MPF e “Deus seja louvado”

0

Sabe aquela frase que está grafada em seu dindin, “Deus seja louvado”? Ela está a um passo para ser apagada. Recentemente a revista Veja

publicou que o Ministério Público Federal em São Paulo encaminhou, em Dezembro de 2011, uma notificação ao Banco Central pedindo explicações sobre o motivo de as cédulas da moeda nacional, o Real, conterem a inscrição.

“A notificação, segundo o jornalista Lauro Jardim, da revista Veja, foi elaborada e enviada pelo procurador substituto Antônio de Oliveira, cobrando explicação para a “ofensa à laicidade da República Federativa do Brasil”, pois para o procurador, a frase é incompatível com a condição do Estado, que não faz associação a nenhuma religião.

O Banco Central, após receber a notificação, instaurou uma comissão interna para analisar o caso e elaborar a defesa da frase inscrita nas cédulas do Real. Em resposta ao procurador Antônio de Oliveira, o BC respondeu afirmando que a moeda segue o exemplo da Constituição Federal, que foi feita e estabelecida “sob a proteção de Deus” e que “a República Federativa do Brasil não é anti-religiosa ou anti-clerical, sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo”.

Na nota, o BC ainda informou ao procurador que sua representação padece de vício de origem, ou seja, as especificações das cédulas da moeda nacional não são de competência do Ministério Público Federal, e sim, do Conselho Monetário Nacional, que é quem determina as características gerais das cédulas.

Nada foi resolvido, o procurador, solicitou pedido esclarecimento sobre o assunto para o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Segue um lembrete para o MPF. O Estado é laico e não ateu. Outra, não tem coisa mais interessante para se preocupar?

Com informações da revista Veja e Gospel +

Perseguição religiosa…

Conselho Federal de Psicologia acatou denúncia contra a psicóloga cristã Marisa Lobo por professar a fé cristã e divulgar isso nas redes sociais, assim como em palestras em que participa

Segundo informações publicadas pela própria Marisa Lobo em seu Twitter, o Conselho Federal de Psicologia ameaçou cassar seu registro de profissional caso não negue sua fé em Cristo em até 15 dias. Para evitar a cassação, Marisa Lobo também deveria retirar de seus perfis nas mídias sociais toda e qualquer menção à sua fé, ou parar de exercer a profissão.

Marisa Lobo publicou que nunca teve uma reclamação formalizada no Conselho por parte de pacientes dela, e que esse processo contra ela tratava-se de perseguição religiosa. Diversos seguidores da psicóloga em seu perfil, @psicologiacrista manifestaram apoio, com frases de incentivo e indignação pelo ocorrido. Muitos também questionaram se o direito à liberdade de expressão, crença e culto, previstos na Constituição Federal, não se aplicam ao estatuto do Conselho Federal de Psicologia.

Alguns perfis contrários à postura da psicóloga apoiaram a decisão do Conselho Federal de Psicologia, e todas as mensagens contrárias foram retransmitidas por Marisa Lobo aos seus seguidores, e em resposta, afirmou que “tem uns ateus no meu TT, achando que estou morrendo de medo, por poder ser cassada. Nem sabem que é privilégio ser perseguido por Cristo”.

Marisa afirmou que não negará sua fé cristã para evitar a cassação de seu registro no Conselho, e afirmou que sua crença faz parte de sua identidade: “Eu assinei no conselho e declaro, não nego minha fé. Eles me deram 15 dias para tirar tudo que me ligue a minha fé das minhas redes sociais”. Segundo Marisa, ela tem reunião agendada com o senador Magno Malta na próxima semana para discutir ações a serem tomadas contra a medida do Conselho.

O ministro falou demais e levou bronca da presidente Dilma

Em compromisso recente no Rio Grande do Sul, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho afirmou que "a oposição virou pó e que a próxima batalha ideológica será com os evangélicos conservadores, que têm uma visão do mundo controlada por pastores de televisão".

As redes sociais alastraram o assunto e a bancada evangélica reagiu pedindo explicação do ministro.

Gilberto Carvalho, levou a famosa “chamada’ da presidente Dilma e prometeu pedir desculpa que logo cumpriu na noite desta quarta-feira (15)

Gilberto falou demais

que enviou uma nota oficial se retratando pelo mal entendido.

No documento, Carvalho reitera que durante sua fala no Fórum Social temático, no mês passado, em Porto Alegre não pretendia desmerecer nem ofender o mundo evangélico.

“Mais ainda, o ministro comprometeu-se a divulgar esta nota, esclarecendo que, em seu pronunciamento, não fez nenhum ataque a pastores evangélicos que mantêm programas religiosos na televisão brasileira, não fez nenhuma referência ou proposta de criação de uma rede de comunicação voltada ao combate aos evangélicos –ideia que qualificou de absurda e ilegal–, e não fez nenhuma referência à questão do aborto”, diz a nota assinada pela assessoria de comunicação da Secretaria-Geral.

Carvalho se reuniu com os representantes da frente na Câmara que defenderam que o assunto era “matéria vencida”.

Igreja Universal distribui 30 toneladas de alimentos para desabrigados da chuva em Moçambique

Diversas cidades em Moçambique estão sendo castigadas pelas fortes chuvas que assolam o sul do país. Por causa das cheias que atingiram a região, mais de 100 famílias ficaram desabrigadas apenas em Maputo, capital do país.

Diante dessa situação, a Igreja Universal do Reio de Deus iniciou uma campanha junto com a Associação Beneficente Cristã (ABC) e com a Rede de Comunicação Miramar (RCM) para arrecadar alimentos de primeira necessidade para os desabrigados. O objetivo inicial do projeto foi arrecadar 30 toneladas de alimentos.

O presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, David Simango, elogiou a atitude de igreja: “Quando vi o movimento pela televisão, um dia antes de recebermos a doação, fiquei maravilhado e logo percebi que iria superar as nossas previsões. A nossa expectativa inicial era de quantidades muito humildes”, afirmou.

Simango agradeceu à igreja e disse ainda que, como as doações superaram suas expectativas, os donativos poderão ser compartilhados com outras regiões e ajudar ainda mais pessoas: “Esta oferta não será usada somente para as vítimas de Maputo, mas também para apoiar os nossos irmãos em outras províncias onde houve cheias. Em nome de todos os beneficiários, agradeço pelo gesto nobre e humanitário. Este é o exemplo de solidariedade”.

Segundo o site Arca Universal, o responsável pela Igreja Universal em Moçambique, bispo João Leite, também ressaltou que as doações poderão ajudar outras regiões e afirmou que a igreja se mobilizou para as doações diante do sofrimento das vítimas das chuvas. Ele afirmou ainda que a campanha irá continuar: “Sentimo-nos muito felizes porque superamos as nossas expectativas. O que doamos não será apenas para os que estão afetados na cidade de Maputo, mas também para os que estão passando pela mesma situação em outras províncias. E para esta semana, temos uma meta de 100 toneladas”, finalizou.

Funkeiro MC Marcinho afirma que sonha ser pastor e que pretende abandonar carreira no funk: “Tenho deixado Deus agir na minha vida”

Em entrevista concedida à apresentadora Regina Casé, o funkeiro MC Marcinho afirmou que pretende abandonar sua carreira de mais de 18 anos no funk e tornar-se pastor.

Marcinho disse que trata-se de um objetivo: “Esse lance de virar pastor é um sonho que eu tenho. Eu sonho em um dia ser. Mas pra isso é uma estrada muito grande para você poder percorrer”.

Durante a entrevista, Marcinho afirma que tem o desejo, porém sabe que suas atividades como MC não permitem que ele inicie a busca pelo pastorado agora: “Se eu fosse um cara que fosse só chegar, sentar na igreja, ver o culto e for embora, beleza… Mas pra mim que almejo o ministério, almejo crescer dentro daquele ministério, dentro da igreja, então já começa a colidir”.

Afirmando que em busca desse sonho pretende abandonar sua carreira no funk, Marcinho afirma que sofre pressões, de ambos os lados, porém tem pedido a direção de Deus: “Esse lance de largar o funk é uma coisa que eu tenho deixado, tenho falado muito com Deus para que Deus possa me mostrar se é isso mesmo que eu tenho que fazer, no momento certo. Eu vou largar na hora em que Deus achar que eu tenho que largar o funk”, pontuou Marcinho.

Essa decisão, explica, será tomada na hora que Deus disser que deve ser tomada: “Eu tenho deixado para Deus agir na minha vida, acho que só Ele sabe o que é melhor pra mim. Foi Ele que abriu uma porta lá atrás, do funk, pra mim, e só ele mesmo vai poder fechar”, finalizou, lembrando que tudo o que conquistou pessoalmente, foi através do funk.

Fonte: Gospel +

Vem aí o 2º Encontro de Noivas Evangélicas de Sergipe

O evento será no Hotel Quality, entre os dias 30 de abril e 1 de maio, e contará com desfiles de noivas, degustações e sorteios.

O encontro tem o intuito de reunir em um só lugar profissionais e fornecedores evangélicos e não evangélicos, que proporcionem aos noivos a acessibilidade, conhecimento, orçamentos, atualidades de serviços e produtos de casamento em um único lugar.

No ano passado, o evento reuniu 27 expositores e recebeu a visita  de 250 noivos. Segundo os organizadores, nesta edição, serão 40 expositores e pretende atrair mais pessoas. A entrada é free. Vai perder?

Frase da semana

“Senhor! Que toda maldição que chegue aqui se transforme em benção. Amém!”

gleicequeiroz@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais