NÃO OLHAM PRO UMBIGO

0

Costumo sempre dizer que nada nem ninguém é perfeito. O que é uma velha – e sábia – máxima popular. E em se tratando de governos – federal, estaduais e municipais – aí então não paira dúvida: algumas ações funcionam; outras são verdadeiros desastres. Erros e acertos fazem parte de qualquer administração. Até porque governantes são falíveis como qualquer ser humano (inclusive morrem, sabia?).

Em Sergipe, por exemplo, houve casos e mais casos de coisas que deram certo ao longo dos diversos governos que por aqui passaram, como também podemos enumerar um leque de ações desastrosas. O  que não podemos admitir é que se diga que o governante A, B ou C nada produziu de benéfico para Sergipe.

Lembro-me bem das críticas infundadas disparadas contra o então governador Antônio Carlos Valadares. Ao término de seu governo, em março de 1991, parecia que o mundo tinha acabado. Os seus atuais companheiros petistas – baluartes da oposição à época – não lhe deram folga. Mas não foi bem assim. Valadares foi o governador que, num único período de 4 anos, construiu mais habitações populares em Sergipe (tive acesso aos números da Cehop). Realizou um grande trabalho de eletrificação rural com recursos do próprio Tesouro e priorizou o saneamento básico em pequenas comunidades. Mas a turma da oposição, os coleguinhas de hoje, não estavam nem aí para os acertos do governo. Preferiam criticar o fracasso das ZPE (Zonas de Processamento de Exportação), do Pólo Cloroquímico, enfim.

Sobre o Governo Albano Franco, de recente memória, dá até dó comentar o que diziam os petistas. Eram implacáveis. Ao ponto de, hoje, terem a pretensão de dizer que querem limpar a imagem do ex-governador, caso ele suba no palanque de Marcelo Déda, em 3 de outubro próximo.

Com João Alves não poderia ser diferente. São críticas multiplicadas por três. Isso mesmo. Depois de três governos (12 anos no poder), natural seria que o número de erros e acertos de João fosse o maior de todos. Até porque o atual governador é um daqueles homens públicos que vivem tentando acertar… E ao tentar também erram. Mas a “oposição” não dá trégua… nem olha para o próprio umbigo.

Veja você, caro leitor, se tem fundamento dizer que o presidente Lula da Silva é um completo incompetente só porque não sabe absolutamente nada do que está acontecendo nos bastidores de seu governo. Ou, no caso tupiniquim, que o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, tem sido incompetente para tocar as obras de sua administração só porque caiu o terminal da Zona Oeste e as obras da Coroa do Meio levaram um século para ficarem prontas. Mas ficaram, não foi mesmo? É o que importa.

De nada adianta, portanto, essa pequenez de certos políticos sergipanos ao criticar governos e governantes só para fazer oposição. Mais vale é tentar acertar trabalhando do que, por exemplo, ficar em Brasília impedindo a liberação de verbas importantes para o desenvolvimento de Sergipe.

 

 


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários