Mundo cão

0

A violência cresce de forma acelerada e sem controle. O cidadão assiste atônito a ousadia dos criminosos, ao mesmo tempo em que se tornam cada vez mais corriqueiros os crimes com motivações pessoais ou sem sentido. É frágil a segurança pública, nosso sistema carcerário é ineficiente e temos ainda a conhecida impunidade que, apoiada por leis inadequadas à realidade, permite que assassinos desfrutem da liberdade como pessoas comuns. Falando ontem para empresários do comércio sergipano, o comandante da Polícia Militar, coronel Maurício Iunes, revelou que das 23 mil pessoas presas em Sergipe nos últimos dois anos e meio, 18 mil já foram soltas para voltar a delinquir. Esta facilidade em sair da cadeia torna o criminoso mais ousado e disposto a matar por qualquer motivo. E esta sensação de impunidade assusta os cidadãos de bem que, sem alternativa, se enclausuram em suas casas, enquanto os bandidos circulam normalmente a procura da próxima vítima. Aonde iremos chegar?

Viúvas do Pré

Tem gente mais triste com o fim do Pré-Caju do que os próprios organizadores da prévia. Pior é que alguns criticam o Governo e a Prefeitura de Aracaju por terem se recusado a “torrar” dinheiro público com uma festa particular de gosto duvidoso e sem qualquer relação com a cultura sergipana. Estes que andam chorando pelos cantos e becos da cidade são as viúvas do Pré-Caju.

Sem perdas

Diferente do que alardeiam alguns, a rede hoteleira de Aracaju não será tão afetada com o fim do Pré-Caju. Segundo Manoel Lisboa, presidente do Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes de Sergipe, o movimento de turistas na cidade no início do ano é natural para o período de alta estação. “Claro que a prévia carnavalesca atraía visitantes, mas a maior parte das reservas nos hotéis é motivada pelo Réveillon, férias e o próprio verão”, explica Lisboa.

Juros altos

Os juros cobrados pelos bancos de quem usa o crédito automático do cheque especial já atinge a média de 10%. Pesquisa do Procon mostra que o maior aumento ocorreu no HSBC (de 10,77% para 11,99% ). Os economistas do Procon alertam que o consumidor deve priorizar o pagamento dos débitos com os ganhos do 13º salário e evitar fazer novos empréstimos.

Cadê a grana?

Os servidores da Prefeitura de Porto da Folha estão comendo o pão que o diabo amassou. Sem receber salários há dois meses, eles promovem no próximo dia 20 um protesto contra a administração municipal. Em greve desde o último dia 10, os servidores prometem seguir de braços cruzados até que os salários sejam pagos. Estão certíssimos!

TCE de olho

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Carlos Alberto Sobral, converteu em diligência as contas anuais da Assembleia Legislativa, referentes ao exercício 2012. A alegação é que as informações que tem o conselheiro não são suficientes para ele se posicionar. Na sessão de ontem, os conselheiros do TCE também consideraram irregulares as contas das Câmaras Municipais de Capela (2011), Divina Pastora (2011), São Domingos (2009), Lagarto (2008) e Cristinápolis (2009).

Transparência

Lideranças sindicais ligadas à CUT protestaram ontem contra o descumprimento da Lei de Transparência pelos Poderes Executivo e Legislativo. “A sociedade precisa e tem o direito de saber como está sendo investida a verba pública” discursa o vice-presidente da CUT, professor Roberto Silva. A deputada estadual Ana Lúcia (PT) defendeu que a Assembleia, “o mais plural entre todos os Poderes, ouça e atenda esta importante reivindicação da sociedade”.

Prazo menor

Caiu para cinco anos o prazo prescricional para o empregado cobrar na Justiça os valores não depositados no FGTS. Antes da decisão do Supremo Tribunal Federal, o prazo para entrar com ação era 30 anos. A partir de agora, nas novas ações, o trabalhador poderá acionar a Justiça em dois anos para cobrar os débitos, mas somente dos cinco anos anteriores. Você tá nessa?

Secretariáveis

O colega Osmário Santos publica hoje no Jornal da Cidade que os nomes dos professores Jorge Carvalho e Ada Augusta Celestino Bezerra são os mais cotados para a Secretaria Estadual da Educação. A professora, que é irmã do deputado estadual Augusto Bezerra (DEM), por pouco não assumiu uma Secretaria de Estado no início do segundo semestre. Segundo Osmário, “ela é a queridinha do magistério”.

Partidos demais

Este ano, o Tribunal Superior Eleitoral divulgou a existência de 32 partidos políticos regularmente constituídos no Brasil. Além dessas, outras 30 legendas estão em algum estágio do processo de organização e registro. A continuar nesta toada, em breve cada eleitor terá seu próprio partido. Aqui em Sergipe mesmo, tem gente comandando mais de 10 legendas de aluguel. Uma lástima!

Recorte de jornal

Publicado na Tribuna de Aracaju em 27 de abril de 1931

Resumo de Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais