Musiqualidade

0

R E S E N H A

Cantor: DADO VILLA-LOBOS
CD: “O PASSO DO COLAPSO”
Gravadora: ROCKIT!

Dado Villa-Lobos, ex guitarrista da já lendária banda Legião Urbana, está lançando “O Passo do Colapso”, seu segundo CD solo gravado em estúdio, o qual se faz composto por uma dúzia de faixas, metade delas de sua autoria ao lado de parceiros (aí computando-se “Filho”, a boa versão que fez para tema de autoria de Scott Weilland e Victor Indrizzi).
Com a produção dividida entre ele, Kassin e Carlos Laufer, o álbum (que foi masterizado em New York) desce redondinho com uma bem utilizada pegada pop rock se diluindo em algumas passagens, o que faz com que venha a se aproximar, assim, da MPB. Como cantor, há de se considerar que a voz pouco extensa de Dado termina resultando útil ao que se propõe. Já como instrumentista, ele se mostra bastante eclético, alternando-se entre o baixo, a guitarra, o violão, a gaita, o sintetizador e programações.
A título de curiosidade, cabe ressaltar que Dado (que é sobrinho-neto do compositor Heitor Villa-Lobos) nasceu em Bruxelas e lançou, em 1993, junto com André Mueller (da Plebe Rude) a gravadora independente Rock it!, tendo também produzido trilhas para o cinema (é dele as dos filmes “O Homem do Ano” e “Bufo & Spallanzanni”).
O recém-lançado álbum traz alguns convidados especiais, dentre os quais Paula Toller, Arto Lindsay e Fausto Fawcett (em “Beleza Americana”, deste último em parceria com o já citado Laufer) e Mallu Magalhães (em “Quando a Casa Cai”, de Nenung, mentor do grupo gaúcho Os The Darma Lóvers, o qual também emplaca sozinho “O Homem que Calculava”). Dado conta ainda, nessa nova empreitada, com a presença do companheiro legionário Marcelo Bonfá, responsável pela bateria de “Brilho de Gente que Faz Brilhar” (de Beto Callado).
Da ficha técnica também fazem parte alguns dos mais requisitados músicos da atual cena musical nacional, caso de Stéphane San Juan (percussão), Christiaan Oyens (lapsteel), Fernando Catatau (guitarra), Cristina Braga (harpa), Alberto Continentino (baixo) e Marlon Sette (trombone).
Os destaques do repertório apresentado (que inclui o tema discursivo-instrumental “O Parto”, de Dado e Eduardo Galeano) ficam por conta, além da faixa-título (de Dado e Nenung), de “Colapso” (de Dado, China e Jr. Black), “Overdose Coração” (de Laufer e Fawcett, que conta, no coro, com o auxílio luxuoso de Toni Platão), “Tudo Bem” (de Marcelo Guimarães) e “Lucidez” (outra de Dado com Nenung e que conta com a intervenção vocal de Cecília Spyer e Lia Sabugosa). Esta faixa, inclusive, traz a afetiva participação de dois integrantes do grupo Os Paralamas do Sucesso (João Barone e Bi Ribeiro, respectivamente na bateria e no baixo), ambos presentes também em “Sobriedade”, mais uma parceria entre Dado e Nenung.
Um CD muito bem-vindo que denota o considerável amadurecimento musical de Dado e que, por assim ser, merece ser conhecido!

N O V I D A D E S

* A cantora paraense Leila Pinheiro é uma das maiores intérpretes do nosso cancioneiro. O músico carioca Nelson Faria é um dos expoentes da guitarra nacional. Juntos, eles gravaram o magnífico CD “Céu e Mar”, que, feito em 2010, foi lançado no ano passado na Europa pelo selo inglês Far Out Recordings. Agora, esse álbum, produzido por Marcus Fernando, finalmente chega ao Brasil através da gravadora Biscoito Fino. Trata-se certamente de um dos grandes lançamentos do ano e um dos títulos mais fortes da discografia de Leila que está cantando cada vez melhor, unindo (como poucas) técnica e emoção nas doses certas. Ela própria também uma ótima instrumentista (vez em quando se apresenta sozinha ao piano), é daquele tipo de intérprete que só grava o que sente e isso transparece, por exemplo, nos irretocáveis registros de “Embarcação” (de Francis Hime e Chico Buarque), “Cada Tempo em seu Lugar” (de Gilberto Gil) e “Bala com Bala” (de João Bosco e Aldir Blanc), três dos destaques de um repertório que alberga ainda belas parcerias de Tom Jobim com Marino Pinto (“Sucedeu Assim”), Ivan Lins com Vítor Martins (“Doce Presença”) e Guinga com Paulo César Pinheiro (“Bolero de Satã”). Realmente imperdível!

* O sanfoneiro Cezzinha gravou recentemente no Chevrolet Hall, em Recife (PE), o show que dará origem ao seu primeiro DVD. Intitulado “Um Romance de Novela”, o projeto conta com as participações das cantoras Alcione, Zélia Duncan e Elba Ramalho (sua ex mulher) e dos cantores Maciel Melo e Nando Cordel. Em tempo: Cezzinha está lançando este mês “Por que Tem que Ser Assim”, seu segundo CD.

* A cantora Marina Elali homenageia Luiz Gonzaga e Zé Dantas (seu avô) no CD “Duetos”, em breve nas lojas, o qual também estará disponível no formato DVD. O projeto conta com vários convidados especiais, a exemplo de Ivete Sangalo, Daniel Gonzaga, Quinteto Violado e Geraldo Azevedo. Entre os sucessos revisitados estão “Vem Morena”, “Noites Brasileiras”, “Vozes Da Seca”, “Acauã”, “Riacho do Navio”, “Cintura Fina” e “O Xote das Meninas”.

* O filme “Além da Escuridão – Star Trek” do diretor J. J. Abrams, já em exibição, traz, em sua trilha sonora, a canção “Flashback 92” gravada por Céu, a qual compôs a letra a partir de tema instrumental do compositor norte-americano Michael Giacchino. Em tempo: os versos da cantora serão ouvidos somente nas cópias brasileiras do filme.

* Através da gravadora EMI, o sambista Diogo Nogueira estará lançando o seu novo CD, o segundo feito em estúdio. Trata-se de “Mais Amor”, produto que deverá chegar às lojas ainda este mês e cujo repertório priorizará temas românticos e inéditos.

* Enquanto comemora o relançamento de três de seus mais famosos discos através da série “Tons” da gravadora Universal, o cantor e compositor Erasmo Carlos anuncia que já se encontra em estúdio gravando, sob a produção de Kassin, as canções que farão parte de seu novo álbum, o qual chegará ao mercado ainda este ano recheado de canções autorais inéditas.

* O famoso guitarrista mexicano Carlos Santana incluirá a canção “Saideira” (de Samuel Rosa e Rodrigo Leão), grande sucesso do grupo mineiro Skank, no CD que irá lançar no segundo semestre. Samuel participará dos vocais como convidado especial.

* Orlando Moraes, integrando o trio Rivière Noire (também formado pelo baixista francês Jean Lamoot e pelo guitarrista guadalupense Pascal Danae), está lançando o DVD ”Ao Vivo na Margem do Lago Norte” que tem como conceito a busca de conexões musicais entre África, América do Sul e Europa. O registro foi feito ao vivo e chega às lojas através da Coleção Canal Brasil.

* A ótima cantora Rita Beneditto (ex Rita Ribeiro) se uniu a Jussara Silveira e juntas estão gravando, sob a produção de Alê Siqueira e a direção artística de José Miguel Wisnik, um CD que chegará às lojas até o final deste ano. Paralelamente, ela também escolhe o repertório do seu novo e aguardado CD de inéditas, o qual se intitulará “Encanto”, mas que só deverá ser lançado no começo de 2014. Decerto virão coisas muito boas por aí!

RUBENS LISBOA é compositor e cantor.
Apresenta o quadro "Musiqualidade" dentro do programa "Canta Brasil”, veiculado pela Aperipê FM todas as sextas-feiras, às 10 horas.
Quaisquer críticas e/ou sugestões a este blog serão bem-vindas e poderão ser enviadas para o e-mail: rubens@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais