O CAVIAR DE JOÃO ALVES

0

Como em tudo nessa vida, há quem goste e também quem não goste de caviar. Eu, particularmente, considero-me tão “chumbrega” quanto o nosso governador e, portanto,  sou daqueles que odeiam essa iguaria considerada divina por muitos empresários e políticos – daqui mesmo de Sergipe – que, ao chegarem no restaurante Piantela, em Brasília, fazem questão de se deliciar com as mundialmente famosas ovas de esturjão (peixe considerado em extinção por conta da pesca predatória), a preços nada módicos.

 

O exemplo acima também vale circunstancialmente para a política, repleta de idiossincrasias, a depender dos interesses em jogo a cada eleição. Há políticos que agradam a alguns e, ao mesmo tempo, desagradam a outros. Tudo, repito, na dependência dos interesses maiores que estejam em jogo em determinado pleito.

 

O senador Almeida Lima, por exemplo, é o típico político que ora agrada; ora desagrada. Depois de uma excelente e curta gestão como prefeito de Aracaju, Almeida Lima tem sido degustado, ao longo dos últimos anos, de acordo com interesses de ocasião. Amargou traições e derrotas, viu-se finalmente eleito senador. Mas acalenta, como todo bom ex-prefeito da capital (Aracaju tem tido uma boa seqüência deles), o sonho de retornar ao Executivo. E já se prepara para tal com entusiasmo.

 

Ainda há poucos dias, Almeida comemorava silenciosamente (desculpe-me o paradoxo) o primeiro sinal de que poderá chegar em 2008 como candidato a prefeito com chances efetivas de vitória. Ele conversou demoradamente com o ex-governador João Alves Filho e saiu desse encontro preparado emocionalmente para ser o candidato dele, João, nas próximas eleições.

 

Portanto, não se surpreenda, caro leitor, quando sustentarmos aqui que João Alves não será, em hipótese alguma, candidato a prefeito de Aracaju. Não é tese. É mera constatação de seu perfil psicológico. O ex-governador, com a sua perene mania de grandeza, mesmo sabendo das possibilidades de vitória diante de qualquer opositor em 2008, não quer nem saber do aperitivo municipal que está por vir. Ele só pensa em 2010.

 

Assim, mais uma vez, aumentam as chances de o senador Almeida Lima tornar-se o caviar oferecido por João aos eleitores da capital, no próximo embate.

 

E como todo bom caviar, haverá os que gostam e os que não gostam.

 

 

 

****  NESTA QUINTA-FEIRA, ESTRÉIA, NA RÁDIO JOVEM PAN FM,  *****

 ********* O JORNAL DA MANHÃ, EDIÇÃO LOCAL, ÀS 7:00 h *********

 

 

 


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários