Não faça o que faço segue a lição de casa

0

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), que vive dizendo o que os outros devem ou não fazer, não segue a lição de casa. Agora mesmo, o juiz de Direito Raphael Silva Reis determinou que a corte de contas contrate em 30 dias os aprovados no último concurso público que realizou, sob pena de multa diária de R$ 1 mil. O TCE também está cumprindo o Termo de Ajustamento de Conduta firmado com o Ministério Público estadual para reduzir o elevado número de cargos comissionados e devolver servidores cedidos. Seria até interessante que, em seus pareceres, os conselheiros incluíssem o “faça o que digo, não faça o que faço”. Admitamos, quem não faz o dever de casa não tem muita moral para cobrar aos outros respeito à legislação.

Posse

O experiente promotor de Justiça Augusto César Lobão foi empossado ontem na Curadoria do Controle Externo da Atividade Policial. Bastante concorrido, o ato de posse foi presidido pelo procurador geral de Justiça, Orlando Roachadel. Segundo ele, pesaram na escolha o farto conhecimento jurídico e o bom trânsito que César Lobão tem nos organismos policiais.

TJ explica

Em nota o Tribunal de Justiça de Sergipe desmentiu que a desembargadora Suzana Maria Carvalho Oliveira tem duas filhas ocupando cargos em comissão naquele Poder. A denúncia mentirosa foi feita ontem pelo radialista Gilmar Carvalho na rádio Ilha/FM. Segundo a nota oficial, as filhas da desembargadora são servidoras concursadas do Tribunal.

Mentiu

O radialista Gilmar Carvalho mentiu ao alardear que Luciana Valadares tem cargo comissionado no gabinete da desembargadora Suzana Carvalho. Em nota, o senador explica que a filha Luciana é servidora concursada do Tribunal de Justiça há 12 anos. Com a mentira, Gilmar tentou macular a honra da desembargadora, que suspendeu a escolha da deputada Susana Azevedo (PSC) como conselheira do Tribunal de Contas do Estado. Coisa feia, sô!

Beneficiado

E quem deve estar gostando da briga entre Susana Azevedo e Belivaldo Chagas pela vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado é o auditor Rafael Fonseca. Servidor concursado do TCE, ele está atuando como conselheiro substituto da corte de contas desde a aposentadoria de Izabel Nabuco D´Ávila, em março deste ano.

Recursos

A Assembleia vai recorrer contra a liminar suspendendo a eleição de Susana Azevedo para o TCE. Pelo menos foi o que garantiu ontem a presidente do Legislativo, deputada Angélica Guimarães (PSC). Ela revelou que tudo foi feito em conformidade com as Constituições Federal e Estadual, e o Regimento Interno da Casa. Não é assim que pensa a autora da liminar, desembargadora Suzana Carvalho.

Lançamento

Os escritores João Paulo Araújo de Carvalho, Luís Carlos de Jesus e Manoel Messias Moura estão convidando para o coquetel de lançamento do livro ‘Memória, Patrimônio e Identidade’. Será às 20h do próximo dia 13, no restaurante "Rota do Cangaço", em Nossa Senhora das Dores. Prestigiem!

Plebiscito

Acusado na campanha eleitoral de querer dividir Aracaju, o vice-prefeito eleito José Carlos Machado (PSDB) quer resolver o problema da Zona de Expansão da capital. Acompanhado por um grupo de moradores da área, Machado entregou à Assembleia um abaixo-assinado propondo uma ação popular para a realização de um plebiscito visando definir se a Zona de Expansão pertence a Aracaju ou São Cristóvão.

De volta

O prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) reassumiu ontem o comando administrativo de Aracaju após ter ficado uma semana ausente para descansar. Substituto do comunista, o presidente da Câmara de Vereadores, Emmanuel Nascimento (PT), agradeceu aos servidores que o ajudaram a tocar a Prefeitura no período da interinidade.

Selo especial

Os Correios lançam hoje uma edição especial de selos com a imagem do Parque Memorial dos Palmares, considerado a maior referência africana das Américas. O lançamento faz parte das comemorações do Dia da Consciência Negra. Com tiragem de 300 mil exemplares, os selos terão valor de R$ 1,20 cada. Três mil cartões com a ilustração também serão emitidos. As peças podem ser compradas até 31 de dezembro de 2015.

Do baú político

Os líderes políticos do PSD e do PTB nunca engoliram a derrota nas eleições governamentais de 1954, vencidas pelo udenista Leandro Maciel. Em seu livro ‘Júlio Leite, o chefe invisível’, o jornalista Ricardo Leite revela que várias urnas foram trazidas do sertão da Bahia e trocadas nas seções. Antes eram emprenhadas com votos de Leandro. A coisa chegou a tal ponto que uma das urnas foi esquecida num jipe de um udenista. Revoltados, os políticos do PSD e PTB recorreram à Justiça contra as fraudes.  Em seu jornal Folha Trabalhista, de Estância, os petebistas denunciaram que na eleição votaram mais de 100 defuntos. Apesar das queixas dos derrotados, Leandro tomou posse, cumpriu o mandato e, no pleito seguinte, venceu novamente com a eleição de Luiz Garcia para o governador.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais