Musiqualidade

0

R E S E N H A     1

Cantora: LUIZA POSSI
CD: “SEGUIR CANTANDO”
Gravadora: LGK

Nome em ascensão no mercado fonográfico nacional, a cantora Luiza Possi está lançando o projeto “Seguir Cantando” (cujo show homônimo realizou no mês passado aqui em Aracaju), o qual se encontra disponível nos formatos CD e DVD.

Trata-se de uma parceria entre a gravadora LGK e o Canal Brasil e o registro ocorreu durante show realizado em abril deste ano na casa Citibank Hall em São Paulo.

Luiza se mostra em processo de amadurecimento artístico, o que pode ser comprovado através de suas ótimas interpretações para “O Portão” (de Roberto e Erasmo Carlos) e “Maneiras” (de Sylvio da Silva, canção propagada por Zeca Pagodinho).

Entre os temas autorais, os destaques ficam por conta de “Minha Lua” e “Dias com Mais Horas” (esta, uma parceria dela com Dudu Falcão). Outros bons momentos são “Balance” (de Sara Tavares), “Vem Ver” (de Pedro e Rita Altério) e “Deixe Estar” (de To Brandileone).

Há as participações especiais de Ivete Sangalo em “Azul (de Djavan) e “O Circo Pega Fogo” (de Nelsinho Botega), de Thiaguinho do Exaltasamba em “Ainda É Tudo Seu” (de Luiza e Jhama) e da mamãe Zizi Possi em “Cacos de Amor” (outra de Luiza e Dudu).

R E S E N H A     2

Cantora: PAULA LIMA
CD: “OUTRO ESQUEMA”
Gravadora: INDEPENDENTE

A cantora Paula Lima acaba de lançar o CD “Outro Esquema”, a rigor uma espécie de coletânea dos vários momentos de sua carreira, embora surja o produto revestido por nova embalagem e trazendo alguns remixes e duas canções inéditas.
Cantora de vistosa presença e fartos recursos vocais, Paula só peca quando se deixa envolver pelo excesso de maneirismos vocais. Sua música é, via de regra, dançante e transita entre o funk, o samba e o soul.

Entre as quatorze faixas estão duas versões de “Ela É a Tal” (parceria de Zeca Baleiro e Lúcia Santos), “É Isso Aí” (de Sidney Miller, maior hit do primeiro disco solo de Paula) e “Tirou Onda” (contagiante tema de Acyr Marques, Arlindo Cruz e Maurição). As inéditas “Pisou na Bola” (de Benê Alves) e “Solidão Gasolina” (de Curumim e Dan Nakagawa) são canções medianas se comparadas a músicas vigorosas como “Flor de Maracujá” (de João Donato e Lysias Ênio) e “Valerá a Pena” (de Dorival Caymmi).

Como erro crasso, o sucinto encarte que acompanha o álbum não traz os nomes dos autores das canções. Há as participações especiais de Max de Castro (em “O Nego do Cabelo Bom”, dele próprio), Seu Jorge (em “Cuidar de Mim”, dele ao lado de Rogê e Gabriel Moura) e Toni Garrido (em “Negras Perucas”, de Marcus Vinicius e Nilo Pinheiro).

N O V I D A D E S

* Geraldo Azevedo se une ao cantador Assunção de Maria e juntos acabam de lançar um bom CD que chega às lojas através da gravadora Biscoito Fino. Composto por doze faixas compostas por ambos em parceria ou separadamente, o álbum teve a direção assinada por Robertinho de Recife. Entre os destaques do repertório encontram-se as canções “Em Busca de Mim”, “Na 21” e “Se o Meu Coração Soubesse”.

* A gravadora Joia Moderna anuncia o lançamento do sexto álbum de Jussara Silveira. Intitulado “Ame ou se Mande”, o repertório se baseia no show que a cantora vem apresentando já há alguns meses no eixo Rio-São Paulo. Com a produção assinada pelo tecladista Sacha Amback ao lado do percussionista Marcelo Costa, o disco é composto por onze faixas, dentre as quais “Madre Deus” (de Caetano Veloso, canção que também integrará o próximo CD de Gal Costa), “Doce Esperança” (de Roberto Mendes e Jota Velloso), “Tenha Dó das Estrelas” (melodia de Zé Miguel Wisnik sobre poema de Fernando Pessoa) e “Contato Imediato” (de Carlinhos Brown, Marisa Monte e Arnaldo Antunes).

* Será rodado no próximo ano o filme que contará a vida do cantor e compositor Lobão. O roteiro se inspira na autobiografia do artista, “50 Anos a Mil”, lançada no ano passado. Falando em Lobão, ele excursiona atualmente pelo Brasil com o show “Elétrico 2011” e a apresentação realizada semana passada no Citibank Hall de São Paulo foi devidamente registrada para gerar CD e DVD. Além dos maiores sucessos de sua carreira, o artista rebobina “Ovelha Negra” (de Rita Lee) e apresenta a inédita “Agora É Tarde” e as mais recentes “Das Tripas Coração” e “Song for Sampa”.

* Também baseado em uma biografia, no caso o livro “Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia” escrito pelo agitador cultural Nelson Motta, chegará em breve às telonas a polêmica trajetória do artista conhecido como o Síndico da MPB.

* E mais um grande nome terá sua história transformada em ficção, a qual deverá ser exibida no próximo ano: Renato Russo, o líder da banda Legião Urbana, incontestável sucesso no cenário do rock nacional dos anos oitenta.

* Com distribuição da Microservice, retorna ao catálogo o álbum “Meu Samba, Minha Vida”, gravado pelo cantor carioca Cyro Monteiro em 1968 para a Copacabana Discos. No repertório, entre outras canções, há “Saquinho de Dinheiro” (parceria de Cyro com Lilian de Matos), “Moreninha Boa” (de Fardel e Estevão Camargo) e “Saudade Dela” (de Alcyr Pires Vermelho e Pedro Caetano).

* A gravadora Biscoito Fino está pondo nas lojas o CD “Outras Canções de Cinema”, o qual reúne, em tratamento instrumental, os talentos do pianista Wagner Tiso e do violoncelista Marcio Malard. Há as participações especiais do percussionista Mingo Araújo e do guitarrista Victor Biglione.

* Com o intuito de comemorar os quarenta e cinco anos da carreira de Pepeu Gomes, a gravadora Warner está repondo em catálogo nove títulos do artista, entre eles um inédito disco ao vivo intitulado “Eu Não Procuro o Som”, fruto de registro feito durante show realizado no Teatro Tereza Rachel, no Rio de Janeiro, em 1979. Há desde álbuns bastante conhecidos (“Na Terra a Mais de Mil”, “Um Raio Laser” e “Pedra Não É Gente Ainda”) até outros que passaram mais ou menos despercebidos (“Calor Humano”, “Moraes e Pepeu no Japão” e “Sexy Yemanjah”).

* O próximo CD de Jorge Vercillo (intitulado “Como Diria Blavatsky”) chegará ainda este mês às lojas através de um selo fundado pelo próprio artista. Longe das gravadoras, ele regravou a canção “Sensível Demais” (de sua autoria), a qual se tornou sucesso em 1998 em gravação feita pela dupla sertaneja Chrystian & Ralf.

* Ângela Maria anuncia para breve o lançamento de um novo CD, o qual chegará ao mercado através da gravadora Lua Music. Mas enquanto tal não acontece, os seus inúmeros fãs poderão matar a saudade com a coletânea dupla “Ângela Popular Brasileira” cujo repertório de vinte e oito faixas foi selecionado pelo crítico musical Mauro Ferreira dentre os vários fonogramas gravados pela Sapoti durante o período em que integrou o cast da extinta gravadora Copacabana. Imperdível!

* Já pode ser ouvida em algumas rádios mais antenadas a versão de estúdio feita por Daniela Mercury para a música “Iluminado” (de Vander Lee). Sairá como faixa bônus do CD “Canibália – Ritmos do Brasil”, registro ao vivo do show feito pela baiana na virada deste ano na Praia de Copacabana no Rio de Janeiro. Também disponível no formato DVD, o projeto chegará às lojas ainda em 2011.

* E para quem morre de saudades de Amelinha excelente intérprete do nosso cancioneiro que assolou as paradas de sucesso da década de oitenta do século passado com canções como “Frevo Mulher”, “Foi Deus Quem Fez Você” e “Gemedeira”, uma excelente notícia: seu novo CD (intitulado “Janelas do Brasil”) já está totalmente gravado e chegará às lojas, através da gravadora Joia Moderna, no próximo mês. No repertório composto por doze faixas, a cearense abre espaço para obras assinadas por Belchior (“Galos, Noites e Quintais”), Fagner (“Asa Partida”, parceria com Abel Silva), Ednardo (“Terral”), Amaro Penna (“Pra Seguir um Violeiro”) e Cátia de França (“Ponta do Seixas”), entre outros.

RUBENS LISBOA é compositor e cantor
Quaisquer críticas e/ou sugestões serão bem-vindas e poderão ser enviadas para o e-mail: rubens@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais