área e este jornalista teve o prazer de conviver diariamente na antiga ETFSE, hoje IFS).

A matéria mostra que o número de vítimas de motos é oito vezes maior se comparado com as vitimas de acidentes de carros.  A média de

 internamento de vítimas de motos é de 45 dias ao custo médio de R$ 120 mil. E as sequelas são grandes, de todos os tipos e muitos jovens ficam com elas definitivamente.  São centenas de jovens entrando na aposentadoria precoce por invalidez. Lamentável.

2013: 70% do atendimento vítimas de motos no HU e Cirurgia – Em 11 de Abril de 2013, o blog fez duras criticas ao então governador Marcelo Déda que concedeu isenção fiscal e anistia para motos até 125 cilindradas. Ao tentar explicar, Déda disse ao jornalista que no interior, o  jegue tinha sido trocado pela moto e muita gente usava para o trabalho de todo o tipo, por isso a isenção. Não convenceu este jornalista. Até porque quem compra uma moto tem a consciência que é um veículo e que precisa ser licenciada  e é sujeita a multas.

Em 2013 o blog pediu para que os profissionais de saúde que convivem diariamente com o problema fossem ouvidos pelo governador. Basta conversar com um profissional do setor de trauma para conhecer as histórias das vitimas. E nada mudou de lá para cá, os números só aumentaram. São dezenas de jovens mortos, paraplégicos e tetraplégicos por conta das motos.

Campanha conjunta – Semana Nacional do Trânsito – É preciso que as autoridades de todos os poderes sentem e, façam com que o Detran, a SMTT de Aracaju e de todos os outros municípios encampem uma campanha permanente em defesa da Vida. A OAB/Se, Conselho de Leigos da Igreja Católica, entidades dos evangélicos e outros segmentos precisam ajudar numa campanha pela Vida.  Que tal aproveitar a Semana Nacional do Trânsito e começar a construir essa campanha com todos poderes e entidades envolvidos?

É preciso envolver também as concessionárias de moto de todo o Estado.E os meios de comunicação, principalmente as redes TV Sergipe e TV Atalaia poderiam participar desta campanha como patrocinadoras.

A guerra diária em Sergipe, onde jovens morrem e ficam inválidos, ainda não despertou a atenção de todos os poderes.

Só para lembrar o blog sempre alertou para o problema, alguns dos artigos:

Trânsito: jovens estão sendo perdidos (11.06.2013) https://.infonet.com.br/blogs/claudionunes/ler.asp?id=145323&titulo=claudionunes

Na contramão:Déda e a isenção de motos (11.04.2013) https://.infonet.com.br/blogs/claudionunes/ler.asp?id=142806&titulo=claudionunes

Debate na TV Sergipe
Em reunião ontem, 19, à tarde, ficou confirmado o debate da TV Sergipe com apenas os candidatos Edvaldo Nogueira, do PCdoB e Valadares Filho, do PSB. O candidato João Alves Filho, do DEM, não vai.

Do debate que ninguém viu
O blog tentou, mas não descobriu a TV fechada do debate de Aracaju ontem,19. Pelo que informaram não estava mais no sistema Net e somente pelo Youtube. Aí é brincadeira. Se os candidatos soubessem ganhavam mais fazendo campanha nas ruas.

Amanhã, 21, mais um leilão do grupo Bomfim
O Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região realiza amanha, 21, mais uma leilão do grupo Bomfim para pagamento de dividas trabalhistas. Entre os lotes apartamento em Salvador (lance inicial R$ 2,2 milhões); apartamento em Aracaju (lance inicial R$ 3,5 milhões); um imóvel em Salvador ( lance inicial R$ 15 milhões) e uma fazenda situada em Campo do Brito e Frei Paulo, cujo lance inicial é de R$ 29 milhões. Detalhes em:https://.lancese.com.br/

Leilão de área da Cehop situada no povoado Robalo em Aracaju
No leilão da Justiça do Trabalho de amanhã, 21, consta também uma área de terras próprias, situada na região do povoado Robalo da Companhia Estadual de Habitação – Cehop. A área penhorada é de 297.400 metros quadrados  e tem o lance inicial de R$ 8,6 milhões.

Campo do Brito: denuncia de compra de votos na PRE e PF
E o blog foi informado que a Procuradoria Regional Eleitoral e a Polícia Federal receberam diversas gravações dando conta que um candidato a prefeito de Campo do Brito, já conhecido por problemas de compra de votos, tem negociado votos com garantia de empregos. Quem ouviu garante que as gravações confirmam o crime eleitoral.

Em Socorro, o PCdoB trocou o vermelho pelo amarelo
Enquanto que em Aracaju o PCdoB e o PT esconderam a cor vermelha por razões que todo mundo já sabe, em Socorro, a campanha do Padre Inaldo, também do PCdoB, parece mais do PSB: amarelou de vez.

Mirante do bairro 13 de Julho
Na sexta feira (16.09), às 19h  no calçadão do bairro 13 de Julho na área do Mirante, tinha 12 postes, cada um com 04 pétalas de lâmpadas, e tudo apagado. “48 lâmpadas apagadas, breu total”, alerta o leitor Luiz Brandi.

Cidadão Aracajuano
O escritor sergipano, advogado e ex-presidente nacional do Serviço Social da Indústria (SESI), Rui Lima do Nascimento, recebe nesta terça-feira (20) às 17h, em sessão solene, na Câmara Municipal de Aracaju o Título de Cidadão Aracajuano. O sergipano, natural de Estância, foi presidente do SESI durante 25 anos e escreveu o livro Jorge Amado – Uma cortina que se abre. A obra apresenta a biografia do escritor entre os anos de 1936 e 1939 quando morou na cidade sergipana de Estância após ser perseguido e preso pela polícia do governo Getúlio Vargas.

Yoshizo Machida em Aracaju
No próximo dia 08 de outubro, a Me2 estará trazendo a Aracaju, Yoshizo Machida, que ministrará um curso no Colégio Master durante todo o dia. Detalhes na próxima semana.

Insensibilidade das pessoas
Hoje o Brasil carece de 'heróis' e de pessoas honestas, que ganhem dinheiro com seu trabalho honesto e pessoas como o ator Domingos 

 Para o leitor refletir sobre a insensibilidade humana.

Montagner, mesmo sendo um "mero" ator, como citado no comentário, era um ser humano maravilhoso, que, com sua arte, fez o país inteiro gostar dele e o admirar. O  comentário ao lado do face para o leitor refletir como o ser humano pode ser tão mau caráter.

Cartão do Banese possibilita compras e saques em outros estados e no exterior
Clientes do Banese em viagem pelo Brasil ou pelo exterior podem utilizar o cartão do banco para a realização de compras a débito e saques internacionais. Com o cartão Débito do Banese, o cliente faz compras através da rede Maestro e saques internacionais através da rede Cirrus. Essas duas redes, ligadas à Mastercard, estão presentes em todas as partes do mundo, em cerca de 200 países.

Liberação
Para utilizar o serviço, no Brasil ou no exterior, o cliente só precisa liberar o limite de débito do seu cartão antes de viajar, o que pode ser feito de modo simples, por telefone, através do ‘Alô Banese’ (79-3218-2020 ou 0800-284-3218). O cliente informa o período da viagem e o banco libera o cartão para compras e saques em outros estados ou países.

Exemplo
Um exemplo é o caso da jornalista sergipana Ofélia Onias, que, durante férias Cartagena, sacou 70 mil pesos no Banco da Colômbia com o cartão do Banese. “A transação foi efetuada no caixa eletrônico com total segurança e tranquilidade. Não há perigo de pegarmos notas falsas”, elogiou a jornalista.

Segurança
O gerente do Banese, José Marcelo Santos, também utilizou o serviço e destacou a segurança da transação bancária.  “A segurança da transação é garantida pela Instituição, evitando que o cliente pegue notas falsas, além de receber a mensagem do saque diretamente no celular já com o valor em real”, disse.

PELO TWITTER

www.twitter.com/joaocorrrea  Que cada um entenda a importância de Deus em suas vidas . Deus é o alicerce e o conforto.

www.twitter.com/WilliamFonseca  Não crie expectativas. Crie oportunidades. O que ainda não veio, tudo bem. Mas o que vier, será uma grata surpresa.

www.twitter.com/revinhogama   Não é a vista que tá cansada. É a realidade que esgota o olhar…

www.twitter.com/AdemarQueiroz  Se você acha que custa caro contratar um profissional é porque não faz ideia de quanto custa um incompetente.

DO LEITOR

DAQUI DA ARQUIBANCADA*

O dia 29 de maio de 1985 foi o indutor de um processo de transformação dos estádios de futebol no mundo. Esse dia marcou a final da Taça dos Campeões Europeus, no Estádio do Heysel, na Bélgica, que opunham o Liverpool, da Inglaterra, e a Juventus, da Itália. Antes do início do jogo uma confusão generalizada, aparentemente provocada pelos torcedores ingleses, ocasionou a morte de 39 pessoas e de um número indeterminado de feridos. Anunciava-se, para o mundo, a figura nefasta dos hoolingans. Apesar do incidente lamentável, a partida ocorreu com vitória da Juventus, por 1 a 0, com gol de Michel Platini.

Em 15 de abril de 1989, uma nova tragédia envolvendo hoolingans, desta feita num jogo pela Copa da Inglaterra no Estádio Hillsborough, em Sheffield, envolvendo o Liverpool e o Nottingham Forest, válido pelas semifinais do referido torneio. Durante a partida, 96 torcedores do Liverpool morreram pisoteados e outros 766 ficaram feridos. Foi o maior desastre do futebol inglês e um dos maiores do mundo.

Após tais ocorrências lamentáveis envolvendo torcedores ingleses, a então Primeira Ministra da Inglaterra, Margaret Thatcher, que no plano

Foto do site BlogdoLucao. 

 político já começava a dar sinais de que não se manteria no pode por muito tempo, lançou medidas duras para coibir o ingresso de hoolingans nos estádios de futebol, além de determinar medidas de ajustes nos seus espaços físicos e arredores, que além de proporcionarem mais conforto, visavam garantir a segurança dos espectadores. Surgia, para o mundo, o conceito atual de arena esportiva e se iniciava o ocaso dos estádios com o setor das gerais. Nesse processo de metamorfose, nem o lendário Estádio de Wembley se salvou.

Pois bem, no Brasil esse conceito de arena esportiva começou com o estádio do Atlético Paranaense em 1999, depois com a primeira reforma do Maracanã para os jogos Pan-Americanos de 2007, alcançado o seu ápice com a Copa do Mundo de 2014.

Sucede que o modelo inglês de arena foi importado sem nenhuma preocupação com o torcedor de baixo poder aquisitivo. Hoje em dia não se observa, pelos jogos transmitidos pela televisão, o perfil de torcedor que há 20 anos frequentava a geral do Maracanã e de tantos outros estádios de futebol no Brasil. Esse torcedor foi afugentado. Criou-se, no dizer de Mauro Cézar Pereira, da Espn Brasil, a figura do torcedor cappuccino, que vai ao estádio como se estivesse diante de uma ópera ou de uma sessão de cinema. Não vibra! Não se entusiasma! Parece indiferente à peleja. Muito diferente do torcedor que se acostumou a curtir futebol desde os tempos em que jogava na várzea ou em campos de terra batida enquanto criança. Não se entra no mérito das torcidas organizadas, até por que estas em sua maioria recebem incentivos do clube e já tem lugares cativos nos estádios. Trata-se aqui do torcedor comum.

A propósito, lembro-me, quando pequeno, de várias vezes assistir a jogos de futebol pela televisão com a geral do maracanã repleta de torcedores, de ambos os clubes, fosse clássico ou não. Vi, por várias vezes, figuras folclóricas como o torcedor do Flamengo conhecido como o “Índio da geral”, sempre carregado de patuás, adereços e superstições. Havia uma coluna no Jornal dos Sports, do jornalista esportivo, Washington Rodrigues, o Apolinho, torcedor fanático do Flamengo, atualmente atuando no Jornal Meia Hora, que simbolizava bem isso e que tinha por título um nome bem sugestivo: “Geraldinos e Arquibaldos”.

Tenho saudades da geral, sobretudo a do Maracanã, em que pese nunca lá ter ido. Penso que não é preciso admirar coisas por tê-las conhecido de perto. É que mesmo à distância já é possível reconhecer o seu valor. A Geral era democrática. A geral era múltipla mesmo sendo una. A geral era do POVO, tal qual a Praça Castro Alves, conforme bem diz Caetano Veloso.

MANOEL DANTAS – Advogado e Santista*  (http://Daquidaarquibancada @gmail.com)

NOTA AMESE 

A AMESE – Associação dos Militares do Estado de Sergipe, vem a público repudiar o projeto elaborado pelo Governo do Estado de Sergipe e apresentado na tarde de hoje (19/09/2016) aos militares no Ginásio Constâncio Vieira.

Para nossa associação, o governo do Estado continua tratando de forma diferenciada a categoria dos servidores militares, dentro da Secretaria de Segurança Pública, ao não conceder a promoção por tempo de serviço da mesma forma que é estabelecida, merecidamente, aos policiais civis, criando mecanismos que ainda embaraçam os acessos aos postos e graduações superiores.

Repudiamos, também, a tabela de valores de subsídio apresentada e que não resgata sequer, em seus valores mínimos, as perdas inflacionárias apresentadas no período e aquelas acumuladas até a sua implementação.

Registramos também a ausência de um regulamento disciplinar próprio em substituição à legislação do Exército, além do fato de a contagem do tempo para evolução do comportamento da praça militar que já cumpriu sua pena ser bastante superior ao do oficial apenado. Queremos, ainda, que a presunção de inocência seja estendida a toda a categoria de militares, da mesma forma que é estabelecida somente para as praças integrantes da corporação.

Lamentamos, ainda, a falta de respeito e consideração aos militares reformados e da reserva remunerada por não terem sido valorizados da maneira que deveriam e por terem sido esquecidos na elaboração deste projeto que não atende ao anseio de toda a nossa querida tropa.
Continuamos atentos a todos os direitos que foram concedidos às demais categorias da segurança pública sergipana, dentre eles a exigência de 

Nota dos coronéis divulgada ontem.

nível superior para ingresso e a carga horária semanal definida em lei, e que ainda, injustamente, não foram concedidos aos nossos bombeiros e policiais militares.

A AMESE continuará vigilante e extremamente ativa na luta contra qualquer retirada de direitos ou de ações legislativas que venham causar prejuízo a toda a nossa categoria, quer seja ela de militares ativos ou inativos.

Associação dos Militares do Estado de Sergipe (AMESE)

Obs: veja ao lado também a nota dos coronéis do PM/BM.

Blog no twitter:https://.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“Malditos os inseguros e os parcimoniosos! O defeito prejudica mais do que o excesso.” Saint-John Perse, poeta e diplomata francês, morreu em 20 de Setembro de 1975 (n. 1887).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais