O ano se vai

0

E este vai se retirando como um dos piores da história. De setembro para cá o assunto de todas as rodas é mesmo a crise no sistema financeiro. “Nada para assustar” falaram os políticos das bandas de cá. Tolo engano. Tem que se preocupar sim, pois embora o olho do furação esteja fora do Brasil, aqui tem uma forte ventania.

 

Muitos projetos na área de TI sentiram o impacto e vários investimentos foram freados esperando por dias mais tranquilos. Os únicos projetos que não sentiram o golpe foram aqueles que melhoravam significativamente os processos ou que traziam um ROI (retorno do investimento) elevado, como virtualização e CRM. Projetos menos críticos foram para a gaveta de onde só sairão quando passar a turbulência. Ruim para nós da área de TI, pois reduz a quantidade de oportunidades disponíveis.

 

Entretanto, um fato que vale a pena pensar é a quantidade de demissões da área de TI pelo mundo fundo afora enquanto que por aqui falta gente qualificada em quase todas as áreas. Não seria o caso de importar uma parcela desse pessoal para cá? O Brasil gasta muito para formar Mestres e Doutores e uma boa parte deles acaba saindo do país. Que tal fazer exatamente o contrário? Trazer gente especializada que não custará um centavo em educação. Pode ser uma boa saída desde que aceitem salários significativamente menores, mas sabendo que o custo de vida também é mais baixo.

 

Além da crise, este ano trás más recordações como a derrota do Felipe Massa por apenas um ponto na Fórmula 1 e do Flamengo ficar de fora da Libertadores depois de passar um bom tempo na liderança do campeonato.

 

Vai-te embora 2008!!!

 

 

Nintendo Wii

Poucos meses depois de lançar o Nintendo Wii li algumas reportagens que falavam dos benefícios que ele estava trazendo pelo fato de usar movimentos reais para jogar. Semana passada li uma reportagem que dizia que médicos britânicos estavam preocupados com lesões causadas pelo excesso de jogo. Eles até batizaram o diagnóstico de wii knee (algo como lesão do wii) e é causado principalmente para aqueles jogadores sem preparo adequado. Nem tudo são flores no mundo dos games.


Quem estará em alta em 2009?

Um estudo da consultoria Robert Halt de Recursos Humanos mostra quais serão os empregos mais procurados em 2009, segundo os CIOs. E o mar está mesmo para a infra-estrutura: 70% dos executivos entrevistados citou administrador de redes, 69% administração de Windows Server, 69% para a área de suporte a desktop, em quarto lugar aparece gerente de banco de dados com 58% e logo após vem gerente de redes sem fio e Telecom com 47%. Lá no fim da fila vem webmaster e webdesigners com 42%, profissionais de Business Inteligence aparecem com 33%, virtualização tem 32% e por fim desenvolvedores .NET e implementadores CRM aparecem com 22%.


Projeto Sergipe Digital

Depois do anúncio do Projeto Sergipe Digital no ano passado não soube mais nada como está o andamento do mesmo. Espero que em 2009 ele saia do papel.

 

Sistema Operacional do Google! De novo? (por Hugo Doria)
Que o Google pretende dominar o mundo, todo mundo sabe. Suas aplicações estão cada vez mais presentes no nosso dia-a-dia e vão desde o  sistema de busca, até o ótimo Google Maps. Isso sem esquecer do Orkut, YouTube, Reader, Agenda, Picasa (Fotos) e muitos outros. Além disso, o Google tem levado para a web alguns softwares que usamos comumente no desktop. Um bom exemplo disso é o Google Docs, uma espécie de “Office” online.

O Google fez tantas aplicações diferentes que há algum tempo suspeitou-se que ele estava criando seu próprio Sistema Operacional. Na época tudo não passou de um mero boato e agora, que parecia que todos tinham esquecido da história, ele voltou. Dessa vez parece que existem evidências mais fortes, pois se descobriu que um terço dos funcionários do Google não rodam nenhum Sistema Operacional conhecido (nada de Windows, Mac ou Linux). Isso bastou para que novas especulações surgissem na internet. Alguns dizem que é um S.O. próprio, outros que é uma versão diferente do Android (S.O. para celulares do Google) e outros ainda que é um Ubuntu Linux customizado (Goobuntu).

Eu não acho que esta descoberta seja suficiente para começar a torcer por esse novo sistema operacional, já que praticamente todos os navegadores web atuais têm a capacidade de “mascarar” sua identidade e a do sistema operacional que você usa. E você, o que acha? Será que isso tudo é verdade? Melhor ainda, você acha que se este S.O. surgir ele terá capacidade para competir com o Windows, Mac e Linux?

 

Feliz Ano Novo para todos!!!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários