Mulher e homem em igualdade

0

O Dia Internacional da Mulher vem comemorar muitas conquistas dos direitos da mulher e da  igualdade de gêneros, mas também lembrar de combater, o preconceito e a violência contra a mulher.

Eles ainda existem em muitos lugares e em muitas pessoas.
Lembrar para não deixar que, a condição de gênero, prejudique a mulher, deixando-a em posição de inferioridade.
Estamos comemorando algumas mudanças que visam combater a violência, a desigualdade social e a desvalorização feminina.

Muitos direitos foram adquiridos e oportunidades foram conquistadas. Temos conhecimento das mulheres que estudaram, se formaram, conseguiram bons empregos e salários, e no campo afetivo e sexual se relacionaram com pessoas que escolheram e amaram.
As mulheres sentem-se valorizadas se há igualdade de gêneros. São muitos avanços das ações femininas que garantiram direitos e civilidade.

A observação do preconceito pode ser avaliada, primeiro em nosso lar, avaliando se homens e mulheres têm alguma distinção nos direitos e deveres. Se houver algum mandatário entre o casal da família, a situação é de preconceito e discriminação. A base do relacionamento humano consiste no entendimento e divisão de tarefas, além do respeito e consideração às diferenças.
No trabalho, podemos averiguar se a maioria dos cargos mais elevados está sendo preenchido pela capacidade profissional ou favorecimento de gênero. Na sociedade, averiguando o motivo da ascensão e poder.
O objetivo é saber se realmente temos os mesmos direitos e oportunidades, pois só assim garantiremos uma vida justa e feliz.

Precisamos contribuir para uma sociedade mundial que ofereça direitos a mulher igualmente oferecidos ao homem.
Muitas mulheres enfrentam punições de machismo, principalmente nos países pobres e de religiosidade arraigada, comandados por pais, maridos e chefes. Essas mulheres oprimidas, são submetidas à ignorância e a fazer o que eles desejam, com castração moral e profissional e até física e emocional.
Tudo isso misturado à cultura e religião que não são combatidas com leis baseadas nos direitos humanos, fazendo com que hajam violências, infelicidades, espancamentos e execuções destas mulheres.

Vamos fazer a nossa parte, com exemplos e lutas para dignificar a mulher. Comemoremos as nossas conquistas de liberdade e igualdade. Que a mulher tenha seu espaço na sociedade e que seja valorizada pela sua participação no desenvolvimento do mundo.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais